Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Ibope: Lava Jato perde unanimidade na opinião pública

Por Miguel do Rosário

17 de novembro de 2017 : 16h12

Pesquisa Ibope divulgada recentemente mostra que a Lava Jato não é mais uma unanimidade nacional.

Um  dos pontos da pesquisa pediu a opinião dos entrevistados em relação à seguinte frase:

“A Lava Jato está condenando sem provas”

Apenas o fato do Ibope, instituto amplamente controlado pela Globo e pelas forças golpistas, se sentir obrigado a perguntar algo assim, já é um sintoma do medo das elites em perder o controle da narrativa da Lava Jato, eixo central da mudança de regime operada pelo golpe.

Apesar de uma maioria de 55% responder que “discorda totalmente” da frase, um total de 40% de entrevistados sinalizaram desde algum tipo de dúvida de que isso pode ser verdade.

15% dos entrevistados concordaram “totalmente” com a afirmação de que a Lava Jato está condenando sem provas.

Entre pessoas com mais de 55 anos, um total de 19% concordou “totalmente” com a afirmação.

A rejeição à Lava Jato é maior entre pessoas de baixa renda, mas já está presente em todas as categorias sociais.

O Ibope pede aos entrevistados a opinião sobre a frase “a Lava Jato investiga políticos de todos os partidos do mesmo modo”.

27% dos entrevistados responderam que “discordam totalmente” da assertiva. Ou seja, acham que a Lava Jato opera com um viés partidário, que beneficia ou prejudica alguns partidos.

Entre jovens até 24 anos, 30% responderam também que discordam da frase, ou seja, acham que a Lava Jato é partidária.

Até mesmo entre o público com ensino superior, onde se concentram os extratos mais ricos, de classe média, que costumam apoiar a Lava Jato com mais ardor, um percentual de 29% respondeu que “discorda totalmente” da frase.

 

A deterioração da imagem da Lava Jato na opinião pública explica a última fase da operação no Rio de Janeiro. Prendendo caciques importantes do PMDB, porém inócuos para o atual jogo de poder, e, sobretudo, políticos com baixa credibilidade, a Lava Jato tenta recuperar sua credibilidade.

Entretanto, quem acompanha o “timing” da Lava Jato não se deixa enganar. A gente sabe como ela agiu antes do golpe. Depois do golpe, ela tenta lavar suas ações prendendo figuras descartáveis da política nacional, como Jorge Picciani e Paulo Melo. De quebra, desestrutura o sistema de transporte do estado, não para abrir espaço para uma mudança popular, mas para a entrada de multinacionais interessadas em absorver ainda mais setores da economia nacional.

 

 

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

jossimar

18 de novembro de 2017 às 14h39

Eu vou ver ainda em vida estes bandidos togados da lava jato irem para a cadeia por crime lesa pátria.
Esta é uma operação orientada e a serviço dos interesses dos abutres internacionais, principalmente interessados no pré-sal e em destruir a concorrência de empresas brasileiras e dos abutres nacionais, interessados em fazer voltar os tempos de escravidão para os trabalhadores brasileiros e em negociatas com o governo que eles colocaram no poder.

Responder

JOÃO CARLOS AGDM

18 de novembro de 2017 às 11h37

Para falar em um objetivo mais claro, mais final (desculpem) do que ligar a Lava Jato ao Golpe. O Golpe é subjetivo.
A Lava Jato foi criada para tirar Dilma do caminho e abrir caminho para colocar Temer no Poder.
Temer está fazendo o trabalho sujo, docilmente: entregar as riquezas e o patrimônio brasileiros (principalmente os trilhões do pré-sal) a menos de 8% do valor.
E a Lava Jato continua para tirar outro obstáculo aos saques e às pilhagens do Brasil e dos brasileiros:
LULA DA SILVA

Responder

omar telada

17 de novembro de 2017 às 20h45

Os verdadeiros ratos, ladrões do erário, que ROUBAM TUDO QUE PODEM SEMPRE, CONTINUAM ROUBANDO A VONTADE SOB olhares complacentes e coniventes e com os cochichos do juiz Moro e dos seus asseclas.
PORQUE O AÉCIO, AQUELE CORRUPTO DA “FOTO INFELIZ” COM O DOUTOR MORO, CONTNIUA LIVRE E PLANEJANDO CRIMES NO SENADO?
SERÁ QUE ELE E MORO SÃO MESMO CONIVENTES?
SERÁ QUE MORO É MESMO UM TUCANO DISFARÇADO DE FEDERAL PARA FERRAR O SOMENTE O PT E LULA?
Será que o famoso advogado, TACLA DURAN, QUE VAI DEPOR NO FINAl DESTE MES, vai acabar com a farsa de republica de Curitiba?

Responder

JOÃO CARLOS AGDM

17 de novembro de 2017 às 19h33

Golpe foi o subjetivo.
Foi só prá abrir o caminho para atingir o objetivo principal:
As riquezas do pré-sal.
Além de “golpe”, por que não dizer que é…. bandidagem pura…?

Responder

Mar

17 de novembro de 2017 às 19h31

O importante que cada dia que passa a população está caindo na real. Acredito que o percentual das pessoas que não acreditam mais nesta farsa, seja maior, alguns ainda tem inibição de dizer isso publicamente. A lava jato foi uma das piores coisa que aconteceu no país e precisa acabar urgentemente. CADÊ A CPI DO MORO?

Responder

JOÃO CARLOS AGDM

17 de novembro de 2017 às 18h01

Infelizmente, o percentual que acha a Lava Jato uma coisa que ajuda o País, e que ela é justa, é a mesma parte da população (principalmente a nossa gloriosa e curta classe média) que rejeita o Lula.
Necessitam urgentemente ser esclarecidas que:
1. Lula não é bandido e inimigo, mas, sim, seu amigo e herói
2. Os grandes interesses de dinheiro adoram a Lava Jato. Principalmente interesses de dinheiro estrangeiros, de olho principalmente no pré-sal
3. Então a Lava Jato retribui esta adoração, e é ” amiguinha” deles, faz o que “eles” querem
4. O resto é pra todos ocês entenderem, se é que me entendem (à la Pelé)
5. E fica a pergunta: inimigos do Brasil e dos brasileiros na verdade é quem?????????

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro