Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Vídeo: A batalha do pixuleco em Barra Funda

Por Redação

19 de fevereiro de 2016 : 20h57

Ps: Sugestão do título e dica do @JornalismoWando

***

Sobe o boneco, não sobe o boneco

por Jornalistas Livres

Na última quarta-feira, 17/02, manifestantes pró e contra Lula, Dilma e PT se reuníram cedo pela manhã em frente ao Fórum Criminal da Barra Funda, em São Paulo. O ex-presidente e a ex-primeira dama Marisa Letícia haviam sido intimados a depor num inquérito a respeito de um apartamento no Guarujá, litoral de SP. Mesmo com a suspensão dos depoimentos pelo Ministério Público na noite anterior, as manifestações foram mantidas.

Às 7 da manhã, manifestantes dos dois lados dividiam biscoitos. Ao meio dia, bolachadas. No ínterim, trabalhadores e militantes defendiam os avanços sociais do governo Lula enquanto aqueles à direita, majoritariamente empresários, bradavam as usuais injúrias e denúncias de corrupção, entre clamores pela volta da ditadura militar.

A tensão cresceu quando começou a se falar em subir o pixuleco, o boneco inflável que representa Lula em trajes de presidiário. Diante da grande disparidade de número entre os dois lados – a ala pró-PT era muito maior, a própria Polícia Militar desaconselhou uma das lideranças do movimento Revoltados On-Line a inflar o boneco. A bomba de ar chegou a ser instalada e ligada, mas mal o pixuleco começou a tomar forma, foi furado por militantes da esquerda. A reação foi violenta e gerou confusão. A PM então interveio acrescentando sua dose costumeira de violência, com algumas bombas de gás lacrimogênio, para dispersar as manifestações de ambos os lados.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Irion

20 de fevereiro de 2016 às 12h55

Outra questão: quantos dos “revoltosos” são funcionários fantasmas do Congresso, das bancadas do PSDB???

Responder

Irion

20 de fevereiro de 2016 às 12h53

Tudo armação da turma da “primavera colorida”, incluso MP (?), para armar o show midiático com direito a pixuleco, etc, a ser exibido em jornal nacional, etc. Eu queira saber quanto estão recebendo os envolvidos (incluso promotor?)! Estamos sendo vítima de uma quadrilha golpista!

Responder

Maurilio Gadelha

19 de fevereiro de 2016 às 22h56

Imaginem o LULA na promotoria. O MPF convocou o povo para uma guerra e perderam feio.

Responder

Vicente

19 de fevereiro de 2016 às 21h28

Sobre outro assunto:
Depois de muitos meses, perdi meu tempo hoje assistindo ao JN.
Alguém com conhecimentos técnicos, por favor:
Disseram, para minha imensa surpresa, que a investigação contra Aécio Neves foi arquivada porque a versão de Ceará, de que Aécio teria recebido 300 mil, diferia da de Youssef, que afirmara que Aécio nunca recebera propina.
Como assim????? Se eu mesmo vi no youtube um vídeo em que o Youssef diz que Aécio recebia 120 mil dólares.
É fácil (pra quem sabe): é só pegar o vídeo do JN de hoje na parte relatada e juntar com a delação do Youssef.
Ficaria bom. Não sei fazer. Obrigado.

Responder

    renato

    20 de fevereiro de 2016 às 13h11

    Concordo, ficaria ótimo.
    E ficaria perfeito junto com as mensagens do celular do Léo Pinheiro, dizendo que a madame vai aprovar as cozinhas novas do triplex e do sitio que não lhe pertence

    Responder

Deixe um comentário