Haddad e Dilma em Belo Horizonte

Brasil já é um protetorado norte-americano

Por Miguel do Rosário

28 de março de 2017 : 10h27

A notícia de que o governo Temer acaba de fechar um acordo de cooperação militar com o Pentágono, obviamente importante, foi tratada com estranho desinteresse pela imprensa brasileira. Só encontrei uma nota, que reproduzo ao final do post, na revista Exame, inteiramente chupada da Agência Brasil.

A Bloomberg americana deu uma nota, trazendo algumas informações adicionais. O secretário nacional de Produtos de Defesa, Flavio Basilia, informa, por exemplo, que outros “dois acordos militares estão sendo discutidos, e podem pavimentar o caminho para o uso, pelos Estados Unidos, da base de lançamento de foguetes de Alcântara”. A Bloomberg fala ainda que o acordo é um sinal de “virada” da política externa do Brasil.

É fácil imaginar um acordo “tecnológico” entre Brasil e EUA. O Brasil abre todos os seus segredos aos americanos, em troca de miçanguinhas tecnológicas. A indisposição do Pentágono em partilhar qualquer segredo tecnológico é amplamente conhecida de qualquer especialista militar.

Numa outra frente de dominação colonial sobre o Brasil, o governo Trump, cuja administração foi inteiramente tomada por lobistas de empreiteiras americanas, agora tem funcionários dentro da Odebrecht e outro na Embraer, exercendo funções de “monitoramento” e “controle”.

A Lava Jato, por sua vez, ajudou executivos de empreiteiras brasileiras e ex-funcionários da Petrobrás, acusados de corrupção, a fecharem acordos de delação premiada com o governo americano. O alto escalão da Procuradoria Geral da República andou viajando para os Estados Unidos, com dinheiro do contribuinte brasileiro, para entregar informações sensíveis da Petrobrás e de empresas brasileiras, a autoridades do Departamento de Justiça do governo americano.

As autoridades brasileiras cumpriam um “acordo” informal, não discutido pelo congresso nem autorizado pelo ministério da Justiça (ilegais, portanto), no qual o Brasil entregava segredos de suas empresas e os EUA entregavam… nada.

Existe uma expressão chula para designar esse tipo de acordo…

Em qualquer outro país do mundo, os responsáveis pela Lava Jato já teriam sido presos há muito tempo, por conspiração, traição, crime de lesa-pátria, espionagem para potência estrangeira.

É tudo muito grotesco, porque, enquanto o governo americano controla todos esses acordos, segundo seus interesses políticos e econômicos, os representantes brasileiros são membros do Ministério Público Federal, sem nenhum compromisso com os interesses políticos e econômicos do Brasil.

A operação “Carne Fraca”, liderada pelo mesmo núcleo da PF responsável pela Lava Jato, fez as exportações brasileiras de carne desabarem, e abriu espaço para os frigoríficos norte-americanos, inclusive no mercado brasileiro. Os primeiros lotes de carnes norte-americanas começaram a chegar ao Brasil nas últimas semanas. Ao que parece, o Tio Sam não quer concorrência no mercado mundial de carne. O Brasil, cuja indústria sempre foi boicotada pelo imperialismo, também não poderá se tornar grande player da agroindústria: deve restringir suas ambições a exportar minério de ferro e soja em grão. Ao contrário do ferro e da soja, a carne tem um preço agregado muito alto, e, portanto, é importante para a balança comercial norte-americana.

Os acordos com o Brics e a China, que poderiam trazer dezenas de bilhões de dólares para o nosso país, em forma de obras de infra-estrutura, foram todos paralisados.

Os EUA não oferecem um dólar para o Brasil investir em infra-estrutura, ao passo que a China esteve aqui, há dois anos, nos oferecendo mais de 60 bilhões de dólares para construírmos a ferrovia  transoceânica, ligando o Atlântico ao Pacífico, e que resultaria na geração de milhões de empregos no Brasil, e dinamização de nossas exportações. A mídia brasileira sabotou o tema, e o governo Dilma, paralisado e amordaçado pela Lava Jato, não conseguiu levar o acordo adiante.

O Almirante Othon Ribeiro, que inventou a nossa centrífuga nuclear, um modelo revolucionário de baixo custo, foi condenado pela sub-Lava Jato fluminense a 43 anos de prisão. A Aeronáutica prepara uma cerimônia de humilhação, na qual ele terá sua patente retirada e pisoteada por outro oficial, em público, diante de centenas de militares.

Ao mesmo tempo, Luciano Huck, que nunca fez nada pela defesa nacional, ganhou em 2013 uma medalha da Aeronática, e, em abril deste ano, irá receber a Medalha de Ordem do Mérito Militar, a maior comenda do Exército brasileiro.

Que país é esse que tortura e encarcera o militar que mais contribuiu para o país, o nosso maior heroi, e enche de medalhas um apresentador fútil e milionário?

Não é um país, é uma colônia subserviente, vítima de um golpe de Estado, o maior protetorado que os EUA já sonhou em possuir.

***

Brasil e EUA firmam convênio para desenvolver projetos de Defesa

O acordo permitirá que os países desenvolvam projetos tecnológicos em parceria na área, dinamizando a cooperação bilateral

Na Agência Brasil (reproduzido na Exame)

Após mais de seis anos de negociações e ajustes, o Ministério da Defesa do Brasil e o Departamento de Defesa dos Estados Unidos concluíram ontem (22) a assinatura de um convênio para a troca de informações em pesquisa e desenvolvimento no setor.

O acordo permitirá aos dois países desenvolverem projetos tecnológicos em parceria na área da defesa, dinamizando a cooperação bilateral.

Segundo o secretário nacional de Produtos de Defesa, Flávio Augusto Basílio, o convênio é um importante passo para reaproximar Brasil e EUA.

“Esse acordo é um marco institucional importante, pois abre a possibilidade dos dois países voltarem a cooperar nas áreas de ciência e tecnologia, de forma a termos um produto binacional. Sem essa formalização, os norte-americanos não trocariam informações ou cooperação técnica. Com o acordo, os Estados Unidos estão afirmando que o Brasil é parceiro estratégico e que a relação Brasil-EUA será de desenvolvimento conjunto, e não só de compra e venda”, afirmou o secretário a Agência Brasil.

Longa negociação

O chamado Acordo Mestre de Troca de Informações (Miea, na sigla em inglês) é fruto de longo período de negociações entre as autoridades militares dos dois países – que já haviam acertado dois acordos bilaterais nas áreas de defesa e de proteção de informações militares sigilosas.

As negociações ficaram travadas em 2013, depois que o ex-analista de sistemas da Agência Nacional de Segurança dos EUA, Edward Snowden, revelar que os Estados Unidos espionavam líderes políticos e empresariais em diversos países, inclusive no Brasil. Onde, segundo ele, até e-mails da ex-presidente Dilma Rousseff teriam sido monitorados.

Em julho de 2015, no entanto, o Congresso brasileiro promulgou o Acordo Bilateral sobre Cooperação em Matéria de Defesa e o Acordo Sobre Proteção de Informações Militares Sigilosas, que o Miea vem chancelar.

O primeiro acordo prevê a realização de treinamentos conjuntos, cursos e estágios, além de facilitar as negociações comerciais de equipamentos e armamentos.

Já o segundo cria um quadro jurídico para a troca de informações militares sigilosas de maneira segura, evitando o repasse de informações confidenciais para terceiros.

Conforme com o secretário Basílio, o convênio assinado ontem efetiva os dois acordos anteriores e pode resultar no desenvolvimento de equipamentos aeronáuticos, navais e outros, além da parceria para pesquisa básica.

“Guarda-chuva”

“O acordo abre como que um guarda-chuva que nos permite identificar os nichos, os setores e os produtos. Sem este marco institucional, não haveria nenhuma conversa neste sentido”, acrescentou Basílio, explicando que questões como o treinamento de pessoal e o intercâmbio de engenheiros dos dois países ainda serão mais detalhadas em novos acordos que serão assinados em breve.

“Ainda faltam alguns acordos para chegarmos ao objetivo final, que é o desenvolvimento de um produto binacional. Precisamos criar uma base sólida para darmos esse passo. A troca de informações já acordada é um passo significativo para o campo da cooperação científica e tecnológica”, concluiu o secretário, ponderando que o Brasil só tem a ganhar com o estreitamento do contato com os Estados Unidos.

Em outubro de 2016, após se reunir com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, durante a Conferência dos Ministros da Defesa das Américas, o então secretário de Defesa norte-americano, Ash Carter, manifestou seu apoio às propostas de cooperação entre o Brasil e os EUA.

Na ocasião, Carter elogiou as contribuições do Brasil para as operações de manutenção da paz na África e em várias partes do mundo, como o Haiti, e conversou com Jungmann sobre as formas com que os Estados Unidos e o Brasil podem colaborar em questões regionais.

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

63 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Americano

10 de novembro de 2017 às 17h16

{ Mensagem do Dia }

Às vezes, pensamos em desistir de algo que queremos por essas coisas serem cheias de obstáculos, mas a vida é feita de superações e conquistas. No meio de cada conquista vêm as decepções, as brigas, os problemas, as dores e o sofrimento, mas é necessário passar por todos esses obstáculos. Seja forte e enfrente seus problemas, abandoná-los não vai resolver nada.

Responder

Anônimo

12 de julho de 2017 às 20h37

Esse miserável temer poderia sofrer um AVC pra ficar afastado da presidência. Por que ele só quer prejudicar os pobres agente já ganha uma miséria de salário ainda quer dividir as férias em três vezes Onde já se viu isso meu deus. Só mesmo no Brasil

Responder

Patricia Alves

29 de março de 2017 às 15h50

Muito bom artigo!!!

Responder

José Roberto Muniz

29 de março de 2017 às 14h14

Que orgulho! Já pensou se nós fossemos um protetorado da Rússia ou China???

Responder

Anônimo

29 de março de 2017 às 00h18

Cambada de traidores
Aos irmãos do norte propomos que não façam isto.
Eles não nos representam e somos contra

Responder

Tá tudo dominado

29 de março de 2017 às 00h11

O que está acontecendo no Brasil é reflexo da geopolitica da ordem mundial da nova “guerra fria”, ou seja, uma ofensiva para renquadramento e “domesticação” do país aos interesses das forças e da diplomacia da grupo de nações do pacto da OTAN, cujo objetivo é o acossamento da Rússia e China, e seus aliados, visando a governança planetária a partir de um centro de decisão no Ocidente.

Responder

hb cwb

28 de março de 2017 às 22h59

O golpe foi para isso:
Tornar esta grande NAÇÃO um país destruído, insignificante, subserviente, dependente, coadjuvante e sem qualquer protagonismo no cenário internacional, um fornecedor de matérias primas, um provedor de força de trabalho barata e desqualificada, um grande mercado interno carente de serviços básicos para as privadas lucrarem indecentemente.
Um brazil para as privadas e elites.

É incompreensível como ainda não surgiram pedidos por parte de autoridades civis e militares solicitando o afastamento e prisão do juiz Moro, do Temer e seus capangas golpistas por alta traição a Pátria.

Responder

Sergio Jr S Fachin

29 de março de 2017 às 01h46

Brasil e Porto Rico

Responder

Daniel Rocha

29 de março de 2017 às 00h30

Agora sim perdemos de vez a Amazônia legal aplauso para a República federativa dos bananas e o lema da bandeira deveria ser DESORDEM e REGRESSO pais deveria se chamar ALI BABÁ e seus muitos ladrões pois aja ladrões e o hino nacional SE GRITAR PEGA LADRÃO NÃO FICA UM MEU IRMÃO , putz .

Responder

Roberto Neiva

28 de março de 2017 às 23h22

Já foi puxadinho de Cuba?……perguntar não ofende.

Responder

Walison Alvim

28 de março de 2017 às 23h01

É isso só em 6 meses

Responder

Ricardo S Franchini

28 de março de 2017 às 22h04

Pra comemorar o Brasil como protetorado a Globo faz uma novela com D.Pedro I, aquele da independência, como um palhaço. Matando o nacionalismo.

Responder

Carlos Medeiros

28 de março de 2017 às 18h47

O Brasil sempre esteve na coleira estadunidense, com ou sem Lula. Enquanto que países continentais, industrializados, potencias tecnológicas e detentores de armas nucleares, como China e Russia, estão sofrendo ameaças em suas fronteiras imagina esse quintal. Como falei, o BRICS já está inviabilizado, pois é uma forma de neutralizar esses países tidos como “ameaças”. Daqui a pouco o Brasil será miliciado pela OTAN, eu não duvido nada.

Responder

Alzeni Andrade

28 de março de 2017 às 21h12

É vender o Brasil e depois ir morar nos Estados Unidos.

Responder

Rejane Medeiros

28 de março de 2017 às 20h22

O acordo foi grande

Responder

Mauro

28 de março de 2017 às 15h16

Enquanto isso as forças armadas zzzzzzzzzzz!!!!!!!! Quem sabe se terceirizando, venha algum militar americano que defenda o Brasil, de repente lá tem algum patriota brasileiro. Quero ver quando o trump mandar cortar a pensão das filhotas de 40 anos……

Responder

Sergio Manabe

28 de março de 2017 às 14h46

“O ministro Jaques Wagner, que muito se esforçou junto ao Congresso Nacional para que os acordos fossem aprovados antes da chegada da presidenta DILMA ROUSSEFF aos EUA, discutiu com Carter várias ações conjuntas previstas para a execução dos documentos.
O Acordo Bilateral sobre Cooperação em Matéria de Defesa (Defense Cooperation Agreement – DCA) permitirá a realização de treinamentos conjuntos, cursos e estágios, e facilitará as negociações comerciais de equipamentos e armamentos.”

http://www.defesa.gov.br/noticias/16131-brasil-e-estados-unidos-vao-desenvolver-projeto-na-area-de-defesa

Responder

Jose Leono

28 de março de 2017 às 17h33

Esse país é o tal de quintal que eles consideram, e os entreguistas deram ou querem dar de mão beijada!!! Patriotismo ou entreguismo???

Responder

Chris Censullo

28 de março de 2017 às 17h30

Quem faça negócios com o Trump, sempre acaba lamentando. É garantia.

Responder

Mauro Lopes

28 de março de 2017 às 16h44

Vou treinar enrrolar cajuzinho

Responder

Sandra Sobrinho

28 de março de 2017 às 16h17

Aurea Maria Izidoro, Cleide Torres pé neles

Responder

Mizasui Kisame

28 de março de 2017 às 16h03

Nossa autonomia foi pro pinel. Tb esperar o que dessa corja golpista…

Responder

Leda

28 de março de 2017 às 12h52

O mais triste é que os coxinhas devem estar tendo orgasmos múltiplos. Ouvi dezenas deles e várias vêzes, que o bom seria entregar o Brasil para os americanos administrarem. Conseguiram.

Responder

Anderson Macedo

28 de março de 2017 às 15h42

Todo mundo fala mal do Trump, e ele merece a má reputação que tem, mas ninguém pode dizer que ele não é um nacionalista, pois defende fervorosamente os interesses de seu país. O Temer é uma vergonha, não existe nada de bom para ser dito sobre esse cara.

Responder

Anderson Macedo

28 de março de 2017 às 15h35

O homem

Responder

Lenir Ferrari Andrade

28 de março de 2017 às 15h21

Terceiro mundista.

Responder

Ezequiel Gomes da Silva

28 de março de 2017 às 15h21

torcer para corea do norte acabar com estados unidos logo com o apoio da russia e china

Responder

FERNANDO

28 de março de 2017 às 12h20

Eu acredito cada vez menos em vermelhos e azuis, a farinha de ouro deu bolo solado em todas as direções, por quê motivo deveríamos nos abalar pelo colonialismo se Cunha, Renan, Cabral… ludibriaram o povo em benefício próprio, passando de direitas e esquerdas, de mão em mão. Para quê e para quem serve este texto?
Para incitar, denegrir ou defender?
Seria interessante falar profundamente sobre Embraer, sem ao menos entender como uma empresa deste porte precisa se movimentar no mercado.
Está na hora de todos saberem que o silêncio dos inocentes será a voz das urnas.
Se a corrupção interna que mata nos hospitais, empobrece a população, concentra poderes no estado, emburrece as crianças e gera milhões de desamparados hostiliza pelo seu poder destrutivo a longo prazo, a quem mesmo estamos querendo defender?

Responder

Pedro

28 de março de 2017 às 12h16

Esse assunto merece uma investigação jornalística já.

Responder

Silva

28 de março de 2017 às 12h14

MERCENÁRIOS.

Responder

Groll

28 de março de 2017 às 12h13

Me faz lembrar na época da copa a PF fez treinamento com mercenários nos estados unidos.
Notícias tão chocantes não foram reportadas nos Estados Unidos, a imprensa brasileira revelou esta semana que Academi – a rebranded milícia privada conhecida como Blackwater – tem vindo a fornecer treinamento de segurança para a Copa do Mundo de 2014. A notória companhia, responsável pelo massacre de Nisour Square no Iraque, vem treinando as forças de segurança brasileiras na Carolina do Norte.

Responder

Geovane Geronço

28 de março de 2017 às 15h12

Fica quieto imbecil. Vcs só servem pra dar o rabo para os americanos

Responder

João Valente

28 de março de 2017 às 15h08

País colonial, somos apenas uma capitania dos EUA.

Responder

Paulo Jefferson

28 de março de 2017 às 14h57

Passando aqui só pra lembrar:
#aCulpaÉsuaQueDigitou13

Responder

    Geovane Geronço

    28 de março de 2017 às 15h13

    Temer está cumprindo o programa de governo do Aécio. O teu candidato

    Responder

    Paulo Jefferson

    28 de março de 2017 às 15h32

    É verdade…o Facebook tá demais, mudou até o broche da camisa do temer na foto.
    Tinha um broche estampado 45 Aécio. E o Facebook com seu incriveis programadores visuais, conseguiu modificar pra 13 Dilma.
    Os cara são fera mesmo.
    Kkkkkkkkkk

    Responder

    Paulo Jefferson

    28 de março de 2017 às 15h36

    Olha mas tem vesez q eu ate tenha pena de dilma, lula e cia. Eles são tão ingénuos confiaram no temer e ele os traiu…
    Político brasileiro é igua carne da friboi, pode comprar q é de confiaça kkkkkkk

    Responder

    Leda

    28 de março de 2017 às 12h53

    Burro! Votamos num programa sde governo e não em um traisdor!

    Responder

Iraque Melo

28 de março de 2017 às 14h55

Culpa do FIDEL CASTRO !!!

Responder

Marcos Ferreira Lima

28 de março de 2017 às 14h48

Infelizmente o Brasil volta a se curvar diante do imperialismo americano, triste realidade para o povo brasileiro!

Responder

    Paulo Jefferson

    28 de março de 2017 às 14h53

    Verdade…com todo esse desenvolvimento social, economico que estavamos e estamos vivendo dentro do comunismo bolivariano.
    Realmente vai ser um desastre kkkkkkkk

    Responder

Paulo Sergio

28 de março de 2017 às 14h47

Temer é um bosta. ….
Mas um ladrão descarado.

Responder

Ana Esmeralda Fonseca Costa

28 de março de 2017 às 14h42

Fora Temer safado e golpista.

Responder

Marco Brito

28 de março de 2017 às 14h36

A mim só me resta, aos 58 anos, pedir que a juventude e os adultos mais jovens se levantem contra a destruição de nossa pátria. Levante popular já! Não há outras saídas, a não ser que não se tenha patriotismo, para o Brasil.

Responder

Ney Marcos

28 de março de 2017 às 14h34

Já era. Só falta oficializar. Somos amantes à moda antiga. Eles nos visitam, levam o nosso melhor e nem direito à herança temos.

Responder

Hannibal de Sousa

28 de março de 2017 às 14h23

Por favor: pare de escrever. A língua portuguesa merece respeito!

Responder

Jeferson JP

28 de março de 2017 às 14h23

Esse artigo é pra você Davyd Paulino , conhecer os Golpistas da PF, MPF e do exército brasileiro.

Responder

Hannibal de Sousa

28 de março de 2017 às 14h22

Sinto lhe informar, mas o senhor é completamente analfabeto. Antes de voltar a passar VERGONHA na internet, sugiro que volte para a escola e conclua ao menos o primário. :)

Responder

Jonas De Souza Dias

28 de março de 2017 às 14h21

Patético o Temer. Daqui a alguns anos até a mídia golpista vai estar ridicularizando sua passagem pela presidência. Mas não importa, o que vale é a conta bancária gorda.

Responder

João Cláudio Fontes

28 de março de 2017 às 14h09

Com umas forças armadas como as nossas quem precisa de inimigo externo …? Só o que eles sabem fazer é espionar estudante e reprimir movimentos sociais .A vocação de capitão do mato .Terceiriza logo a segurança nacional e entrega pros marines !

Responder

Atreio

28 de março de 2017 às 11h04

o poder emana do povo, é nosso – tomaremos de volta.
com golpista não se negocia. golpista se derrota.
o levante já começou.

não vai levar 21 anos de novo.

Responder

Julio Brentani

28 de março de 2017 às 14h02

Bom, era isso que a turma dá paulista não enxergava, ou enxergava, sei lá. Só sei que tenho vergonha de ser “brasileiro”, de falar português, de ter essa cultura de submissão. Que inveja de russos, hindus, chineses,….

Responder

Ana Clara Alves

28 de março de 2017 às 13h56

Que bonito! Toma aí cinquenta reais!! (Sucesso sertanejo).

Responder

Joel Araujo

28 de março de 2017 às 13h56

Só uma revolução nacionalista, mesmo!

Responder

Laercio Ferreira

28 de março de 2017 às 13h50

UM APLAUSO DE CABEÇA~ERGUIDA DO PATO DONALD TRUMP, UM PRESIDENTE CABEÇA BAIXA , RECEBENDO AS BENÇÕAS DO PAPA DA DESTRUIÇÃO DA NEO COLÔNIA E DO MUNDO? POIS QUE TEM O PODER MILITAR MAIS VIOLENTO E DESTRUÍTIVOS , FALAM MAIS ALTO E APLAUDEM MAIS FORTE?? UM NOVO MODO DE VIDA E DE MOTE DO AMERICANOS DO NORTE??

Responder

Hilton Vieira

28 de março de 2017 às 13h49

Porto Rico.

Responder

Cassamassi Jordão

28 de março de 2017 às 13h46

Responder

Elvira

28 de março de 2017 às 10h46

Brasileiros retardados.
Isso é um absurdo total.
Traidores dá pátria.

Responder

Iara Silva

28 de março de 2017 às 13h42

Os dois loucos

Responder

Lili Brown

28 de março de 2017 às 13h42

LUTA! Dia 31 todos unidos nas ruas do Brasil inteiro contra a terceirizacao, contra a reforma da previdencia e contra este governo ilegitimo que esta massacrando nossos direitos, entregando as riquezas brasileiras ao estrangeiro e destruindo empresas nacionais!

Responder

Taddeo Escultor

28 de março de 2017 às 13h38

Na mesa do xadrez politico mundial o Brasil nesse “regime pornocrático” é o cinzeiro…

Responder

Andrea Prates

28 de março de 2017 às 13h36

Se esse crápula dependesse do meu afeto pra sobreviver, amanheceria com a boca cheia de formigas…

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com