Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

A entrevista de Haddad aos Jornalistas Livres

Por Miguel do Rosário

27 de julho de 2018 : 17h06

O coordenador do programa de governo de Lula, Fernando Haddad, dá uma entrevista ao coletivo Jornalistas Livres.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Cristina

29 de julho de 2018 às 20h40

Independente das fragilidades da prisão do Lula, temos questões que precisam ser respondidas:
a) nas circunstâncias dadas, prisão em 2. Instância ê ficha suja, portanto, como resolver a candidatura do Lula neste contexto?
b) o PT se propõe a conversar, sendo vice? Não acredito. O PT quer que os outros partidos se reúnam em torno da candidatura do Lula. Essa é a pressão. Daí, os partidos da possível coligação, para se viabilizaram, teriam que lutar pela liberdade do Lula.
c) todos lutam pela manutenção no poder. Não é só o PSDB. Só se pensa no Brasil se Lula for presidente.

d)

Responder

Carcará

27 de julho de 2018 às 19h14

Muito boa entrevista. O caminho está dado. Basta refletirmos e agirmos.
Lula livre! Lula inocente! Lula presidente! Vamos agora encher as ruas!
E rezar para Santo Antônio iluminar o Ciro.
Lula livre! Lula livre! Lula livre!
Mais…
Lula livre! Lula livre! Lula livre!

Responder

JOÃO BATISTA

27 de julho de 2018 às 18h32

Não é por acaso que a escumalha petista rejeita Haddad. Inteligência, diálogo, transparência.
Ciro/Haddad ou Haddad/Ciro seria uma chapa para o Brasil se modernizar. Uma chapa capaz de sensibilizar e mobilizar a população para as reformas que o país precisa. Liderança, planejamento e ação.

Responder

    Nostradamus ( Consultores políticos & psicológicos )

    27 de julho de 2018 às 19h23

    Chegou a hora da verdade! Vamos ver a atitude do Ciro! Chegamos no ponto exato da hora da verdade! Ele é que tem que decidir no silêncio do seu quarto, na plena consciência e uso de suas faculdades mentais, sensoriais, emocionais! Vamos ver, de fato, se é o coroné que falam ou um homem de grandeza indiscutível. E não pode esfriar ou ficar morno pois a entrevista vai repercutir no dia de amanhã. Prazo de validade da proposta: 24 horas!

    Responder

Alexandre

27 de julho de 2018 às 17h08

E quando a febre passar?

Quem herdará a dor?

https://novoexilio.blogspot.com/2018/07/por-que-eu-matei-marille-por-alexandre.html

Hoje ela faria 39 anos.

Responder

Deixe um comentário