Paris Café: O PT tem um projeto de governo? Qual é?

Twitter/Reprodução

França e Haddad dão surra de mais de 15 pontos em Doria num eventual 2o turno em SP

Por Redação

26 de março de 2021 : 11h09

Saiu uma das primeiras pesquisas para as eleições estaduais para o governo de São Paulo de 2022.

A pesquisa GovNet/Opinião Pesquisa fez três cenários de segundo turno, usando os três principais nomes: Doria (atual governador), Fernando Haddad (ex-prefeito da capital) e Marcio França (ex-governador).

Nos dois cenários em que disputa, João Doria toma uma surra de mais de 15 pontos.

Hadadd venceria Doria por 37% X 22%.

França venceria Doria por 41% X 25%.

Numa eventual disputa entre Haddad e Marcio França, ambos ficariam empatados tecnicamente: 35% X 34%, com vantagem númerica para o petista.

***

No Diario do Litoral

Eleições 2022: Haddad vence Doria e empata com França no segundo turno

Em todas as situações propostas, o petista levaria vantagem numérica, porém teria empate técnico com França

Por Bruno Hoffmann

A pesquisa GovNet/Opinião Pesquisa questionou a preferência do eleitor em três possíveis cenários de segundo turno para o Governo de São Paulo: Fernando Haddad e João Doria, Márcio França e João Doria e Fernando Haddad e Márcio França. Em todas as situações propostas, o petista levaria vantagem numérica, porém teria empate técnico com França. Veja como ficaria o resultado caso as eleições fossem hoje.

Primeiro cenário. Em uma disputa entre PT e PSDB, caso o segundo turno da eleição para o Governo de São Paulo fosse hoje, o candidato Fernando Haddad teria 37,1% das intenções de voto contra o oponente João Doria, que teria 21,7% da preferência eleitoral. Já 35,7% anulariam o voto, enquanto 5,5% se disseram indecisos.

Segundo cenário. Haddad também levaria vantagem numérica contra Márcio França, por uma margem bem mais apertada: 34,9% contra 33,6%, um empate técnico. França já foi governador de São Paulo, entre 2018 e 2019, após substituir Geraldo Alckmin (PSDB), que havia concorrido à presidência. Ele também disputou as eleições para a Prefeitura de São Paulo em 2020, chegando em terceiro lugar no pleito municipal.

Terceiro cenário. A pesquisa GovNet/Opinião Pesquisa também questionou a possibilidade de uma disputa entre Márcio França e João Doria, em uma reedição do segundo turno para o governo paulista em 2018. Nesse cenário, França ganharia de Doria por 41% a 25,4%. Os votos nulos seriam 27,2%, e os eleitores indecisos, 6,4%.

Como no caso da consulta em relação ao primeiro turno, a margem de erro é de 3,4%, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Doria lidera rejeição

O possível candidato ao Governo de São Paulo em 2022 com maior rejeição popular é justamente o atual governador João Doria. De acordo com a pesquisa GovNet/Opinião Pesquisa, 39,2% dos consultados declaram que não votariam no tucano de jeito nenhum caso as eleições fossem hoje. A questão foi estimulada. Ou seja, foram apresentadas as opções de candidatos ao eleitor.

Na sequência, o candidato com maior rejeição é o que lidera as pesquisas estimuladas de primeiro e de segundo turnos: Fernando Haddad. O petista conta com a rejeição de 11,82% do eleitorado.

Ex-ministro da Educação do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Abraham Weintraub é o terceiro possível candidato ao governo paulista com mais rejeição, aparecendo nesse índice com 7,64%. Muito próximo a ele, com 7,27%, está o ex-governador Geraldo Alckmin.

Na sequência, os mais rejeitados são Arthur do Val (Mamãe Falei) (5,4%), Márcio França (2,3%), Paulo Skaf (2,2%) e Elvis Cezar (1,1%).

Quem respondeu nenhum ou que anularia soma 8,62%. Já 14,41% dos consultados se disseram indecisos em relação ao tema.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Tony

26 de março de 2021 às 11h31

Haddad perdeu a releiçào a prefeitura em todos os cantos de SP, todas as esquinas…os paulistanos sabem muito bem que é um imbécil graduado.

Responder

Deixe uma resposta