Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Divulgação

TCU poderá investigar a PEC Kamikaze

Por Redação

04 de julho de 2022 : 18h14

O Ministério Público solicitou ao Tribunal de Contas de União (TCU) que investigue a chamada PEC Kamikaze, que permite injetar R$ 41,2 bilhões em gastos do governo Bolsonaro, a três meses da eleição.

O texto já foi aprovado no Senado, na semana passada, deve ser votado ainda nesta semana pela Câmara.

O MP quer que o TCU faça estudos detalhados sobre a quantidade real de beneficiários e onde estão essas famílias atendidas pela série de benefícios planejados pelo Planalto.

Vale lembrar que a PEC prevê benefícios como voucher de combustível para caminhoneiros, taxistas e a ampliação do Auxílio Brasil para R$ 600 para as famílias de baixa renda. O governo também quer zerar a fila de espera.

No pedido de investigação, o procurador do Ministério Público, Lucas Furtado, afirma que a PEC é “flagrante inconstitucional”.

“O TCU deve examinar desde já a compatibilidade dos atos de gestão que vierem a ser praticados para a realização das despesas previstas na PEC kamikaze com o teto de gastos e a Lei de Reponsabilidade Fiscal”, observa.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Nelson

04 de julho de 2022 às 22h37

É sério isso? O mesmo TCU que avalizou a quase doação da Eletrobras e da Rlam?
Há quem diga que, se no governo Dilma Roussef houve “pedalada fiscal” a PEC Kamikaze seria um Tour de France.

Dilma Roussef foi punida com o não reconhecimento, a não aprovação, das contas de seu governo. Um empurrãozinho a mais que a ela aplicaram na direção do golpe de Estado.
Já, quanto a Bolsonaro, duvido de que o TCU vá desaprovar seu “Tour de France”.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina