Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Deputada Adriana Ventura (Novo-SP) | Foto: Agência Câmara

Grupo de parlamentares apresenta projeto que tira poder absoluto de Lira sobre impeachment

Por Redação

16 de julho de 2021 : 09h44

Um grupo de parlamentares liderados pela deputada federal Adriana Ventura (Novo-SP) apresentaram um Projeto de Resolução (PRC) que possibilita a abertura do processo de impeachment contra Jair Bolsonaro sem precisar da decisão única do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Na PRC, Lira teria um prazo de até 60 dias para responder os 130 pedidos de impeachment contra Bolsonaro. Um adendo importante é que o processo de impedimento pode tramitar a partir do momento que tiver o apoio de 257 deputados, ou seja, a maioria absoluta.

Além de Adriana, outros quatro parlamentares do Novo são entusiastas do impeachment de Bolsonaro e assinaram a PRC, são eles: Paulo Ganime (RJ) Alexis Fonteyne (SP), Tiago Mitraud (MG) e Vinicius Poit (SP).

Com o aprofundamento da crise patrocinada por Bolsonaro, já existe um sentimento na Câmara de que o presidente da Casa não pode ter o poder único sobre a decisão sobre o impedimento de um presidente da República.

“O que a gente está discutindo é que, se a Câmara é a Casa do Povo, esta Casa não pode ficar à mercê da vontade de uma única pessoa, que é o seu presidente. Não é porque é este presidente (Arthur Lira). É qualquer presidente da Câmara. Ele tem um poder absurdo. Decide o que entra ou não em pauta, o que vai ou não para frente”, afirmou Adriana ao Estadão.

“O projeto de resolução dá 30 dias, que podem ser prorrogados por mais 30, para que o presidente analise. Se arquiva, ou se instala a comissão especial (que começa análise do pedido de impeachment), como prevê o regimento (Interno). O problema é não ter nada que obrigue o presidente da Casa a fazer isso. Hoje, se ele quiser deixar anos engavetado ele deixa”, complementa.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

16 de julho de 2021 às 22h50

Faz sentido. Quanto mais governo de muitos, melhor será. Eu acho até que deveríamos, progressivamente, migrarmos da democracia representativa pra democracia direta…

Responder

carlos

16 de julho de 2021 às 10h29

Parabéns! Deputada, pela sua iniciativa brilhante, afinal não estamos em um regime totalitário, aonde a figura do presidente da Câmara dos deputados possa se confundir com sendo um Rei com poderes absolutos.

Responder

Deixe um comentário