Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Agência Brasil

Delator n° 1 da Lava Jato morre aos 68 anos no Rio de Janeiro

Por Redação

14 de agosto de 2022 : 08h29

Neste sábado, 13, o delator n°1 da extinta Operação Lava Jato, Paulo Roberto Costa, morreu aos 68 anos no Rio de Janeiro.

Costa foi diretor de Abastecimento da Petrobras entre os anos de 2004 e a 2012 e nos últimos anos enfrentava um câncer no pâncreas.

Vale lembrar que em março de 2014, Paulo Roberto foi preso enquanto a Polícia Federal investigava um suposto recebimento de uma Land Rover do doleiro Alberto Youssef. Na época, a principal alegação da prisão de Costa era tentativa de destruição de provas.

Antes de delatar, época, ele assinou um acordo com a Procuradoria Geral da República e devolveu US$ 23 milhões, que estavam em contas na Suíça e outros US$ 2,3 milhões, nas ilhas Cayman. Ele também ressarciu a Petrobras no valor de R$ 79 milhões

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

14 de agosto de 2022 às 17h46

Pelos valores que esse sujeito amealhou a gente vê a grandeza do esquema de corrupção que configurou o Petrolão. R$ 100 milhões devolvidos (ou a devolver) pelo Palloci e outro tanto por esse sujeito acima…E tem gente que jura que não sabia de nada. E outros ainda que dizem tratar-se apenas de um “golpe lavajateiro contra o maior líder popular da história do Brasil”…

Responder

EdsonLuíz.

14 de agosto de 2022 às 14h14

Milhões,! Milhões!

Milhões da Petrobrás, milhões da saúde, da educação, milhões, milhões, milhões!

E tudo sempre se embrica, se mistura, se espalha: os milhões eram da Petrobrás, eram nossos! Esses milhões foram roubados no PETROLÃO do Lula, do PT e do Gedel Vieira, do MDB…

Mas o ladrão diretor-delator Paulo Roberto foi pego, como diz esta nota de ‘ocafezinho’, embricado, misturado e espalhado junto com…

…Alberto Youssef

Esse merda toda –autoritarismo, corrupção, fingimento de apoio à democracia por antidemocratas– no Brasil se mistura da Rússia à Venezuela. Aqui a merda autoritária-corrupta é batida no liquidificador pelos próceres apoiadores de merdas que vai da Rússia até à Venezuela e dá em se esfregarem no Rio de Janeiro com os políticos dos milicianos, por exemplo.

Narrativa minha?
Nunca, detesto narrativas. Puros fatos!

E esses próceres populistas e corruptos brasileiros têm nome: jair bolsonaro, Lula, Gedel Vieira…

Responder

Aroldo Bernhardt

14 de agosto de 2022 às 10h21

#LulaNoPrimeiroTurno

Responder

Ronei

14 de agosto de 2022 às 08h55

Grande parceiro de negócios da quadrilha vermelha, grande guerreiro do povo brasileiro…kkkkkk

Responder

Deixe um comentário