Debate entre presidenciáveis na RedeTV! 22 horas

Professora da UNB é obrigada a se exilar dentro do próprio país, após perseguição fascista

Por Miguel do Rosário

18 de julho de 2018 : 22h24

No Correio Braziliense

Professora da UnB deixa Brasília após ameça de morte

A docente Débora Diniz defende a descriminalização do aborto

postado em 18/07/2018 18:55 / atualizado em 18/07/2018 21:15

A professora e pesquisadora da Universidade de Brasília (UnB) Débora Diniz precisou sair de Brasília, na tarde desta quarta-feira (18/7), após ser agredida por um grupo de pessoas na saída de um evento.

A professora de direito vem sofrendo uma série de ameaças de morte pelos posicionamentos a favor da descriminação do aborto.

No início de junho, a pesquisadora havia registrado boletim de ocorrência na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), quando foi xingada por perfis e páginas contrários à descriminalização do aborto no Brasil.

Procurada pela Correio, a professora não quis se pronunciar sobre o assunto. O local para onde ela partiu também não foi divulgado com o objetivo de preservar a segurança da vítima, que conta com medidas protetivas.

Débora Diniz é antropóloga e pesquisadora do Instituto de Bioética (Anis) e professora da Faculdade de Direito da UnB. É membro do Advisory Committee do Global Doctors for Choice, rede internacional de médicos que defendem os direitos reprodutivos e o acesso a cuidados abrangentes de saúde. É também integrante da International Women’s Health Coalition, organização pelos direitos das mulheres. As pesquisas dela são voltadas para bioética, feminismo, direitos humanos e saúde. É ainda vencedora do Prêmio Jabuti 2017 na categoria ciências da saúde para o livro Zika do sertão nordestino à ameaça global.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

GERALDO GALVÃO

20 de julho de 2018 às 13h16

Na década de 1940 os nazi/fascistas foram colocados no seu devido lugar pelas tropas aliadas, partigianis e maquis. Esses grupos são dispensáveis numa democracia.

Responder

Thiago Melo Teixeira

19 de julho de 2018 às 12h14

Ridículo, isso só vai acabar se os setores progressistas reagirem com violência a selvageria dessa direita. Chega de papinho e conversinha democrática.

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com