Paris Café Extra: Finanças Funcionais, uma revolução copernicaniana na economia

Bolsonaro foi informado dez dias antes do colapso na saúde do Amazonas

Por Redação

18 de janeiro de 2021 : 08h55

Bolsonaro sabia do iminente colapso no sistema de saúde do Amazonas e não fez absolutamente nada para contornar a situação.

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu um ofício da Advocacia Geral da União (AGU) que contém essa informação.

De acordo com o documento, assinado pelo advogado-geral da União, José Levi Mello Júnior, uma equipe do Ministério da Saúde se reuniu entre 3 a 4 dias antes com autoridades locais que afirmaram que o sistema estava no limite.

No último dia 14, o mundo assistiu chocado as cenas de desespero de médicos e pacientes por falta de oxigênio nos hospitais de Manaus.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sebastião Farias

20 de janeiro de 2021 às 09h51

Acho, como cidadão brasileiro que, por questão ética e de justiça, de proatividade, humanitária e de defesa da vida e de cidadania, decisões rápidas e responsáveis devem ser tomadas e recomendadas sim, não apenas para resolver os problemas de saúde de Manaus, Belém, etc, onde fatos graves de falta de gestão responsável já aconteceu tirando vidas que poderiam ser poupadas mas, para a nação inteira.
Como sabemos, mas tem que desconheça, que Brasil, é uma República Federativa e uma República Democrática, que tem como base indissolúvel e político/administrativa, a União, o DF, os Estados e os Municípios, conforme dispõe o Artigo 1° da Constituição Federal do Brasil. Assim sendo, os desmandos e negligências de gestão pública protagonizados por maus gestores que resultam em mortes de cidadãos, que poderiam ser evitadas, como por ex: as de Manaus-AM e do país, são casos de alta responsabilidade das 03 instâncias federativas de gestão e de fiscalização e controle, dos 03 Poderes da República.
Não devemos esquecer que, os Poderes Legislativos (Senado Federal, Câmara Federal dos Deputados, Assembleias Legislativas Estaduais e Câmaras Municipais de Vereadores), como representantes do povo e do Estado, como legisladores e fiscais do povo, devem nesses casos, terem protagonismo e proatividade responsável em investigar e apurar com urgência, a origem e as causas, dos motivos desses crimes e, de identificar seus autores e responsáveis e, puni-los exemplarmente, afinal, são vidas humanas de brasileiros ceifadas em toda a Cadeia de Gestão da Saúde Pública da República Federativa do Brasil, conforme dispõem e recomendam, dentre outros, os Artigos, 70, 71 e 74, da CF.
Então, vamos tirar o pé do chão, deixar o palanque eleitoral para a época certa e, trabalhar sério com imparcialidade e responsabilidade e darem satisfação justa e correta, ao povo que é vossos patrão e outorgado do poder e autoridade, para fazerem o bem e justiça à população (Parágrafo Único do Artigo 1º da Constituição Federal da República Federativa do Brasil). Portanto Srs./Sras. autoridades responsáveis, como cidadão indigninado e com amparo no Parágrafo Único do Artigo 1º da Constituição Federal da República Federativa do Brasil, é que lhes faço esse apelo de ação ética, responsável e patriotica, que deixem sua zona de conforto e hajam rápido, pelo bem da população e para que fato irresponsável como esse, não mais se repita em nosso país. Sebastião Farias Um cidadão brasileiro nordestinamazônida

Responder

Deixe uma resposta