O Cafezinho

quarta-feira

6

dezembro 2017

2

COMENTÁRIOS

Presidenta constitucional Dilma Rousseff repudia ataque à UFMG

Escrito por , Postado em Redação

Dilma Rousseff deixa claro que, se estivesse à frente do governo para o qual foi eleita e reeleita pela maioria da população, se uniria à luta contra o arbítrio e o Estado policial.

Aliás, é por isso que existe eleição, para o país seja governado por alguém que tenha legitimidade para enfrentar – e conter – a máquina repressiva do Estado.

A irresponsabilidade dos setores que pediram o impeachment se torna cada vez mais evidente.

E aí paneleiros?

Direitos sociais, garantias individuais, amazônia, universidades públicas, pesquisa, recursos naturais, estatais estratégicas, tudo está sendo destruído pela máquina autoritária, golpista, que, com o impeachment, assumiu o poder de facto no país.

***

NOTA À IMPRENSA

Dilma lamenta a espalhafatosa ação da PF na UFMG

Presidenta eleita se mostra indignada com operação batizada de “Esperança Equilibrista”, que promoveu conduções coercitivas na UFMG para apurar construção do Memorial da Anistia. “É uma bofetada nos anistiados, um desrespeito à memória dos torturados e que tombaram na luta contra a ditadura”, critica

“A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, 6, mais uma operação espalhafatosa, dessa vez para apurar suspeitas sobre o Memorial da Anistia, obra da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) feita com recursos do governo federal.

Batizada perversamente de “Esperança equilibrista” – uma referência traiçoeira à imortal obra de Aldir Blanc e João Bosco que é simboliza o Hino da Anistia – a operação da PF é uma bofetada nos anistiados e um desrespeito à memória dos torturados e dos que tombaram na luta contra a ditadura.

Isso ocorre meses depois da infundada operação desencadeada na Universidade Federal de Santa Catarina que provocou o suicídio do reitor Luiz Carlos Cancellier.

Novamente, de maneira injustificada, extrapola-se o limite do bom-senso e monta-se uma operação policial que joga para a plateia, ao envolver mais de 80 policiais para fazer conduções coercitivas.

É lamentável que a sombra do Estado de Exceção continue a se projetar sobre as instituições brasileiras”.

Dilma Rousseff
Presidenta Eleita do Brasil

http://dilma.com.br/dilma-lamenta-espalhafatosa-operacao-da-pf/

quarta-feira

6

dezembro 2017

2

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 COMENTÁRIOS

  1. Luiz Hortencio Ferreira
  2. Cláudio