Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Gasolina brasileira é uma das mais baratas do mundo

Por Miguel do Rosário

02 de setembro de 2015 : 14h14

No site Global Petro Prices

Preços da gasolina, 31-Agosto-2015: O preço médio da gasolina pelo mundo afora é de 1.07 (U.S. Dollar) por litro, mas existem grandes diferenças entre os países. Os países mais ricos têm preços mais altos e os mais pobres e os países produtores e exportadores de petróleo têm preços consideravelmente mais baixos. Os Estados Unidos representam uma excepção pois são um país economicamente desenvolvido mas ao mesmo tempo têm preços da gasolina baixos.

As diferenças entre os preços da gasolina nos diferentes países devem-se a vários tipos de impostos e subsídios para a gasolina. Todos os países compram o petróleo nos mercados internacionais pelos mesmos preços mas impõem diferentes impostos. É por isso que o preço da gasolina a retalho resulta diferente. Em alguns casos, como o da Venezuela, o governo subsidia a gasolina e por isso os habitantes locais não pagam quase nada para conduzirem o carro.

ScreenHunter_6099 Sep. 02 14.25

ScreenHunter_6100 Sep. 02 14.25

ScreenHunter_6101 Sep. 02 14.25

ScreenHunter_6102 Sep. 02 14.26

ScreenHunter_6103 Sep. 02 14.26

 

ScreenHunter_6104 Sep. 02 14.26

No desenho gráfico, assinalamos por * os países para os quais possuímos dados oficiais dos preços da gasolina. Pelos restantes países, utilizamos dados mais antigos que estamos a actualizar conforme a taxa de câmbio corrente e as alterações do preço do petróleo em escala mundial.

(PS Cafezinho: A gasolina brasileira, segundo o gráfico, está em US$ 0,91. Eu fui conferir o preço da gasolina em São Paulo, principal cidade do país, que está em R$ 2,749. Em dólar, isso corresponde hoje a US$ 0,74. Com isso, a gasolina no Brasil se inscreve entre as mais baratas do mundo.)

PS 2: Para lembrar ao pessoal que anda falando em “poder aquisitivo”.

gasolina (1)

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

81 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcelinho Deubrecha

04 de setembro de 2015 às 10h59

quando o dólar chegar a 10, vai ficar quase de graça.

Responder

Marcos Mineiro

03 de setembro de 2015 às 22h55

https://youtu.be/CTw_67WZQAw

Responder

Monica Figueiredo

03 de setembro de 2015 às 16h35

Viu que só a nossa leva etanol. Tem limites para qualquer defesa. Menos.

Responder

Monica Figueiredo

03 de setembro de 2015 às 16h34

Vc deve estar recebendo uma grana fortíssima para defender o governo.Cara! a Gasolina no RJ está quase 4 reais.E a nossa gasolina ainda leva 27% de etanol.

Responder

maria cavalcante

03 de setembro de 2015 às 13h09

“Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é? ser o opressor.”

PAULO Freire.

Mba, curso superior, mestrado, doutorado…, nada disso vale se essa educação nao te liberta.

O mal do brasileiro é nao conhecer a Historia de seu país e do mundo.

O filme “Inside Job” explica e muito essa dinâmica que aqui tanto se omite na “analise” (todo brasileiro virou analista…, de qualquer coisa, contanto que seja contra o país) do nosso país, diante do mundo, principalmente dos Eua.

Responder

Ulisses Oliveira

03 de setembro de 2015 às 15h49

Mas o poder de compra …

Responder

André Luis De Oliveira

03 de setembro de 2015 às 11h30

O Cafezinho comemora a alta de acessos a seu blog.
Resta saber se ele é lúcido o suficiente pra saber que mais pessoas leem suas postagens mas a maioria não concordam.
Bem,se a ele é lucrativo somente o acesso…continue comemorando mesmo.

Responder

enio

03 de setembro de 2015 às 08h12

Coxinhas são jacus baleados.

Responder

Eduardo Villela

03 de setembro de 2015 às 07h33

Conclui que não adianta discutir em posts do facebook. Além do mais, é mais divertido ler os comentários e brigas.

Responder

Pablo Bichassa

03 de setembro de 2015 às 01h57

Que feio puxar saco do Governo

Responder

Eduardo Viglio

03 de setembro de 2015 às 00h43

hahaha

Responder

Marcos Zpr

02 de setembro de 2015 às 23h46

A gasolina brasileira é uma das mais caras do mundo. Esse tipo de notícia é ma fé ou é apenas falta de capacidade cognitiva?

Responder

    Mazinho Moraes

    03 de setembro de 2015 às 02h53

    a tua capacidade cognitiva de achar que é mais cara!! rs rs

    Responder

João Carlos Pontes

02 de setembro de 2015 às 23h37

O quê??? Não entendi, repeti!

Responder

Marcos Souza

02 de setembro de 2015 às 20h24

O blogueiro não se conforma e apenas ser medíocre, tem que alardear a mediocridade a todo momento. Depois de idiotamente se valor do câmbio para tentar demonstrar que a gasolina brasileira é uma das mais baratas do mundo, plagia a idiotice do sócio e compara dois períodos do valor do salário mínimo brasileiro com o valor da gasolina nacional, como se nosso enorme salário mínimo fosse um bom reflexo de nosso poder aquisitivo. Vamos á realidade: US$ 3274,74 (salário médio americano )/ US$ 0,582 (litro da gasolina americana, sem álcool tá !) = 5.626 litros. Agora a maravilha brasileira; R$ 1.768, 20 ( salário médio brasileiro – IBGE) / R$ 3,00 ( litro da gasolina brasileira, com álcool tá ) = 589 litros. Essa, blogueiro é a realidade, a despeito da ignorância petista !

Responder

Fábio Lima

02 de setembro de 2015 às 20h23

O blogueiro não se conforma e apenas ser medíocre, tem que alardear a mediocridade a todo momento. Depois de idiotamente se valor do câmbio para tentar demonstrar que a gasolina brasileira é uma das mais baratas do mundo, plagia a idiotice do sócio e compara dois períodos do valor do salário mínimo brasileiro com o valor da gasolina nacional, como se nosso enorme salário mínimo fosse um bom reflexo de nosso poder aquisitivo. Vamos á realidade: US$ 3274,74 (salário médio americano )/ US$ 0,582 (litro da gasolina americana, sem álcool tá !) = 5.626 litros. Agora a maravilha brasileira; R$ 1.768, 20 ( salário médio brasileiro – IBGE) / R$ 3,00 ( litro da gasolina brasileira, com álcool tá ) = 589 litros. Essa, blogueiro é a realidade, a despeito da ignorância petista !

Responder

    Miguel do Rosário

    02 de setembro de 2015 às 21h16

    ???? To comparando com a nossa própria história. Se fosse comparar com EUA, seria melhor ainda para o PT, porque bastaria comparar como era essa equação entre Brasil e EUa antes e depois, além disso esse seu raciocino prova como é preciso tomar cuidado com os EUA. Eles querem tomar nossas reservas para continuar consumindo gasolina barata por lá
    , as custas do Brasil e de otarios como você.

    Responder

      Marcos Souza

      02 de setembro de 2015 às 21h46

      Ué, quando você afirmou que nossa gasolina era uma das mais baratas do mundo (” Com isso, a gasolina no Brasil se inscreve entre as mais baratas do mundo”) pensei que você estivesse comparando o preço da nossa gasolina com o preço da gasolina de outros países, mas enganei-me, né . Você estava comparando o preço da nossa gasolina com o preço ……………………da nossa própria gasolina . A mediocridade ultrapassou a matéria e chegou á alma do blogueiro !

      Responder

        Miguel do Rosário

        02 de setembro de 2015 às 21h47

        E estava. Mas não só. Como é ser comentarista de blog de um medíocre? É ser medíocre ao cubo não ?

        Responder

          Marcos Souza

          03 de setembro de 2015 às 06h47

          A resposta á sua pergunta é sim; os comentarista do blog, quando seus seguidores, aqueles que concordam com qualquer idiotice que você excreta, são sim medíocres ao cubo !

Marcio Luiz Curci Nardy

02 de setembro de 2015 às 22h47

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Getulio Mendes

02 de setembro de 2015 às 22h46

Mas que corja de vagabundos descarados dizer isso voces devem ser que nem o chefe de vcs movido a cachaca ou cheiraram todaskkk

Responder

Getulio Mendes

02 de setembro de 2015 às 22h46

Mas que corja de vagabundos descarados dizer isso voces devem ser que nem o chefe de vcs movido a cachaca ou cheiraram todaskkk

Responder

    Mazinho Moraes

    03 de setembro de 2015 às 02h55

    vc se inclui na corja…..certamente…..dos que são alienados….

    Responder

Felipe Streif

02 de setembro de 2015 às 22h38

Cafezinho, kkkkkkkk só agora que o dólar disparou 50% (somente este ano.) quer enganar quem?

Responder

Felipe Streif

02 de setembro de 2015 às 22h38

Cafezinho, kkkkkkkk só agora que o dólar disparou 50% (somente este ano.) quer enganar quem?

Responder

Eduardo Paiva

02 de setembro de 2015 às 22h35

Basta perceber a quantidade de automóveis nas ruas.

Responder

Eduardo Paiva

02 de setembro de 2015 às 22h35

Basta perceber a quantidade de automóveis nas ruas.

Responder

Maria Do Socorro Gomes

02 de setembro de 2015 às 22h10

Se com a gasolina cara vivemos num caos… Imagine se fosse barata. Quero nem imaginar. No lugar de 2 ou mais veículos por residência, basta 1, assim é economia de primeira hahahaha.

Responder

Pedro Adade

02 de setembro de 2015 às 21h02

Ainda tem gente que abre esse link

Responder

    Maria Do Socorro Gomes

    02 de setembro de 2015 às 22h11

    Tem que abrir… Só pra ler comentários como o seu, que abre e ler.

    Responder

    Pedro Adade

    02 de setembro de 2015 às 22h25

    Olhando suas fotos vc tem a maior pinta que abriu o link e tenho certeza que acreditou nesse papo furado ai tia.! ????

    Responder

    Pedro Adade

    02 de setembro de 2015 às 22h25

    Olhando suas fotos vc tem a maior pinta que abriu o link e tenho certeza que acreditou nesse papo furado ai tia.! ????

    Responder

Nôni Simon

02 de setembro de 2015 às 20h03

o problema não é o preço da gasolina, mas sim o baixo poder aquisitivo da população

Responder

Rodolpho Leite Marinho

02 de setembro de 2015 às 19h59

É por isso que a veja está falindo, os leitores clássicos perdem tempo lendo carta capital, carta maior, o fórum e outros blogs “sujos” e não lêem a veja, param de ler as bobagens do Constantino para brigar em supostas “páginas de esquerda”, ou é muito sadismo ou falta de rivotril.

Responder

Octavio

02 de setembro de 2015 às 15h25

As vezes eu até leio um comentário de um coxinha, achando que seria um contraditório inteligente. Que decepção!!!! Miguel do Rosário, não haveria um programa, do tipo anti-span, para reconhecer o comentário coxinha? Um anti-coxinha. Seria muito útil.

O problema da esquerda, realmente, é comunicação. Não vendemos bem o nosso peixe. Observem a reclamação do Sr Steiner. Não reconhecemos que a sociedade em geral, não importando o nível de escolaridade ou posição social, não conhece NADA de história e política. Comparar os EUA com o Brasil é uma temeridade. Lá, nem reserva cambial eles tem. Imprimem e lastreiam o próprio dinheiro.

O nível de desumanidade que os coxinhas exibem é surpreendente. Então, a solução seria todo brasileiro ir para os EUA? Tudo bem!! Mas será que eles permitiriam isto? Nos dariam condição de competir com os empregos dos nativos? NÃO. Este é o problema. E também não transformamos o Brasil da noite para o dia, muito menos quando temos pessoas votando no PSDB/DEM para acabar com o país. Talvez, este senhor possa ir para os EUA, mas o resto da população não. Então, Sr Steiner, os brasileiros preferem ficar aqui mesmo e continuar a trabalhar para este país crescer, apesar de pessoas como o senhor.

A propósito, se alguém gosta de guerra, pode se alistar nas forças armadas americanas. Parece-me que eles não tem limite de idade. Bom proveito. Não se preocupem. Das viúvas agente toma conta.

Responder

    Steiger

    02 de setembro de 2015 às 15h28

    Não tomam. Voces nao conseguem nem tomar conta dessa merda….

    Responder

    Fábio Lima

    02 de setembro de 2015 às 15h53

    ” Então, a solução seria todo brasileiro ir para os EUA? “. Não, imbecil petista, do jeito que o Brasil está bombando, na sua míope visão e do blogueiro trapalhão, a solução é que os americanos venham pra cá “

    Responder

      Fábio Lima

      02 de setembro de 2015 às 15h57

      percebam o nível de idiotice dos petistas, “. Lá,( nos EUA) nem reserva cambial eles tem”. Pense um pouco, idiota petista, se a moeda de curso mundial fosse o Real, o Brasil teria necessidade de fazer reserva cambial? Petista não se contenta em nascer burro; a medida que os tempos passam eles conseguem ficar mais burros do que quando nasceram ! kkkkkkkkkkk

      Responder

Umberto Rahal

02 de setembro de 2015 às 18h15

Notícia tendenciosa…..vc deveria fazer uma regrinha de 3 e usar o “índice BIG MAC”, para depois chegar a essa conclusão. Mas menbre-se que na nossa gasolina,que é de péssima qualidade,ainda vai mais de 22% de etanol…..

Responder

    José Antonio Meira da Rocha

    02 de setembro de 2015 às 18h29

    Responder

    Umberto Rahal

    02 de setembro de 2015 às 18h32

    Hahahaha , traduza esse gráfico: estou sem óculos e na tela do celular!!!!

    Responder

    Rosa Vargas

    02 de setembro de 2015 às 21h18

    Então vai ESTUDAR Umberto Rahal….Pega um livro de história do Brasil..Pode ser um didático de 7ª série mesmo…do seu neto e vai ESTUDAR rapaz….

    Responder

    Pedro Adade

    02 de setembro de 2015 às 22h40

    Tia, não achei nada sobre preço de gasolina no livro da 7 serie.

    Responder

    Pedro Adade

    02 de setembro de 2015 às 22h40

    Tia, não achei nada sobre preço de gasolina no livro da 7 serie.

    Responder

    Vitor Emanuel Rodino Lemes

    02 de setembro de 2015 às 23h08

    Ué você falou para usar o índice Big mac e foi exatamente o gráfico que foi postado. Que mostra exatamente que nossa gasolina está longe de ser das mais caras. Está mais barata que suiça noruega,suécia dinamarca EUA israelcanadá gran bretanha. Logo embora pudesse ser mais barata como é na venezuela, na bolívia etc eu creio que não é exatamente o que você quer.

    Responder

    Vitor Emanuel Rodino Lemes

    02 de setembro de 2015 às 23h08

    Ué você falou para usar o índice Big mac e foi exatamente o gráfico que foi postado. Que mostra exatamente que nossa gasolina está longe de ser das mais caras. Está mais barata que suiça noruega,suécia dinamarca EUA israelcanadá gran bretanha. Logo embora pudesse ser mais barata como é na venezuela, na bolívia etc eu creio que não é exatamente o que você quer.

    Responder

    Mazinho Moraes

    02 de setembro de 2015 às 23h12

    Umberto, vc fala com propriedade a respeito da qualidade da gasolina!! pq? diga !! etanol dá qualidade ao desempenho da gasolina que antes usava chumbo para tal, só pra te informar, portanto, LEMBRE-SE, rs rs quando falar bobagens…

    Responder

    Mazinho Moraes

    02 de setembro de 2015 às 23h12

    Umberto, vc fala com propriedade a respeito da qualidade da gasolina!! pq? diga !! etanol dá qualidade ao desempenho da gasolina que antes usava chumbo para tal, só pra te informar, portanto, LEMBRE-SE, rs rs quando falar bobagens…

    Responder

    Umberto Rahal

    02 de setembro de 2015 às 23h40

    Rosa Vargas , sou formado em adm empresas e economia, com pós e MBA….além de ser muito educado nos meia comentários e questionamentos. Não faço parte dessa briga raivosa. Se for seu caso, como parece ser, boa sorte

    Responder

    Umberto Rahal

    02 de setembro de 2015 às 23h44

    Vitor Emanuel Rodino Lemes,vamos lembrar que o real foi a moeda que mais se desvalorizou, em relação a esses países citados. E sim, o álcool barateia a gasolina. Além dela ser de péssima qualidade. A gasolina podium é similar ás de outros países.

    Responder

    Umberto Rahal

    02 de setembro de 2015 às 23h48

    Mazinho Moraes, então quando os engenheiros das montadoras fazem a tropicalização dos modelos importados é pelo fato da nossa gasolina ser de melhor qualidade?!?!?! Esses engenheiros e revistas especializadas estão falando e escrevendo muita bobagem, né ….

    Responder

    Leinig Perazolli

    03 de setembro de 2015 às 00h34

    Carteirada ==> eu sou importante… Oooo sujeito deprimente que acha ser melhor que os outros.

    Responder

    Umberto Rahal

    03 de setembro de 2015 às 02h03

    Leinig Perazolli, ela me mandar estudar livro da sétima série e eu que dou carteirada? Não uso formação para levar vantagem. Mas a pessoa precisa ser educada ao debater. Essa falta de modos é que é deprimente

    Responder

    Mazinho Moraes

    03 de setembro de 2015 às 02h52

    Umberto, vc não sabe o que está falando, vc fala bobagem…tropicalização o que é? jumento!! lá fora o etanol congela!! no inverno , sabia? rs rs esperto!! e revista fala o que os que pagam mais pedem……briga de grandes interesses, garoto esperto!! rs rs

    Responder

    Umberto Rahal

    03 de setembro de 2015 às 03h13

    Mazinho Moraes, vc é um talento desperdiçado..ETANOL CONGELA!!!! “Bobagem, jumento, garoto esperto…” E vc fala que o etanol congela…

    Responder

    Umberto Rahal

    03 de setembro de 2015 às 03h19

    Já que vc é tão inteligente , qual a temperatura de congelamento do etanol? E quais países têm essa temperatura ?

    Responder

    Carvalho Bruno

    04 de setembro de 2015 às 02h41

    Engracado e ver esses retardados dessa geracao arco iris mandado.alguem ir estudar. Pateticos

    Responder

Alexandre

02 de setembro de 2015 às 15h05

Sim, pagamos barato, “pero no mucho” lá no bolso.
A Petrobrás, em teoria tem preço “baixo” ao consumidor, entretanto todos os parâmetros tem que estar alinhados.
A gasolina comum brasileira tem 1/4 de álcool etílico, que em teoria não afeta o rendimento do motor, mas afeta para baixo e praticamente na mesma proporção ( salvo os motores flex de nova geração). A gasolina nos demais países é pura, até porque o álcool etílico é excasso no exterior.
A alíquota dos impostos também varia muito. No nosso caso, 1/4 é imposto, senão mais. No exterior, depende muito, mas normalmente é até 10% e principalmente para os importadores, não 25, 30% como no nosso caso com agravante de sermos produtores de refinados.
Há a questão do Dólar, que hoje o Real está muito desvalorizado, coisa que em 12 meses não era assim. Então a fotografia atual do preço de nossa gasolina não pode ser um marco definitivo.
E para finalizar, tem o fator “mão grande” da Petrobras, onde se houvesse um pente fino decente, tudo que é fornecido para a Petrobras se reduziria em pelo menos 50% e o custo para a venda poderia baixar. Infelizmente, apesar de ser uma estatal, parece estrada de SP, pedágio de 50 em 50m, desde a portaria até o destino final. Mesmo com o Petrolão, ainda tem muita gordura que não entra na empresa, ou entra, mas sai de outras formas.
Em tese e de maneira geral, nossa realidade deveria ser como é para países árabes ou até Russía para o preço da gasolina e derivados aos Brasileiros.

Responder

Fábio Lima

02 de setembro de 2015 às 15h05

Percebam o nível de idiotice do blogueiro. Ele fica feliz porque o dólar disparou e ele, imbecilmente, diz que nossa gasolina é uma das mais baratas do mundo, pois ela passou de 91 para 74 centavos de dólar. O estupido blogueiro deve achar que nossos salários são pagos em dólar. Só assim, na mente doentia e estúpida de um petista, a nossa gasolina consegue ser uma das mais baratas do mundo. Não é sem razão que esse sujeito é um fracassado. Ele lambe o chão em que os corruptos petistas pisam ! kkkk

Responder

Egle Risole

02 de setembro de 2015 às 18h01

A gasolina brasileira é a mais barata do mundo para quem anda nas ciclovias do Cabelinho Haddad.

Responder

    Eduardo Fernandes

    02 de setembro de 2015 às 21h25

    São Paulo tem um dos pedágios mais caros do mundo mas o paulista continua votando no PSDB, pois o grande mal da cidade são as ciclovias…

    Responder

    Alberto Ceolin

    02 de setembro de 2015 às 21h47

    Toma distraído! Kkkkkk….

    Responder

    Mazinho Moraes

    03 de setembro de 2015 às 02h54

    Tem coxinhas e risoles, rs rs

    Responder

    Ana Carol

    03 de setembro de 2015 às 18h32

    Tia Egle revolts porque ficou mais caro sair com o carrão pra ostentar com as amigas diferenciadas na Oscar Freire.

    Responder

    Ana Carol

    03 de setembro de 2015 às 18h34

    Mas quando vai à Europa acha o trânsito uma maravilha e diz que o povo lá é que é gente, anda de bicicleta e usa o transporte público, uma gracinha aquela gente loira pedalando. Tia Egle não conhece coerência.

    Responder

Steiger

02 de setembro de 2015 às 14h58

Fabio,

Essas antas não sabem somar. Esquecem que para o cidadão comum nada disso importa. O que importa é o quanto ele ganha no fim do mês e quanto custam as coisas.

Responder

Zaneli Malta Prata

02 de setembro de 2015 às 17h47

Alba Vasconcelos

Responder

Renato Bloisi

02 de setembro de 2015 às 17h38

Exatamente! Custa Us$ 0,91; está no trigésimo primeiro lugar em uma relação de 178 países.

Responder

Steiger

02 de setembro de 2015 às 14h19

Bom, o que eu sei é o seguinte: em março de 2014 estive na Florida e paguei U$ 3,48 o galão. Em maio de 2015 estive de novo na Florida (sou coxinha, vou a Florida ao invés de ir ao Maranhão) e paguei U$ 2,38 o galão. Em 50 anos de Brasil nunca vi a gasolina baixar, o que dirá nessa proporção. Qual é o milagre?

Responder

    Miguel do Rosário

    02 de setembro de 2015 às 14h21

    O milagre é que os EUA fazem guerra no mundo inteiro, patrocinam golpes de Estado, etc, gastam trilhões de dólares do contribuinte americano, para assegurar o seu abastecimento de petróleo. É simples.

    Responder

      Steiger

      02 de setembro de 2015 às 14h25

      Que seja. Então vamos a guerra. God Bless The USA!

      Responder

        Miguel do Rosário

        02 de setembro de 2015 às 14h34

        Ouviu a parte em que falo dos trilhões de dólares gastos? Acha que é só querer? E que quem paga é o contribuinte, além do aumento do endividamento público do governo, o qual, no caso dos EUA, já é bem mais que 100% (no Brasil é de 60%).

        https://research.stlouisfed.org/fred2/series/GFDEGDQ188S

        Responder

          Steiger

          02 de setembro de 2015 às 14h37

          Ok, Rosario. Mas nada como os EUA. Nada melhor que os EUA para a classe média que quer ver TV paga, andar de carro bom e gasolina barata e encher o carrinho do Walmart com preços baixos. O resto é coisa de filósofo. Façamos o mesmo por aqui, se é que conseguimos. E olha sou Suiço, onde o padrão de vida por lá um um pouquinho melhor do que por aqui.

          Fábio Lima

          02 de setembro de 2015 às 14h55

          Pois é , blogueiro pateta, deve ser por isso que está cheio de americanos querendo vir morar no Brasil. Detralhe, 2018 o petê entregará o país com uma dívida de 72% do PIB. Pergunte se chegaremos no nível dos EUA quando esta era 72% do PIB. Outro detalhe, com cerca de 50% mais habitantes que o Brasil o PIB americano é cerca de 8x o PIB brasileiro. Comparar os valor da gasolina em valores absolutos é coisa de idiota, típico dos blogueiros esquerdistas; quero ver comparar o preço da gasolina em relação ao poder de compra da população. Vamos comparar ??

      Bruno Real

      02 de setembro de 2015 às 17h15

      Miguel… este post foi o que podemos chamar de “um tiro no próprio pé”!!!
      Dólar nas alturas, 1/4 de etanol, poder de compra do cidadão…
      Foi mals nessa comparação.
      rsrsrsrsrs. Abs.

      Responder

        Miguel do Rosário

        02 de setembro de 2015 às 17h28

        O preço da gasolina no Brasil é abaixo da média mundial, quatro ou cinco vezes abaixo de alguns países europeus. Minha crítica aqui é a idiotice de falar que a “gasolina brasileira” é a mais cara do mundo.

        Responder

        Miguel do Rosário

        02 de setembro de 2015 às 17h37

        Veja o gráfico:

        http://tijolaco.com.br/blog/wp-content/uploads/2014/11/gasolina.jpg

        Responder

          Bruno Real

          03 de setembro de 2015 às 10h38

          Mas aí vc está comparando 2002 com 2014, nesta lógica o teu post deveria comparar os preços de outros países também neste período…
          O foco era o preço da gasolina HOJE em comparação a outros países.
          A gasolina não é a mais cara, mas está MUUUUUUUUITO longe de ser a mais barata.
          E lembrar da adição do etanol (compramos apenas 78% da gasolina que pagamos).


Deixe um comentário