Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Reprodução

Ciro diz que Lula é culpado pela inadimplência do povo brasileiro

Por Redação

01 de setembro de 2022 : 13h10

O ex-ministro e candidato do PDT a presidência, Ciro Gomes, voltou a criticar duramente o ex-presidente Lula (PT), seu concorrente na disputa pelo Palácio do Planalto.

Desta vez, o pedetista responsabilizou o petista pela inadimplência que castiga a maioria dos brasileiros (66,6%). Nas palavras de Ciro, o ex-presidente Lula levou a população brasileira “para a humilhação da inadimplência” durante seus governos.

A afirmação do ex-ministro foi em resposta a proposta anunciada pelo líder progressista de renegociar as dívidas de pessoas que estão com o nome sujo e inclusas no SPC. Vale lembrar que Ciro chegou a classificar a proposta de Lula como “cópia”.

“É um encantador de serpentes que faz uma aposta hipócrita na ignorância. Por que 66,6 milhões de brasileiros estão humilhados no SPC? Isso não aconteceu ontem”, declarou Ciro durante evento de campanha em São Paulo.

Além disso, o candidato do PDT declarou que Lula aumentou “violentamente” o crédito para o povo brasileiro durante seus governos e que por isso, segundo Ciro, produziu “a maior taxa de juros da história”.

O ex-ministro alega que Lula se gaba do poder de compra durante a era petista. “Quer que o povo se lembre que no tempo dele todo mundo podia comprar, mas quer que o povo se esqueça que foi para a humilhação da inadimplência. É o lulismo”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Efrem Ventura

01 de setembro de 2022 às 19h38

Conheço idosos que viviam da aposentadoria de 1 salario do marido falecido que usavam 2 cartoes de credito e de vez enquanto recebiam outros cartoes de credito prontos para o uso pelos correios (sò ligar e ativar) sem ninguem ter pedido.

Isso nao é claramente normal em lugar nenhum fora da Bananopoli….alguns poucos ganharam bilhoes acima de bilhoes com isso e outras dezenas de milhoes de pessaos se lascaram ouvindo e achando que nao eram mais pobres.

Eu acho que sao os mesmos que pagam as pesquisas que colocam a carcaça podre de lavador de dinheiro publico ganhando no primeiro turno com 198,32% de votos…

Enquanto isso rolavam soltos assaltos dioturnos aos cofres publicos, o aparelhamento de tudo do começo ao fim, rolavam o mensalao, o petrolao, a copa das copas, o jornal nacional e as novelas…nada por acaso.

Foi facil demais pintar e bordar dia e noite com a cara e o bolso dos brasileiros…

Responder

Zulu

01 de setembro de 2022 às 18h01

Como a empregada que ganhava 1 salário viajava para Disney em primeira classe comendo picanha no avião no lugar do lanche sem cartão de crédito internacional ? Kkkkkkkk

Quem se elege prometendo dinheiro precisa fazer chegar dinheiro ou dar a impressão que as pessoas tenham dinheiro se querem se eleger…

Com os cartões de crédito para todo mundo em coincidência com a chegada de eletrodomésticos para as massas no Brasil comprou se os brasileiros e os bancos numa cartada só.

Uma palavrinha na cabeça oca dos brasileiros para dizer que tava tudo certo e começaram a gastar sem poder se lascando para sempre.

Uma pessoa que compra a máquina de lavar roupa em 12 vezes no cartão de crédito não tem dinheiro, tem dívida e nada mais.

Promessas de dinheiro, exploração da inocência, da infantilidade e da miseria.

É o que até hoje tentam fazer, Picanha e Cerveja é a última babaquice para tentar enrolar alguém.

Pobre Pindorama.

Responder

Max

01 de setembro de 2022 às 17h37

“Cuidar dos pobres é barato. Incluir o pobre no orçamento não custa nada. E ainda dá retorno. Enquanto o rico custa caro e ainda dá golpe.”

Quem falou mesmo a frase acima ?

E essas abaixo?

“Queremos um mundo multipolar, que tenha 500 pessoas discutindo na mesa. Aí sim a gente vai ter um mundo feliz. O cara contando piada de nordestino e eu rindo. Eu contando piada de outras pessoas e as pessoas rindo”

Que tal mais essa ?

“Ao invés de gastar uma fortuna indo para Brasília fazer protesto, todo deputado mora numa cidade. Então não custa nada o povo que está reivindicando, ir na porta da casa deles conversar de forma civilizada. Esse deputado que, durante as eleições, fala que adora o povo, anda de carro aberto. Ora, por que depois de eleito, o povo passa a ser estorvo?”

Tem também o bate papo com o pastor Isidório.
Jean Wyllys !?? Calado .
Ah …. Cafezinho !?? Tava quente e queimou a língua nessas horas.

Hipocrisia do kct !

Responder

Francisco

01 de setembro de 2022 às 16h33

Esqueça-se de Ciro.

Deixá-lo falando só, pouco importa o que fale contra Lula, garante o voto útil necessário para vencer no primeiro turno e assim poupar o Brasil de mais um mês de desperdício em relação a prepara-lo à retomada em 2023.

Responder

Paulo Roberto dos Santos

01 de setembro de 2022 às 15h57

Esqueceu de falar de outras culpas do Lula:
– perda da copa de 1950;
– 7 x 1 pra Alemanha;
– Palmeiras sem mundial;
– Invasão da Ucrânia;
– e também as minhas dívidas, etc.

Obrigado Ciro, você é demais.

Responder

Alexandre Neres

01 de setembro de 2022 às 15h04

Para Ciro, Lula é o responsável por todas as mazelas do Brasil. É fácil entender o porquê. A existência de Lula impede que certos sonhos se concretizem. Freud explica.

Responder

laucidio

01 de setembro de 2022 às 14h16

falam liberdade total, quanto o cidadão tem a liberdade porem extrapola o culpado e o estado LULA ? muto cara de pau esse ciro neves cunha ai

Responder

EdsonLuíz.

01 de setembro de 2022 às 14h00

O estímulo e financiamento para o consumo sem favorecer a geração de renda e a criação de valor, que foi a tática do PT e de Lula para administrar a imagem e conquistar e fidelizar o eleitor, é mesmo o fator principal na grande inadimplência e no endividamento do povo.

Assim, Lula é o mais responsável pelo endividamento. Só não é o único responsável, há outras causas e outros responsáveis também!

Penso que Ciro Gomes tem razão ao entender que o endividamento do consumidor brasileiro se transformou em um problema que precisa ser trabalhado como prioridade, mas é preciso cuidado para a solução do problema de modo a não ocorrer um estímulo à reincidência e precisam ser exigidas contrapartidas antecipadas dos favorecidos na renegociação, gerando um efeito pedagógico no uso de crédito pelo consumidor.

E, muito importante, se o credor vai ser o maior favorecido, por reaver receitas de difícil recuperação, então o credor também deve contribuir com alguma renúncia e dele deve ser exigido maior rigor ao cuidar do risco de crédito.

Eu, pessoalmente, só sou favorável à anistia de acréscimos de juros e multa, arcando o endividado com o valor histórico do débito e a devida atualização monetária, e com o benefício do alongamento dadívida. E novo crédito só deve ser concedido após quitação da dívida antiga negociada nessa modalidade, com excessão do financiamento da casa própria até certo valor, talvez.

É preciso sempre ter consciência de que o próprio endividado contribuiu com o problema e costuma ter uma péssima prática de consumo. O próprio bloquei de novo crédito, muitas vezes, serve de barreira que protege esse consumidor de agravar seu problema de dívida.

Responder

Canastra

01 de setembro de 2022 às 13h41

Obvio…um cartao de credito ou dois para todo mundo, uma palavrinha no ouvido para dizer que nao sao mais pobres, um tapa no ombro e os brasilerios sao felizes…

Tudo foi baseado na distribuiçào de dinheiro para ficar no poder…dinehiro para o congresso, para os bancos, para grandes empresas, para a imprensa, para os amigos do Foro de Sao Paulo, ecc…

Imundocracia.

Responder

Deixe um comentário