Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Dilma amplia vantagem sobre adversários

Por Miguel do Rosário

19 de junho de 2014 : 17h21

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]
A imprensa está divulgando a pesquisa Ibope, curiosamente, sem compará-la com o último levantamento do próprio Ibope, da semana anterior.

A razão é simples: Dilma cresceu e seus oponentes caíram. Como a mídia corporativa faz oposição descarada ao governo Dilma, ela está fazendo um exercício constrangedor para esconder esse fato.

[/s2If]
[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (na coluna da direita). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho.[/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

Na pesquisa Ibope realizada entre os dias 4 e 7 de junho, os números eram estes:

Ibope (pesquisa feita entre os dias 4 a 7 de junho)
Dilma – 38
Aécio – 22
Campos – 13
Total Aécio + Campos – 35
Diferença – 3 pontos

Já a sondagem realizada entre os dias 13 a 15 de junho, divulgada hoje, traz o seguinte quadro:

CNI Ibope (pesquisa feita 13 a 15 de junho)
Dilma – 39
Aécio – 21
Campos – 10
Total Aécio + Campos: 31
Diferença – 8

Observe que a diferença entre DIlma e seus dois principais adversários cresceu de 3 para 8 pontos.

Quando analisado o segundo turno, e este blog acredita que haverá segundo turno, o desempenho de Dilma também melhorou.

Na pesquisa encerrada no dia 7 de junho, quando o confronto fica entre Dilma e Aécio, a petista tinha 42%, contra 33% do senador; uma vantagem de 9 pontos.

No levantamento terminado no dia 15 de junho, a vantagem de Dilma sobre Aécio, num eventual segundo turno, sobe para 13 pontos, com ela marcando 43% e o tucano, 30%.

Quando o confronto é contra Eduardo Campos, a vantagem de Dilma também se ampliou, de 11% na semana passada, para 16 pontos. Antes ela tinha 41%, contra 30% de Campos; agora ela foi para 43%, contra 27% do pessebista.

*

Analisando o relatório completo da pesquisa Ibope, permanece o aspecto fortemente classista dessas eleições. A vantagem de Dilma sobre os adversários cresce na proporção inversa da renda. Quanto mais pobre, mais vota em Dilma.

Com Aécio, se dá exatamente o contrário,  a sua força reside entre os mais ricos.

Campos também tem a sua maior força junto aos mais abastados.

Interessante ainda notar que o percentual de branco/nulos entre os que ganham mais de 10 salários é muito alto, 18%, bem superior, por exemplo, ao perfil do voto dos que ganham até 1 salário, onde somente 8% disseram que votarão nulo.

 

ScreenHunter_4015 Jun. 19 16.19

 

 

*

Paradoxalmente, esse aumento da vantagem de Dilma, porém, acontece numa conjuntura negativa de avaliação do governo e da própria presidenta. Os gráficos são muito ruins. O item emprego, principal trunfo do governo, em virtude do recorde histórico negativo do desemprego, recebeu avaliação negativa da população; até mesmo o combate à fome, que desde o governo Lula vinha sendo um dos poucos campos em que o governo sempre recebeu forte aprovação social, agora tem avaliação negativa. Esses dois fatores provam o fracasso retumbante da comunicação do governo.

João Santana pode ser um marketeiro brilhante, mas falhou miseravelmente até o momento, se é que ele tem alguma responsabilidade nisso.

Outro número complicado para Dilma é a sua forte rejeição: 43% dos entrevistados disseram que “não votariam nela de jeito nenhum”.  Pode-se dizer, contudo, que esse é o voto de oposição, pois está em linha com os votos em Aécio e Campos, que somam 41%. E confirma os sinais, já bastante claros para quem observe as redes sociais, de uma eleição bastante agressiva e polarizada.

Separei alguns gráficos da apresentação divulgada pelo CNI/Ibope:

 

ScreenHunter_4016 Jun. 19 16.19
ScreenHunter_4014 Jun. 19 16.16 impostos desemprego educacao combate-apobreza ScreenHunter_4006 Jun. 19 16.08 ScreenHunter_4005 Jun. 19 16.07 ScreenHunter_4004 Jun. 19 16.06

20140113084716444006i

[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sérgio Lima de Oliveira

20 de junho de 2014 às 21h51

Matérias sempre sintonizadas com a realidade brasileira.

Responder

Maria De Fátima Silva

20 de junho de 2014 às 05h08

Percebi assim que vi. rsrsrsrsr. Faz algumas pesquisas que a GLOBO só fala o que acha negativo na pesquisa quanto a DILMA.]

Responder

Rodrigo Lima Castro

20 de junho de 2014 às 01h19

A Globo hoje só falou sobre a avaliação negativa de Dilma no JN, mas não falou sobre a intenção de votos. É que o Aécio não sai do seu lugar comum.

Responder

Marcelo Peralta

20 de junho de 2014 às 01h11

A vaia dos coxinhas hipócritas foi um tiro no pé. Simples assim.

Responder

Pedro Barbosa

20 de junho de 2014 às 00h30

Olha o TRENSALÃO !!!!

Responder

Carlos Angelim

19 de junho de 2014 às 22h39

A Globo resolveu que só divulgará pesquisas eleitorais somente no Jornal da Globo, como Dilma sempre se manteve na frente ai eles tomaram essa decisão. Não sei se quando se iniciar a campanha propriamente dita eles divulgarão.

Responder

Carlos Augusto Santos Rajao

19 de junho de 2014 às 19h34

Sou assinante de seu blog e não consigo acesso. O que devo fazer?

Responder

    Miguel do Rosário

    19 de junho de 2014 às 19h48

    Manda um email para a assinatura@ocafezinho.com, dizendo o seu login e algum email que comprove a assinatura. A Monica vê o que está acontecendo.

    Responder

Nilsinho Tecladista

19 de junho de 2014 às 22h24

Hoje no JORNAL HOJE eles esconderam essa pesquisa. So divulgaram os dados referentes a aprovação de governo. Acredito que o JN vai fazer o mesmo.

Responder

Anchieta Vidal

19 de junho de 2014 às 21h12

este merval éum coitado imbecil ,só da fora ,será que na hora h em casa ele também só da fora?

Responder

Claudia Carezzato

19 de junho de 2014 às 21h08

De fato: IBOPE 11/06 Dilma:38%. Aécio:22% Campos:13%
19/06 Dilma:39%. Aécio:21%. Campos10%.
Ou seja: Dilma subiu e Aécio e Campos “oscilaram para baixo”….

Responder

Samuel Gonçalves Ferreira

19 de junho de 2014 às 21h00

E ouço merval pereira dizer, na CBN, que a pesquisa de hoje era pior para a Dilma, sob todos os aspectos. O cara ainda detonou a militância do PT.

Responder

Jorge Silva

19 de junho de 2014 às 20h58

Houve variação dentro da margem de erro.

Responder

Miguel F Gouveia

19 de junho de 2014 às 20h48

Curioso…achei que era só eu que tinha notado isso nos numeros…

Responder

Deixe um comentário