Live do Cafezinho: bate papo com o cineasta cearense Wolney Oliveira

Salles propõe que a redução de desmate e incêndio na Amazônia seja desconsiderado

Por Redação

04 de agosto de 2020 : 18h12

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pretende burlar a meta de redução da destruição ambiental previsto no Plano Plurianual (PPA).

O chefe da pasta propõe que o objetivo de reduzir o desmatamento e incêndio na Amazônia em 90% até 2023 seja adiado.

Salles defende apenas a manutenção de uma área equivalente a 390 mil hectares de mata nativa na Amazônia através de um programa chamado Floresta+ Amazônia. Contudo, a ideia de Salles encontra resistência do Planalto.

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INEP), mais de 1 milhão de hectares foram desmatados na Amazônia. No entanto, a meta defendida por Salles equivalente um terço do que foi devastado.

A equipe do ministro Paulo Guedes fez uma análise da proposta de Salles e sustentam que o Floresta+ Amazônia tem relevância, mas insuficiente.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

04 de agosto de 2020 às 22h30

E seguem as dissimulações e engodos…Até quando pretendem enganar o mundo? Pensam que são os escravistas de fins do século XIX?

Responder

Deixe uma resposta