Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Edifício sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Imagem: Agência Brasil

Bolsonaro tentou limitar transporte público nas eleições

Por Cleber Lourenço

01 de outubro de 2022 : 20h06

Campanha de reeleição pediu que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) limitasse decisão do Supremo que obriga municípios a manterem oferta de transporte público neste domingo.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Benedito Gonçalves classificou o pedido como “absurdo” e disse ver riscos de a tese lançada pela campanha se transformar em desinformação, determinando que o Ministério Público adote providências para evitar a propagação de dados falsos sobre a oferta do serviço pelas prefeituras neste domingo (2).

O pedido visava “sabotar” a decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou na noite de quinta-feira que o transporte público seja mantido em níveis normais durante o primeiro turno das eleições.

Na decisão, Barroso diz que “é exigível dos gestores de sistemas de transporte público de passageiros que mantenham o seu funcionamento em níveis normais, na quantidade e frequência necessárias ao deslocamento dos eleitores de suas residências até as seções eleitorais”.

“A eventual redução na oferta normal do serviço de transporte público, de forma deliberada ou não, importa em grave violação aos direitos políticos dos cidadãos”, acrescentou o ministro.

Ele atendeu, parcialmente, a um pedido de liminar (decisão provisória) em uma ação de descumprimento de preceito fundamental (ADPF) pelo partido Rede que buscava instituir a gratuidade do transporte público no dia da votação em todo o Brasil.

Cleber Lourenço

Defensor intransigente da política, do Estado Democrático de Direito e Constituição. | Colunista no Brasil de Fato e O Cafézinho e roteirista do canal Galãs Feios com passagens pelo Congresso em Foco e Revista Fórum | Nas redes: @ocolunista_

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Valeriana

02 de outubro de 2022 às 11h42

Pura fake…a politica do petralhume nunca passa desse nivel rasteiro e porco.

Responder

Nelson

02 de outubro de 2022 às 00h27

Um fato a mais, apenas, a explicitar que Jair Bolsonaro não o mais mínimo compromisso para com o povo brasileiro, para com a nação brasileira. A explicitar o quão vazios e desprovidos de sentido são os lemas do governo dele, “Brasil acima de tudo” e “Pátria amada Brasil”

Responder

sol ribeiro

01 de outubro de 2022 às 22h34

O enunciado não tem nada a ver com a matéria! Só pra enganar os mais humildes,

Responder

Deixe um comentário