Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Wanderley alfineta: E aí, Ciro? O que você pensa dos arbítrios da Lava Jato?

Por Miguel do Rosário

26 de junho de 2018 : 18h44

Mais um petardo do professor!

***

CIRO GOMES E A LAVA JATO: UMA DÚVIDA ESSENCIAL

Por Wanderley Guilherme dos Santos, no blog Segunda Opinião

26 de junho de 2018

Sempre que perguntado se é a favor da Lava Jato o pré-candidato Ciro Gomes responde com um peremptório “sim”. Nem a pergunta nem a resposta são sérias. Os entrevistadores cumprem um protocolo sem precisar o objeto da pergunta, mas a resposta do pré-candidato merece escrutínio. Em seus inícios, a Lava Jato indicava, para uns, sério e inédito combate à corrupção “sistêmica”; para outros, armadilha jurídica para destroçar o PT e seu líder máximo, Lula.

Fosse lá o que fosse hoje não é, exclusivamente, nem uma nem outra coisa, exceto para ingênuos ou distraídos entrevistados. Ciro Gomes também não é ingênuo ou distraído.

Único dos candidatos a discutir claramente parte de um programa de governo, Ciro expõe de modo consistente o que considera a principal agenda dos problemas brasileiros, dá sua explicação para a origem deles e costuma descreve-los quantitativamente, quando possível, o estado em que se encontram, e as medidas que tomará como presidente. Não se encontram contradições entre as entrevistas e palestras vindas a público.

O eixo das propostas é, naturalmente, a economia, mas conviria ser igualmente articulado sobre temas como saúde, educação, segurança pública, meio ambiente, ciência e tecnologia e, neste, o impacto da automação em países como o Brasil, faminto por empregos de modestos requisitos especiais. Com a franqueza que advoga e debate, seu peremptório “sim” à Lava Jato é inaceitável sem maiores explicações.

À parte os notórios benefícios das investigações sobre corrupção e corruptores, de há muito a Lava Jato tornou-se algo muito mais complexo do ponto de vista judicial, político e constitucional. Se a acusação de perseguição ao PT deixou de ser exclusiva, apesar dos notórios esforços de Curitiba, para assim mantê-la enquanto foi possível, decisões sobre instâncias de julgamento de políticos do PSDB não têm sido isonômicas em relação aos políticos do PT e de outros partidos.

Os vazamentos seletivos durante a fase mais intensa da exposição dos então apenas alegados crimes dos políticos petistas, que desapareceram depois que as investigações incluíram outras legendas e personagens, a escuta ilegal da conversa telefônica entre Dilma e Lula e sua divulgação, a condução coercitiva de Lula, abortada em seu objetivo de transporta-lo secretamente a Curitiba, as prisões preventivas e relatos críveis de que sejam usadas como eficaz tortura, e não cabe considerar o termo excessivo, o espetáculo de péssimo gosto e educação do evangélico Deltan Dallagnol e seu powerpoint, fundado, segundo confessou, em “convicção”, são algumas das peripécias que fazem parte integral da “Lava Jato”. O pré-candidato Ciro Gomes é favorável a isto?

Bem entendido, cidadão de posse de todos os direitos civis e políticos assegurados por nossa Constituição, Ciro Gomes tem absoluta autonomia para decidir o que apoiar ou combater. Mas, como pré-candidato à Presidência do Brasil, uma resposta automática ou meramente protocolar a pergunta de tantas implicações ofende a todos aqueles cidadãos de bem, intolerantes da corrupção, mas do mesmo modo intolerantes a concepções preconceituosas e corrompidas do exercício do poder, seja judiciário, econômico ou político. Há dúvidas sobre o que pensa Ciro Gomes em matéria de arbitrariedades pessoais.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

28 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Rita Andreata

29 de junho de 2018 às 21h20

Todas as pesquisas apontam o Lula como o preferido do povo. Por que renunciar a sua candidatura. Eleição sem lula é farsa.

Responder

Fabio

27 de junho de 2018 às 11h41

Ciro Gomes, alma tucana.

Responder

    Gabriel Soares

    28 de junho de 2018 às 00h13

    Alma tucana valente defender o Lula do mensalão teve pagamento ficou sem legenda em 2010 defender Dilma do golpe ajudou Ceará foi único estado que deu os votos necessários tá recebendo o pagamento ataque convarde que nem a folha e a veja faz a 247 ataca o Ciro Gomes dia e noite com Rui Costa Pimenta ? este que não foi nada até hoje

    Responder

Alan Cepile

27 de junho de 2018 às 11h13

Essa pergunta é do Wanderley mesmo? Ou é do Leonardo Attuch ex-Veja???

humm….

Responder

    Dio

    27 de junho de 2018 às 13h20

    A pergunta é ou não pertinente?

    Responder

      Alan Cepile

      28 de junho de 2018 às 13h27

      É pertinente quando feita a todos os candidatos, quando é feita só pra um soa como uma acusação, e se é uma acusação (como parece) então é dever do BOM jornalismo denunciar, e não fazer suposições para confundir o eleitorado.

      Responder

Marcelo Abb

27 de junho de 2018 às 08h43

Pessoal,

O Ciro está tentando fazer um movimento inteligente e histórico, buscando a unificação do país.

Ao criticar o Lula (críticas merecidas, diga-se de passagem), ele dialoga com o eleitorado e os partidos de direita, alienados, golpistas, chame do que quiser.

Ao defender o Lula, ele dialoga com o PT e com os demais partidos de esquerda, reconhecendo o Lula como um grande brasileiro, uma figura de importância política ímpar, que cometeu muitos acertos e erros também.

Ao criticar a lava jato, ele fala que leu a sentença do Lula e a achou injusta. Pergunto: quantos petistas que aqui vociferam #LULALIVRE de fato leram a sentença? Ao criticar a sentença, Ciro claramente se posiciona a favor do Lula e do PT, dialogando com o eleitorado de esquerda.

Ao responder “sim” para o questionamento sobre ele ser a favor da lava jato, Ciro dialoga com o eleitorado alienado de direita, que criaria ojeriza a um candidato que se posicionasse contra a lava jato. Convenhamos, o simbolismo da lava jato não é ruim. O combate à corrupção é fundamental no país. O problema é que esta operação é parcial e claramente buscou condenar apenas um lado da história, e, em muitos casos, utilizando de métodos juridicamente questionáveis.

Ao ser contra o golpe, Ciro se coloca categoricamente no campo progressista. Basicamente hoje temos dois partidos no país, os que são a favor do golpe e os que são contra. Ciro é um dos que é contra. Qual candidato “de direita” teria coragem para se posicionar desta forma?

Mesmo sendo contra o golpe, Ciro critica duramente a política econômica de Dilma Rousseff, que, diga-se de passagem, FOI ESTRITAMENTE LIBERAL.
Alguém aqui já leu o livro Valsa Brasileira, de Laura Carvalho?
Recomendo fortemente a leitura. Mesmo sendo de esquerda e coordenadora do programa econômico do PSOL, Laura critica duramente a política de Dilma, reduzindo drasticamente investimentos públicos, praticando desonerações enormes para o empresariado (o chamado bolsa-empresário), dentre outras decisões equivocadas que levaram o país à crise atual.

Algum esquerdista esclarecido foi a favor desta política?

Eu não, nem Ciro Gomes.

Na minha opinião, o Ciro Gomes está tentando, muito corretamente, pacificar o país. Ele está trilhando o caminho mais difícil, mas mais honrado.
Seria muito mais fácil para ele assumir um discurso super esquerdista para cativar de vez o PT e o eleitor de Lula, facilitando a união com os petistas e fatalmente ganhando as eleições no primeiro turno até.

Mas Ciro trilha o caminho mais correto e corajoso, ele quer unificar e pacificar o país.

É arriscado, mas muito corajoso e louvável.

Espero que os petistas enxerguem isso enquanto há tempo.

Responder

    Patrice L

    28 de junho de 2018 às 03h09

    Pela descrição, não é um candidato. É um canivete suíço. Conserta tudo. Concerta tudo. Não sei em que muquifo foram parar suas declarações desagregadoras e inconfiáveis. Do Lula, como que a justificar a perseguição lavajateira, já sugeriu dinheiros inexplicáveis. Da Dilma, de quem se diferenciar, já respondeu com misoginia ao golpe misógino: com ele, machão, o Cunha não se meteria a besta. Ao PT, a quem “gentilmente” solicita-se renunciar ao Lula para apoiá-lo, ele Ciro, a culpa pelo estupro que sofreu por parte dos golpistas. Poderia também remeter a março de 2015 quando, na sequência de justa manifestação do Cid contra o Cunha, os irmãos Gomes passam a cobrar, de maneira politicamente absurda, da recém reeleita Dilma o desembarque do PMDB, Como se fosse possível uma tal coisa desestabilizadora àquela altura. Não só o candidato, o Ciro não é sequer um aliado confiável. Palmas para o tanto que já apoiou, mas a sua fatura é alta e inconveniente demais. Hegemonia é algo que se pode questionar, sim. Mas isso tem limites. E é falta de noção entender que cabe ao rabo abanar o cachorro. Ainda mais quando o cachorro demonstra ser, de longe, mais querido do que o rabo. E, finalmente, segue sendo imperdoável o Ciro, por aproveitamento político, não se opor de maneira muito clara ao lavajatismo autoritário e manipulador que não só prende o Lula, mas também destrói todo um país!

    Responder

    Moésio Pereira

    28 de junho de 2018 às 18h24

    Alguém acredita de verdade que a direita quer unificar e pacificar o país? Fala sério! Lula é um grande conciliador e está preso.

    Responder

Max

27 de junho de 2018 às 08h28

Será que só o PT tem direito a estratégia eleitoral, ou melhor, contradição eleitoral ?
Ciro já não está anunciando, antes, enfrentamentos suficientes que nem mesmo o PT, no auge da popularidade, teve coragem de fazer?
Vide carta aos Brasileiros, sugerido por Emilio Odebrecht. Segundo ele mesmo.

Qual a contrapartida do PT para que outros façam esse enfrentamento por e para o PT?
Não vi essa mobilização quando o alvo foi o José Dirceu, o Genoino etc.
Para mim é tanto estratégia eleitoral quanto a do Ciro de não se expor contra a Lava Jato.

Hoje o governador do Ceará é do PT e o prefeito de Sobral do PT.
Me parece, daqui do Rio de Janeiro, uma coesão política num projeto de governo e não de hegemonia partidária.
Aqui o PT se aliou ao Sergio Cabral. Pode isso ? Quais os valores dessa “parceria” ? Quem foi desprestigiado em favor do Cabral ? Foi inocência do PT ? O PSOL já havia o denunciado muitas vezes ANTES do primeiro governo.

Querem falar de nacionalismo e ser de esquerda … Expliquem isso aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=yNYIAuVMKh0&feature=youtu.be

Acho que o PT tem muito a explicar antes de cobrar determinados valores dos outros.

Responder

    Régis

    27 de junho de 2018 às 12h59

    Você entendeu bem como funciona a lava jato. É tudo culpa do PT.

    Me desculpe mas defender a lava jato ou fazer vistas grossas a ela é tudo o que a direita quer. Pergunte ao Randolfe e à Fadinha Silva

    Responder

      Régis

      27 de junho de 2018 às 13h03

      Só um detalhe. Aqui é Régis Fernandes (regisfg – quem deu a resposta acima)

      Responder

Ajsbuarque@ig.com

27 de junho de 2018 às 08h17

Ciro Gomes perdeu o fio da História!

Suas pretensões eleitorais ruíram devido à sua soberba ao não defender com a mesma veemência que lhe é característica o Direito de Lula ser candidato!

Lamentamos!

Responder

Donizete de Aguida

26 de junho de 2018 às 21h29

Ciro só está dando uma de Miguel e será o futuro Presidente, mesmo que alguns não queiram!

Responder

Gabriel Soares

26 de junho de 2018 às 21h13

Pra livra a quadrilha do psdb pode ter certeza a quadrilha do pt e Mdb vai ficar todos livres

Responder

Gabriel Soares

26 de junho de 2018 às 20h52

O Ciro Gomes não vai mudar de opinião por causa do poder ele tá certo sempre a lava jato tem de fazer seu trabalho não é pouco os milhões Eduardo Cunha e Sérgio Cabral tem devolvido ou vocês acha que Palocci é inocente ? vocês petistas são muita cara de pau se Lula for inocente José Dirceu Temer Eduardo Cunha e Cabral também é

Responder

Leandro_O

26 de junho de 2018 às 20h47

Que bobagem. Até se o Ciro respondesse os fundamentalistas não iriam arredar.

Responder

    Dio

    26 de junho de 2018 às 22h21

    Bobagem?
    Acha que ciro só deveria responder para os fundamentalistas arredarem?
    Você não se interessa em saber?

    Responder

Régis

26 de junho de 2018 às 20h32

Número de interrupções de Manuela D’ Ávila no Roda Viva: 62
Número de interrupções de Ciro Gomes no Roda Viva: 8
Estão vendo como funciona o sistema para garantir o golpe entreguista? Qual desses dois candidatos é um legítimo nacionalista progressista? Qual deles é um verdadeiro embuste?
Para entender o que está sendo maquinado nestas eleições, observem o comportamento da imprensa golpista, do PIG, em relação ao tratamento dado aos candidatos.
É impossível não notar a diferença.

Responder

    Marcelo Abb

    27 de junho de 2018 às 09h31

    Que conclusão nada a ver.

    Manuela foi interrompida por que é mulher, de um partido COMUNISTA e, convenhamos, muito menos preparada do que o Ciro Gomes, principalmente em relação a temas importantes, como economia, por exemplo.

    A esquerda está tão perdida que até em um episódio de machismo, com o que sofreu a Manu, invoca um suposto esquema golpista de Ciro Gomes para com a imprensa para se promover.

    Vocês ao menos assistiram o Roda Viva do Ciro?

    Não consigo entender como que alguém tem coragem de chamar de golpista e direitista um cara que:

    – Chama o impeachment de golpe;
    – Fala abertamente que vai recomprar os campos de petróleo vendidos depois do golpe;

    – Condena a política absurda de preços da petrobras;

    – Responde a mais de 80 processos por chamar ladrões de ladrões (Cunha, Temer, Collor, etc);

    – Fala que irá fazer uma reforma tributária progressiva (coisa que o PT NUNCA FEZ), reduzindo impostos sobre consumo (o mais regressivo e injusto dos impostos), taxando heranças de ricos, cobrando impostos de lucros e dividendos, diminuindo impostos dos mais pobres e de quem produz, etc. Engraçado que quando o PSOL apresenta EXATAMENTE a mesma proposta com o Boulos, nenhum petista fala nada né? Ninguém o chama de direitista ou de golpista;

    – Pretende fazer uma reforma da previdência justa, respeitando as desigualdades do país, respeitando os direitos adquiridos, mas diminuindo privilégios do setor público, como os dos políticos, juízes, promotores, militares, etc;

    – Fez uma revolução na educação do Ceará, fazendo de Sobral, uma cidade pobre do interior do Ceará, tenha a maior nota do IDEB do ensino fundamental. Além disto, diversos outros números impressionam: 77 das 100 melhores escolas públicas do país estão no Ceará, 40% dos aprovados no ITA são Cearenses, etc. O modelo de Sobral é estudado por diversos outros governantes país afora;

    – Tornou o Ceará um estado saudável financeiramente, sendo hoje o estado mais líquido e com melhor saúde financeira do brasil, tudo isto sem arrocho e sem redução de investimentos;

    – Fala abertamente que não privatizará a petrobras, banco do brasil, caixa, eletrobras, embraer e nenhuma outra empresa pública importante, respeitando e valorizando as questões estratégicas e geopolíticas sob as quais estamos submetidos;

    – Fala em combater a farra dos juros dos bancos e o rentismo, que é um modelo que só privilegia quem está no topo da pirâmide. Muito bom lembrar que no governo do PT quem mais ganhou foram os bancos. Disto ninguém fala;

    – Combate abertamente o fascismo, independentemente do país e de qual liderança esteja ele atrelada. De bolsonaro a Trump, Ciro Gomes condena veementemente;

    – Nunca aceitou receber, com trinta e poucos anos, as três aposentadorias que teria direito. Ex-prefeito, ex-governador e ex-deputado, se não me engano. Em valores de hoje seria mais de 80 mil reais;

    – Nunca aceitou morar no palácio, quando foi governador do Ceará;

    – Nunca respondeu a nenhum processo e nenhum inquérito, nem para ser absolvido, por improbidades administrativas, dano ao erário, corrupção, etc;

    – Quando prefeito e governador, praticamente metade do seu secretariado era composto por mulheres, quando o feminismo ainda não era moda;

    – Fala abertamente que é favorável à legalização da maconha, apesar de entender que este é um tema polêmico, pois envolve religião, preconceitos, etc. Pretende abrir um debate e utilizar a experiência internacional. Ciro é muito simpático à saída encontrada por Portugal para o tema, descriminalizando pequenas quantidades de droga e tratando os casos como de saúde pública;

    – É contra a revogação do estatuto do desarmamento;

    – É favorável à investimentos em inteligência na polícia e na segurança pública, pois entende que o grande crime organizado não será combatido com mais força bélica;

    – É contrário à “autonomia do banco central”, pois entende que este deve buscar a menor inflação no menor desemprego;

    – Fala abertamente que o ajuste fiscal não é um fim em si mesmo, como dizem as lideranças de direita. O ajuste é um meio, para se investir nas questões importantes à população, como saúde e educação;

    – É contra a reforma trabalhista e se expõe na mídia ao ponto de dizer que revogará esta “selvageria” (palavras dele);

    – Fala que revogará a PEC do teto dos gastos, falando que isto é um crime à população;

    – É a favor de uma reforma política, que crie um mecanismo de RECALL, onde de tempos em tempos o povo poderá tirar um candidato eleito, caso o mesmo cometa estelionato eleitoral;

    Como a esquerda tem coragem de chamar um cara desse de golpista e direitista?

    Se ele for golpista, depois de assumir ele fará um “RÁ!!!!”, “PEGADINHA DO MALANDRO!!!”, “VOU PRIVATIZAR TUDO E VENDER O PAÍS, SEUS OTÁRIOS!”?

    É isso que vocês pensam mesmo?

    Ou vocês só estão com a birra infantil de que “O Ciro falou mal do Lula”, não vou votar nele.

    É realmente só isso que importa para vocês?

    Se o cara falou mal ou não do Lula? É isto que balizará o voto de vocês?

    Pessoal, deixemos a ignorância para os bolsominions. Nós temos o dever moral de combater o golpe com INTELIGÊNCIA! Vamos pensar um pouco e utilizar de CRITÉRIOS para balizar o nosso voto, deixando paixões e ódios de lado. Esqueçamos as mídias golpistas, sejam elas a Globo ou o Brasil 247, e PENSEMOS COM CRITÉRIO! BOM SENSO!

    O Brasil é maior do que o PT e do que o Lula!

    Pensem nisso!

    Responder

      GERALDO GALVÃO

      28 de junho de 2018 às 12h39

      O problema não é falar mal do Lula. É o que falou do Lula. Numa recente entrevista ao Paulo Henrique Amorim, o Ciro afirmou que: “Lula tem a moral frouxa”; “Lula botou os caras pra roubar”; “Lula entregou Furnas para o Eduardo Cunha”; Lula não tem escrúpulo”; “Havia prova robusta (AP470) contra o Zé Dirceu”. É só conferir no blog http://www.confersaafiada.com.br. Até recentemente eu admitia a possibilidade de votar no Ciro se o Lula/PT pedisse. Hoje não voto nem que ele implore.

      Responder

Antonio Passos

26 de junho de 2018 às 20h08

Excelente pergunta do mestre. Eu acho que Ciro, em sua justa pretensão de ser presidente, subiu no muro na hora errada. Simplesmente porque o muro que ele subiu é algo como o “muro de Berlim” brasileiro. Erguido para separar o povo da dignidade, da civilização.

Responder

Dio

26 de junho de 2018 às 20h05

Quando wanderley decidir questionar ciro tb sobre a midia…
Vai ter muito pano…

Responder

stalingrado Lula da Silva

26 de junho de 2018 às 19h16

#HaddadNoGovernoLulaNoPoder.
Ciro? Tô fora.

Responder

Régis

26 de junho de 2018 às 19h15

Ciro Gomes querendo agradar gregos e troianos (esquerda e direita) faz contorcionismo nas palavras para agradar ambos os lados. Ou seja, não é candidato a ser levado a sério, é dúbio o tempo inteiro.
Quanto a Lava Jato, que treinou e financiou 50 membros do judiciário (juízes e promotores) e depois soltou os para desmontar toda nossas empresas nacionais de engenharia, petrolífera, de construção civil e desta forma gerando uma crise sistêmica sem precedentes; é sem dúvida uma operação Cavalo de Tróia.

Responder

    Benoit

    27 de junho de 2018 às 07h55

    Na política voce não tem como não fazer compromissos. O Lula fez compromissos, a Dilma fez compromissos e o Ciro também fez e vai fazer. Talvez seja mesmo mais aconselhável manter uma certa ambiguidade no momento. Apesar disso em certos momentos o Ciro falou contra o tratamento dado ao Lula.

    Responder

Wilton Santos

26 de junho de 2018 às 19h12

Se o Ciro seguisse o exemplo da Manuela e do Boulos e apontasse as arbitrariedades da Lava Jato contra o Lula com certeza facilitaria a obtenção do apoio dos dirigentes e militantes do PT para a sua candidatura.

Responder

Aliança Nacional Libertadora

26 de junho de 2018 às 19h04

A biruta tá girando…..já imaginou “se por um acaso” o Lula ganha?

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?