Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Operação da PF paralisa praticamente 100% da exportação brasileira de carne

Por Miguel do Rosário

22 de março de 2017 : 15h35

Notei que há certa confusão entre os críticos dos críticos da operação Carne Fraca. Confunde-se à crítica à burrada da PF com defesa dos frigoríficos.

Alguém chegou a dizer que o Brasil não exporta tanta carne assim, porque seriam “apenas” 20% do total produzido.

Bem, o Brasil é o maior exportador mundial de carne. Se isso é pouco, não sei o que poderia ser muito.

Outros continuam acreditando nas acusações da PF sobre presença de “carne podre” e “papelão”. A denúncia da PF foi inepta. Não encontraram nenhuma carne podre. Nenhum papelão. Esse é o principal problema. A PF baseou suas acusações em trechos de conversas ao telefone, ao invés de usar seus próprios peritos e analistas. Em dois anos de operação, a PF fez apenas uma análise. E são mais de cinco mil unidades no país, quase todas com certificação internacional.

Além disso, a cadeia industrial é um ecossistema delicado, como qualquer sistema econômico complexo.

Se se quebrar as grandes cadeias, haverá quebradeira generalizada de transportadoras, produtores, distribuidores, exportadores, traders, consultores, veterinários, com reflexos sobre várias outras cadeias econômicas interligadas, que formam a indústria, como os produtores de ração, de remédios, de insumos, de infra-estrutura para estábulos, numa escala gigantesca, visto que somos um país com 206 milhões de pessoas, que mantinha, até o momento, um dos maiores consumos de carne do mundo.

Outros dizem que a “demanda vai continuar”.

Ora, claro que vai, mas muito menos, sobretudo porque os que vão perder o emprego vão consumir muito menos carne.

Por fim, há aqueles que alegam que a grande mídia defendem as frigoríficas e atacam a operação federal, então a blogosfera não poderia ficar do mesmo lado da grande mídia.

Ora, ela faz isso agora, depois do estrago feito. Foi ela – a grande mídia – que deu cobertura à coletiva do delegado, e, sobretudo, foi a grande mídia que alimentou essa obsessão pelos holofotes entre autoridades repressivas.

***

No Globo:

A revelação de um esquema de corrupção que colocou sob suspeita 21 frigoríficos, na Operação Carne Fraca da Polícia Federal, causou uma queda substancial na média diária exportada de carnes bovina, suína e de franco para o mundo. Segundo o Ministério de Indústria, Comércio Exterior e Serviços, na última terça-feira o total vendido ao exterior, que ficava em torno de US$ 63 milhões por dia, caiu para US$ 74 mil. Esse cenário, já repassado ao Palácio do Planalto nesta manhã, preocupa o governo brasileiro, que vem tentando evitar que o Brasil perca mais mercados.

(…) Em 2016, as carnes ficaram em segundo lugar na pauta de exportações do Brasil, com US$ 14,210 bilhões, só perdendo para os produtos do complexo soja (US$ 25,418 bilhões). A participação de carnes em geral no total ficou em 16,73%.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

45 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Mário Santos

24 de março de 2017 às 00h40

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Responder

Bernardo C F Neto

23 de março de 2017 às 23h14

Bom para aprender. Esses vermes só querem saber de lucro e esperteza.

Responder

Daniel Lopes Moreira

23 de março de 2017 às 17h36

golpe fugiu ao controle….

Responder

Jaqueline Navegantes

23 de março de 2017 às 17h29

Ótimo!

Responder

Rosa Batista

23 de março de 2017 às 10h21

Esse mercado está acabando com a nossa maior riqueza, a floresta Amazônica e os indígenas.
Fodam-se esses pecuaristas escravocratas.
A carne não é o único alimento que dispomos.

Responder

Marcia Vianna

23 de março de 2017 às 09h57

Absurdo

Responder

Andre Massao Noce

23 de março de 2017 às 05h52

O Cafezinho… desculpe, mas deixe os golpistas corruptos se autodestruírem… foram apoiar o governo golpista corrupto… os quais resolveram ferrar com a cadeia produtiva, para ajudar os EUA… agora aguentem o mico do governo golpista corrupto…

Responder

Andre Massao Noce

23 de março de 2017 às 05h48

KKKKKKKKKKKKK.. golpistas corruptos se autodestruindo é hilário… já comeu a tua parte da carne podre…

Responder

Zeca Rodrigues

23 de março de 2017 às 04h42

POLÍCIA TEM QUE PRENDER CORRUPTO E LADRÃO, NÃO É CARNE NÃO. …

Responder

Wesley Vieira Nogueira

23 de março de 2017 às 04h18

Desgraçou tudo. Pqp!

Responder

Najara Borges de Carvalho

23 de março de 2017 às 01h57

Parece que a culpada é a polícia Federal!

Responder

Helio Siqueira

23 de março de 2017 às 01h50

As decisões e as divulgações devem ser consequentes, caso contrário, correremos o risco de ser uma nação de santos, pobreza sem voto de pobreza, enquanto que as demais serão de FDP.
O problema é que o farisaísmo incorporou o santo do pau oco, e aí iremos nusfu verde e amarelo, enquanto os mais ricos ficarão cada vez mais ricos, olhando para os demais com aquele olhar de desprezo!

Responder

Marlene Glaucia

23 de março de 2017 às 01h41

Avante PF. ..

Responder

Chamonix Nic

22 de março de 2017 às 23h38

Sacanagem a PF nos alertar!

Responder

Claudio Luciano

22 de março de 2017 às 23h03

Vão ter que baixar o preço para nós

Responder

Fernando Dias

22 de março de 2017 às 22h24

Que beleza hein, Doutor Delegado! O que mais o senhor saber fazer?

Responder

Gustavo Pacheco

22 de março de 2017 às 22h15

Estão querendo desacreditar o trabalho sério da PF. Há muitos interesses de gente influente sendo contrariados. Deixem a PF trabalhar. Os responsáveis são aqueles que colocaram carne podre no mercado.

Responder

    Andre Massao Noce

    23 de março de 2017 às 05h46

    KKKKKKKKKK… os que colocaram carne podre no mercado pertence a turma dos golpistas corruptos… golpistas se autodestruindo é hilário….

    Responder

Laercio Ferreira

22 de março de 2017 às 22h05

FAÇO UMA SUGESTÃO PRO FRIGORÍFICOS , EXPORTEM AS CARNES PODRES PRO JUDICIÁRIO COM SEUS COMPLEMENTOS PF , MPF STF E IMPRENSAS COOPTADAS E COLIGADAS COM A ESPETACULARIZAÇÃO , BOMBA MEU FRIBOI E MARARACATU?/

Responder

Martinha Lima

22 de março de 2017 às 21h42

Responder

Hannibal de Sousa

22 de março de 2017 às 21h39

Se a Polícia Federal realizasse uma operação em Pearl Harbor, em dezembro de 1941, os japoneses poupariam munição. A frota americana seria devastada pela incompetência dos agentes. Cruzadores seriam apreendidos por desrespeitarem normas navais, tais como servirem biscoitos em embalagens… de papelão. Os destróieres seriam afundados precipitadamente, uma vez que estariam sem nota fiscal. De quebra, o doutor delega, chefe da operação, receberia um prêmio em Tóquio entregue pelo imperador em pessoa. É assim que se faz a guerra híbrida contemporânea: com muito barulho e pouco sangue. :)

Responder

    Helio Siqueira

    23 de março de 2017 às 01h53

    Grande General! Essa foi na testa, ou como se costuma dizer na roça, no meio dos cornos!

    Responder

    Helio Siqueira

    23 de março de 2017 às 01h54

    Grande General! Essa foi no meio dos cornos, como se costuma dizer na roça!

    Responder

    Helio Siqueira

    23 de março de 2017 às 01h55

    Grande General! Essa foi no meio dos cornos, como se costuma dizer na roça!

    Responder

Francisco

22 de março de 2017 às 18h12

No fim de tudo, vão descobrir que a PF fez esta lambança porque os delegados X e Y da Silva não receberam uns quilos de “baby-beef” pro churrasco “da galera” ou pro casamento da sobrinha.

Foi assim com o Mensalão, os juízes acolheram tudo como verdade e sem sigilo, porque queriam aumento salarial.

Lula deu, resolveu.

Foi assim na Lava-Jato, os juízes derrubaram Dilma porque ela não concedeu o aumento (que Temer veio a conceder…).

Alguns juízes, mais psicopatas e depravados moralmente que outros, desde o Mensalão se concederam aumento acima da Constituição – impunemente.

Achacar é um vicio – incontrolável sem guilhotina.

É isso e só isso.

As instituições operadoras do Direito e adjacências são constituídos na sua quase integralidade de seres humanos baixos e venais.

Não procure “grandes motivos e conspirações”. Não vai achar…

Na real, tudo isso é só “um trocado para a cervejinha”…

Até quanto você vai pagar?

Responder

Joao Pereira

22 de março de 2017 às 21h00

E ainda vai piora mais

Responder

Castro Denys

22 de março de 2017 às 20h36

Tinha que zerar a do mercado interno tamben carne podre to fora

Responder

    Raimunda Costa

    22 de março de 2017 às 22h50

    Tambem concordo fica bate boca política na Internet e quem fica na pior é o povao, sem nenhum amparo

    Responder

O Cafezinho

22 de março de 2017 às 20h25

conivência da pf, que ao invés de fazer perícia, usa grampo.

Responder

Wesley Almeida

22 de março de 2017 às 20h19

A PF não tem grana para bancar propaganda, os grandes frigoríficos têm. A mídia está massacrando a Operação da PF. Algumas organizações sorrateiras estão se aproveitando traiçoeiramente da situação. Mesmo assim, pelo que vejo nas redes sociais, a população confia e reconhece o trabalho da polícia.

Responder

WG

22 de março de 2017 às 16h17

Os grandes frigoríficos apoiaram o golpe, nem por isso os blogs sujos atacam essas empresas, porque a operação da PF foi uma farsa, com interesses exclusivamente políticos. Ainda tem gente decente neste país, e essa gente não está na mídia golpista.

Responder

Deixe um comentário