Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Quem quer Pezão e Crivella no 2º turno do Rio?

Por Miguel do Rosário

18 de julho de 2014 : 14h36

A gente que mora no Rio e discute política está sempre de olho em quem o Globo vai apoiar, ou em quem os platinados irão mirar suas baterias. Não é mais um fator decisivo, felizmente, mas permanece um elemento importante no cálculo político.

Hoje saiu uma pesquisa Datafolha sobre as eleições fluminenses.

Os resultados gerais já são conhecidos. Ficaram assim:

rejeicao


Ué, mas Crivella não é sobrinho de Edir Macedo, principal concorrente da Globo. Por que a Vênus quer um cara desse no segundo turno?

Simples, porque a Globo está apoiando Pezão, por razões óbvias, e entende que, num segundo turno, Pezão tem condições de ganhar com relativa facilidade.

A rejeição de Garotinho é seu grande obstáculo para vencer o pleito.

Voltaremos a este assunto daqui a pouco; antes vamos conferir alguns gráficos.

A tabela abaixo traz números fundamentais para se entender o perfil e a força de cada candidato. Observe que a força de Garotinho concentra-se no interior do Estado, o que é um trunfo dele, na minha opinião, porque corresponde a um público de difícil acesso.

Pezão também retira a maior parte de sua força das cidades menores, com até 50 mil habitantes.

Na capital, a força está em Crivella. Ele lidera isolado no município do Rio, com 26%, contra 16% de Garotinho, 14% de Pezão e 10% de Lindberg.

Interessante notar, porém, que o percentual de voto nulo e branco na capital é mais que o dobro do interior. O “desencanto” com a política, provavelmente estimulado pela imprensa, concentra-se na metrópole.

data-rio2


No recorte por renda, temos Garotinho e Crivella com muita força entre os mais pobres. Entre os mais ricos, quem lidera é Lindberg Farias. É uma situação irônica, porque as “elites”, segundo algumas interpretações, deveriam odiar o PT. No caso do Rio, porém, Lindberg tem 19% dos votos das famílias com renda superior a 10 salários, contra 18% de Pezão, 15% de Garotinho e 13% de Crivella.

data_rio

ScreenHunter_4272 Jul. 18 20.36


Seja como for, os candidatos enfrentarão uma campanha agressiva no Rio, e a briga não é apenas um com o outro, mas da Globo contra todos. Para a Vênus, interessa que, seja qual for o ganhador, que seja um governador fraco, fácil de manipular.

O jornalão publica hoje uma página inteira para falar dos candidatos.

ScreenHunter_4276 Jul. 18 21.00


A estratégia me parece simples: pintar os quatro como bandidos.  Os processos judiciais contra os quatro são tratados de maneira superficial. Condenações são igualadas a inquéritos, que são tratados como prova de crimes.

Os mais prejudicados me pareceram Garotinho e Lindberg.

Nenhuma das vitórias judiciais desses dois foi mencionada.

Num trecho perdido ao final da matéria, apenas entrevemos um advogado explicar que “dez inquéritos” contra Lindberg foram “arquivados”.

Não há informação de quantos desses inquéritos arquivados foram mencionados antes na reportagem.

Se o Globo tivesse a intenção de fazer uma apuração isenta, e ainda dá tempo para fazer isso, deveria fazer uma série de reportagens sobre os problemas judiciais de cada candidato, com explicações detalhadas sobre cada caso. Há casos sérios, mas há também um bocado de intriga política. O eleitor merece saber a diferença.

Os próprios aspirantes a governador terão prazer em ajudar a imprensa a levantar os podres de seus concorrentes.

Garotinho, por exemplo, trouxe, hoje mesmo, informações quentes sobre o chefe de gabinete de Pezão, no tempo em que este era prefeito de Piraí; e outras ainda mais incandescentes sobre a família Picciani, que tem vários candidatos a deputado, além da presidência do PMDB no estado.

pezao-lindbergh-garotinho-crivella-miro


Confira a íntegra da pesquisa aqui:

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Dias

22 de julho de 2014 às 12h44

O PT fez parte desse governo mas sujo que pau de galinheiro, agora ele sai do barco onde está metido até o pescoço, vocês vão ver quando começar os debates, GAROTINHO GOVERNADOR.

Responder

Paulo Henrique Tavares

21 de julho de 2014 às 20h19

Você escreve muito bem. É objetivo e pesquisa bastante para apresentar os dados. O que acho que irá acontecer no RJ é um segundo turno entre Pezão (que terá de se posicionar pela classe média, que não é pequena na cidade do Rio, mas não é tão grande no Estado) e Lindberg, que provavelmente se posicionará pelos mais pobres, por falta de opção.
Agora, considero Garotinho e Crivela, totalmente fora do páreo, ainda que eles, somados, tenham por volta de 30% e terão peso decisivo. Tudo indica que Crivela apoiará Lindberg e Garotinho, Pezão. Quem ganhará? Lindberg! “por milésimos de segundos”, mas ganhará.

Responder

Izabel Miquelotti

21 de julho de 2014 às 10h27

Esta eleição está difícil… roto , esfarrapado, chamuscado e outras coisitas mas! Valei-me! só resta legenda!

Responder

Thiago Teixeira

19 de julho de 2014 às 21h28

Triste um estado tão importante para a Nação ter um Garotinho como governante. Pessoas com ódio não podem assumir cargos públicos. O rio não pode esquecer que terão que sediar uma olimpíada, e esse estrume é e sempre foi contra.

Responder

Vitor

19 de julho de 2014 às 16h31

Show de horror!

Responder

Lucia Andre

19 de julho de 2014 às 16h53

Miguel, pior é SP que tá dando Chuchu no 1o turno! Aí ainda é Crivella e Garotinho!

Responder

Lucia Andre

19 de julho de 2014 às 16h53

Miguel, pior é SP que tá dando Chuchu no 1o turno! Aí ainda é Crivella e Garotinho!

Responder

Lenin Max

19 de julho de 2014 às 11h35

PEDRO TAQUES: O retrato da arrogância, prepotência e rancor. é outro Demostres,

As imagens falam por si. Veja o vídeo.

https://www.facebook.com/photo.php?v=1526264854261302&set=vb.100006334051998&type=2&theater

Responder

Sonia Bastos

19 de julho de 2014 às 02h59

É uma situação deveras periclitante. A Globo até se esqueceu do “cadê Amarildo”, porque a vez de apanhar agora é de seu inimigo mortal Garotinho. Mas tem também o Lindbergh, também inimigo de ponta e que precisa apanhar também. Restou-lhe Pezão e Crivella. Acho que não existe, em lugar algum do mundo, uma mídia tão maucaratista e comprometida com tudo que não presta .

Responder

João Só

18 de julho de 2014 às 22h26

Só lembrando que os candidatos do PT começam a pontuar para valer, nas pesquisas do Datafalha e Globope lá por setembro.

Responder

Romulo Cervantes

19 de julho de 2014 às 00h24

Estou com o PT e não abro! É lindberg!!!!!!!!

Responder

Deixe um comentário