Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Mais um golpe contra a EBC: governo Temer demite Paulo Moreira Leite e institucionaliza a censura

Por Miguel do Rosário

26 de maio de 2016 : 09h52

Foto: Mídia NINJA

EBC suspende contrato de Paulo Moreira Leite e desconvida senadora para entrevista

No Portal Imprensa

A EBC decidiu suspender o contrato com o jornalista Paulo Moreira Leite, que estava à frente do programa “Espaço Público”, na TV Brasil. A empresa justificou a medida como uma “necessidade de contingenciamento” da atual gestão.

Segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, com a medida, a senadora Vanessa Grazziotin (PC do B-AM) foi desconvidada pela emissora para participar da atração comandada pelo apresentador.

“Me disseram que o apresentador foi suspenso e que não faria o programa. Eu pensei: ‘E será que outro profissional não pode me entrevistar?'”, questionou a parlamentar, uma das maiores críticas do impeachment de Dilma Rousseff.

Na última terça-feira (24/5), no lugar da conversa com a senadora, o canal exibiu, às 23h, uma entrevista já gravada com a geneticista carioca Lygia da Veiga Pereira.

Há uma semana, o presidente interino Michel Temer exonerou o jornalista Ricardo Melo do cargo de diretor-geral da EBC e empossou Laerte Rimoli, ligado a Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Desde que ele assumiu o cargo, outros contratos foram desfeitos, como o do jornalista Sidney Rezende.

********************************************************************************************

O deputado federal Jean Wyllys comentou, em seu Facebook, o novo golpe de Temer contra a EBC:

Mais um ato de censura e autoritarismo do governo ilegítimo de Michel Temer: depois da intervenção ilegal que afastou as autoridades da EBC na Rede e as substituiu por aliados de Cunha, a empresa pública decidiu suspender o contrato com o jornalista Paulo Moreira Leite, que conduzia o programa “Espaço Público”, na TV Brasil. A empresa justificou a medida como uma “necessidade de contingenciamento”, mas nós sabemos que isso é mentira: foi um ataque à liberdade de imprensa e um ato de censura que visa submeter os meios de comunicação do Estado ao governo golpista. A minha entrevista ao vivo, realizada na última semana, talvez tenha sido a última a prezar pela pluralidade de conteúdo e idéias antes dos golpistas usurpasem também a televisão pública: https://www.youtube.com/watch?v=ysaC64chac0

A primeira consequência da demissão de Moreira Leite foi o cancelamento da entrevista já programada que ele faria com a senadora do PCdoB Vanessa Grazziotin, que foi desconvidada pela emissora.

“Me disseram que o apresentador foi suspenso e que não faria o programa. Eu pensei: ‘E será que outro profissional não pode me entrevistar?'”, ela disse ao Portal da Imprensa. Mas não, a intenção era mesmo cancelar a entrevista.

Tempos cada vez mais sombrios que devemos enfrentar em defesa da democracia!

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Maria Thereza G. de Freitas

26 de maio de 2016 às 15h26

agora a ebc entrevistará eduardo cunha, dia sim e outro também e sub celebridades a granel

Responder

Marcia

26 de maio de 2016 às 14h32

Estou indignada com isso. Estado de exceção!

Responder

Marcia

26 de maio de 2016 às 14h30

Se isso não é golpe, é o que então? Culpa do STF!

Responder

maria nadiê rodrigues

26 de maio de 2016 às 11h11

Li no 247 que Vanessa Grazziotin teria uma entrevista marcada no programa das quartas de Paulo Markum. Este lhe dissera, quando ela se encontrava pronta para se apresentar que sua entrevista não mais seria possível por ordem da chefia, ou coisa que o valha. Por isso, ontem fui ver quem seria o entrevistado, e era um médico, com jornalistas da Globo, e da Folha, e sem mais a presença antes constante de Tereza Cruvinel, que também recebeu o cartão vermelho.
Agora estou na dúvida quanto quem entrevistaria Vanessa.
De qualquer maneira, o que se tem notícia é muito pior, porque não são apenas os grandes jornalistas que faziam parte da TV Brasil a sofrerem retaliações do Governo. Sabe-se que muitos funcionários também já dançaram, perdendo seus cargos comissionados, etc.
Estou vendo, por exemplo, que os âncoras do jornal da noite devem ter sido afastados, porque agora vemos o casal que antes serviam como substitutos deles.
Uma lástima vermos esse quadro tão semelhante aos tempos ditatoriais, com perseguições, revanchismos, e brutalidades conta trabalhadores.

Responder

Roberta Vilarejo

26 de maio de 2016 às 10h46

Esse michê é mesmo um m*rd*. Um covarde manobrado pelo rabo. É uma vergonha até para o restante da corja.

Responder

Deixe um comentário