Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Imagem: Diário do Nordeste

A tragédia de Sobral e a lições para o futuro

Por Redação

07 de outubro de 2022 : 11h52

Por Acrísio Sena

A população cearense está chocada com a tragédia que ocorreu em Sobral. Um adolescente de 15 anos com uma arma atirou em três estudantes de uma escola estadual, nesta quarta-feira (5). Três pessoas ficaram feridas. Uma das vítimas se encontra em estado grave.

A arma utilizada no crime pertence a um CAC (Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador). O jovem atirador informou a polícia que era vítima constante de bullyng. O caso é emblemático para nos fazer refletir sobre duas questões.

A primeira delas é o perigo da flexibilização do porte e compra de armas de fogo – prática incentivada pelo governo Bolsonaro. Não podemos esquecer, que o presidente botou para andar a passos acelerados sua proposta armamentista. Criou facilidades tributárias, ironizou os críticos da flexibilização das regras para o acesso a armas de fogo.

Juntou até fuzis e feijão numa mesma frase. Fez da pose da “arminha” sua marca. Não à toa, os registros de posse de armas dobraram no Brasil de 2017 para 2022. Os números saltaram de 637.972 para 1.279.491 registros ativos no período, conforme o Sistema Nacional de Armas (Sinarm). Variação de 100,6%. Nossa bancada em Brasília deve se posicionar sobre essa calamidade.

A segunda é a importância de construirmos, o quanto antes, uma política de apoio psicossocial na rede estadual de ensino. O Programa de Atenção Social e Psicológica nas escolas da rede pública é fruto do Projeto de Indicação nº 0160/2019, de nossa autoria, encaminhado ao ex-governador Camilo Santana. Resultado do diálogo permanente com assistentes sociais, psicólogos e educadores.

O texto foi redimensionado de forma a se adequar à realidade enfrentada pelo ensino público por ocasião do advento da pandemia e às possibilidades de financiamento do novo FUNDEB. O futuro governo Elmano de Freitas tem que inserir essa questão na sua agenda de prioridades. Só assim, poderemos evitar esse tipo de tragédia!

Acrísio Sena
Líder do PT e vice-presidente da Comissão de Educação na ALECE

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Willy

07 de outubro de 2022 às 12h52

E’ obvio que o adolescente tem problemas mentais.

As armas existem e por tanto qualquer pesssoa tem o direito de ter uma, fazendo exames e um curso de habilitaçào…extamente como ter um carro.
As armas devem ser guardadas dentro de casa em armarios de aço com cadeado, a negligencia foi do pai do rapaz.

Tempo atras uma pessoa com problemas ateou fogo em crianças em uma escoal (foi em Minas se nao me engano).

Responder

Deixe um comentário