Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Sobral, berço político de Ciro, é campeã brasileira em ensino fundamental

Por Miguel do Rosário

03 de setembro de 2018 : 17h21

Foi um dia bom para o candidato Ciro Gomes.

Segundo pesquisa do BTG Pactual, Ciro avançou quatro pontos, ultrapassando Marina tanto no cenário com Lula, onde atingiu 9%, como sem Lula, onde chegou a 12%.

A Boeing divulgou que só vai fechar acordo com a Embraer depois das eleições, semanas depois de Ciro enviar carta à empresa alertando-a que anulará o negócio caso seja eleito.

Por fim, Sobral, berço político de Ciro, e até hoje administrada por membros eleitos de sua família, aparece como campeão nacional do ensino fundamental.

A cidade, que já vinha se notabilizando pelas altas notas no Ideb nos primeiros anos do ensino fundamental (1º a 5º ano), agora alcança também a primeira colocação nos anos finais (9º ano).

***

Na Folha

Alunos ‘nota 10’ crescem, e Sobral (CE) lidera ensino fundamental do país

Cidade que é berço político de Ciro Gomes aparece à frente no Ideb 2017

3.set.2018 às 11h00
Paulo Saldaña
Estêvão Gamba
SÃO PAULO

Apontada como sensação por causa dos bons resultados de alfabetização e nos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano), a cidade de Sobral, no Ceará, alcançou a primeira posição no Ideb também nos finais (9º ano).

Sobral, berço político da família do candidato a presidente Ciro Gomes (PDT), é uma cidade do interior do Ceará, a 230 km de Fortaleza, com 200 mil habitantes. A média no Ideb de 2017 nos anos finais passou de 6,7 para 7,2 e superou a cidade mineira de Nova Ponte (que era primeira em 2015 nesta etapa e caiu em 2017, ficando em segundo).

Por essa métrica, a média dos países desenvolvidos estaria em 6, algo equivalente à educação no Reino Unido.

O Ideb 2017 foi divulgado nesta segunda-feira (3) pelo governo federal. O indicador é produzido a cada dois anos para os anos iniciais e finais do ensino fundamental e também para o ensino médio. Ele é calculado a partir de dois componentes: a taxa de aprovação das escolas e as médias de desempenho dos alunos em uma avaliação de matemática e português. Os dados das provas foram conhecidos na semana passada.

A rede municipal de Sobral também lidera o ranking de municípios nos anos iniciais do fundamental. A cidade passou de 8,8 em 2015 (quando já havia ficado em primeiro) para 9,1.

Entre as 100 cidades com maiores médias nos anos iniciais, 19 são do Ceará. São Paulo, o estado mais rico do país, tem 26 cidades nesta lista. A cidade paulista com melhor Ideb no 5º ano é Itápolis (360 km da capital paulista). A média do município é 8.

Nos anos finais do ensino fundamental, o Ceará tem 14 cidades no Top 100. São Paulo tem 32 municípios. O município de Novo Horizonte (410 km da capital paulista) tem a maior média entre as redes do estado, com Ideb 7,2 nesta etapa.

Nos anos iniciais, a média das escolas públicas subiu de 5,3 para 5,5, superando a meta de 5,2. O Ideb dos anos finais também avançou, de 4,2 para 4,4, mas não chegou na meta para 217, que é 4,7.

O Ideb do ensino médio das redes estaduais, que concentram a maioria dos alunos, ficou estagnado em 3,5. Somente dois em cada dez municípios brasileiros conseguiram avançar e também bater suas próprias metas ao fim do ensino fundamental (9º ano) no Ideb de 2017. Nos anos iniciais (5º ano), esse desempenho foi alcançado por mais da metade das redes municipais.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

assim falou Golbery

05 de setembro de 2018 às 01h47

essa turma do Ciro consegue isso sem pagar um centavo a mais para docente, caso até pior que outros lugares, e quando se fala em greve se manda lascar pau nas ventas de professores. Por isso, esse negócio que docente precisa ganhar melhor para educação melhorar é balela, o que faz ser boa é pau nas ventas de professores

Responder

Jailson

04 de setembro de 2018 às 08h37

Muito bem Miguel,

Você está fazendo propaganda propositivista em relação ao Ciro, sem atacar o PT. Era isso que sempre defendiamos

Responder

    Baruch

    04 de setembro de 2018 às 12h06

    PT não pode receber crítica ou contraditório, se criticar é “direita”.
    Plínio Arruda Sampaio e Brizola seriam chamados de extrema direita pelos petistas de hoje.

    Responder

Tiago Tavares e Silva

04 de setembro de 2018 às 08h12

Se estivéssemos em um país com pessoas fazendo uso da razão nessas eleições Ciro ganharia no primeiro turno. Mas estamos numa república de bananas, parcela facistóide (reservo o termo fascista para a Itália dos anos 1930), parcela delirante que defende a narrativa de um golpe e recorre a essas mesmas instituições golpistas, parcela capturada por discursos vazios, ambíguos e com o mesmo interesse: acabar a soberania nacional.

Responder

CezarR

03 de setembro de 2018 às 23h19

É o primeiro caso de um “coroné” que investe em educação, né não?

Responder

hocuspocus

03 de setembro de 2018 às 17h55

Segundo post do GGN.
“Eu não vou colocar dinheiro público para fazer um preço artificial. Eu vou garantir que a Petrobras vai cobrar todos os seus custos de produção, vai remunerar o seu imobilizado, vai remunerar o investimento e vai ter lucro em linha com as melhores práticas internacionais.”—
Parece uma declaração de Pedro Parente ,mas ,é do candidato “progressista”,Ciro Gomes

Responder

    Miguel do Rosário

    04 de setembro de 2018 às 08h54

    ah, fala sério, hocuspocus. isso é completamente descontextualizado. ciro já falou que vai recuperar as reservas entregues aos estrangeiros, fazer grandes investimentos em refinarias e estabelecer políticas de estabilidade para o preço final.

    Responder

      hocuspocus

      04 de setembro de 2018 às 10h13

      Miguel,vamos imaginar que o Ciro é presidente,e tem aqueles momentos em que o preço vai as nuvens lá fora( lembrar que importamos muito petróleo refinado) aí temos que se repasarmos aos preços ao mercado interno,geramos inflação,e aí????
      O que na verdade sempre se critica dos pts (e eu sou um deles) é essa procura pela “aceitação do deus mercado),”fiquem tranquilos a grana que colocarem na Petrobrás está garantida”,a custo de…??

      Responder

    Baruch

    04 de setembro de 2018 às 11h59

    Cobrar custo de produção é extremamente diferente de praticar preço do mercado internacional.

    Responder

    JESSE OLIVEIRA GUIMARAES

    04 de setembro de 2018 às 17h10

    Pelo que entendi isto daria um preço por barril de 30 a 40 dólares. Não são os 80 que se pagam no mercado livre de Roterdan. Eu detesto antes de nais nada a má fé.

    Responder

hocuspocus

03 de setembro de 2018 às 17h41

——-A Boeing divulgou que só vai fechar acordo com a Embraer depois das eleições, semanas depois de Ciro enviar carta à empresa alertando-a que anulará o negócio caso seja eleito.——–
Tá de brincadeira !!!! quer dizer que a Boeing foi “obrigada” a desfazer o negócio por causa do Ciro 4%, o futuro presidente brasileiro?por favor.

Responder

    Jaide

    03 de setembro de 2018 às 18h44

    Segundo li hoje, uma das propostas do Ciro Gomes seria a redução das reservas internacionais de 370 bi para 200 bi, direcionando 170 bi para amortizar a dívida interna. Ou seja, um presentão para a banca.

    Responder

      JOÃO BATISTA

      03 de setembro de 2018 às 18h52

      Pelo vocabulário utilizado em seu texto, você parece mais esclarecido e inteligente que a mensagem que tentou deixar.
      Acesse http://www.cirogomes.com.br e informe-se melhor.

      Responder

      Tiago Tavares e Silva

      04 de setembro de 2018 às 08h07

      Vocês vão deixar de clubismo bobo quando se depararem no segundo turno com Alckmin e Bolsonaro.

      Responder

        hocuspocus

        04 de setembro de 2018 às 10h56

        Ao invés de pensar o porque do teu candidato ser absolutamente inconfiável para maioria dos pts preferes pensar que é “teimosia”.Continua assim…

        Responder

          JESSE OLIVEIRA GUIMARAES

          04 de setembro de 2018 às 17h16

          “Golpe é uma palavra muito dura” Haddad

      Baruch

      04 de setembro de 2018 às 12h02

      “Reserva internacional” é política neoliberal praticada por PT e FHC. Deixar quase meio trilhão investidos por 1% ao ano enquanto pagamos juros de pelo menos 10% interessa para quem?

      Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?