Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Divulgação

Senado vota PL que proíbe guarda de criança a pais investigados por violência familiar

Por Redação

29 de março de 2022 : 07h47

O Plenário pode votar na terça-feira (29) um projeto de lei que muda as regras sobre alienação parental. O texto proíbe o juiz de conceder guarda compartilhada ao pai ou à mãe investigados ou processados por crime contra criança ou adolescente ou por violência doméstica. Os senadores analisam o substitutivo da Câmara dos Deputados ao PL 634/2022.

A alienação parental ocorre quando o pai ou a mãe toma atitudes para colocar a criança ou o adolescente contra o outro genitor. O PL 634/2022 foi apresentado originalmente pelo então senador Ronaldo Caiado (GO) e é relatado pela senadora Rose de Freitas (MDB-ES), que sugere emendas ao texto aprovado pelos deputados. Ela propõe, por exemplo, que o abandono de criança ou adolescente não seja caracterizado como alienação parental.

Os senadores podem votar ainda o substitutivo da Câmara ao PL 4.491/2021, do senador Sérgio Petecão (PSD-AC). O texto trata da responsabilidade pelo pagamento de perícias médicas realizadas em processos judiciais em que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) figure como parte. De acordo com o projeto, nesses casos, os honorários devem ser pagos pela parte vencida.

A determinação vale apenas para processos em que se discuta a concessão de benefícios assistenciais à pessoa com deficiência ou de benefícios previdenciários decorrentes de incapacidade laboral. O texto aguarda parecer do senador Nelsinho Trad (PSD-MS).

O Plenário também pode votar o substitutivo da Câmara (PL 6.554/2019) ao projeto de lei do Senado (PLS) 374/2014, da então senadora Vanessa Grazziotin (AM). A matéria prevê atenção integral à mulher na prevenção dos cânceres do colo uterino, de mama e colorretal.

O texto original previa a realização de mamografia em mulheres a partir dos 40 anos de idade ou com risco elevado de câncer de mama. Os deputados ampliaram o escopo do projeto para assegurar a realização de mamografia, citopatologia e colonoscopia a todas as mulheres a partir da puberdade. O relator é o senador Marcelo Castro (MDB-PI), favorável ao projeto.

A pauta prevê ainda a votação de dois projetos de decreto legislativo sobre tratados internacionais. O PDL 406/2019 aprova o Acordo de Cooperação Antártica entre Brasil e Chile, em que os dois países se comprometem com preparação conjunta de projetos científicos e tecnológicos; intercâmbio de informação e de experiências; formação de pessoal; facilitação logística; e desenvolvimento de expedições conjuntas. O relator, senador Plínio Valério (PSDB-AM), defende a aprovação da matéria.

O PDL 228/2021 aprova um acordo entre Brasil e Israel na área da defesa. Pelo texto, a cooperação se dará nos setores de intercâmbio de tecnologias, treinamento, pesquisa e desenvolvimento, apoio logístico e mobilização. A relatora, senadora Soraya Thronicke (PSL-MS), é favorável ao texto.

Fonte: Agência Senado

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

O Xadrez para Governador da Bahia O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes