Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Reprodução

Grupo liderado por deputado bolsonarista invade evento e ameaça apoiadores de Freixo no Rio

Por Redação

16 de julho de 2022 : 17h02

Na manhã deste sábado, 16, o deputado estadual Rodrigo Amorim (PTB-RJ), e seus apoiadores invadiram um evento da pré-campanha de Marcelo Freixo (PSB) para agredir militantes em ato na Praça Sans Pena, na Tijuca, Zona Sul do Rio.

Vale ressaltar que os apoiadores do deputado bolsonarista estavam armados. Um vídeo divulgado nas redes sociais da pré-candidata a deputada estadual, Elika Takemoto (PT-RJ), mostra o momento da confusão.

No Twitter, Freixo repudiou a invasão e diz que o Rio de Janeiro precisa de paz.

“Hoje um deputado ligado a [governador] Cláudio Castro e Bolsonaro apareceu com marginais armados para nos atacar. Nós vamos seguir em frente. O RJ precisa de paz e união para estudar, trabalhar e progredir. A política tem que oferecer soluções para os problemas das pessoas, não violência”, disse Freixo.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Partagas

17 de julho de 2022 às 19h12

….kkkkkk

Fizeram uma passeada, foram contestados e sairam chorando, coisa de esquerdistas desdatados…https://www.youtube.com/watch?v=aUhOncrd79I

Responder

Alexandre Neres

17 de julho de 2022 às 13h47

Paraná – República de Curitiba – Lava Jato – Moro – Bolsonaro – voto em papel – Forças Armadas – polícia – milícia – arma – clube de tiro – crime – discurso de ódio – intolerância política – violência indiscriminada contra as mulheres

Daí o incauto indaga o que tem uma coisa a ver com a outra. Querem que eu desenhe?

Responder

Alexandre Neres

17 de julho de 2022 às 13h45

Saladino, um mau caráter, quer comparar os crimes, atentados, violência praticados pelos bolsominions, precedidos pelo discurso de ódio levado à cabo pelo presidente que deveria apaziguar o país, assim naturalizando a conduta criminosa perpetrada por Bolsonaro, comparando com um ato isolado do Maninho do PT, ex-vereador em Diadema. Vamos contextualizar o que ocorreu para evidenciar que Saladino é um canalha se esconde atrás dos teclados para praticar atos vis.

Quando Lula estava na iminência de ser preso por crimes que a militância sabia que não havia cometido, sendo vítima de lawfare e de atos persecutórios por parte de um juiz ladrão, o que depois restou sobejamente comprovado, neste momento de comoção em que muitos militantes achavam que ele não deveria se entregar (inclusive o velhaco do Ciro Gomes que queria levá-lo para uma embaixada pra herdar seu legado), eis que me aparece na frente da casa do Lula o tal empresário e começa a xingá-lo de ladrão. Em um ambiente tenso, inteiramente composto por apoiadores de Lula, o tal empresário (infiltrado?) grita palavras de ordem, no que o Maninho o empurra e o baderneiro bate com a cabeça e se machuca. Se fosse eu numa situação extrema dessas, teria descido a porrada nesse filho da puta.

Vou agora listar os atos do lado de lá que o pulha do Saladino está estabelecendo termos de comparação: não vou entrar em eventos pretéritos, como na morte de Marielle Franco nem nos ataques sofridos nas ruas por artistas como Letícia Sabatela, Gregorio Duvivier, Chico Buarque, Jô Soares, ali eclodiu o ovo da serpente que contou com o silêncio cúmplice da Globo e da dita imprensa profissional; em 15 de junho, um drone despejou bosta em manifestantes que aguardavam a chegada de Lula; em 6 de julho, um projétil atingiu e perfurou uma das janelas da redação da Folha; em 7 de julho, o carro do juiz federal que decretou a prisão do ex-ministro da educação foi atacado com fezes; depois, em 09/07, o crime de ódio contra o dirigente político do PT que festejava seu aniversário em lugar fechado em Foz do Iguaçu e o assassino bradava “Lula ladrão” e “aqui é Bolsonaro”.

Poderia falar dos ataques recorrentes de Bolsonaro e caterva às instituições, de ter xingado o ministro Alexandre de Moraes de canalha, dos ataques à democracia e ao pleito eleitoral, dos brucutus milicianos armados impedindo o ato político do Freixo etc. etc. etc.

Enfim, pra concluir, Saladino você é um escroque digno de pena. Moleque!!!

Responder

Dudu

17 de julho de 2022 às 11h31

Bibas do Céu….que surra a gente vai levar em Outubro ?

https://fb.watch/ejRlEDyTOh/
https://fb.watch/ejRtos2Y07/

Os nosso “amigues” do STF soltaram o nosso Larápio Máximo para fazer o papel de fantoche mais uma vez e pelo jeito tá dando certo….kkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

RENATO lEONARDO mARTINELLI

17 de julho de 2022 às 11h13

Esse tipo de agressão é planejada antecipadamente em todos os seus detalhes e, entre outos objetivos, visa intimidar o que consideram seus inimigos; é uma tática sobejamente conhecida que foi muito usada pelos adeptos de Mussolini na Itália a partir do final dos anos trinta.

Responder

Eduardo Laranjinha

17 de julho de 2022 às 10h41

Cadê essa violência contra crianças, idosos, cachorros e lagartos ?

Ninguém filmou ou é uma mentira, uma “fequi nhus” como dizem os amongolados ?

Responder

Saulo

16 de julho de 2022 às 22h46

Companheiros, o que acham disso em pleno NE ? https://fb.watch/ej8wVax40k/

Como pode ter tantos nazistas, fascistas, Bolsonaristas, assassinos juntos livres? Temos que fazer algo…

Responder

William

16 de julho de 2022 às 22h04

No vídeo há pessoas caminhando, bate boca com outras, uma pessoa filmando e nada mais.

Esse tal de Freixo dias que ouve atos de violência contra crianças, idosos e mulheres mas pelo vídeo isso é uma mentira.

Responder

Fanta

16 de julho de 2022 às 21h59

Freixo….kkkkkk

Cadê esses episódios de violência contra idosos, mulheres e crianças ? Cadê as imagens, não é possível que ouve isso e ninguém filmou, cadê Freixo ? Ou tá mentindo como sempre ?

A esquerda brasileria é um receptáculo de desadatados.

Responder

Jorge Fernandes

16 de julho de 2022 às 21h28

Bolsonarismo MATA

Responder

Fanta

16 de julho de 2022 às 21h22

Eu queria tanto acreditar nas pesquisas do data folha, do faria lima e das análises de Miguel do Rosário mas tá difícil viu…

O que vocês acham companheiros de luta, em quem devemos acreditar ? https://fb.watch/ej3ztjmmw5/

Responder

Galinzé

16 de julho de 2022 às 21h13

Eu abri o vídeo e vi pessoas caminhando e falando algo incompreensível.

Mas nesse caso eu deveria acreditar no Freixo como acredito nas pesquisas ou no que eu vi ?

https://fb.watch/ej3dRyytJx/

Responder

Galinzé

16 de julho de 2022 às 18h34

Aí você abre o vídeo e vê umas pessoas caminhando e discutindo sem entender nada do que dizem, sem ver armas (algumas pessoas tem porte de armas por tanto podem andar armados), sem ver absolutamente nada, zero absoluto.

Responder

Saladino

16 de julho de 2022 às 17h23

O derramamento de sangue está só começando!
Foz do Iguaçu é uma pequena amostragem do porvir.
Luís e Jair sempre foram dados a bravateiros e fanfarrões.
Um proclamava a convocação do “Exército do Stedile”; talvez haja esquecido do massacre de Eldorado. Lula também enalteceu Maninho do PT que empurrou um empresário que achincalhava Lula de ladrão das empreiteiras: o empresário bateu a cabeça em um caminhão e ficou desacordado. Maninho do PT foi preso por tentativa de homicídio. Assim falava o Aiatolá do PT: “Então, Maninho, eu quero, em teu nome, agradecer a toda a solidariedade do povo de Diadema. Porque foi o Maninho e o filho dele que estiveram nessa batalha”.
Já o Jair Rachadinha incita a “República das Milícias” a construir um paredão para “fuzilar a petralhada” e, também, sempre considerou ser necessário “matar uns 30 mil” para dar um jeito no país.
Dá no que deu!
Trata-se de um roteiro que não tem como terminar bem.
Luís Inácio e Jair Messias são o problema. Nenhum o resolve; ao contrário, o mantém em pé, insolúvel e perene.
Há alternativa desde 2018.
Luís e Jair são a farsa e a tragédia em doses duplas.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina