Incêndios na Amazonia mobilizam governos do mundo inteiro

Com presença de Dilma, brasileiros lotam auditório da ABI para discutir 1 ano de resistência ao golpe

Por Miguel do Rosário

01 de setembro de 2017 : 10h58

Ontem, dia 31 de agosto de 2017, o auditório da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) foi inteiramente ocupado por brasileiros indignados com o aniversário de 1 ano de golpe de Estado no Brasil.

Indignados e dispostos a resistir e lutar até o esmagamento final do golpe.

Dispostos a resistir e lutar até que o último barão da mídia seja enforcado com as tripas do último juiz golpista.

O evento, organizado pelo deputado Wadih Damous (PT-RJ) e pelo jornal Brasil de Fato, contou com a presença da presidenta Dilma.

O movimento pela anulação do impeachment compareceu em peso, e se fez ouvir o tempo inteiro: o STF tem de ser pressionado, porque a história precisa saber como julgará cada um de seus 11 ministros: se como um golpista miserável e covarde, ou se alguém que superou sua própria covardia e vaidade e se insurgiu em favor do interesse popular e nacional.

Se o STF confirmar sua aliança com o golpe dos corruptos, então que deixe isso bem claro, que o diga em voz alta, e não se esconda atrás de um silêncio cúmplice.

Se o STF (ou qualquer de seus ministros) quiser resgatar sua dignidade, e anular um impeachment notoriamente ilegal, que levou corruptos e vendilhões da pátria ao poder, que empoderou forças políticas antipopulares e antinacionais, interessadas apenas em vender ou entregar o mais rápido possível o que ainda nos resta de soberania e esperança, então ele será acolhido e apoiado pelo povo brasileiro.

É sempre importante lembrar que, segundo a Constituição brasileira, e segundo qualquer constituição democrática, todo poder emana do povo.

O Judiciário não é dono de si mesmo.

O Judiciário tem um comandante: o povo brasileiro.

O povo se manifesta através do voto individual, secreto e livre.

Esse voto é a representação máxima da liberdade política do povo.

Esse voto foi violado pelo golpe.

54 milhões de votos foram violados!

É o maior golpe já ocorrido na história do mundo!

O judiciário, até o momento, não protestou contra a violação da liberdade política do povo brasileiro.

Todas as instituições e seus representantes que apoiaram o golpe pagarão um preço altíssimo na história.

As pessoas podem ser tolerantes, compreensivas. Nós podemos perdoar aqueles que, por covardia, ficaram contra o povo brasileiro, contra a democracia, desde que peçam sinceras desculpas e venham para o lado do povo.

Mas a história, não. A história não perdoa.

Eu prefiro estar ao lado dos que foram derrotados politicamente, mas que permanecem confiantes de que a razão da história está consigo.

A vingança da história é implacável. Eu não queria estar na pele daqueles que a sofrerão.

E ela já está se manifestando.

Afinal, onde estão os golpistas? Onde eles se reúnem para “comemorar” um ano de impeachment?

Já estão escondidos!

É muito curioso! Mesmo controlando o poder político, judiciário, midiático, policial, exército, mesmo assim eles estão com medo!

Não saem de suas casas!

São esculachados por onde passam!

Enquanto isso o povo, sem poder político, sem judiciário, sem mídia, sem polícia, sem exército, está nas ruas, enfrentando a tudo e a todos.

Os membros da Lava Jato, artífices importantes do golpe, como Deltan Dallagnol, só participam de seminários patrocinados pelo mercado financeiro, nos quais o ingresso custa quase R$ 6 mil!

São eventos dos quais, evidentemente, o povo não participa!

Um agente público, cujo salário, comida, transporte, habitação, são bancados inteiramente pelo povo, só frequenta regabofes patrocinados pela mais sórdida elite financeira.

Enquanto isso, a resistência cresce: lança livros, filmes, faz debates diários, organiza manifestações grandes, médias e pequenas.

Se os golpistas, com tanto poder, já se escondem, apavorados, imagine quando eles começarem a perder, paulatinamente, cada uma das prerrogativas republicanas que roubaram da população?

Imagina quando começarem a perder o poder político, o poder judiciário, o poder midiático, o poder policial, o poder do exército?

O que sobrará deles?

Nada.

Serão apenas o pó da história, a ser soprado por uma criança de seis anos, uma criança alfabetizada numa escola pública de primeira categoria, uma criança saudável, acompanhada por um médico de família gratuito, uma criança que poderá sonhar em cursar uma universidade pública de qualidade, que poderá almejar se tornar uma cientista num país altivo, orgulhoso do amor, dignidade e respeito com que trata a sua própria população.

Essa criança futura, pela qual lutamos, soprará o pó golpista como quem, de manhã, espana a poeira acumulada durante a noite, sobre a carteira da sala de aula.

Abaixo, o registro em vídeo do evento, feito pela comunicação do deputado Wadih Damous (PT-RJ), que foi, junto com o jornal Brasil de Fato, um de seus organizadores.

1)

2)

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

33 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Evalson Alves

04 de setembro de 2017 às 00h10

Mas está faltando muita resistência, está tudo muito calmo, vamos partir para novas Greves Gerais, nenhum dia de paz para governo golpista.
#GreveGeralJá

Responder

Marco Antonio Ferreira

03 de setembro de 2017 às 12h25

Sao da mesma quadrilha.

Responder

Otoniel Fiuza

03 de setembro de 2017 às 09h52

O PT faz bem ao Brasil !

Responder

DSilver JjosueJjoshua

02 de setembro de 2017 às 23h29

POLITICO BOM E’ POLITICO MORTO

Responder

Lulu Pereira

02 de setembro de 2017 às 18h54

estive lá, pela primeira vez vi a dilma pessoalmente, uma pessoa de muita força. foi um ato de resistência e emocionante, mas ninguém ainda sabe o que fazer ou como agir diante da violência e da perversidade golpista da burguesia.

Responder

Maria Lucia Ferreira Egito

02 de setembro de 2017 às 18h02

Anta burra é a sua mãe seu canalha!

Responder

Maria Lucia Ferreira Egito

02 de setembro de 2017 às 17h58

Forca gente!

Responder

Hannibal de Sousa

02 de setembro de 2017 às 17h42

Miguel do Rosário. Esse perfil chamado “Gustavo Pacheco” é troll (fake do MBL). Bloqueie! A guerra híbrida é um conflito informacional e, sinto dizer, o inimigo está a ganhar o conflito.

Responder

Cláudia Valente

02 de setembro de 2017 às 11h50

Votei no Lula até quando ele foi presidente pela primeira vez. Não demorou para eu perceber que ele não era diferente da maioria dos políticos aqui, pois falava muito e quase nada fazia. Hoje sei mais: é um grande ladrão, também como a maioria dos nossos políticos.
Sinto-me enganada…
Graças a Deus, muitos que o defendia já estão enxergando-o sem a máscara.
Dilma? Faz parte de todo o esquema.
PT? O grande escalão é todo corrompido.
Espero que essas gangues políticas – de todos os partidos – percam a força e ocorra uma renovação verdadeira.

Responder

    Hannibal de Sousa

    02 de setembro de 2017 às 17h46

    Grato pela resposta, Cláudia Valente. Já pode retirar os 0,05 centavos por postagem. De volta ao trabalho no laptop!

    Responder

    Cláudia Valente

    02 de setembro de 2017 às 18h26

    Hannibal, não entendi seu comentário.
    Meu ganho é a minha consciência de estar contribuindo para um país melhor ou, ao menos, não pior. Ofensa com falta de argumentos é sinal de inconsistência, é falta de uma ideologia real, voltada para o bem.

    Responder

Cléo Silva

02 de setembro de 2017 às 10h27

Eu tenho maior orgulho de ter votado na presidente Dilma ela foi arrancada por que não aceitou estancar a sangria ele não salvou Cunha ela não quis entregar o pré sal aos americano,muito obrigada Dilma por mostrar a todos o que é carater

Responder

Cléo Silva

02 de setembro de 2017 às 10h27

Pior é o que tomou o poder por assalto vocês são tão inresponsaveis que porcausa de um ódio a um partido porcausa de ideologia politica vocês bricam com o destino das pessoas e deste país entregando todos nas mãos de uma quadrilha liderada por Temer

Responder

Cléo Silva

02 de setembro de 2017 às 10h23

Safados são vocês que bateram panela não respeitaram a legitimidade do voto agora que uma quadrilha esta assaltando o Brasil todo mundo fica pianinho por mim Dilma podia voltar e revogava tudo que Temer fez

Responder

Pedro Junior Couzzi

02 de setembro de 2017 às 04h42

É quadrilha ou teatro de horrores?

Responder

Hugo Ariel Baeza

02 de setembro de 2017 às 03h17

DIRETAS JA!!!!!!

Responder

Goncalo Eifler Pérez

02 de setembro de 2017 às 01h17

Na verdade, Paulo L Maia, a “pá de cal” deveria ter ocorrido com o TST, que foi conivente com a corrupção, em nome de uma pretensa “estabilidade”, como se só com corrupção pode se salvar a estabilidade. Pelo contrário…

Responder

Goncalo Eifler Pérez

02 de setembro de 2017 às 01h16

Na verdade, Paulo L Maia, a “pá de cal” deveria ter ocorrido com o TST, que foi conivente com a corrupção, em nome de uma pretensa “estabilidade”, como se só com corrupção pode se salvar a estabilidade. Pelo contrário…

Responder

Geraldo Silva

01 de setembro de 2017 às 20h55

Tudo bem, pode ter sido golpe. Mas, a Dilma… pode até ter sido considerada uma lutadora, porem isto não qualifica. De fato a Dilma, apesar de possíveis boas intenções, é incompetente e burra demais. O Brasil tem milhares de mulheres capacitadas, preparadas e honestas, escolhemos a mais tapada. Deu no que deu.
O golpe, vamos lembrar Santo Antonio: ¨A ociosidade dos bons, fomenta a audácia dos maus¨.

Responder

Valri Nogueira

01 de setembro de 2017 às 23h10

Todos fingindo serem fortes e confiantes, mas o sorriso amarelo e os olhos sem brilho, entrega tudo.
Fim do PT…. questão de tempo!!

Responder

Gustavo Pacheco

01 de setembro de 2017 às 22h00

Indignado estou eu com o legado que Dilma e o PT nos deixaram: milhões de desempregados; empobrecimento da população; aumento descontrolado da violência; destruição das contas públicas e várias outras mazelas que gerações inteiras pagarão caro. Conheço várias pessoas, país de família, sem emprego e perspectivas. Muito triste, vindo de um partido que prometeu mudar a vida das pessoas. Pelo jeito, mudou para pior. Mais triste ver uma instituição de lutas democráticas como a ABI, do qual meu avô fez parte, dar espaço a essa gente que destruiu o país.

Responder

    Carrie Coleman

    02 de setembro de 2017 às 07h31

    Vai que cola seu idiota!

    Responder

    Glaucia Bon

    02 de setembro de 2017 às 09h17

    A direita midiota… vou te dar uma dica para você parar de passar vergonha: Consulte no google, é de graça e não dói, todos os indicadores Sociais e Econômicos dos Governos do PT

    Responder

    Cléo Silva

    02 de setembro de 2017 às 10h18

    Vocês são uns safados toda essa bagunça que esta acontecendo é culpa dos golpistas que vocês colocaram lá faz mais de ano que Temer esta destruindo o Brasil desemprego em alta vocês não abrem a boca

    Responder

    Hannibal de Sousa

    02 de setembro de 2017 às 17h49

    Você é lixo do MBL, Gustavo Pacheco, um traidor de seu próprio país e perfil falso a serviço do esgoto que corrompe esta nação.

    Responder

    Maria Lucia Ferreira Egito

    02 de setembro de 2017 às 18h00

    Tem outra coisa fazendo esses idiotas continuarem culpando o PT por essa desgraça toda, abstinência de capim em alto grau.

    Responder

Amanda Melgar Santander

01 de setembro de 2017 às 21h40

No Brasil tem tudo, comunista, de direita, de centro esquerda, … e também analfabeto político.

Responder

Maria Carolina Brunow

01 de setembro de 2017 às 18h00

Vamos todos,insatisfeitos com o golpe,apoiarmos esse movimento Volta Dilma.É a única forma do Brasil voltar à normalidade e anular os atos inconsequentes do presidente ilegítimo e sua quadrilha.

Responder

Maria Carolina Brunow

01 de setembro de 2017 às 18h00

Responder

JULIO CEZAR DE OLIVEIRA

01 de setembro de 2017 às 13h11

QUANDO VEJO ALGUNS COMENTÁRIOS NA INTERNETE COM ESTES,FICO PENSANDO,ESTES ENERGÚMENOS ESTÃO ZOMBANDO DE QUÊ?TALVES DE SUA PRÓPRIA DESGRAÇA,PORQUE
ESTE GOVERNO QUE AÍ ESTÁ,É BEM PIOR QUE O GOVERNO DO PT,OU QUALQUER OUTRO QUE ESTIVESSE LÁ,ENTÃO É A PERGUNTA QUE EU FAÇO.
VOCÊS ESTÃO RINDO DE QUÊ,QUANDO PRECISÁVAMOS ESTAR NOS UNINDO PARA NÃO PERDER O QUE NOS RESTA?

Responder

Antonio Lisbôa Antonio

01 de setembro de 2017 às 12h03

Os Tutas estavam ocupados nos regabofes. Qüé…qüé…qüé…qüé…!!!!!!!!!!!!

Responder

Almir Dall Alba

01 de setembro de 2017 às 14h08

só faltou Tutancamon

Responder

Deixe uma resposta