Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Ministério Público abre inquérito contra a FURP!

Por Miguel do Rosário

05 de dezembro de 2013 : 21h50

Dessa vez nem contei nada a ninguém, mas algumas semanas atrás (alguns dias depois do processo do Ali Kamel) eu recebi outra visita de um oficial de justiça. Ele trazia a ordem de um juiz de São Paulo para que eu tirasse um post do ar. Tirei imediamente, porque a multa era de R$ 10.000 por dia, se não o fizesse. E morri em mais alguns milhares de reais com honorários (merecidos) para meu advogado.

O post era uma denúncia contra a Fundação do Remédio Popular (Furp), instituição do governo do estado de São Paulo. Uma denúncia que recebi por fontes que preferiam não se identificar, mas que tinham provas de serem funcionários da instituição, e vinha acompanhada de farta documentação.

O ofício do juiz me dava cinco dias para contestar a decisão.

Consultei meu advogado e acertamos que deveríamos contestá-la (ou seja, tentar convencer o juiz de que o post merece ser liberado), com base na importância de se dar publicidade a denúncias envolvendo órgãos públicos. Queremos que o post em questão seja liberado, porque o Brasil precisa conhecer melhor os seus problemas.

Essa é a única maneira de reduzir a corrupção endêmica no país.

O blog foi censurado pela justiça paulista mediante a iniciativa dos servidores que aparecem na denúncia como suspeitos. O post principal que fala sobre o tema ainda está fora do ar.  Mas outros posts sobre o assunto ainda estão disponsíveis (por enquanto não foram tirados do ar pela Justiça):

*

Então recebi hoje um email do próprio Ministério Público de São Paulo que vai ajudar bastante na minha defesa. A Promotoria de Justiça Cível da Comarca de Garulhos decidiu abrir um inquérito civil para apurar as denúncias veiculadas pelo blog O Cafezinho. E fez um ofício endereçado especialmente ao autor deste blog, pois a iniciativa do promotor, Nadim Mazloum, ao que tudo indica foi inspirada no post que publicamos.

Pois é, meus caros, a blogosfera está fazendo até o Ministério Público se mexer. Isso é novo!

Parabéns MP!

Abaixo, um fác-símile da capa do ofício. Em seguida, a sua íntegra, em PDF.

 

ScreenHunter_3018 Dec. 05 20.50

*

Como o meu post está censurado, listo alguns links de outras denúncias sobre a FURP, publicadas na imprensa recentemente:

http://www.clicabrasilia.com.br/site/noticia.php?falta-de-remedios-em-farmacias-publicas-abre-discussao-sobre-incentivo-do-governo-a-adocao-do-pbm&id=515155

http://taboaoemfoco.com.br/todas-as-noticias/prefeitura-de-taboao-afirma-ter-gasto-r-286-mil-para-suprir-a-falta-de-medicamentos-gratuitos

http://www.conasems.org.br/index.php/comunicacao/noticias/2096-municipios-paulistas-reclamam-das-dificuldades-nos-componentes-basicos-de-assistencia-farmaceutica

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ribeirao/ri3006200905.htm

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,distribuicao-de-remedios-tem-atrasos-e-falhas,1098880,0.htm

*

Ah, tem mais! Descobri que, em 2007, um outro grupo de funcionários da FURP encaminhou uma denúncia igualmente forte ao governador José Serra, o qual, apesar de ter acusado o seu recebimento, nunca tomou providências para investigar as irregularidades e crimes apontados.

Fác-símile do carimbo de recebimento da denúncia pelo governador, em 2007:

ScreenHunter_3019 Dec. 05 21.30

Íntegra da denúncia de 2007:

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Adriana

10 de dezembro de 2013 às 21h56

Parabéns, Miguel!Finalmente o MP acordou pra vida. Adorei esse Cafezinho.

Responder

sergio

07 de dezembro de 2013 às 02h20

É bom saber que o MP Paulista acordou.

Responder

Danilo Rocha Furst

06 de dezembro de 2013 às 16h54

Esse Cafezinho assim como o Tijolaço são demais, PARABÉNS pelo excelente trabalho de informação e denuncia, ainda a gente boa com disposição para fazer o que é certo neste país.

Responder

Hilson Mergulhão Breckenfeld Filho

06 de dezembro de 2013 às 13h48

bom trabalho !

Responder

psdb NUNCA MAIS!

06 de dezembro de 2013 às 11h16

Temos que reconhecer, este sim é o papel do MINISTÉRIO PÚBLICO com letras maiúsculas, pois não é preciso nenhuma denúncia formal ou investigação oficial se o MP suspeitar que há dano ao patrimônio público, mesmo que seja por ouvir falar.

Responder

Maria Lúcia Lopes

06 de dezembro de 2013 às 10h20

Parabéns!! Graças a pessoas integras como você é que este país tem avançado!!

Responder

Silvia Bellato

06 de dezembro de 2013 às 02h17

Nossa, que bizarro.

Responder

Veronica M Almeida

06 de dezembro de 2013 às 02h00

Parabéns Cafezinho! Sou fã!

Responder

Olinda Nasser

06 de dezembro de 2013 às 01h35

Você é “o” cara!!!Parabéns, e obrigada por nos ajudar a defender este país …

Responder

Mazinho Andrade

06 de dezembro de 2013 às 00h50

Vamos ver se as investigações avançam.Esperamos que sim, pois queremos apenas justiça, como a boa justiça deve ser.Clara, imparcial, serena e a seu tempo.

Responder

Abdias Donato Campos

06 de dezembro de 2013 às 00h35

Boa Cafézinho. Cafezinho bom.

Responder

Deixe um comentário

Por que devemos confiar nas Urnas Eletrônicas? Viaje no Universo Profundo com o Telescópio James Webb O Xadrez para Governador do Ceará