Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Divulgação/CNN

No Ceará, Lula lidera isolado, diz nova pesquisa

Por Redação

13 de agosto de 2022 : 08h53

Neste sábado, 13, o Paraná Pesquisas divulgou uma nova pesquisa para Presidência da República entre os eleitores do estado do Ceará. 

Nela, o ex-presidente Lula (PT) lidera isolado com 43,1% das intenções de voto, Jair Bolsonaro (PL) tem 29,9% e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), 13,8%.

O levantamento também revela que 56,7% dos cearenses reprovam a gestão de Bolsonaro.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o código 01028/2022. Foram 1540 eleitores cearenses entrevistados em 60 municípios.

O levantamento foi feito entre os dias 08 e 12 de agosto de 2022. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

JULIANA BATISTA SILVA

13 de agosto de 2022 às 18h41

No NE a diferença vai ser maior que em 2018

Responder

carlos

13 de agosto de 2022 às 18h09

Toda eleição passa por São Paulo, o resto é o resto.

Responder

Dudu Laranjinha

13 de agosto de 2022 às 15h04

É óbvio que Lula ganha no NE mas será com números diferentes do passado.

Responder

EdsonLuíz.

13 de agosto de 2022 às 14h47

Não há, nunca houve, auxílio DE Lula; nâo há, nunca houve auxílio DE bolsonaro.

O auxílio é do povo brasileiro para o povo brasileiro!

Os programas de proteção social como política de estado, de forma pensada e definitiva, foram iniciados no governo Fernando Henrique Cardoso e continuados depois por Lula e por bolsonaro, que para se apropriarem dos programas, abusados que são esses dois, fizeram a mudança de nome e disputaram e disputam a paternidade dos programas, e espalham muito ódio, mentiras e leviandades sobre esses programas e sobre tudo.

Mas a proteção social é do povo brasileiro para o povo brasileiro, não é de Lula nem de bolsonaro!

A diferença entre os presidentes –nesse tipo de programa e em tudo– é que quem é democrático e republicano, não é populista e não quer manipular o povo, instrumentalizar o estado e humilhar os famintos já tão humilhados, não fica repetindo: “ESTOU DANDO!”, “ESTOU DANDO!”, “EU SOU LEGAL!”, “EU SOU BONZINHO!” “EU ESTOU DANDO PRATOS DE COMIDA!”, “EU ESTOU MATANDO A FOME DO POVO!”

Humilhadores de miseráveis merecem nojo e repulsa! Humilhadores de miseráveis merecem nojo e repulsa para sempre!

Programas sociais NÃO SÃO de Lula ou de bolsonaro; programas sociais SÃO do povo brasileiro para o povo brasileiro!

Mesmo o iniciador desses programas, o Fernando Henrique, não pode se apropriar dos programas. E ele não se apropria e nunca se apropriou, pirque tem caráter e sensibilidade humana. Fernando Henrique até podia, se fosse canalha, dizer durante o governo dele, dizer durante o governo Lula e dizer agora, no governo bolsonaro: “É por causa de mim que vocês comem, o PT e bolsonaro votaram contra o BOLSA”. Mas FHC não faz e nunca fez isso!

Com o Lula e com bolsonaro a fome até voltou a crescer devido ao estraçalhamento da economia. O pagamento do BolsaEscola em setembro* de 2014 até teve que ser sacado a descoberto na Caixa Econômica, por o dinheiro ter acabado por causa da recessão econômica, e para não pegar mal não pagar o auxílio e com isso perder votos a Caixa pagou a descoberto o auxílio, o que é crime, e depois falsificou o orçamento federal.

*Durante o ano de 2014, com o desastre econômico que o PT armou nos governos Lula 2 e Dilma 1, por vários meses programas sociais foram pagos a descoberto pela Caixa porque não tinha mais dinheiro. Com isso o governo dilma teve que falsificar o Orçamento para tentar esconder, o que é crime de responsabilidade e foi um dos motivos jurídicos para o impeachment de Dilma.

O julgamento final do impeachtment de Dilma no congresso foi presidido pelo Ministro do STF Ricardo Lewiandoviski.

Responder

Luís Castro

13 de agosto de 2022 às 12h35

Até a Paraná Pesquisas conhecida por ser a favor do Bozo reconhece que Lula está na frente do genocida. Sem reeleição só resta as grades para o tenente capitão da banda podre.

Responder

carlos

13 de agosto de 2022 às 12h16

O auxilio do lula é permanente enquanto o do bolsonaro só existe na eleição.

Responder

carlos

13 de agosto de 2022 às 12h08

O auxilio do Janones é permanente enquanto o do bolsonaro é político é só até dezembro.

Responder

Lourinildo Santos Silva

13 de agosto de 2022 às 10h19

Haddad tirou em 2018 no 1º turno no Ceara 33,12% dos votos validos.

Responder

Kleiton

13 de agosto de 2022 às 09h09

Tudo indica que a reeleição de Bolsonaro virá do NE.

Responder

Deixe um comentário