Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

As chineladas do professor no fundamentalismo marinista

Por Miguel do Rosário

09 de setembro de 2014 : 12h51

535344


 

Um artigo que me fez rir de prazer. Afinal, nada mais agradável do que ver um cientista do porte de Rogério Cerqueira Leite dar um xeque-mate num fundamentalista, num mau caráter de extrema direita e num par de acadêmicos medíocres. Três cajadadas com um só golpe de mestre!

Parabéns, professor!

*

Pescado no blog do Nassif, mas publicado originalmente na Folha.

Desvendando as milícias marinistas, por Rogério Cerqueira Leite

Acreditar em Deus é uma coisa. Ser fundamentalista é outra. Equacionar coisas tão distintas ou é profunda ignorância, ou é má-fé

Em artigo publicado nesta Folha, revelo minha preocupação em ter como presidente da República Marina Silva, uma missionária de igreja pentecostal que, consequentemente, é fundamentalista (e criacionista) cristã. Um maremoto adveio. Mais de 50 blogs reproduziram o texto. Pelo menos quatro colunistas deste jornal o comentaram, além de um artigo publicado como direito de resposta nesta seção.

Milhares de comentários surgiram na internet. Até um desses partidos de aluguel, caudatário do PSB, me agrediu. Ora, se o que foi dito em meu artigo fosse algum absurdo ou irrelevante, ninguém lhe teria dado atenção. Parece que, como escreveu Hélio Schwartsman, botei o dedo na ferida.

No que segue, respondo aos principais argumentos dos marinistas. Comecemos pela primeira dessas manifestações. Aparentemente falando em nome do comitê de campanha de Marina Silva, Edson Barbosa entrega a candidata. Se a finalidade do artigo era convencer o leitor de que Marina não é criacionista, então falhou. Ele afirma que “Marina não está entre aqueles que acreditam que os seres vivos vieram de uma ameba, de uma gosma, de uma seleção natural”. Pois não é por aí que começa o criacionismo?

Em seguida, vêm aqueles que procuram confundir o leitor com um sofisma elementar equacionando a crença em um Deus com o fundamentalismo. O pedante e ávido candidato a ministro de qualquer coisa e colunista desta Folha Eduardo Giannetti conclui sua diatribe com um exemplo de três cientistas que acreditavam em Deus.

Mais uma vez, a falácia. Acreditar em Deus é uma coisa, ser criacionista, fundamentalista, é outra. Equacionar coisas tão distintas ou é ignorância, ou é má-fé. Aliás, parece que o colunista não tem a mínima percepção da história do pensamento. Newton viveu na primeira metade do século 17 e começo do 18. O próprio Darwin, tendo vivido no século 19, não foi exposto à montanha de dados, acumulados principalmente no século 20, que comprovam inequivocamente a evolução, a própria teoria de Darwin.

Como descobriu o marinista que Einstein era deísta? Einstein disse uma vez que não acreditava que Deus jogasse dados. Uma metáfora contra a interpretação prevalecente à época e ainda hoje de que a variável fundamental da mecânica quântica expressaria uma probabilidade, e não uma certeza.

Não conheço nenhum testemunho de que Einstein acreditasse em Deus. Cerca de 30% dos físicos americanos dizem que acreditam em Deus, mas não conheço nenhum que seja fundamentalista.

A mais fantástica das interpretações de meu texto vem da extrema direita. Demétrio Magnoli inventa uma definição de fundamentalismo que não é senão uma consequência extrema do caso do fundamentalismo islâmico. Tudo para concluir que ele próprio, narcisista e pretensioso, é agnóstico. Quem se interessaria? Agnóstico é aquele que fica em cima do muro. Já foi moda.

Para não perder a oportunidade, os professores da Unicamp Alcir Pécora e Francisco Foot Hardman (0,1% do corpo docente da universidade), legítimos representantes da mediocridade que se instalou na Unicamp, concluem que minhas desconfianças em relação à maturidade de Marina Silva dão “ao racismo uma máscara pseudocientífica”. Repetem o besteirol fascistoide de Demétrio Magnoli. Que falta de imaginação! Que vergonha para a Unicamp!

ROGÉRIO CEZAR DE CERQUEIRA LEITE, 83, físico, é professor emérito da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e membro do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia e do Conselho Editorial da Folha

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

24 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Lvia Vieira

11 de setembro de 2014 às 13h20

Silas Malafaia , Seu Deus é o Dinheiro!!
Colherás o fruto amargo de seus preconceitos contra os ays e as mentiras que ensina aos inocenttes que te ouve…!

Responder

Carlo Jose

11 de setembro de 2014 às 12h09

… mais uma pérola….

Responder

Marco Túlio Antunes Gomes

11 de setembro de 2014 às 02h35

Vicente, o texto já parte do pressuposto que Marina Silva é fundamentalista por ser da igreja pentecostal. Acho que fazer tal afirmação é generalizadora e até preconceituosa, não muito diferente de afirmar que todos os muçulmanos são terroristas, por exemplo. Terrorismo, aliás, é a palavra certa para definir a ação política de alguns jornalecos atualmente!

Responder

Mario Oliveira

10 de setembro de 2014 às 20h31

Este cara prega liderança na hostes evangelicas, mas, nem mesmo na Assembléia de Deus ele conseguiu mais que dividir, tanto que a ASSEMBLEIA DE DEUS sem divisões tem sua sede a mais de 100 anos no no Pará. È antes de tudo algoz das outras agremiações religiosas como a Mundial a Universal e Da Graça. os interesses dele conflitam com essa gente. Umcerto dia um pastor da Assembleia me disse que ele é um bom vendedor mais que pastor. Já conseguiu eleger politicamente parentes. Ao meu ver é um picareta que distoa da Igreja separada do estado.

Responder

Vicente Oliveira

10 de setembro de 2014 às 18h58

Hehehehe… Daniel Martins, Márlon, Marco Túlio… e aí? Socialismo fundamentalista? É possível?

Responder

Andrea Wood

10 de setembro de 2014 às 13h55

Excelente!!

Responder

Andrea Wood

10 de setembro de 2014 às 13h55

Excelente!!

Responder

Paulo Abreu

10 de setembro de 2014 às 10h21

Parabéns Professor, precisamos de pessoas lúcidas e atentas como o senhor para derrotar essa imprensa facista e danosa aos interesses do Brasil…..

Responder

Anália Varela

10 de setembro de 2014 às 11h53

Muito bom!!!! A definição para o Demetrio Magnoli foi o melhor!!!!

Responder

Marco Vitis

10 de setembro de 2014 às 07h55

Como magistral físico, o Professor Cerqueira Leite identificou as “partículas” essenciais do caráter do Demétrio Magnoli: narcisista, pretensioso e fascistóide.

Responder

Zilda Del Prette

10 de setembro de 2014 às 10h42

Muito bom mesmo!

Responder

Zilda Del Prette

10 de setembro de 2014 às 10h42

Muito bom mesmo!

Responder

Alessandro Alves

10 de setembro de 2014 às 10h32

Como diriam os mineiros: Vishhhhhh…..

Responder

Alessandro Alves

10 de setembro de 2014 às 10h32

Como diriam os mineiros: Vishhhhhh…..

Responder

Renato Pinheiro

10 de setembro de 2014 às 10h29

Logo de manhã ler um artigo desse ajuda à melhorar o dia

Responder

Renato Pinheiro

10 de setembro de 2014 às 10h29

Logo de manhã ler um artigo desse ajuda à melhorar o dia

Responder

Maria Luiza Nascimento

10 de setembro de 2014 às 10h23

Volta para o bule cafezinho vc tá friooooooooooooooo!!!!

Responder

Maria Luiza Nascimento

10 de setembro de 2014 às 10h23

Volta para o bule cafezinho vc tá friooooooooooooooo!!!!

Responder

Walisson Bragião

10 de setembro de 2014 às 04h54

Chineladas na cara obtusa

Responder

Totó

10 de setembro de 2014 às 00h08

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk….(fôlego) ….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Tania Povoa Lustosa

10 de setembro de 2014 às 01h56

Ah como é bom ler algo escrito por gente inteligente. Mediocridade cansa!!

Responder

Plinio Lima

10 de setembro de 2014 às 01h48

Kkkkkkkkk

Responder

Juba

09 de setembro de 2014 às 22h22

Lógico, se eles fossem fundamentalistas não teriam pesquisado e formulado suas conclusões. O ateu tem uma vantagem, acredito ser a única é imparcial na pesquisa.

Responder

Giovani Mocelin

09 de setembro de 2014 às 21h56

Parabéns ao site pela reprodução deste texto. Como professor dentro da área, sei que existem evidências históricas nas cartas de Darwin que o corroboram como ateu, assim como cartas de Einstein que suportam a mesma idéia.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina