Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Lava Jato abafa golpe sádico do governo contra 180 mil pessoas doentes

Por Miguel do Rosário

28 de julho de 2017 : 08h01

[A análise abaixo é a primeira edição do Cafezinho Spoiler, nossa análise política diária por email e whatsapp. O serviço é gratuito. Clique aqui para receber.]

Após 200 mil perícias, governo anuncia corte de auxílio doença para 180 mil pessoas, ou seja, para quase todo mundo “periciado”. Segundo o noticiário, 160 mil foram cancelados após a perícia e 20 mil cancelados porque não compareceram à perícia (talvez pelo fato de estarem doentes, e não acreditarem que o governo seria capaz de tal brutalidade).

A notícia, que é um escândalo, veio à tôna na mesma data que a Lava Jato trazia histórias mirabolantes (acredite quem quiser) sobre malas de dinheiro para Aldemir Bendine, ex-presidente do BB e da Petrobrás. Não há nenhuma prova nem da existência do dinheiro, nem de que tenha ido para Bendine, mas isso não tem importância. Sobre malas de dinheiro, existem provas infinitamente mais contundentes contra Michel Temer, mas o assunto já morreu na mídia. O governo espera “revisar” (eufemismo para cortar) mais de meio milhão de auxílios-doença. A imprensa não cobra do governo sequer um informe mais detalhado sobre esses cortes.

No dia 26, outra notícia passou despercebida: o governo anunciou um novo Código de Mineração. Ele é basicamente o mesmo que Dilma tentou aprovar em 2013, mas com uma diferença fundamental. Enquanto Dilma pensou em elevar o tributo sobre o minério de ferro, responsável por mais de 75% de nossas receitas com minério, para 4%, o código de Temer instituirá um dispositivo segundo o qual esses 4% serão um “teto máximo” a ser atingido apenas quando o preço do ferro superar os US$ 100 por tonelada…  Ou seja, nunca.

O preço médio do ferro vendido pela Vale, principal empresa do setor, no segundo trimestre de 2017, ficou em pouco mais de US$ 50 a tonelada (contra um custo de produção de US$ 15/tonelada).

O código do governo instituiu uma “alíquota” de 4% que, na prática, dificilmente se tornará realidade. É mais fácil cortar auxílio-doença de meio milhão de brasileiros e elevar o imposto sobre gasolina e diesel…

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

83 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcos Pinto Basto

01 de agosto de 2017 às 03h49

Mas o que os partidos mais decentes que fazem oposição a esse desgoverno do Traidor Temer, esperam para deflagrar uma GREVE GERAL IRRESTRITA? Que o Brasil vá à banca rota? A corja que tomou de assalto o Planalto, está esfacelando a economia do Brasil!
ESTOU COMENTANDO RÁPIDO DEMAIS? Gostaria de comentar todas as bandalheiras do desgoverno e da operação Salva Ratos!

Responder

Xinamaluco Xina

30 de julho de 2017 às 05h38

To passando por esse absurdo.

Responder

Sara Carvalho

29 de julho de 2017 às 16h51

Lisa Carvalho

Responder

Emilia Alves de Sousa

29 de julho de 2017 às 13h27

Inacreditável! Será que todas as 180.000 estão em condições de trabalho e/ou de prover sua subsistência com recurso familiar? Como vão sobreviver as pessoas que realmente fazem jus ao benefício, e não dispõem de outra fonte de renda?

Responder

Domenico Laurito

29 de julho de 2017 às 04h42

Marcos Sidney vou te explicar o que a lava jato tem a ver com isso. E que não se fala de mais nada neste país. Nem de recortes, nem de desemprego, nem de direitos subtraídos, etc. Enfim estão usando a lava jato, que é super importante, para anestesiar a opinião pública, na edição que não se fala de outra coisa. Talvez não tenha sido entendido. Paciência.

Responder

Jose Carlos Faria

29 de julho de 2017 às 04h38

E AI COXINHAS, SEM DINHEIRO SEM AUXILIO MEDICO, SO RESTA MESMO ASSALTAR VOCES. E ENTÃO QUANDO É QUE VOCES RECEBEM O PAGAMENTO ??? ACHAM MESMO QUE VÃO PASSAR BATIDO. ACHAM MESMO QUE O EXERCITO VAI QUEBRAR O GALHO DA SEGURANÇA. FAZ ME RIR. SE HOJE A VIOLENCIA JA É ALTA. IMAGINE COM O DESEMPREGO, OU MESMO COM SALARIO DE FOME. VOCES ESTÃO PEDINDO PRA MORRER.

Responder

Pedro Junior Couzzi

29 de julho de 2017 às 04h26

Todos petistas sindicalizados, basta começar pelo chefe, que incapacidade ele tem ou tinha, ou teve?

Responder

Ana Maria

29 de julho de 2017 às 01h20

É ASSIM QUE A LAVA JATO ACABA COM A CORRUPÇÃO NO BRASIL, ABAFANDO O GOLPE DO GOVERNO CONTRA AS PESSOAS DOENTES?

Responder

Pedro Lehnen

29 de julho de 2017 às 01h07

Rever a aposentadoria da falecida do Lula, reviram?

Responder

João Maurício Rocha

29 de julho de 2017 às 00h40

Lava jato?! Kkkk
Ei, dona página, exclui isso que dá tempo. Kkkkkkk

Responder

Edson da Silva

29 de julho de 2017 às 00h31

O ministro da saúde do Temer acha que as pessoas vão muito ao SUS. Dizer o que de bandidos como esses?

Responder

Antonio Gonçalves

28 de julho de 2017 às 22h57

notícia falsa, se alguém se achar injustiçado pode ir ao promotor de justiça e denunciar, não paga nada, ainda existe procon etc.. e a lava a jato nada tem a ver com isso. kkkkkkkkkkkkk

Responder

Marcelo De Oliveira Júlio

28 de julho de 2017 às 22h11

Eu já presenciei um aposentado e outras pessoas que dependem do INSS batendo panelas e gritando FORA DILMA. FORAM ATENDIDOS!

Responder

Socorro Pinheiro de Andrade

28 de julho de 2017 às 20h21

Vai ter que trabalhar de maca.

Responder

Mara Lúcia Azevedo

28 de julho de 2017 às 19h09

Regina Azevedo Brandão

Responder

Galvão Filho

28 de julho de 2017 às 15h58

Soraya Galvão

Responder

soninha leicester

28 de julho de 2017 às 12h53

Enfim uma atitude sensata do INAMPS… Parabéns!

Responder

a comentarista

28 de julho de 2017 às 12h51

É sabido que Lula cortou um dedo propositalmente apenas pra se aposentar… Então quem o defende não temoral nenhuma para falar em fraudes na previdência.

Responder

    Miguel do Rosário

    28 de julho de 2017 às 13h51

    É “sabido” por quem cara pálida?

    Responder

    Rachel

    28 de julho de 2017 às 17h40

    Qual é o nome do tarja preta que tu tomas?

    Responder

Mensageiro

28 de julho de 2017 às 12h32

Excelente notícia! Cheio de vagabundo fingindo doença por aí e mamando sem parar…

Responder

Alveny Die Mentz

28 de julho de 2017 às 12h27

Lula não cortou um dedo propositalmente para se aposentar? Então essas pessoas estão tentando fraudar aprevidência também.

Responder

    Marivaldo Do carmo silva

    28 de julho de 2017 às 18h08

    Lula nao cortou um dedo ,ele perdeu este dedo dentro do teu cu podre.

    Responder

Otavio de Chavasca

28 de julho de 2017 às 15h19

Responder

Otavio de Chavasca

28 de julho de 2017 às 15h17

Será que essa gente consegue entender o que escreve ?

Responder

Maria Das Chagas Melo

28 de julho de 2017 às 15h03

Vixxxeee

Responder

Manoel Benevites Arantes

28 de julho de 2017 às 12h02

Mas acontece que há uma grande maioria de pessoas que recebem benefícios previdenciários sem os merecer, em detrimento dos que realmente precisam…
A matéria é tendenciosa. Já estava mais do que na gora de passar isso a limpo, senão iremos quebrar a previdência bem antes do que pensávamos. Parabéns ao INSS!

Responder

    Miguel do Rosário

    28 de julho de 2017 às 13h52

    Passar a limpo é cortar benefício de brasileiros doentes? Passar a limpo é combater os sonegadores!

    Responder

    Rachel

    28 de julho de 2017 às 17h48

    De onde vc tira essa informação? Conheço mais de um perito do INSS, já fui funcionária do antigo INPS e pericia medica é coisa séria. Evidente que , como em toda e qquer atividade, humana há desvios , mas não é a regra nas perícias. E lembra que quem com ferro fere com ferro será ferido. Vai que um dia vc precise e aí….. Já fostes ver de quem ele está cortando benefícios? De gente pobre, velha, doente. Ou seja dos f******. E enquanto isso tem gente ganhando uns trocados para escrever besteiras, outros que não conseguem entender um texto , porém os mais espertos carregam malas e malas de dinheiro ( meu, teu, nosso) por pizzarias e não são ”cortados”.

    Responder

Marcia Jorge Jorge

28 de julho de 2017 às 13h47

todos tem que abrir os olhos com esta previdencia

Responder

Laura Faria

28 de julho de 2017 às 13h46

Entrar com Acao. Pagar advogado!

Responder

Valquíria Capila

28 de julho de 2017 às 13h33

Duvido que uma percentagem tão alta recebia o auxílio doença sem necessidade. Os peritos estavam sendo passados para trás? Pessoas agindo de má fé? Qual o sentido de pagar R$ 60,00 por auxílio cancelado?

Responder

    Rachel

    28 de julho de 2017 às 17h49

    De onde vc tira essa informação? Conheço mais de um perito do INSS, já fui funcionária do antigo INPS e pericia medica é coisa séria. Evidente que , como em toda e qquer atividade, humana há desvios , mas não é a regra nas perícias. E lembra que quem com ferro fere com ferro será ferido. Vai que um dia vc precise e aí….. Já fostes ver de quem ele está cortando benefícios? De gente pobre, velha, doente. Ou seja dos f******. E enquanto isso tem gente ganhando uns trocados para escrever besteiras, outros que não conseguem entender um texto , porém os mais espertos carregam malas e malas de dinheiro ( meu, teu, nosso) por pizzarias e não são ”cortados”.

    Responder

Antonio Carlos Chaves

28 de julho de 2017 às 13h23

Covardia, deste governo vendido, quer economizar, pra comprar os deputados que vão absolvê -lo.

Responder

Sebastiao Marcirio De Araujo Magalhaes

28 de julho de 2017 às 13h07

EU Quero um Brasil diferentes sem Corrupção Bolsanaro e a Solução

Responder

Eddeley Silva

28 de julho de 2017 às 12h53

Não batam mais panelas por favor.

Responder

    João Maurício Rocha

    29 de julho de 2017 às 00h42

    Onde estão os milhões de eleitores que votaram na Dilma e q não saem as ruas pra protestar sobre isso?
    Já sei, votaram no Temer também! Kkkk
    O melhor VICE do mundo. Kkkkkkk

    Responder

    Eddeley Silva

    29 de julho de 2017 às 00h49

    estão trabalhando ????

    Responder

PAULO

28 de julho de 2017 às 09h52

ESQUECEM O S.T.F É PIOR AINDA QUE ESTE IDIOTA E CORRUPTO DO TEMER COM SEUS MINISTROS BANDIDOS! OS CARAS SÓ QUEREM SABER DO AUMENTO SALARIAL E DE FÉRIAS , ALIÁS O PRÉ-FAKE DO PREFEITINHO DE GRIFE MALDITO EM 6 MESES JÁ TIROU 32 DIAS DE FÉRIAS E COM OS PAULISTAS PAGANDO A CONTA AHAHAHAHAHAH

Responder

Marcelo

28 de julho de 2017 às 09h09

“Não há nenhuma prova nem da existência do dinheiro, nem de que tenha ido para Bendine”. Verdade; também não há nenhuma prova de que Bruno e Macarrão tenham matado Elisa Samúdio, nem cadáver existe e no entanto, tal qual Bendine , eles estão presos. Liberdade para Bruno , Macarrão e Bendine !

Responder

    Vitor Guilhermo Sorenzi

    28 de julho de 2017 às 10h09

    Você tem razão e não estou sendo sarcástico. Eles não deveriam estar presos, mas o direito não funciona mais aqui.

    Responder

Mival Furtado Costa

28 de julho de 2017 às 12h02

A matéria não tá mostrando a realidade. Ou é desconhecimento ou má fé mesmo. Isso não tem nada a ver com governo, e sim com as regras básicas pra receber auxílio doença. Esses que foram cortados, foram primeiro por não terem sequer respondido o chamado do governo, e óbvio que isso não tem nada que ver com o fato da pessoa não poder ir pra perícia. Pois quando o segurado não tem condições de saúde sequer pra ir à perícia, o perito vai até onde o segurado está e realiza a perícia. Isso de que o segurado não vai pra perícia por falta de condições físicas e tem seu auxílio cortado, é um absurdo total. O problema é que quase 80% dessas pessoas já estavam trabalhando em outras coisas, muitos até com carteira assinada inclusive, e recebendo auxílio, o que prejudica que precisa de verdade. Digo isso por experiência própria. Sou professor da rede pública e privada aqui na Paraíba, sofri um grave acidente automobilístico ainda em 2014, e estou até hoje sem condições de trabalhar, infelizmente, pois tudo que eu mais queria é voltar pra sala de aula, enfim. O fato é que no governo Dilma ainda eu sempre fui bem atendido na previdência, as perícias, o auxílio, tudo funcionou perfeitamente. Não tenho do que reclamar. Depois que o Temer entrou no meu caso não mudou nada, fui lá realizar as perícias normalmente, e continuo recebendo o auxílio, normalmente. E eles vão avaliando até que a pessoa tenha condições pra trabalhar na sua área, ou eles encontrarem um emprego mais ou menos equivalente, que o segurado possa realizar. Se a pessoa perde totalmente as condições, eles aposentam por invalidez. Eu nunca tive problemas, nem no governo da Dilma, nem agora no governo do Temer. Sempre foram muito sérias as perícias. Agora eu mesmo vi gente pedindo até muleta emprestada pra ir fazer perícia. Gente que já trabalhava a meses recebendo auxílio. Erros sempre existem. Mas a justiça quando acionada sempre resolve. Quando não se resolve na própria previdência. Depois do Lula, verdade seja dita, o atendimento melhorou muito mesmo, está mais humanizado. E está assim até hoje. Falo enquanto segurado. Isso é injusto com quem realmente tá numa situação de doença ou recuperação, e com toda a sociedade em geral. A matéria só critica por criticar

Responder

    Carlos Mauricio Silva

    28 de julho de 2017 às 12h52

    tudo isso começou melhorar com o pt, mas as coisas começaram a piorar pois estão recusando imprimir tempo de serviço por falta de autorização

    Responder

    Miguel do Rosário

    28 de julho de 2017 às 10h14

    Você falou de um caso único e contou uma história já passada. Estou falando de um corte agora. Não tem como achar normal uma perícia em 200 mil casos cortar 180 mil. Tudo isso tem de ser feito com um mínimo de planejamento. E, sobretudo, com mais informação. As matérias jornalísticas falam apenas no corte e só. Não trazem nenhuma informação adicional.

    Responder

    Cristina Schnorr

    28 de julho de 2017 às 13h45

    Acorda por favor, pelo bem do Brasil!

    Responder

Maria José Lisboa Rodrigues

28 de julho de 2017 às 12h00

Isabella Sene

Responder

    Isabella Sene

    28 de julho de 2017 às 14h48

    Um verdadeiro crime contra os segurados!! Recebi hoje laudos de um cliente, que de um mês para o outro passou de incapaz com fortes restrições para plenamente apto. Curioso, não?

    Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

28 de julho de 2017 às 08h45

Incompetência é o que mais abunda nesse golpista.

Responder

    Marcelo

    28 de julho de 2017 às 09h12

    A incompetência já abundava desde o segundo governo de Lula . Ou por que você acha que chegamos aqui ??

    Responder

      naldo

      28 de julho de 2017 às 09h30

      Depois do governo Lula houve mais cinco anos de Dilma e mais um do golpisto, no primeiro trimestre do governo Dilma o crescimento do PIB foi de 9%, haja falsidade histórica para afirmar isso….

      Responder

      Vitor Guilhermo Sorenzi

      28 de julho de 2017 às 10h12

      Se sabe usar o Google, entre lá, digite ‘PIB Brasil’ e avalie a evolução do PIB depois de 2002 e volte aqui para continuar a conversa…

      Responder

João Leite Júnior

28 de julho de 2017 às 11h44

Não consigo ler com calma, essas notícias. Nesses tempos, mais do que nunca, entendo e compreendo mais, os motivos da luta armada.

Responder

Lena Pinheiro

28 de julho de 2017 às 11h41

Tempos dificeis

Responder

Tania Ottoni

28 de julho de 2017 às 11h39

Quanta violência contra a população!

Responder

Marcos Sidney

28 de julho de 2017 às 11h37

O que a lava jato tem a ver com isso? O desespero torna você ridículo.
Claro que isso é crueldade, não sabem as condições de cada um, mais é necessário também fazer um trabalho para identificar fraudes, que tem muitas.

Responder

    Júlio Soares da Silva

    28 de julho de 2017 às 10h01

    A lava jato também deveria investigar e punir quem
    Recebi benefícios indevido dentro do judiciário.
    Tem procurador juiz desembargador.recebendo acima do teto e isto não é correto é?

    Responder

    Renata Ferraz

    29 de julho de 2017 às 00h09

    A lava jato faz parte do golpe. Mas tem gente que não raciocina tão a jato, né? Onde já se viu!

    Responder

    Iara Garcia de Andrade

    29 de julho de 2017 às 13h40

    A fraude está na Presidência da República e no Congresso Nacional. Fraude são os Chefes do tráfico de drogas, de órgãos, de mulheres, de armas, os grandes mafiosos no Brasil, que são eleitos por um povo burro, para se favorecer com as riquezas nacionais. Aécio Neves e Cia. Ltda.

    Responder

Ismael R. de Lima

28 de julho de 2017 às 11h37

A PETRALHADA CORRUPTA SE FAZENDO DE DESENTENDIDA…EXISTE MUITOS APOSENTADOS QUE NAO FAZEM JUZ AO BENEFICIO…O GOVERNO ESTA CERTO…TEM QUE REFAZER AS PERICIAS…POIS A PETRALHADA DISSEMINOU AINDA MAIS A CORRUPÇÃO NESTE SETOR…O GOVERNO TEM QUE DA DIREITO A QUEM TEM E NAO A FRAUDADORES…

Responder

    Sonia Maria Bomfim

    28 de julho de 2017 às 11h59

    Vá conhecer a verdade antes de falar tanta abobrinha

    Responder

    Andre Massao Noce

    29 de julho de 2017 às 04h08

    KKKKKKKKK… e quem praticou o crime é quase sempre um capitalista de direita corrupto… ou seja da tua turma corrupta…

    Responder

    Erica Caminha Hassmann

    29 de julho de 2017 às 11h00

    O Ismael vai morrer sem se aposentar ( ou já é aposentado?) e tá achando bom, rsrsrs, mas o problema é a petralhada

    Responder

    Lenice Sena

    29 de julho de 2017 às 11h17

    Que ridículo!

    Responder

Patricia Bari

28 de julho de 2017 às 11h36

Quero saber quem são os 20mil que ainda são beneficiários, isso que temos que saber…. Pq tá muito estranho isso aí…

Responder

Hannibal de Sousa

28 de julho de 2017 às 11h35

Inacreditável. É o “Temercare”.

Responder

Vera Moura

28 de julho de 2017 às 11h32

Liberada definitivamente a corrupção

Responder

Juquinha Petralha

28 de julho de 2017 às 11h31

Robson Jorge

Responder

Walter De Araujo

28 de julho de 2017 às 11h22

O Governo da Traição Nacional, fazendo escola!!

Responder

Paola Acosta

28 de julho de 2017 às 11h20

Magali Rubiane olha

Responder

Guilherme Kroger

28 de julho de 2017 às 11h17

Genocídio.

Responder

Valquíria Capila

28 de julho de 2017 às 11h14

Para a compra de apoio de todos os setores da economia o céu é o limite.

Responder

Lili Brown

28 de julho de 2017 às 11h12

Anula STF! Anulacao imediata do impeachment comprado e fabricado contra o Brasil, contra os interesses nacionais, contra a soberania do pais, contra a democracia e contra o povo brasileiro! STF RESPEITEM os cargos que ocupam, respeitem a Constituicao brasileira e anulem este crime contra o nosso Brasil! Os senhores e senhoras sao responsaveis pela tragedia que acontece no Brasil e o povo brasileiro esta acordando bem rapido para a enorme traicao ao pais do impeachment fraudulento e criminoso que os srs NAO deveriam ter permitido que ocorresse!

Responder

    Valquíria Capila

    28 de julho de 2017 às 11h15

    Concordo plenamente.

    Responder

    Sonia Maria Bomfim

    28 de julho de 2017 às 11h57

    Muito bem. É isto aí. Um pouco de ombridade se espera dos ministros do supremo, pq eles passam, tenham o $ que tiverem, mas o país fica. Se querem que seus descendentes vivam bem, atuem para que isto aconteça.

    Responder

    Pedro Lehnen

    29 de julho de 2017 às 01h03

    A tragédia iniciou com os Governos Civis. Se os Miltares ainda estivessem no comando do País, hoje faríamos inveja a muito País de primeiro mundo.

    Responder

Laís Frazão

28 de julho de 2017 às 11h08

Helena Rodrigues

Responder

Deixe um comentário