Boulos na Carta Capital (ao vivo!)

Lula e a escolha do Ciro

Por Jeferson Miola

11 de junho de 2018 : 09h01

Jeferson Miola        

A pesquisa Datafolha de 10/6 chove no molhado: mesmo 64 dias confinado em prisão política, Lula continua sendo o único candidato que poderá conferir legitimidade ao resultado do pleito de outubro próximo, porque é o único capaz de obter a efetiva maioria dos votos.

Se o regime de exceção persistir com a farsa jurídico-midiática para banir Lula da urna, a maioria dos votos – quase 40% – não iria para nenhuma outra candidatura, mas para a opção “em branco, nulo e nenhum”.

Se isso acontecer, a eleição de outubro, se mantida, ao invés de significar um momento de restauração do Estado de Direito, marcará a abertura de uma etapa ainda mais grave de ilegitimidade, instabilidade e violência institucional para a manutenção do projeto de dominação anti-povo, anti-nação e anti-democracia.

O fato de o establishment dar por decidido, pelo menos até agora, que Lula terá ilegalmente subtraído seu direito constitucional de ser candidato, não pode ser usado para descartar Lula do jogo eleitoral – como fazem, equivocadamente, determinados setores anti-golpe.

A conjuntura é de tal ordem imponderável para a classe dominante – com exceção do fato inexorável de que só Lula consegue pacificar e iniciar a reconstrução do país – que é impossível saber se o banimento do Lula seguirá sendo, até o fim, a opção do establishment, dado o risco desta fraude jurídica levar o país ao caos extremo e à dissolução completa.

Na hipótese de o establishment decidir-se por manter a eleição sem Lula, a opção cogitada por Ciro Gomes de fazer aliança eleitoral com as forças que promoveram o golpe e que não têm viabilidade eleitoral, é uma escolha que contraria interesses dele próprio, Ciro.

Nesta aposta, Ciro mais perde que ganha. Ele não só não ganhará votos de quem não tem votos – DEM, PP etc – como estará se afastando da militância e da base social do Lula, que tem maioria social e eleitoral e poder para influenciar a decisão de voto de 47% dos eleitores. E, além disso, na eventualidade de sua improvável eleição sem contar com apoio petista e da esquerda, ficará atado às forças reacionárias e do atraso, que precisam ser derrotadas.

A agenda central do campo nacionalista, democrático e popular é a luta pela restauração democrática e pelo fim do regime de exceção.

Somente com a interrupção do golpe e o enterro do regime fascista se poderá dar início à reconstrução econômica e social do Brasil depois da selvagem destruição causada pela oligarquia golpista.

O componente primordial desta luta democrática é a libertação do Lula, cuja prisão política foi engendrada unicamente para garantir a continuidade do golpe, porque a classe dominante não consegue vencê-lo na eleição. A defesa do direito do Lula votar e ser votado é, neste sentido, o elemento organizador da resistência e da luta contra a ditadura jurídico-midiática.

A defesa da libertação do Lula da prisão política é plenamente compatível com a manutenção das candidaturas progressistas e de esquerda – além da do próprio Lula, as do Boulos, do Ciro e da Manuela.

É da unidade dos setores progressistas e de esquerda na defesa da libertação do Lula que poderá nascer a aliança capaz de resgatar o Brasil do caos em que a classe dominante o meteu.

A vitória da bandeira Lula Livre é o primeiro passo para a derrota do golpe. E poderá ser a principal garantia de realização de uma eleição limpa em outubro – única chance, aliás, de Ciro se sagrar vencedor.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

31 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

francisco hermes santiago

12 de junho de 2018 às 10h43

Ciro é camaleão, tenho alertado sobre o tema há bastante tempo. Ele não tem viés de esquerda, sempre foi de direita, sempre ao lado dessa elite que tirou direitos dos trabalhadores… a saída para a crise é Lula, sem Lula eleição não terá legitimidade, será novo golpe e de Ciro, Deus nos livre.

Responder

Marcelo Abb

12 de junho de 2018 às 09h18

Que vergonha tenho dos meus amigos e companheiros de militância do PT.

Vociferar nas redes sociais #LULALIVRE e #RESISTÊNCIA ajuda em quê na situação do nosso presidente?

#NãoVaiTerGolpe

Teve!

#MachistasNãoPassarão

Passaram!

#FascistasNãoPassarão

Passaram!

#ForaTemer

Temer continua na presidência!

Gente, o momento é de estratégia e pragmatismo.

Eu, vocês, o blog oCafezinho e toda a torcida do flamengo sabemos que o país, o PT e o Lula foram vítimas de um GOLPE DE ESTADO, ainda que travestido de legalidade jurídica.

Se vocês concordam que estamos sob um regime golpista e que o epicentro do golpe é o PODER JUDICIÁRIO, pelo amor de Deus, meus amigos, vos suplico, me expliquem COMO, DE QUE JEITO, DE QUE MANEIRA, vocês esperam que o Lula, meu querido presidente, conseguirá ser candidato?

É uma questão LÓGICA, MATEMÁTICA.

Pensem comigo.

Qual seria saída do Lula para conseguir viabilizar a sua candidatura?

Só existe uma resposta: Esgotar os recursos nas instâncias superiores do poder Judiciário.

Agora me respondam:

Se o Lula foi condenado injustamente pela primeira instância, se a sentença foi chancelada e a pena aumentada na segunda instância, se o seu Habeas Corpus foi negado no STF, se é um golpe orquestrado TAMBÉM pelo judiciário, vocês não acham que é INGENUIDADE (para não dizer burrice) achar que recorrer ao PRÓPRIO JUDICIÁRIO para que o Lula seja solto e sua candidatura autorizada?

Se é um golpe, não há instrumento possível que ajude o Lula, PELO AMOR DE DEUS! ABRAM OS OLHOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu também quero o Lula livre, tomando a sua cachacinha em casa, assistindo a copa e brincando com os seus netos, mas ficar nas redes sociais escrevendo #LULALIVRE não vai ajudá-lo em nada!!!

Só há uma forma de ajudar o Lula, GANHANDO AS ELEIÇÕES DE 2018!

As eleições estão no nosso colo, pessoal, acordem! O PT corre sérios riscos, caso lance um candidato próprio, de entregar a faixa presidencial para um candidato de direita, seja ele quem for, pois a doença do anti-petismo está disseminada na nossa sociedade. Apesar de ter mais de 30% de intenções de votos, o Lula também tem a maior rejeição. Além disto, o PT não tem outro quadro que possa substituir o Lula. Um candidato petista hoje seria flagrantemente perdedor, é isso que vocês querem?

Vocês podem até ter ressalvas, não gostar de alguns posicionamentos, mas Ciro Gomes é sim um nome respeitável, com um projeto econômico e social de esquerda, e que AJUDOU O LULA EM TODAS AS ELEIÇÕES!!!!!!

Só tem essa forma de ganhar as eleições e ajudar o Lula, apoiando Ciro Gomes em 2018!

Em 2022, com o país pacificado e com a máquina na mão, o PT pode voltar e disputar a presidência, com um clima mais tranquilo no país. Mas agora? Não dá!

ACORDEM ENQUANTO É TEMPO, PELO AMOR DE DEUS!!!!!!!!!!
Eu tenho filhos, terei netos, não quero ter que ser obrigado a sair do meu querido Brasil por conta da BURRICE da esquerda, que está prestes a entregar as eleições para a direita podre brasileira.

Responder

Juan

11 de junho de 2018 às 17h46

Uma análise ou discussão que não estou lendo em lugar algum é como Lula poderia ser candidato. Digamos que parcela que apoiou o golpe queira “dar pra trás”… como isso se dará? Quais os caminhos para que isso ocorra?

Responder

Jandui Tupinambás

11 de junho de 2018 às 14h34

Ciro? Ciao, ciao, ciao!!!

Una mattina mi son’ svegliato
O bella ciao, bella ciao, bella ciao, ciao, ciao
Una mattina mi son’ svegliato
E ho trovato l’invasor

O partigiano, portami via
O bella ciao, bella ciao, bella ciao, ciao, ciao
O partigiano, portami via
Ché mi sento di morir

E se io muoio da partigiano
O bella ciao, bella ciao, bella ciao, ciao, ciao
E se io muoio da partigiano
Tu mi devi seppellir

E seppellire lassù in montagna
O bella ciao, bella ciao, bella ciao, ciao, ciao
E seppellire lassù in montagna
Sotto l’ombra di un bel fior

Tutte le genti che passeranno
O bella ciao, bella ciao, bella ciao, ciao, ciao
Tutte le genti che passeranno
Mi diranno: Che bel fior

E quest’ è il fiore del partigiano
O bella ciao, bella ciao, bella ciao, ciao, ciao
E quest’è il fiore del partigiano
Morto per la libertà

E quest’è il fiore del partigiano
Morto per la libertà

https://www.youtube.com/watch?v=uuicMkCXXTw

#LulaLivre
#LulaResistencia

Responder

Dio

11 de junho de 2018 às 13h27

Gostaria de saber uma coisa numa boa: os ciristas acham certo ciro fazer alianças com golpistas só porque o pt já fez no passado, mesmo sabendo que essas alianças contribuiram para o golpe?

Responder

    Cezar R M

    11 de junho de 2018 às 14h32

    Não, não achamos, mas a medida que o PT nos dá as costas, é o que resta para garantir viabilidade eleitoral e de governo.

    Responder

      Dio

      11 de junho de 2018 às 14h59

      Valeu pir responder, clarou um pouco mais as minhas ideias.
      Mas essa resposta também me levantou uma dúvida: quando foi que o pt virou as costas pra ciro – ou o nós são os eleitores?- nesse caso: quando foi que o pt virou as costas pra os eleitores de ciro?

      Responder

    Paulo Oliveira

    11 de junho de 2018 às 14h58

    e a quanto ao Lula subir nos palanques do PMDB no pós golpe? ahh ele pode né, ele é Deus….lamentável a seletividade!

    Responder

Jurandir Paulo

11 de junho de 2018 às 13h01

Acho inevitável que Ciro tente aproximar algumas legendas à direita. Previsível até. Joga Marina pra tucanos e espólio de Temer e comparsas. Enquanto isso, Ciro bate forte à esquerda. Disse em entrevista ao Correio Braziliense que em suas primeiras medidas está a auditoria da dívida interna. Assunto que o PT esqueceu. Os rentistas já estão amolando as facas contra Ciro. Será que vão resgatar Lula da cadeia em nome de um pacto que mantenha o “sagrado” superávit primário que preserva o butim? Ou são palavras ao vento de Ciro?

Responder

Nilo Ricar

11 de junho de 2018 às 12h17

A guerra está escancarada… Tem uma turma forte que já decidiu que Lula não deve, não pode e não vai ser candidato…..a questão para nós que estamos do outro lado da trincheira é lamentando ou não definir quem substituirá Lula nas eleições…..ou se é Lula ou nada…. As decisões marcarão como ferro em brasa.. essa é a única certeza… O resto é paixão e torcida….

Responder

Andre Nogaroto

11 de junho de 2018 às 11h04

Minha análise sobre a candidatura Ciro Gomes…

Se as coisas rumarem do jeito que estão, Ciro Gomes irá crescer pela direita, com isso vai tamponar o crescimento de Alckmin ou de quem o psdb colocar no lugar…

O PT agradece!

Coloca seu candidato no segundo turno contra bolsonaro e vence fácil!

Responder

Nilson

11 de junho de 2018 às 10h45

O artigo não crítica as alianças, normais, de Ciro, com a direita. Lula, no páreo, quem é Ciro Gomes?

Responder

    SERGIO ALMEIDA LOPES

    11 de junho de 2018 às 12h46

    Se Lula pudesse ser candidato, realmente não precisaria de Ciro. Mas lógico que não vão deixar. Só quem não conhece a história do Brasil imagina que deixariam Lula disputar. Inocência. E insistir nisso é a grande chance da esquerda estar fora do segundo turno.

    Responder

SERGIO ALMEIDA LOPES

11 de junho de 2018 às 09h54

Engraçado… para analista do PT, só o PT pode se coligar com todo mundo, que aí tá certo, é democrático. Quando é outro, aí chove crítica. A estratégia do Ciro em se aproximar de PP e DEM não é ganhar voto, mas, sim, espaço, e, ao mesmo tempo, tirar espaços eventuais de Alckmin e Bolsonaro. Ganha mais tempo de TV, mais visibilidade, acena ao empresariado que está muito ressabiado com ele, e ao mesmo tempo tira isso dos concorrentes. PT cansou de fazer isso e tava tudo bem….

Responder

    Dio

    11 de junho de 2018 às 10h24

    Também acho ótima essa estratégia. Ciro se firma como candidato da direita e tampona o crescimento de Alckmin. Abrindo espaço para um candidato da esquerda ir para o segundo turno junto com Bolsonaro.
    Valeu, cirão, seu sacrifício não será em vão.

    Responder

      SERGIO ALMEIDA LOPES

      11 de junho de 2018 às 10h34

      O PT sabe bem o que é isso, se firmar como candidato (e governo) de direita: fazer reforma da previdencia, não tributar lucros de empresários, não tributar grandes heranças, se aliar com Sarney contra um aliado histórico… Ciro morre de inveja dessa esquerda fake do PT….

      Responder

        Dio

        11 de junho de 2018 às 10h40

        Será que é por isso que quase ninguém defendeu o governo Dilma 2, será?..

        Responder

          Saint

          11 de junho de 2018 às 13h11

          Quem indicou a Dilma? Fazer aliança com Renan,Maluf,Sarney e outros,pode?
          Abs

          Responder

            Dio

            11 de junho de 2018 às 13h25

            Gostaria de saber uma coisa numa boa: os ciristas acham certo ciro fazer alianças com golpistas só porque o pt já fez no passado, mesmo sabendo que essas alianças contribuiram para o golpe?

            Responder

              SERGIO ALMEIDA LOPES

              11 de junho de 2018 às 15h12

              O que pode mesmo é o PT fazer alianças com golpistas DEPOIS do golpe né…. Renan, Eunício, entre outros…. haaaaaja paciência…

              Responder

                Dio

                11 de junho de 2018 às 15h29

                Você que está dizendo…

                Responder

      Robson

      11 de junho de 2018 às 11h48

      Boa! Ehehehe

      Responder

      Oblivion

      11 de junho de 2018 às 21h35

      Dio “santo”, considerar o Ciro candidato da direita é brincadeira de mau gosto. Ou querer tirar sarro com a cara dos outros visitantes deste site. Justamente pouco tempo depois de ele ter apresentado como proposta a auditoria da dívida pública, entre outras propostas progressistas.
      Sobre tua frase “Ciro não combina com esperança, e sim com desconfiança.”, para mim, parece quase um plágio da Regina Duarte quando ela estava “com medo” do Lula.
      Sobre as alianças, partidos, etc, eu li certo que o pt do ceará está para apoiar um senador do…. pmdb?

      Responder

    JOAO BATISTA

    11 de junho de 2018 às 10h33

    Petista tem memória seletiva, esqueceram-se do beija-mão de Lula em Maluf, na mansão deste, para aumentar o tempo de propaganda eleitoral de Fernando Haddad.

    Responder

    Leandro_O

    11 de junho de 2018 às 10h41

    Só o PT pode fazer alianças, principalmente com a direita. Todo o resto é golpe. Meirelles preferidão do Lula? Tudo bem. Steinbruch? Golpe. Miss Moto Serra de Ouro fazendo código florestal? Tudo bem. Ciro falando de agronegócio? Golpe. Dilma vetando a inclusão da auditoria no Plano Plurianual? Tudo bem. Ciro Gomes falando de auditar? Golpe. Pois é…

    Responder

    Curió

    11 de junho de 2018 às 10h57

    ” A História não se repete senão como farsa ” ( 18 Brumário de napoleão, Marx )

    Responder

    Curió

    11 de junho de 2018 às 11h02

    ” A história não se repete senão como farsa “. ( 18 Brumário de Napoleão, Marx )

    Responder

    Bruno Aguiar

    11 de junho de 2018 às 12h56

    Concordo com você. As análises tentam criar um verniz de imparcialidade, mas com uma simples analise mais profunda percebe-se ideologias puramente politico-partidárias e não lógicas.
    Repare que no meio dos “argumentos” volta-se a um raciocínio circular de “só lula salva”, “o centro da pauta da esquerda é o Lula” e “Ciro é de direita”, crenças que não se sustentam logicamente. Ao mesmo tempo que monoliticamente repetem que querem Lula candidato, mas não apontam nenhuma saída factível para isso, ao contrário, ao que tudo indica ele está totalmente fora. Portanto, retórica vazia disfarçada de análise política.

    Responder

      Dio

      11 de junho de 2018 às 13h18

      Esse messianimo/sebatianismo (chame como quiser) parte também dos analistas a favor de ciro: ou é ciro ou bolsonaro! Alardeiam por aí.
      Interessante, isso me lembra bastante regina duarte , garota propaganda do medo, que o povo não deu boka e elegeu lula apesar dela.
      Agora tentam usar bolsonaro pra causar medo e transformar ciro como única saída, já que lula já era.
      Mais uma vez, não vai colar. A direita tomou pau direto com essa tática, alckimin não conseguiu faturar nem entre os seus, e vai ser ciri que vai conseguir? Na esquerda?
      Ciro não combina com esperança, e sim com desconfiança.

      Responder

        Paulo Oliveira

        11 de junho de 2018 às 15h04

        chega do “só Lula salva”…no povo ninguém pensa né!!!

        Responder

          Dio

          11 de junho de 2018 às 15h34

          Só o povo se salva…
          Mas se isso te faz se sentir melhor pode dizer: só ciro é capaz, é competente e, o melhor, único que pode vencer.

          Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com