Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Analistas chilenos denunciam, em programa de TV, o golpe de Estado no Brasil

Por Miguel do Rosário

18 de junho de 2016 : 13h31

Hispan TV, canal produzido em Madrid, Espanha, apresentou há alguns dias uma edição do programa Continentes, que aborda os “golpes de Estado institucionais” que vem ocorrendo na América Latina.

O apresentador, Alejandro Kirck, chileno de Santiago, conversou com Lucia Darmet, socióloga da Universidade de Chile, e com Francisca Quiroga, analista internacional e diretora do site El Desconcierto.

O Cafezinho destaca um trecho que traz a intervenção dura, emocionada, de Quiroga, sobre a situação política no Brasil, denunciando o golpe de Estado, que ela opina que sequer pode ser chamado de “brando”, mas sim é um golpe brutal contra a democracia. E como tal deve ser condenado, diz ela.

(Eu já sugeri a Brigada Herzog que fizesse a legenda desse vídeo. Assim que ficar pronta, eu divulgo aqui nesse mesmo post, substituindo pelo vídeo acima).

***

E abaixo o programa completo:

***

Uma informação interessante. O Hispan TV é um canal financiado pelo Irã, filmado inteiramente em espanhol, em estúdios situados em Madrid, e que tem se caracterizado por programas de caráter progressista.

A principal liderança do Podemos, Pablo Iglesias, é apresentador de um programa no canal, o Fort Apache. A direita espanhola tenta usar as críticas ao Irã para restringir o programa, mas o mesmo tem sido fortemente defendido pela esquerda espanhola.

É impressionante como nós, brasileiros, estamos oprimidos midiaticamente. Para saber a opinião de influentes intelectuais latino-americanos sobre o golpe no Brasil temos que assistir a um canal patrocinado pelo Irã, exibido em canal espanhol e apresentado por chileno.

Quando a Globo ou qualquer canal aberto no Brasil dará espaço, num programa de entrevistas, para que cientistas sociais ou políticos e analistas internacionais, de orientação progressista, falem sobre a nossa conjuntura nacional?

Nunca.

E a esta altura são os próprios intelectuais progressistas que não querem mais participar de nada na Globo, porque já entenderam que ela é, mais uma vez, o núcleo de uma conspiração golpista que vitimou, pela segunda vez no espaço de uma geração, a nossa democracia.

Até a Fox – ridicularizada nos EUA por causa de seu radicalismo à direita – oferece mais contrapontos do que a mídia brasileira. Típico da Fox, por exemplo, seria mostrar um debate entre Olavo de Carvalho e Emir Sader. A Globo, não. A Globo – e outros canais, que eu considero apêndices da Globo – traz apenas a direita. Não há debate. Em se tratando do golpe, então, a ditadura é absoluta.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Raimundo Nonato de Castro

20 de junho de 2016 às 10h09

Vergonho golpe contra os ganhos sociais da classe baixa que a classe dos riquinhos não suportam.

Responder

cantao44

20 de junho de 2016 às 08h19

Qual seria o interesse do Irã, um estado que NÃO é laico, que oprime e mata homossexuais, ciganos, judeus, AS MULHERES, e, em especial, os Cristãos, em patrocinar um canal espanhol “progressista”? Afinal, quem está do lado certo, o canal espanhol ou o estado totalitário do Irã? Ou os dois são irmãos siameses?

Responder

    migueldorosario

    20 de junho de 2016 às 19h01

    Cantao, há espaços de contradição em toda parte. Os EUA também patrocina golpes no mundo inteiro, mas tem bolsões de democracia, e assim no mundo inteiro.

    Responder

      cantao44

      20 de junho de 2016 às 19h08

      Eu nao falei de EUA, eu perguntei sobre o Irã patrocinar um canal de TV espanhol. Qual a ligação, quais interesses existem em culturas tão diferentes e antagônicas? Um canal “progressista” receber patrocinio do Irã? Desvulpe-me, mas não casa….tem algo errado.

      Responder

Marivane

19 de junho de 2016 às 18h37

GOLPE de ESTADO é uma unanimidade

Responder

Luiz

18 de junho de 2016 às 16h28

….e a rede golpe leva $500 milhoes, sem contar os $600 que ja deve ao governo…assim como a veja, o estadao agora contra com o patrocinio do governo Traira…
nao brinca com numeros que vc. vai se queimar…

Responder

Lucas Mariano da Silva

18 de junho de 2016 às 16h13

O Presidente Michel Temer suspende patrocínio de R$ 11 milhões para blogs político
O campeão de patrocínio federal, sob a gestão da presidente afastada, Dilma Rousseff, era o site Brasil 247, idealizado pelo jornalista
Leonardo Attuch, cuja previsão de patrocínio para este ano somava R$ 2,1
milhões. Dezenove sites recebiam patrocínio do Banco do Brasil, Caixa
Econômica Federal, Petrobras, Ministério da Justiça, Ministério da
Previdência Social, Ministério da
Educação e Ministério da Saúde.
Já o jornalista Luis Nassif, idealizador do site GGN, receberia até o fim
do ano R$ 1,15 milhão. Em terceiro lugar estava o Diário do Centro do
Mundo (DCM), dirigido pelo jornalista Paulo Nogueira, com previsão de
receber R$ 1,11 milhão este ano. Também recebiam patrocínios de estatais
e ministérios os sites Conversa Afiada, Carta Maior, Esmael Morais, O
Cafezinho, Opera Mundi, Viomundo, Pragmatismo Político, Revista Forum,
Sul 21, Carta Capital e Sidney Rezende.

Responder

    Dilmar Miranda

    18 de junho de 2016 às 23h19

    Qual o montante das organizações globo, revista veja?

    Responder

      Brother Tzu

      20 de junho de 2016 às 14h30

      Muito Boa..!.. As Verbas Federais injetadas no PiG durante os Governos do PT somam 6 Bilhões de Reais… Foi o Tiro no Pé do PT… Esperamos que isso mude após o retorno da Presidenta Dilma..!.. LULA 2018..!

      Responder

Deixe um comentário