Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Perseguição na Argentina: Macri aprova na Câmara autorização pra prender Ex-Ministro de Kirchner

Por Tulio Ribeiro

26 de outubro de 2017 : 02h44

As forças parlamentares na Câmara comandada por Maurício Macri , depois que alcançaram os 2/3 na eleição de domingo, começaram literalmente a caçada contra integrantes dos governos Kirchner.

Julio De Vido foi Secretário e Ministro de Planejamento nos governos Néstor e Cristina, um estruturalista que detinha um amplo poder, foi o primeiro. Logo que a Câmara de Deputados aprovou autorização para sua detenção requerida pelo Juiz Luis Osvaldo Rodrigues, numa denúncia impetrada pela Deputada macrista Elisa Carrió ainda em 2008, De Vido se entregou não esperando sua busca.

A mídia argentina e a ¨Gendamería¨ estavam prontas para um grande ¨show de caça¨. O antigo Ministro para evitar o espetáculo televisivo que desejava o governo, compareceu antecipadamente ao Tribunal Federal de Comodoro PY. De Vido se recusou usar capacete para esconder o rosto e só usou colete a prova de balas abaixo do pullover. Diante do conhecimento de câmeras de vídeo nos elevadores, exigiu sair pelas escadas. Numa ação acertada com seus advogados e o judiciário, montou-se uma falsa saída com escudos que atraiu a mídia tradicional, ao passo que outro comboio menor o levava ao Hospital Penitenciário de Ezeiza para exames.

Mesmo Hector Recalde, líder do FPV-PJ de centro, afirmou:¨Existe uma atitude de perseguição por trás da decisão judicial, a detenção é absolutamente revanchista, principalmente por prender antes de apurar.¨

A investigação sobre Julio De Vido é de irregularidades na gestão de fundos públicos ligados a ¨Yacimentos Carboníferos de Rio Turbio¨.Seguindo a máxima da convicção antes das provas, a escola ganha adeptos na América do Sul. Tudo para corroborar o discurso de que a privatização é o caminho.

Tulio Ribeiro

Túlio Ribeiro é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo Monteiro

26 de outubro de 2017 às 10h49

É o fruto da política da CIA para América Latina !!!

Responder

Marcelo Agm

26 de outubro de 2017 às 09h49

Lamentável, mas a população votou né?

Responder

Lulu Pereira

26 de outubro de 2017 às 09h25

daqui a pouco resgatam videla e outros e prestam homenagem.

Responder

Patricia Bari

26 de outubro de 2017 às 05h26

Kkkk nenhuma novidade, parece que fizeram curso com um certo juiz aqui do Brasil que tem até curso de pós em Harvard…. Kkkk

Responder

    Clayton Sales

    26 de outubro de 2017 às 08h20

    É o novo cursinho da CIA sendo colocado em prática na América Latina.

    Responder

Sidnei Castilho

26 de outubro de 2017 às 04h53

Lá ,como cá !

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina