Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Manifestação em Recife pelas Diretas Já

Por Miguel do Rosário

21 de maio de 2017 : 17h10

Olha aí, Noblat.

O que você chama de “esquerda”, mas que são 85% dos brasileiros, está na rua pedindo o direito de escolher o seu presidente da república.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

20 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Robercil R. Parreira

21 de maio de 2017 às 21h49

#DiretasJa! Lula Preso, Já!

Responder

Nunes

21 de maio de 2017 às 18h44

Só com o povo na tua conseguiremos fazer frente ao intuito do conluio Globo et caterva.
Sou de Fortaleza/Ce e aqui o ato que está terminando teve por volta de 30 mil pessoas, que saíram da histórica estátua de Iracema na praia de mesmo nome e caminharam pela Avenida Beira Mar.
Hoje tem início mais uma jornada de lutas do povo brasileiro.
Em breve seremos milhões.

Responder

Carlinhos Lima

21 de maio de 2017 às 21h05

É melhor q sejam diretas já , pra evitar o desmonte geral q esta quadrilha de ladrões estão fazendo , e pedimos q inclua junto aos futuros deputados , 1 senado renovado q tirem 90% desses larápios essas velhas raposas viciadas .

Responder

Rodrigo Farage Ferreira

21 de maio de 2017 às 21h05

3 manifestantes querendo detonar a constituicao

Responder

Larissa Caldas

21 de maio de 2017 às 21h04

Eleições diretas para votar em quem? Lula? Sério? Vocês acredita mesmo na inocência dele? E as doações legais que esta empresa fez para os governos petistas? Fez porque eram bonzinhos? Não esperavam nada em troca? Ou seja vc acredita que os delatores da JBS são bandidos, mas as doações legais feitas ao PT não era tráfico de influência? E a relação estreita que Lula tinha com eles, com fotos, não quer dizer nada para você? E afoto abaixo, acham que é montagem? Eu acho que não!!!!

Responder

    Sonia menezes

    21 de maio de 2017 às 20h55

    Excelentes suas observações. So uma pessoa DESVAIRADA ACREDITA NO LULA E EM PETISTAS.

    Responder

Paulo Jefferson

21 de maio de 2017 às 20h48

85% dos brasileiros estão na rua? Kkkkkkk
Mas também poderia ser 85% dos 600.000.000 de desempregados? Kkkkkkk
Ou talvez dos 25.000.000 de crianças de rua ? Kkkkkkk
Vcs são mesmo muito caras de pau…Kkkkkkk
Lula em um de seus vídeos:”eu mesmo apresentava números que não existem, só pra agradar…sabe?…”

Responder

Torreal

21 de maio de 2017 às 17h45

85% dos brasileiros?
bem, as manifestações da esquerda, chamadas por Lula, partidos e sindicatos, foram pífias.
deu pena.
isso é apenas a demonstração de uma coisa: a esquerda perdeu as ruas.
manifestações seriam maiores se não tivessem o dedo dos partidos.

Responder

Toninho Pereira

21 de maio de 2017 às 20h24

85%? De que fonte é este número?

Responder

Jadiel Batista Vitor

21 de maio de 2017 às 20h14

Uma provocação: se o Partido dos Trabalhadores e suas linhas auxiliares estão tão certos da vitória de Lula em 2018, qual o motivo de pedirem eleições antecipadas que sequer estão na Constituição?

Bom, sabemos que as pesquisas que colocam Lula na frente são tão conclusivas quanto a pesquisa Datafolha que colocou Luiza Erundina como favorita para a prefeitura de São Paulo em 2016. É um cenário onde um candidato já definido enfrenta nomes que são apenas cogitados. Também se trata de um nome já definido na extrema-esquerda, onde se vota em massa em um nome independente de suas obras. As pesquisas têm sido muito exóticas também no que tange aos adversários mencionados. O Datafolha chegou a colocar três tucanos de uma vez concorrendo com Lula, um tirando voto do outro. Adicionaram ainda Sérgio Moro, que sequer é político. Foram dois coelhos acertados com uma cajadada: reforçaram a narrativa de que a Operação Lava Jato tem caráter político e diluíram os votos contrários a Lula, que conta com uma rejeição de 45% do eleitorado.

Não obstante, a extrema-esquerda fez festa com os números que foram compilados para induzir o eleitor ao erro. A mensagem das pesquisas era a mesma que os Borg repetiam a exaustão em Star Trek: resistir é inútil. Não adianta criticar Lula, torcer pela Lava Jato ou votar contra: ele voltará para o Terceiro Advento e esmagará a oposição de forma impiedosa.

O furo disso pode ser identificado na tentativa de se aplicar uma rasteira na Constituição por meio da aprovação da proposta de emenda constitucional do deputado Miro Teixeira, da Rede. O texto estabelece eleições diretas para a substituição de um presidente cassado. Trata-se não só de um parlamentarismo paraguaio, como também de uma tentativa de desestabilizar o país e devolver o poder a extrema-esquerda por meio das opções Ciro, Lula ou Marina. Tanto é verdade que todos estes apoiam este remendo golpista. Tanto é verdade que todos estão em campanha antecipada para tal, sendo que só Lula possui musculatura para reunir em torno de si os vermelhos e voltar para o Planalto.

Mas daí fica a pergunta: ele não tinha tanta certeza de que seria eleito em 2018 nos braços do povo? Qual é a razão de novas eleições agora? Se uma eleição acontecesse agora, Lula estaria na frente – mas seria conduzido ao Planalto apenas pela massa de extrema-esquerda que devota a ele uma lealdade canina. Não seria Lula com a Força do Povo que supostamente o ama. Vale lembrar que a simples menção a 2018 já invalida tanto a tese do golpe quanto a tese de que precisamos de “Diretas Já”. Primeiro porque em um cenário de golpe, não há preparação para novas eleições. Quando um governo golpista assume o poder, o povo é vítima de censura, prisões arbitrárias, tiro, porrada e bomba. Não se permite que a oposição discuta eleições ou que as atividades políticas corram de maneira livre. Sobre novas eleições, o fato de afirmarem que não podemos esperar até 2018 evidencia a normalidade democrática: teremos eleições diretas já em outubro de 2018. Qualquer coisa diferente disso é invencionice, é fraude intelectual, é enganação, é golpe. E não passará.

Responder

Deixe um comentário