O Cafezinho

sábado

11

novembro 2017

18

COMENTÁRIOS

Judiciário brasileiro é o maior símbolo da corrupção moral do país

Escrito por , Postado em Redação

Assistam a esse vídeo, de algumas semanas atrás, denunciando as mordomias no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Em seguida, leiam essa matéria do Fernando Brito, publicada há pouco no Tijolaço:

Pudor, Doutor? Não tem, acabou. Serve Lula frito?
POR FERNANDO BRITO · 11/11/2017

Era um regabofe, bancado pelo empresariado, nos salões do Graciosa Country Club de Curitiba, para dar uma medalha a Luiz Edson Fachin, do STF, esta figura que não cessa de encolher desde que abiscoitou a toga de ministro do Supremo Tribunal Federal e, sobretudo, depois que a morte de Teori Zavascki deixou-lhe a rica herança de Barão da Lava Jato.

Entre os comensais, toda a linha de comando da operação: Deltan Dallagnol, Sérgio Moro, seu amigo e revisor de suas sentenças, João Pedro Gebran Neto, e o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz.

Todos devidamente ciceroneados por Beto Richa, o polidenunciado governador tucano do Paraná.

Era, portanto, uma “social” da província, lugar mais que inadequado para se falar de julgamentos de processos que podem abalar a vida de toda a nação, não é?

Qual nada! Gebran e Thompson Flores não se fizeram de rogados e deram entrevista ao repórter Vinicius Boreki, do UOL, meio que a prometer fazerem seus “deveres de casa” e proclamarão a sentença (adivinhe com que teor) de Lula antes que aquela de deveria ser a suprema juíza, a população, possa falar, em 2018.

É, diz Flores, “interesse da nação”, esperançoso que três votos de desembargadores anulem o que poderia ser o voto de dezenas de milhões de cidadãos. O relator Gebran também não se furtou a falar – o que seria absolutamente justificável, dado o ambiente – e acenou com “boas notícias”: “talvez seja possível julgar antes das eleições”.

E todos entregaram-se, então, aos comes e bebes trazidos pelos garçons.

Já tinham provado Lula frito de entrada, porque decoro não faltava no cardápio.

sábado

11

novembro 2017

18

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 COMENTÁRIOS

  1. Almir
  2. Sergio Iscaro
  3. Judite Melo
  4. Rubens cioto
  5. Carlos Magno da Silva Bernardo
  6. luiz
  7. gustavo
  8. Acacia Cruz Silva
  9. Mar
  10. Zibinho Meireles
  11. Mar