Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

As (fracassadas) chicanas de Dallagnol junto ao TCU

Por Miguel do Rosário

17 de julho de 2022 : 11h50

O ex-procurador Deltan Dallagnol, que protagonizou os abusos mais grotescos da Lava Jato, hoje é um homem que se diz “perseguido” pela justiça.

Enquanto a Lava Jato era a operação queridinha dos setores mais reacionários e golpistas da mídia, seus responsáveis sentiam-se livres para promover uma verdadeira farra de gastos. O TCU identificou, por exemplo, que foram autorizados, usando critérios duvidosos, pagamento de diárias e passagens a membros da Lava Jato. Foram despesas de milhões de reais, a maioria das quais, segundo a análise técnica do TCU, foi desnecessária e abusiva.

A medida que a investigação avança no TCU (podendo prejudicar a candidatura do ex-procurador a deputado federal pelo Paraná), o ex-procurador usa de todos os artifícios disponíveis para atrasar o processo. A ironia é que a estratégia usada pelo “Dallagnol investigado” de hoje é diametralmente oposta ao “Dallagnol investigador” de ontem.

Quando chefiava a Lava Jato, Dallagnol abusava dos holofotes para tratar qualquer esforço defensivo dos réus como “chicana”. Hoje, quando ele mesmo se vê enrolado nas barras da justiça, Dallagnol é o próprio chicanista, como se vê em seus embargos junto ao TCU, reclamando da rapidez com que o processo contra si vem tramitando na instituição.

Quando foi investigado pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Dallagnol já havia se utilizado do mesmo artifício, e com sucesso. Ele conseguiu adiar, por mais de 40 vezes, a tramitação do processo que Lula iniciou contra ele no CNMP, por abuso de poder e violação de direitos constitucionais, no caso do Powerpoint.

No TCU, porém, Dallagnol não vem encontrando a vida fácil que tinha no CNMP. Despacho do ministro Bruno Dantas, relator que cuida do caso, rejeitou categoricamente o pedido do réu de postergar o seu processo. 

A reação de Dallagnol tem sido previsível. Ele vem atacando o juiz Bruno Dantas, insinuando motivações políticas, para prejudicar a sua eleição para deputado. Os tempos de herói da direita, que se exultava a cada vez que Dallagnol praticava ou chancelava um abuso contra Lula, ou contra outro político e empresário importantes, parecem ter marcado o ex-procurador para sempre. Ele ainda acha que está no centro do palco político, e que o TCU dá alguma importância para sua candidatura. 

Alguém deveria avisar Dallagnol que ele, politicamente, é carta fora do baralho. Os setores golpistas que o incensaram enquanto era procurador da Lava Jato, vêem-no agora apenas como uma prova viva constrangedora dos crimes que praticaram contra a democracia e contra a própria soberania nacional, violada por uma operação irresponsável e destrutiva. 

De qualquer forma, importante observar que a investigação do TCU contra Dallagnol, por desvio de recursos públicos, é só a ponta do iceberg. Dallagnol ainda precisa ser investigado por muitos outros crimes, infinitamente mais graves, e que eu dividiria em três grandes grupos:

  1. os grandes crimes jurídicos da Lava Jato, cujo caso mais escandaloso resultou na prisão ilegal do ex-presidente Lula;
  2. os crimes contra o sistema econômico nacional, como se viu na fúria para destruir quase todas as grandes empresas de engenharia do país;
  3. os crimes contra a soberania brasileira, que ficaram explícitos nas ações de Dallagnol e seus cúmplices no MP e no Judiciário, para instrumentalizar agentes do Estado americano com argumentos para que estes impusessem multas multibilionárias a Petrobrás, além de criar uma situação que fez o governo federal suspender, por tempo indeterminado, projetos estratégicos, como a construção das refinarias, da usina nuclear Angra 3, do submarino nuclear, entre outros. 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Zulu

18 de julho de 2022 às 08h56

Ao livrar o larápio dos processos, além de brincar com a cara dos brasileiros, o STF interrompeu o natural desenvolvimento da democracia Brasileira. No lugar da carcassa de lavador de dinheiro profissional e estrumalha anexa (que em qualquer país normal estaria hoje na cadeia) hoje deveria ter outro ou outros candidatos, com outras palavras na boca, outros assuntos, possivelmente menos asneiras ideológicas, ecc…

As nomeações político/ideológicas e vitalícias dos ministros do STF são claramente um câncer da democracia…por essa manobra vergonhosa e digna como sempre do treceiro mundo o Brásil jogou no lixo mais 4 anos.

O problem é sempre o mesmo…ao invés de ir para frente volta-se atrás e o atraso só aumenta…

Responder

Márcio

17 de julho de 2022 às 21h42

O que têm de gente que perdeu milhões e bilhões roubados aos brasileiros com a chegada da Lava Jato não é brincadeira.

São os mesmos interessados a que tudo volte como era antes e que sabemos muito bem quem têm como candidato.

Responder

Belmiro Machado Filho

17 de julho de 2022 às 20h39

MUITO MAIS GRAVE é que este CRIMINOSO TOGADO, como Agente de Estado, além de cometer todo tipo de barbaridade contra o Estado Democrático de Direito, CONTRA A SOBERANIA NACIONAL e contra a Constituição AINDA USOU A TOGA E O ESTADO para enriquecimento e para promoção pessoal o que é CRIME. ELE tem que ser responsabilizado pelas barbaridades que cometeu acintosa e reiteradamente e punido de forma rigorosa com muitos anos de cadeia.

Responder

Belmiro Machado Filho

17 de julho de 2022 às 20h35

O COMITÊ DE DIREITOS HUMANOS DA ONU ESCANCAROU PARA O MUNDO que a Lava Jato foi sem dúvida alguma a MAIOR ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA JURÍDICO-JORNALÍSTICA já vista na História Mundial recente. Foi operacionalizada por GANGSTERES de TOGA apoiados por CANETAS de ALUGUEL da pior espécie, abrigados e protegidos nos covis das redações da “grande imprensa”. Estes CRIMINOSOS TOGADOS não podem ficar impunes em hipótese alguma. ELES como Agentes de Estado cometeram os mais diversos e hediondos CRIMES contra o Estado Democrático de Direito, contra a Constituição e CONTRA A SOBERANIA NACIONAL e estão passíveis de PRISÃO IMEDIATA. MORO, DALLAGNOL E DEMAIS CÚMPLICES NA CADEIA JÁ!!!

Responder

Efrem Ventura

17 de julho de 2022 às 20h26

O Brasil foi entregue por muitos anos a facçoes criminosas camufladsa de partidos politocos que enfestavam Brasilia e capitaneadas pelo partido que ganahva as eleiçoes usando dinheiro roubado aos cofres publicos para se financiar e financiar o aparato de poder (sistema). Essa facçao se instalava no Planalto e nos ministerios, as outras se espalhavam pelo congresso e nos outros predios de Brasilia e Brasil afora cuidando exclusivamente dos proprios interesses economicos e nada mais.

De vez enquanto os brasileiros eram agraciados com um pouco de dinheiro via cartao de credito, uma palavrinha de conforto no ouvido e alguns jogos de futebol para que ficassem felizes e nao enchessem muito o saco, como se faz com as crianças.

Nunca existitu uma disputa politica, nunca esistiu uma democracia de verdade pois tudo sempre foi contaminado pela podridao e pela bandidagem, o importante era que chegasse dinehiro nas maos de todo mundo (mensalao, petrolao, cargos nas estatais para conseguir propinas, grandes empresas para conseguir caixa 2 para campanhas, imoveis, ecc…), e a imprensa nao investigava nada, nao sabia de nada…o silencio absoluto.

O serviço de “enrabamento coletivo” e desmantelamento do sistema que a Lava Jato fez é inestimavel e o resto é menos de zero.

Responder

Belmiro Machado Filho

17 de julho de 2022 às 20h22

Os piores tipos de criminosos, os mais cruéis e os mais nocivos para uma sociedade são AQUELES que são apoiados incondicionalmente pela imprensa marrom e AJEM SOB O MANTO PROTETOR DO ESTADO e em nome DELE cometem os mais diversos e hediondos CRIMES contra o Estado Democrático de Direito, contra a Constituição e CONTRA A SOBERANIA NACIONAL. Moro, Dallagnol, as gangues togadas formadas pelos procuradores do MP, pelos desembargadores do TRF-4 e a escória fedorenta que usa e desonra o distintivo da PF encaixam-se à perfeição neste perfil indesejado e fora da lei. 2023, LULA LÁ NO PALÁCIO DO PLANALTO.

Responder

Alexandre Neres

17 de julho de 2022 às 18h52

Quer ter seus comentários publicados rapidamente? Fácil, basta ser minion, hater, troll ou bot. É feijão sem bicho.Infelizmente, o Cafezinho trava quem defende a democracia e libera geral para os arautos da barbárie, cujo discurso de ódio é publicado em tempo real. Na prática, permite que a intolerância política se entranhe nesse espaço pretensamente democrático. Vou avisar o Xandão Malvadão pra ver se ele acaba com esse antro de fascistas!

Responder

Eduardo Laranjinha

17 de julho de 2022 às 18h36

O trabalho de Moro, Dallagnol e Cia da Lava Jato foi brilhante.

A luz da lava jato os Brasileiros entenderam muito bem o que aconteceu em Brasilia por anos, os brasileiros entenderam muito bem como eram tratados por essa merdalha humana com a camiseta vermelha e sócios de negócios…o resto é esperneio inútil de 4 adeptos de ideologias mongolas que se tornaram defensores de pura merda humana ambulante.

Esses últimos são perdidos para sempre, eterna massa de manobra, qualquer coisa aconteça.

Que os brasileiros no ano de 2022 ainda tenha que se livrar desse estrume que a lava Jato condenou é uma vergonha, é o retrato do atráso de uma país de terceiro mundo.

Responder

    Belmiro Machado Filho

    17 de julho de 2022 às 20h25

    A LAVA JATO foi sem dúvida alguma a MAIOR ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA JURÍDICO-JORNALÍSTICA já vista na História Mundial recente. Foi operacionalizada por GANGSTERES de TOGA apoiados por CANETAS de ALUGUEL da pior espécie, abrigados e protegidos nos covis das redações da “grande imprensa”. Estes CRIMINOSOS TOGADOS uniram-se AO QUE EXISTE DE MAIS PODRE E DE MAIS REPULSIVO DENTRO DA PF e como Agentes de Estado, cometeram todo tipo de barbaridade contra o Estado Democrático de Direito de todos nós cidadãos, contra a soberania nacional e contra a Constituição. Eles têm que ser responsabilizados pelas barbaridades que cometeram deliberadamente e PUNIDOS DENTRO DOS RIGORES DAS LEIS COM MUITOS ANOS DE CADEIA.

    Responder

Fanta

17 de julho de 2022 às 18h25

O padrinho desse tal Bruno Dantas é um certo Renan Calheiros e essa criatura estava junta e misturada ao estrume da política brasileira no jantar do saidão de Natal organizado pelo grupo prerrogativas de bandidos… precisa dizer algo mais ?

Responder

Alexandre Neres

17 de julho de 2022 às 18h12

Tantã Dinheirol é um vendilhão do templo! Faz qualquer negócio por dindin. Fala uma coisa, faz outra. Tá com o mito. Com tantas chicanas, cavou sua inelegibilidade.

Responder

marco

17 de julho de 2022 às 17h20

” Sedição ” é o nome do crime que esse indivíduo cometeu.
Vergonhoso que ainda não esteja preso.

Responder

Tony

17 de julho de 2022 às 14h41

Sempre a mesma ladainha inútil que não vai dar em nada ?

Os Brasileiros entenderam muito bem o que Lula e comparsas fizeram com o dinheiro dos outros…aceitem e olhem para frente Boara não repitir as mesmas asneiras…

Responder

Kleiton

17 de julho de 2022 às 14h38

Bruno Dantas é o elemento de quarto mundo que estava no jantar do saidão de Natal com Renan Calheiros, Lula, Dirceu e comparsas de assaltos aos cofres dos brasileiros ?

“Debi crime já aconteceu o que adianta condenar ? ” disse um dos ilustres advogados presentes ao jantar…

Tá tudo explicado direitinho….

Se depois de anos continuam fazendo apologia ao terceiromundismo e não acretaram que quem vocês elegiam e continuam querendo eleger são lavadores de dinheiro publico profissionais e a pomada refrescante não sortiu efeito façam uma cirurgia de recomposição, talvez seja a solução melhor….kkkkkkkkkk

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina