Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Fotos: Miguel Schincariol/AFP e Evaristo Sá/AFP

Lula lidera com 45% em nova pesquisa Quaest

Por Redação

09 de fevereiro de 2022 : 08h47

A Genial/Quaest divulgou na manhã desta quarta-feira, 9, uma segunda rodada de pesquisas presidenciais neste ano onde mostra a liderança folgada e consolidada do ex-presidente Lula (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto.

Só que desta vez, as intenções de voto registradas por Lula supera numericamente a soma de todos os adversários nos quatro cenários levantados pela pesquisa, mas está dentro da margem de erro do levantamento.

Outro ponto importante da pesquisa é que ela indica que mais de 50% dos eleitores que participaram do levantamento declararam que a escolha do voto é definitiva.

Esse é o ponto chave para entender a consolidação de um cenário de polarização entre o líder progressista e Jair Bolsonaro (PL). Sem dúvida, é uma péssima notícia para a terceira via, cada vez mais fragmentada e com pouco fôlego nas candidaturas.

Nos números, o ex-presidente Lula varia entre 45% e 47% das intenções de voto em cenários reduzidos. Contudo, ele é seguido em todos os cenários por Bolsonaro que oscila entre 23% no cenário mais disputado e 26%, no quadro mais enxuto.

  • Lula (PT) – 45%
  • Bolsonaro (PL) – 23%
  • Moro (Podemos) – 7%
  • Ciro Gomes (PDT) – 7%
  • João Doria (PSDB) – 2%
  • André Janones (Avante) – 2%
  • Simone Tebet (MDB) – 1%
  • Rodrigo Pacheco (PSD) – 0%
  • Felipe d’Ávila (Novo) – 0%
  • Branco/nulo/não vai votar – 8%
  • Indecisos – 5%

Já no levantamento espontâneo, o que muitos especialistas em pesquisa eleitoral consideram a parte mais reveladora da disputa, Lula tem seus 28% de eleitores, Bolsonaro fica com 16%, e os demais concorrentes tem 4%, juntos. Cerca de 48% declaram estar indecisos, e 4% indicaram querer anular ou votar em branco.

Segundo turno:

  • Lula (PT) – 54%
    Bolsonaro (PL) 30%
    Branco/nulo/não vai votar – 13%
    Indecisos – 3%
  • Lula (PT) – 52%
    Moro (Podemos) – 28%
    Branco/nulo/não vai votar – 17%
    Indecisos – 3%
  • Lula (PT) – 51%
    Ciro Gomes (PDT) – 24%
    Branco/nulo/não vai votar – 22%
    Indecisos – 4%
  • Lula (PT) – 55%
    João Doria (PSDB) – 16%
    Branco/nulo/não vai votar – 26%
    Indecisos – 3%
  • Lula (PT) – 56%
    André Janones (Avante) – 14%
    Branco/nulo/não vai votar – 25%
    Indecisos – 4%

A Quaest fez a pesquisa de forma presencial ouviu 2 mil pessoas entre os dias 3 e 6 de fevereiro. A pesquisa foi registrada nos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pode ser encontrada pelo número de identificação: BR-08857/2022.

O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de cerca de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Acesse o relatório completo clicando aqui

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Batista

12 de fevereiro de 2022 às 13h31

Pianqueta tece intermináveis tratados narrativos, repletos de platitudes e desejos, a consistir uma teia, para explicar o inexplicável, pela simples razão que contra fatos não há argumentos. Daí o desespero e o tecer crescentes, ao aflorar dos fatos em desencontro com os argumentos.

Deveria o uníssono gajo escrevente, se um pingo de sabedoria ainda lhe restar, antes que patético e trollado reste, conferir às gravações da Spoofing o significado de ‘Kremlin’ e os esclarecimentos e confirmações, relativos, a partir dos quais fatos e ações, estranhos, testemunhados por todos nós, por ocasião dos julgamentos dos processos, pela junta e misturada justiça lavajateira, em todas as instâncias, se revelam em realidade, que ora desacredita.

Coragem e não teimosia que o leva do patético ao trollado.
‘Aceita, que dói menos.’

Responder

EdsonLuiz.

10 de fevereiro de 2022 às 21h41

Que Lula é defensor de ditadores e regimes autoritários, todos sabem, inclusive os petistas! Os que negam, negam por desonestidade! E acabam confirmando com isso que o lulismo não se importa com honestidade. Eu me importo!

Que Lula é um político condenado por corrupção, todos sabem também:
Julgadas as provas de corrupção, Lula foi condenado! Só nega e distorce esse fato quem é desonesto!

Crime é aquilo que se decide pelo julgamento de provas! Ao seu praticante, chamamos “Criminoso!”; quando o crime é de corrupção, chamamos “Corrupto!”

Julgando as provas, Lula foi condenado, no mesmo processo:
i) Pelo juiz natural da causa, o ex-juiz Sérgio Moro (placar:1X0);
ii) Pelo TRF-4, de Porto Alegre (placar: 3X0);
iii) Pelo STF (placar: 5X0).

Mas, por desonestidade, o PT quer no grito fazer seus ‘militantes’ e os demais eleitores pensarem que só Sérgio Moro condenou Lula. Eles do PT apagam os três juízes do TRF-4 e os cinco juízes do STJ por desonestidade.

Manobraram o caso de Lula no STF e hoje o processo prescreveu, devido à idade de Lula e ao tempo decorrido desde que o crime de corrupção foi praticado. Mas o fato de o processo prescrever ou ser arquivado por outro motivo não inocenta o criminoso!

Surtado está quem é desonesto! Todo desonesto surta quando encontra alguém que ele não pode atacar! Todo desonesto surta quando alguém o desmascara!

Por ser “formado” para repetir as maluquices, manipulações e um tanto de mentiras do “Brasil171” e coisas assimiladas, Alexandre BolsoNéris não consegue rebater as respostas de alguém como eu. Não consegue rebater quem detesta narrativas mentirosas e que, para argumentar, usa estritamente os fatos, as evidências e os dados como suporte. Por isso, Alexandre se ocupa quase só de mim neste ‘ocafezinho.com’ e pessoaliza. Todos os que fulanizam questões políticas é porque tiveram seus argumentos rolados no chão!

Ser monotemático é isso que você faz, de ficar fixado em mim, Alexandre. Você sempre comete esse erro: você sempre é aquilo de que você acusa os outros de serem! É essa sempre a prática do sujeito vazio e desonesto!

Alexandre BolsoNéris pode ser um sujeito perigoso! Não falo isto para repetir a forma asquerosa de leviandades que ele faz para atacar: falo porque ele, no mês de agosto do ano passado, aqui em ‘ocafezinho.com’, me ameaçando, afirmou claramente que cometeria uma violência se me encontrasse. E quem lê minhas respostas aqui sabe que eu prezo pela civilidade. Eu duvido que algum frequentador deste café, ou dos cafés da rua, tenha uma queixa de agressão pessoal minha contra si!

Alexandre, pela índole dele que posso inferir pelo que o conheço daqui, pela sua prática de fazer policiamento de opiniões e pelo tipo de manifestações que ele faz, não duvido de que consumaria a ameaça que fez a mim. Não tenho mesmo dúvida de que se trata de uma personalidade violenta.

Mas, Alexandre Néris! : para gente como você vou recordar uma das minhas conversas com Ana Montenegro, a minha Aninha, uma baiana de Rio Vermelho ou Praia Vermelha, não me recordo mais o nome do bairro de minha amiga em Salvador, que esteve exilada até a reabertura política, por ser membro do Comitê Central do PCB na clandestinidade. Aninha passou o exílio trabalhando na África pela UNESCO (Na guerra-fria os Estados Unidos e a União Soviética dividiam entre si o controle dos organismos da ONU; a União Soviética controlava a UNESCO, segundo Aninha me disse) e Aninha, quando voltou do exílio e tendo problemas com o Doi-Codi em São Paulo, precisou permanecer escondida mais algum tempo aqui no Espírito Santo até que as condições estivessem mais seguras para ela voltar para São Paulo. E isso já foi em 1980. Como era idosa, os velhos me treinaram e orientaram para atender minimamente algumas de suas necessidades de deslocamento, de remédios e de compras.

Em uma das nossas conversas, Aninha me contou das táticas que os presos nos campos de concentração nazistas usavam, que lhe foram relatadas por alguém que esteve preso em um, um comunista alemão que ela conheceu na UNESCO. Ele contou-lhe que os presos – ciganos, judeus, comunistas, negros, aproveitavam a hora de banho de sol para fazerem uma roda e pensarem formas de resistência. Podia ser decidido, por exemplo, quem fugiria para levar para fora notícias do campo de concentração ou quem cairia preso para entrar com informações. A conversa baixinha rodava um a um até chegar a todos. Um dia, um dos ‘presos’ da roda, ao se levantar, deixou cair um cassetete. Silêncio na roda! Passado já algum tempo, ainda o silêncio! Caso perdido: a roda estava infiltrada por policial. Bertold Brecht, que ali estava preso, para quebrar o silêncio falou para o “preso” cujo cassetete tinha caído e rolado: — Companheiro, apanhe seu argumento que acaba de ir ao chão!

Alexandre BolsoNéris, os seus “argumentos”, para quem tem algum tino, vivem ao chão. Muitas vezes você sabe disso, mas não se importa porque você não tem nenhum compromisso com ser sério; em outras vezes, eu estou convencido de que seu fanatismo e ignorância sobre usar a razão é tão grande que você nem vê que seus argumentos e ataques são rasteiros. Mas você, como todo deliquente político, tem completa consciência de que usa argumentos agressivos e mentirosos! Vocês atacavam e ainda atacam o Fernando Henrique assim,! A Marina Silva assim! Não vão atacar a mim?

Bom! Eu jamais repetiria contra Alexandre BolsoNéris, ou contra qualquer um, os ataques pessoais, as deselegâncias, agressões e leviandades que ele faz contra quem o contraria. Mesmo em chamá-lo de BolsoNéris eu relutei, alertando-o em vão sobre sua prática mentirosa e truculenta. Só estou escrevendo isso porque não tenho outra opção e porque o que eu estou relatando, sobre a ameaça de agressão que ele me fez, todos podem buscar os arquivos do mês de agosto/2021 deste ‘ocafezinho’ e constatar. Sobre a agressividade e leviandades dele todos os que leem e não são fanáticos lulistas já sabem!

Agora, eu especulo uma coisa (mas, como sempre que estou apenas especulando, registro que especulo): Alexandre BolsoNéris, você, agindo como um policial babaca quando está fazendo trabalho clandestino como bico, você buscou informação sobre mim e descobriu que nos meios políticos do Estado onde eu resido sou conhecido pelo meu sobrenome – um sobrenome que aliás abomino, por ter sido um sobrenome que me jogou na rua e na miséria quando muito criança, miséria de que me salvei a duríssimas penas e cuja consciência me levaram ao ativismo político, e ali, quando eu era ativista, se me desvelou a que ponto chegam os desonestos políticos quando em ação. A partir de suas pesquisas, você passou a se referir a mim pelo meu sobrenome, que nunca uso a não ser que não possa evitar. Aqui, você sabe que uso o meu nome, Edson Luiz. E como costuma fazer um petista, você passou a pessoalizar, a atacar a mim e não ao que eu discuto e o que denuncio. Mas essa pessoalização você já fazia, porque ou você ataca a pessoa ou não lhe sobra mais nada além de argumentos rasteiros. Você, nas suas “pesquisas”, não descobriu nada para me atacar, Alexandre BolsoNéris! Procurou e não achou nada! Não acharia!

Aqui eu vou recordar uma das festas de meninos na universidade, consumindo bebidas baratas nas nossas madrugadas de folga do trabalho, dos estudos e da atividade política. Uma das frequentadoras assíduas das festas era a atriz e poetiza Elisa Lucinda. Um vez, na madrugada de uma dessas festas, conversavam no corredor e alguém falando bem alto declarou: “Minha vida é um livro aberto!”, ao que Elisa, que ouviu, gaiata, rápida e divertida como é, com sua voz rascante e sensual de falso-contrauto, perguntou também muito alto e falando de algum quarto: “Um livro aberto em que página, companheiro?”

Você não descobriu nada sobre mim para tentar usar para me atacar e me calar por apenas um motivo, Alexandre BolsoNéris: A minha vida É de fato um livro aberto em qualquer página!

Não sou moralista, um dos muitos rótulos que você tentou colar em mim. Não apoio Sérgio Moro, como você fala pelo cú (desculpem os que leem), com ele tenho diferenças ideológicas insuperáveis, e eu pessoalmente acho que coerência ideológica deve ser cultivada; mas não posso ser covarde e não repor a verdade sobre o combate que ele travou contra a corrupção, quando vocês agridem o ex-juiz com narrativas para destruí-lo e mandarem um recado claro sobre o que vocês fazem a quem ousar ter coragem de repetir o trabalho que, além dele, só o ex-ministro Joaquim Barbosa ousou fazer antes. Nunca serei covarde, Alexandre!

Mas vocês, petistas e bolsonaristas, vocês sim é que são moralistas, Alexandre BolsoNéris! Vocês passam a vida xingando as pessoas de corrupto e de tudo, até colarem o ódio de voçês nas pessoas. O lulismo, e agora o bolsonarismo, sempre produziram e espalharam esse ódio! Quando as pessoas descobrem, vêem que vocês é que fazem o que denunciam nos outros: e isso é que é moralismo, Alexandre, o que vocês fazem! E, infelizmente, vocês acabam treinando alguns ingênuos a repetirem suas leviandades. O curioso é que eles aprendem a repetir, mas nunca estudam ou se informam corretamente para discutir seriamente. Naquelas ‘Telas171’ é que não vão conseguir se informar!

Eu renego o sobrenome que alguns antigos ainda usam para se referir a mim. Com eles já não tenho contato faz mais de trinta anos, quando me afastei de vez dos meios políticos, assim que o velho PCB foi desativado e surgiu o PPS, agora Cidadania23. Você também, no seu vício de falar pelas pessoas o que quer falar, diz que eu sou ligado ao Partido Cidadania. Você sabe que não! Se ainda há partidos no Brasil para serem respeitados, estes são o Rede, o Novo, o PSOL, e o Cidadania. E eu os respeito! Mas os três primeiros eu acho que no momento estão em risco de se descaracterizarem e o Cidadania vamos ver se consegue se preservar. Os outros três eu espero que também consigam! De resto, não vejo condições de respeitar mais outro partido nenhum. Mesmo tendo admiração pelo PCdoB, por seus muito bons quadros, nem a esse partido eu respeito exatamente. Tem os minúsculos, PSTU, PCB, UP, mas sobre estes, hoje, eu não tenho informação para me posicionar. Pode ser um rigor meu, mas…

Se eu funcionasse como você funciona, Alexandre Néris, o que eu sentiria era muita vergonha! E eu acho muito triste que para discutir o Brasil se tenha que defrontar com gente desonesta como você e como seus Mitos!

Fora autoritários!
Fora corruptos!
Fora apoiadores de ditadores!
Fora incompetentes, destruidores de empregos!
Fora mentiroso!
Fora desonestos!
Fora covardes!

A pecha de bolsonarista você não vai me colar, Alexandre BolsoNéris! Com isso você só conseguirá que as pessoas – outros petistas não desonestos, inclusive – vejam que você ataca por ser leviano e desonesto!

Edson Luiz Pianca.

Responder

Alexandre Neres

09 de fevereiro de 2022 às 22h58

Gente, o Pianca surtou! Tá na cara que o inimigo figadal dele é o Lula. Praticamente monotemático. Lulobsessivo. Assim, fica parecendo que aderiu ao bolsonarismo de vez, já que a candidatura de Serjo Morto não decolou, e passou a propagar fake news. Se não, vejamos:

“Lula é condenado como um político corrupto.

Lula é um histórico defensor de ditadores e líderes autoritários na América Latina, na África e na Ásia!”

Responder

EdsonLuíz.

09 de fevereiro de 2022 às 12h20

Lula um lider progressista?

Lula é condenado como um político corrupto. No julgamento das provas no TRF-4, em Porto alegre, a condenação de Lula como corrupto foi por 3X0; no STJ a reconfirmação da condenação de Lula como corrupto foi por 5X0.

Lula é um histórico defensor de ditadores e líderes autoritários na América Latina, na África e na Ásia! O apoio que Lula empresta a ditadores e líderes autoritários vai desde a Nicarágua e El Salvador até a Rússia e o Irã. A venezuela inviabilizada econômicamente e triturando seus adversários políticos pode-se considerar uma obra conjunta de Lula e do chavismo.

Dizer que Lula é um líder progressista é uma avacalhação com o progressismo!

E por falar em avacalhação, nestas eleições presidenciais de 2022 avacalhação é o que não falta, além de estarem se mostrando eleições esvaziadíssimas: quando consultados, 28% dos eleitores declaram voto no corrupto Lula; o próximo nome que aparece, citado por 16%, é o do candidato com ligações com milicianos e atual presidente jair bolsonaro. Todos os outros candidatos somados não passam de 4% de citação.

Assim, nestas eleições para presidente são citados pelo eleitores um ex-presidente que dominou quatro mandatos e que é um político condenado como corrupto e um presidente em pleno mandato que é um operador político com ligações com milicianos; já os candidatos restantes mal provocam traço na lembrança dos eleitores.

Claro que os dois políticos mais lembrados, mesmo sendo bandidos, possuem gente séria entre seus apoiadores, mas isto, para mim, é de explicação ainda mais difícil que conseguir explicação para os eleitores não se interessarem por algum outro nome menos comprometido com o erro.

Quando os eleitores são inquiridos sobre em quais candidatos não votam de jeito nenhum para presidente, os números de todos os candidatos sobem como um foguete.

Ou estão faltando candidatos de qualidade nestas eleições ou os eleitores estão preparando alguma manifestação inesperada!

Se o quadro atual se consolidar, com o segundo turno das eleições sendo disputado entre dois nomes tão desqualificados, teremos a partir de 2023 um presidente da república que já iniciará seu mandato com muita rejeição e pouca legitimidade, em um momento de uma crise econômica cujo início foi gestado por volta de 2006, foi acelerada a partir de 2011 e em 2014 se apresentou sob a forma de recessão e configurou a maior recessão econômica de nossa história, além de ter levado a uma estagnação econômica que está se mostrando a mais difícil de ser resolvida.

Eu não encontro nenhuma explicação para o eleitor se apegar a nomes de candidatos tão ruins: Lula: um candidato que já foi presidente, mandou no Brasil por quatro mandatos e iniciou as políticas econômicas que levaram à crise depois de desmantelar as políticas que herdou do presidente anterior, o Fernando Henrique Cardoso, que mesmo sendo políticas insuficientes, tinham boa qualidade e o Brasil funcionava e, mesmo devagar, avançava; o outro candidato lembrado, jair bolsonaro, foi eleito para resolver a crise econômica e aprofundar o combate à corrupção, não mostrou capacidade de resolver a crise econômica e ainda desmontou o que havia para combater corrupção.

No nosso pobre Brasil experimentamos uma pequena melhora a partir de 1993/1994, com Fernando Henrique, melhora que continuou até 2008/2009, com a continuidade de suas políticas por Lula, mesmo Lula xingando Fernando Henrique e seu PSDB todos os dias para desgastá-los e destruí-los. Lula conseguiu destruir Fernando Henrique e o PSDB. Depois, a partir de quando Lula implantou suas próprias e desastrosas políticas, fomos perdendo tudo o que tínhamos, mesmo que pouco, e estamos no buraco em que estamos hoje. jair bolsonaro muitos elegeram para resolver, agora já passou da hora de enxergar que escolher bolsonaro foi um grande erro!

Esse buraco brasileiro tem nome, mais de um nome; e em fila: Lula, Dilma, Temer, bolsonaro…

Nas eleições de 2022, mude! Por favor, mude! Deixe o inesperado acontecer e faça uma surpresa! Vote Ciro Gomes! Eu lhe peço um voto para Ciro Gomes. Ou se preferir, vote em outro nome que não seja o de alguém misturado com crise moral e econômica, como o PT e bolsonaro!

Edson Luiz Pianca.

Responder

Tony

09 de fevereiro de 2022 às 08h56

Se eu fosse Lula vendo essas “pesquisas” sairia na rua mostrando essa popularidade toda para arrematar mais alguns votos e fechar de vez essa eleição…

Só que Lula não é imbecil e sabe que o tempo dele passou há muitos anos….

Responder

Galinzé

09 de fevereiro de 2022 às 08h54

Outra pesquisa encomendada pela Faria Lima ?

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro