Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

UNE rechaça imoralidade de Cunha

Por Redação

04 de dezembro de 2015 : 01h45

do site da União Nacional dos Estudantes (via Blog do Miro)

A presidenta da União Nacional dos Estudantes, Carina Vitral, pronunciou-se sobre a decisão do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que enfrenta processo de cassação no Congresso Nacional, em aceitar o pedido de impeachment contra Dilma Rousseff. Em declaração pelas redes sociais, ela afirmou que a medida é imoral e fruto de chantagem política.

“A aceitação do impeachment por Eduardo Cunha é imoral, sua admissibilidade é fruto de uma chantagem política e não terá apoio da UNE!.”, publicou em sua conta no microblog Twitter (@carina_une)

A UNE deverá reunir seus diretores, nos próximos dias, a fim de avaliar a conjuntura nacional e o posicionamento dos estudantes. Para a presidenta da entidade, Eduardo Cunha não tem legitimidade para deflagrar esse processo e tenta apenas pressionar os partidos próximos da presidenta Dilma a votarem pela não cassação de seu mandato no Conselho de Ética da Câmara.

“Eduardo Cunha ao ser indiciado não tem legitimidade para aceitar um processo de impeachment. Existe um vicio de origem”, tuitou Carina.

A UNE seguirá ao lado da democracia, assim como fez em diversos momentos da história nacional, incluindo o período da ditadura militar entre 1964 e 1985. Os estudantes brasileiros não aceitarão movimentos de ruptura democrática e estarão ao lado do povo brasileiro e da soberania nacional.

“Impeachment sem base legal é golpe, isso se parece mais com 1964 do que 1992.”, pontou na rede social a presidenta da UNE.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

37 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

walker botelho

11 de dezembro de 2015 às 17h45

A UNE é uma excelente trupe do bem, pessoas moralizadas, éticas que vivem por conta do Dinheiro público dos Petistas.
A UNE é excelente, o seu maior lutador e defensor se chama LINDBERG FARIAS Senador PETISTA-RJ, essa pessoa fez tudo de ruim na prefeitura de Nova Iguaçu-RJ, mas não mora na Baixada Fluminense.
A UNE quando era liderada pelo LINDBERG FARIAS lutou, com unhas e dentes para tirar o Collor, Fora Collor!, Fora Collor, mas , mas, mas Quando o tal do LINDBERG FARIAS foi eleito Senador ao encontrar o tb Senador Collor, os dois deram um baita abraço cordial, verdadeira amizade!! Essa é a UNE esse é o PT falam mal do Cunha, do Collor, do Renan Calheiros, do Eduardo Cunha, MAS come na mão desses canalhas, ou seja tudo farinha do mesmo saco.
A UNE luta muito, mas por quem? defender um governo que cortou dinheiro da Educação. legal

Responder

Simone Dos Santos

05 de dezembro de 2015 às 01h51

Cunha na cadeia

Responder

Zaraia Guará

04 de dezembro de 2015 às 20h54

UNE pelega, oportunista safada. Até pouco tempo foi contra as mobilizações contra Eduardo cunha, pra defender a tal da governabilidade, assim como o partido que a comanda, o PCdoB que manteve-se calado durante todo esse período das denúncias contra o larápio.

Responder

José Rubens Mascarenhas

04 de dezembro de 2015 às 19h39

É golpe por todos os lados. O do impeachment é um golpe dentro do golpe. Explico: golpe de uma fração burguesa contra outra. Não vejo por que a classe trabalhadora se preocupar com isto. O outro golpe é o do governo petista contra os trabalhadores. A “vítima” do golpe do impeachment – que teve o Cunha, o Temer e outros da estirpe destes como aliados por bom tempo – a todo momento golpeia os trabalhadores com retirada de direitos históricos, com arrocho salarial, com uma série de medidas que são verdadeiros golpes contra a classe que vive do trabalho. Por que os trabalhadores deveriam, então, defender algum deles?

Responder

José Rubens Mascarenhas

04 de dezembro de 2015 às 19h39

É golpe por todos os lados. O do impeachment é um golpe dentro do golpe. Explico: golpe de uma fração burguesa contra outra. Não vejo por que a classe trabalhadora se preocupar com isto. O outro golpe é o do governo petista contra os trabalhadores. A “vítima” do golpe do impeachment – que teve o Cunha, o Temer e outros da estirpe destes como aliados por bom tempo – a todo momento golpeia os trabalhadores com retirada de direitos históricos, com arrocho salarial, com uma série de medidas que são verdadeiros golpes contra a classe que vive do trabalho. Por que os trabalhadores deveriam, então, defender algum deles?

Responder

Gf Andrezão

04 de dezembro de 2015 às 18h54

Responder

Túlio Almeida

04 de dezembro de 2015 às 16h04

Qual é o antônimo de: Político corrupto anti-povo trabalhador?
R. = Professor(a).
A falta de educação cria presas fáceis para a mídia lesa-pátria que favorece políticos corruptos. É um círculo vicioso dos canalhas imposto ao povo.

https://www.youtube.com/watch?v=-FEVH6RpMtc

Responder

Fernando Loureiro

04 de dezembro de 2015 às 17h51

A desinformação do nosso povo é muito grande. A mídia maldita, rede esgoto a frente, destruiu a capacidade de nosso povo de pensar.
Lembro-me de D Helder certa feita em Recife-PE diante de uma grande plateia, abrindo os braços, sobre o voto dos analfabetos; “eles não sabem escrever, mas sabem pensar”.
Até isto foi roubado de nossa valorosa gente. Não sabem o que é impeachment, que quem assume é o nefasto Senhor Temer e seu fiel escudeiro, Senhor Moreira Franco, não sabem os desdobramentos na economia (e nos empregos) se o Brasil sair da legalidade democrática e, mais grave, acham que a Presidenta botou no bolso os valores das “pedaladas”.
Devemos ter claro a importância de uma Lei que regulamente a mídia!!!!!!!!!!!!!

Responder

Nagila Maria

04 de dezembro de 2015 às 17h11

Não entendo como tem gente que ainda quer Lula no poder

Responder

    Anônimo

    05 de dezembro de 2015 às 10h27

    Será que é por causa da recuperação do salário mínimo em 74% ou será por causa da recuperação do salário médio em 55%? Será que é por causa da redução do desmatamento em aproximadamente 84% ou será que tem algo a ver com o parque eólico que garante energia limpa e renovável? Quiçá seja porque o Brasil não faz mais parte do Mapa da Fome esquadrinhado pela ONU ou pode ser porque 87% das pessoas negras melhoraram de vida nos governos do PT.
    Vai saber qual o motivo de ter gente querendo a volta do Lula. Pode ser por causa do PRONATEC, FIES, PROUNI, Minha Casa Minha Vida, Brasil Sorridente, Luz Para Todos, Bolsa Família, PAC… Vai entender o que pensa esse povo.

    Responder

Nagila Maria

04 de dezembro de 2015 às 17h09

Esta UNE, se duvidar é mais imoral que o Cunha

Responder

    Anônimo

    05 de dezembro de 2015 às 01h42

    Criatura de Deus,como pode dizer um absurdo desse? Procure conhecer a história da UNE. Leia um pouco.

    Responder

Cecília Goncalves

04 de dezembro de 2015 às 15h41

A UNE não me representa.

Responder

José Rubens Mascarenhas

04 de dezembro de 2015 às 15h22

A UNE falando em imoralidade kkkkkkkkkkkkkkkkk! Me poupem! O cachorrinho do governo só se levanta para isto. Cadê a UNE no movimento estudantil de São Paulo???

Responder

Joaodamasceno Matos de Menezes

04 de dezembro de 2015 às 15h17

A Une não representa ninguem, e como sempre querendo manter a boquinha. É uma piada, o PT e as esquerdas acreditam nas próprias mentiras. #ForaAnta #foraPT #LuladrãoNaCadeia.

Responder

Antonio De Pádua

04 de dezembro de 2015 às 14h57

OLHA A MASSA AI SENDO MANIPULADA DE NOVO !!!!

Responder

Ninha Senna

04 de dezembro de 2015 às 14h12

Cria do PTRAMBI

Responder

Vanuzia Brito Lima

04 de dezembro de 2015 às 13h08

TRABALHAM CONTRA O BRASIL – “Todo mundo tem de entender que este País precisa urgentemente voltar a crescer e para isso acontecer é preciso aprovar as medidas que estão no Congresso”…, e NÃO trabalhar contra o Brasil.

Responder

Pedro Lúcio Gomes Gil

04 de dezembro de 2015 às 12h04

É a UNE mantendo sua tradição histórica de defesa das instituições democráticas !!!

Responder

Ronei Amorim Texugo

04 de dezembro de 2015 às 10h42

Vai ter 54 milhões nas ruas!

Responder

Ronei Amorim Texugo

04 de dezembro de 2015 às 10h42

Vai ter 54 milhões nas ruas!

Responder

Horacio Nelson

04 de dezembro de 2015 às 10h13

O Cafezinho #ogigantepartidario

Responder

Sqs Sqs

04 de dezembro de 2015 às 09h38

Nossos eternos estudantes!

Responder

Rafael Mendes

04 de dezembro de 2015 às 08h58

#CunhaNaCadeia

Responder

Luiz Henrique

04 de dezembro de 2015 às 08h40

Dilma fica e não vai ter golpe, EM 2018 É LULA DE NOVO COM A FORÇA DO POVO, CONTRA TUDO E CONTRA TODOS.

Responder

José Francisco Barbosa Ortiz

04 de dezembro de 2015 às 08h35

Porque não fizeram isso com o Lula e a Dilma?

Responder

Deixe um comentário