Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

© AP Photo / Genya Savilov

Nova lei de imprensa da Ucrânia fortalece ditadura nazista, diz político francês

Por Redação

31 de dezembro de 2022 : 13h43

Líder do partido União Republicana do Povo Francês diz que “Zelensky está fortalecendo sua ditadura neonazista”

Sputnik – A nova lei de imprensa da Ucrânia contraria a liberdade de expressão na Europa e fortalece a ditadura nazista de Zelensky, escreveu no Twitter François Asselineau, líder do partido União Republicana do Povo Francês e comentarista político.

“Zelensky está fortalecendo sua ditadura neonazista. Até a Federação Europeia de Jornalistas está indignada! Seus representantes acreditam que a nova lei de imprensa ucraniana contém numerosas disposições que contradizem os valores europeus”, escreveu o político.

Asselineau também observou que o Sindicato dos Jornalistas da Ucrânia também está insatisfeito com a nova lei e acredita que ela representa a maior ameaça à liberdade de expressão desde a existência da Ucrânia independente.

A crítica de Asselineau foi reforçada por outros usuários da rede social que responderam à sua postagem. “Este testemunho vem confirmar que é realmente necessário cumprir a tarefa já empreendida no passado de erradicar este persistente nazismo, o pior inimigo da humanidade, antes que volte a espalhar o seu terror pelo mundo”, disse um usuário.

“[Ursula] Von der Leyen é filha da SS e muitos estados americanos são governados por nazistas. O que vemos aqui é a extensão da guerra 40/45. A corrida começará em breve, o que Zelensky já fazia na Ucrânia, no Donbass”, disse outro usuário, em referência ao fato de que a presidente da Comissão Europeia é descendente de Joachim Freiherr von der Leyen, um dos mais notórios nazistas da Alemanha de Hitler, que esteve envolvido na organização do Holocausto, conforme apurado pela Foreign Policy.

O Conselho Supremo da Ucrânia, o parlamento unicameral do país, aprovou um projeto de lei sobre a mídia, que foi criticado, entre outras coisas, por deputados ucranianos. De acordo com o documento, representantes das autoridades ucranianas terão a oportunidade de multar e fechar qualquer canal de TV, jornal ou site se, por algum motivo, não gostarem de seu conteúdo informativo.

No site do Conselho Supremo um documento intitulado “Projeto de Lei da Mídia” recebeu o status “sancionado com a assinatura do presidente”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

José Gerardo Damasceno

31 de dezembro de 2022 às 19h26

Kleiton, você deve ser um bolsonazi o seu líder passou quatro anos fomentando uma politica que conduzia a nazismo em nosso país e você nunca escreveu nada sobre isso aqui, agora vem com essa, te manca.

Responder

Paulo

31 de dezembro de 2022 às 19h13

Esse Zelensky nunca me enganou, mas atualmente seu país sofre uma agressão injusta e fratricida, iniciada pelo não menos sujo Putin…

Responder

Kleiton

31 de dezembro de 2022 às 16h43

É o que o pertralhume quer fazer no Brasil com a ajuda do STF.

Responder

Deixe um comentário