Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Divulgação

Contraproposta da gestão da Petrobrás é mais uma vez rejeitada por petroleiros

Por Redação

21 de julho de 2022 : 08h35

Reajuste salarial de 7% ainda não atende às reivindicações da categoria. Tudo que foi apresentado é repetição de projeto já conhecido pelos trabalhadores.

Em reunião nesta quarta-feira, 20, os petroleiros rejeitaram a contraproposta da Petrobrás de acordo coletivo de trabalho (ACT) e pediram a apresentação de uma nova proposta, que venha a atender às reivindicações da categoria. Esta é a segunda contraposta apresentada e oferece reajuste salarial de 7%.

“Não tivemos praticamente qualquer avanço relevante. Nos preocupa muito chegar ao meio de julho com uma segunda proposta nesse nível. É como se vocês (gestores) estivessem incitando propositalmente a categoria contra a empresa”, afirmou o coordenador-geral da FUP, Deyvid Bacelar, na mesa de negociação. Para os trabalhadores, o que foi apresentado pela estatal foi uma repetição do mesmo projeto coletivo que já havia sido rejeitado por unanimidade nas assembleias.

Praticamente, não houve avanços na última reunião entre a FUP e seus sindicatos e a gestão da Petrobrás, realizada na terça-feira, 19. Embora acima da proposta de reajuste de 5%, apresentada originalmente pela companhia, os 7% continuam abaixo da inflação projetada para o período. A contraproposta da Petrobrás foi seguida pelas subsidiárias, com exceção da PBio (Petrobras Biocombustível), que manteve a oferta de reajuste de 5%.

Bacelar reiterou que os sindicatos não irão se intimidar com o limite de fechamento do acordo, que está sendo imposto pela Petrobrás, quando a empresa reafirma em mesa o prazo de 31 de agosto para conclusão do ACT 2022. “Mais uma vez, insistimos em resolver o acordo na mesa de negociação, mas a Petrobrás parece preferir o conflito, pelo que está posto nesta segunda contraproposta, indecorosa”, lamentou Bacelar.

Os petroleiros querem também que sejam realizadas reuniões temáticas entre a FUP e a Petrobrás, na tentativa de avançar nas negociações sobre banco de horas, plano de saúde, tabelas de turno, teletrabalho, entre outros.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina