Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

O populismo barato de Marina sobre o BNDES

Por Miguel do Rosário

20 de setembro de 2014 : 09h54

Marinafaia, no twitter:

ScreenHunter_4904 Sep. 20 13.55


 

É uma falácia sem tamanho.

Um populismo barato de candidato a vereador.

O BNDES existe para emprestar. É a sua função social. Marina Silva iria usar o BNDES para quê? Para trocar figuras com o Itaú?

As grandes empresas, naturalmente, pegam mais dinheiro. Nas gestões Lula/Dilma, porém, a quantidade de pequenas e médais empresas que obtiveram acesso a financiamentos do BNDES multiplicou-se por várias vezes, se comparada à gestão anterior.

O BNDES não “dá” dinheiro para ninguém. Ele financia e recebe de volta. E lucra com isso. No primeiro semestre de 2014, registrou o maior lucro de sua história.

Reproduzo abaixo um trecho de texto publicado no site do BNDES, e um gráfico.

*

Evolução do lucro líquido do BNDES - R$ milhões

Evolução do lucro líquido do BNDES – R$ milhões


 

BNDES tem lucro recorde em 2014

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro líquido de R$ 5,471 bilhões no primeiro semestre de 2014. O resultado é o maior já apresentado para o período e 67,8% superior aos R$ 3,261 bilhões obtidos no mesmo semestre de 2013. O lucro foi influenciado pelo bom desempenho da BNDESPAR, empresa de participações do BNDES, que registrou lucro de R$ 2,148 bilhões, superando em 236,4% o valor do primeiro semestre do ano passado.

Os demais indicadores do período também foram muito positivos. A rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio do Sistema BNDES alcançou 8,53%, acima dos 6,73% do mesmo semestre de 2013; e o índice de Basileia atingiu 18,4%, situação confortável diante dos 11,0% exigidos pelo Banco Central e superior aos 17,1% de março deste ano e dos 15,8% apurados em junho de 2013.

Além do desempenho da BNDESPAR, o lucro do Sistema BNDES foi composto pelos resultados do Banco e da Finame, respectivamente, de R$ 2,994 bilhões (R$ 1,969 bilhão em junho de 2013) e R$ 330,9 milhões (R$ 443,9 milhões em junho de 2013).

O principal impacto positivo sobre o lucro do Sistema BNDES veio do crescimento de 108,2% do resultado com participações societárias, que passou de R$ 1,779 bilhão no primeiro semestre de 2013 para R$ 3,703 bilhões no mesmo período deste ano. Historicamente, o desempenho obtido por meio da boa gestão das operações da carteira da BNDESPAR tem permitido ao BNDES reduzir ao máximo os custos de seus créditos em renda fixa.

O aumento do lucro líquido consolidado do BNDES foi decorrente, basicamente, de três fatores: alta de 31,8% da receita com dividendos e juros sobre capital próprio, que saiu de R$ 1,999 bilhão em 2013 para R$ 2,634 bilhões em 2014; melhora do resultado com derivativos, que passou de R$ 187 milhões no primeiro semestre de 2013 para R$ 657 milhões no mesmo semestre de 2014; e redução de 57,7% da despesa com provisão para perdas em investimentos no montante de R$ 795 milhões, ante R$ 336 milhões no semestre corrente.

Outro fator que influenciou positivamente o lucro de junho foi o aumento de 19,3% do resultado de intermediação financeira, que passou de R$ 5,025 bilhões no primeiro semestre de 2013 para R$ 5,994 bilhões em igual período de 2014. A expansão foi consequência do crescimento da carteira de crédito e repasses, da gestão dos recursos de tesouraria e da melhora do resultado com provisão para risco de crédito.

O patrimônio de referência (PR), que determina a capacidade de financiamento do Banco, atingiu R$ 110,458 bilhões em junho de 2014, superior aos R$ 108,669 bilhões registrados em dezembro de 2013 e dos R$ 96,021 bilhões de junho do ano passado.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Vitor

22 de setembro de 2014 às 17h16

Nem Miguel e muito menos Marina dão a notícia direito. Marina, minha querida, o BNDES não deu dinheiro para ninguém, emprestou.
Miguel, acho que falta abordar o custo que o Tesouro tem de repassar dinheiro ao BNDES, pois cobra TJLP e pega emprestado pagando SELIC.

http://exame.abril.com.br/economia/noticias/custo-dos-subsidios-do-tesouro-ao-bndes-soma-r-79-7-bilhoes

Os empréstimos subsidiados do BNDES tem sim um custo para a União, e tem sim um retorno para a sociedade (afinal, investimentos geram empregos, impostos, etc).

Na minha humilde opinião, é besteira falar que o BNDES dá dinheiro pra meia dúzia de empresários e tb é besteira falar que ele dá lucro direto.

Responder

MZ

22 de setembro de 2014 às 12h48

Fiquei curioso porque os dados são só a partir de 2004. O lucro do BNDS em 2000 foi de +/- 600 milhões e 2001 +/- 850 mi. Aliás Miguel sugiro uma leitura no plano estratégico do BNDS em 2000 para 5 anos. São várias pérolas do neoliberalismo, e também os arranjos contábeis, que comentaristas gostam tanto de falar, para fechar o caixa.

Responder

Ana Maria da Silva

21 de setembro de 2014 às 15h27

Pessoal, não vote na Marina; ela vai afundar com o país pois não terá respaldo no Congresso. Não vote no Aécio; ele vai privatizar a Petrobrás. Vote na Dilma, ela vai usar o dinheiro da Petrobrás para melhorar a educação, a saúde, a segurança. É a nossa presidente fazendo de tudo para melhor o Brasil. Viva Dilma!

Responder

    Vitor

    22 de setembro de 2014 às 17h02

    Não dá nem pra comentar essas cretinices…
    Os motivos para votar em Dilma são outros, minha cara! E muito melhores! Muda o disco, leia um pouco mais, sei lá, sai da bolha!

    Responder

Julio Cesar Oliveira

20 de setembro de 2014 às 23h26

Marina atira pra todos os lados. É puro desespero político.

Responder

Ana Luiza Backes

20 de setembro de 2014 às 22h45

E por que ela deu para criticar o BNDES???Você viu a entrevista do Setúbal criticando o BNDES? http://oglobo.globo.com/economia/e-impossivel-competir-com-essas-taxas-subsidiadas-do-bndes-diz-presidente-do-itau-11074235

Responder

O Finame de Marina

20 de setembro de 2014 às 19h28

Finame?

Não fala em Finame, cara.

Marina e a turma dela vão pensar que é um tipo de salame fino.

Responder

Artur Ribeiro

20 de setembro de 2014 às 18h13

Como diz o Euler não deixar nada sem troco. Bateu levou

Responder

Euler

20 de setembro de 2014 às 17h59

Miguel, acho que a equipe da Dilma já deveria ter dado uma resposta no horário eleitoral para este tipo de crítica da candidata Marina ou de Aécio. São críticas sem fundamento, que a presidenta Dilma poderia aproveitar para desmascarar ainda mais os candidatos da direita. Daria para trabalhar melhor a questão da Petrobras, mostrando o crescimento da empresa, os lucros, comparando a era FHC e os governos Lula e Dilma. Desmascarar esta denúncia do “prejuízo” na compra de Pasadena, mostrando que a usina funciona bem e deu bons lucros este ano, e que pode tirar a diferença em pouco tempo, enfim, não deixar as acusações da Globo/Veja/Aécio/Marina (mesmo esquema) sem resposta.

Responder

    Leo

    21 de setembro de 2014 às 23h51

    Você é um piadista !!!! O pior Idiota é aquele que se faz de cego… Quais críticas são sem fundamento ?? Porque não comparar a petrobras com o governo de Getúlio Vargas ??? Sinceramente é cansativo ver tanta ignorância… Por que não esquece o governo FHC de 16 anos atrás e compara a Petrobras com ela mesma na era Lula … A empesa perdeu 50% de seu valor de mercado … A dívida total da empresa saltou para 300 Bilhões … A dívida hoje é maior que o valor de mercado … E não venha me dizer que a empresa bateu recorde de produção … É uma afirmação banal haja vista que a produção tem de acompanhar o consumo , lógico… Sempre cresce. O importante é qualidade dessa produção… Quanto à Passadena … Não adianta chororo … O TCU já bateu o martelo no prejuízo, o MP já bateu o martelo no Prejuízo, lógica já bateu o martelo no Prejuízo e o principal investigado pelo prejuízo já declarou que a compra foi forçada para dar prejuízo à pretobras em detrimento da Astra Oil que pagou propina aos diretores para a aprovação da compra…

    Bom !!! Não h´defesa quanto à isso … Busquem outra ocupação …

    Responder

      Miguel do Rosário

      22 de setembro de 2014 às 00h16

      Nossa, nunca vi alguém falar tanta besteira. “a produção tem de acompanhar o consumo”.

      A dívida da petrobrás cresceu porque ela investiu no pré-sal, e haverá retorno 10 vezes mais.

      Responder

      Miguel do Rosário

      22 de setembro de 2014 às 00h17

      Que coxinha histérico, rs

      Responder

      clevio

      22 de setembro de 2014 às 13h29

      VOCE ESTA PEECISANDO LER O LIVRO(PRIVATARIA TUCANA), PARA QUE VOCE TIRE SUAS PROPRIAS CONCLUSOES.

      Responder

      augusto2

      22 de setembro de 2014 às 14h51

      O QUE É valor de mercado?
      Obvio que é aquilo que a Bolsa dá como valor das açoes em um determinado momento.
      A Varig, a OGX tambem.
      So que nao investiram direito, né?
      O valor da Petrobrás é o que ela tem ali, no oceano a 5 ou 6 mil metros de profundidade… entende isso? E que dá un indice de sucesso de perfuraçao de mais de 65%contra uma media mundial de 20

      Responder

Norma

20 de setembro de 2014 às 17h51

Marina, você é analfabeta funcional???? Vá estudar!!!

Responder

luiz mattos

20 de setembro de 2014 às 16h08

Essa mulher é totalmente despreparada para gerir uma quitanda e ousa se propor a gerir um País?
Santa demência!

Responder

Leandro Guedes

20 de setembro de 2014 às 17h02

Manchetômetro lança novo artigo do economista e professor da UFRJ Carlos Pinkusfeld criticando o recorrente hábito, tanto da direita quanto da esquerda, de culpar as classes mais baixas pelos problemas da economia:

http://www.manchetometro.com.br/artigos/a-cigarra-e-a-formiga/

Responder

Deixe um comentário