Boulos em Recife

Lava Jato acelera processo de Atibaia contra Lula

Por Miguel do Rosário

08 de novembro de 2018 : 17h21

Passada a eleição, Moro nomeado ministro da Justiça e com a juíza Gabriela Hardt, fiel escudeira, trabalhando a todo vapor como responsável pela Lava Jato curitibana, um dos processos contra o ex-presidente Lula, o do sítio de Atibaia, voltou a avançar a ritmo acelerado.

Ontem e hoje, a mídia foi inundada de depoimentos e vídeos de dois principais nomes da Odebrecht, Marcelo e Emílio, filho e pai, e de um importante executivo da companhia, Alexandrino Alencar, todos convergindo para a narrativa da acusação, de que as obras no sítio foram pagas com dinheiro do fundo de propinas da empresa, que tiveram como destino a pessoa física do ex-presidente e que ele sabia sim, do que se tratava.

O blog do Fausto Macedo, como de praxe, é o que traz informações mais completas sobre o processo. Nesse post aqui você pode ler sobre o depoimento de Alexandrino Alencar, incluindo a resposta da defesa. Nessa outra, você pode ler sobre o depoimento de Marcelo e Emílio Odebrecht; a matéria diz, logo no título, que as obras seriam para benefício da “pessoa física de Lula”; há links para vídeos com depoimentos dos três.

Pelo que eu pude entender de todo esse imbróglio, e a se acreditar na delação de Alexandrino (o que é arriscado), Marisa Letícia, por ingenuidade, pediu para um executivo da Odebrecht ajudar a concluir a obra do sítio em Atibaia. Ela queria fazer uma surpresa a Lula. O próprio executivo assim o diz em seu depoimento. O pedido subiu para os altos escalões da Odebrecht, para Emílio e Marcelo, que decidiram apoiar a obra, cujos custos, para a empresa, eram absolutamente insignificantes, entendendo-a como um presente a um amigo.

Embora toda a história, cuja veracidade está pendurada na palavra de delatores, seja eticamente questionável, não há crime nenhum, porque não ficou provado nenhum vínculo entre a obra e qualquer desvio.

Além disso, há um fator bastante surreal, que é o fato do sítio não pertencer a Lula. Se o ex-presidente foi beneficiado por uma churrasqueira construída pela Odebrecht, não poderia legar nenhum desses bens a sua família, nem vendê-los. Talvez o ex-presidente optasse por comprar o sítio posteriormente, mas ele não o fez.

Se o sítio não pertence a Lula, e a única prova palpável do suposto pagamento de propina é uma obra de churrasqueira feita no sítio que o ex-presidente apenas frequentava, mais uma vez estamos diante de um excesso judicial um tanto bizarro. A acusação pode até provar, forçando a barra, uma relação pouco ética entre o casal Lula e a Odebrecht, mas condenar o ex-presidente a (mais) vários anos de prisão em cima de um processo tão frágil me parece apenas a repetição do que vimos na sentença do triplex: um pretexto qualquer para punir o ex-presidente por uma série de crimes – não provados –  que estão apenas na mente de seus acusadores.

A Lava Jato conseguiu emails trocados entre Marcelo e seus executivos os quais, segundo a acusação, “complicariam” a defesa de Lula.

O fato é que, assim como o processo do triplex, embora não haja nenhuma prova envolvendo participação do ex-presidente Lula em algum esquema, a Lava jato está conseguindo, através das delações, quase que abertamente combinadas com a procuradoria, montar a narrativa que deseja para condenar o réu.

Essa nova frente de ataque contra Lula mostra claramente como a manutenção da sua candidatura representava um risco. Mesmo que o ex-presidente obtivesse, por um milagre, o registro de sua candidatura, ele ainda estaria nas mãos do judiciário, por causa do processo de Atibaia, entre outros.

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

36 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Batista Neto

13 de novembro de 2018 às 13h13

Quer dizer que a manutenção da candidatura Lula era um risco, porque ele poderia ser condenado por meio de provas plantadas na cena do crime. Então, Miguel, a candidatura Lula era necessária para garantir que estava mantido o respeito à DEMOCRACIA. Porque, se vale plantar provas e produzir condenações assentadas em provas plantadas, para tirar do páreo o candidato que a maioria quer eleger, de que adianta fazer eleições? De que adiantaria fazer um arremedo de eleições se não há o mínimo respeito aos valores basilares da Democracia? Só adiantaria mesmo para eleger o Ciro e, ele eleito, dizer que está tudo bem e as instituições estão funcionado. Ora, vamos deixar de hipocrisia!!

Responder

Doda

09 de novembro de 2018 às 09h37

1 – Ele vivia no sitio
2 – No sitio vários pertences dele e da família
3 – Decoração de acordo com os gostos da família

Mas o sitio era de um amigo…..

Esse é lula um babado encantador de burros!!

Responder

    Almir Bispo

    09 de novembro de 2018 às 13h59

    Eu vivi varios anos numa casa.Meus objetos estavam na casa,mas eu não era o dono da casa.Eu era o caseiro..O titulo de dono (escritura estava no nome do verdadeiro dono.O fato de ter pertences ou morar numa casa,juridicamente não me torna dono.Mas não é só esse o problema da acusação.Até porque se Lula fosse o dono,não haveria crimes,pois Lula não tinha cargo publico quando recebeu o “suposto presente”. Sinto muito,mas falar com coxnha sobre questões juridicas (Não é opinião) é dificuldade hercúlea.Ao defender Lula,não estamos apenas mostrando uma preferencia politica,mas uma preferencia entre a barbarie e a civilização.(O Ser humano não pode ser tão burro)

    Responder

    Almir Bispo

    09 de novembro de 2018 às 14h08

    Eu morei numa casa por anos.Tinha pertences nesta casa,mas não era o dono.Eu era o caseiro.O dono possuia a escritura (simples ASSIM)

    Responder

      Paulo

      09 de novembro de 2018 às 16h33

      E você dormia na cama do dono? O dono era visita, quando você estava lá?

      Responder

    CAR-POA

    09 de novembro de 2018 às 18h21

    O DIA QUE VC PARAR DE COMER CAPÍM ,QUEM SABE TENHA O DIREITO DE CHAMAR ALGUÉM DE BURRO.
    VÁ COMER CAPIM,ASNO!

    Responder

Justiceiro

09 de novembro de 2018 às 09h36

É fácil Lula se livrar dessa tranca: basta que os “donos” do sítio apresentem os comprovantes de pagamento pela reforma do sítio.

Isso é fácil, se não teve treta. Difícil é saber que diabos duas construtoras como Odebrecht e OAS, acostumadas a construir Hidrelétricas, metrôs, se meteram a reformar um sitiozinho mequetrefe.

Responder

    Almir Bispo

    09 de novembro de 2018 às 14h02

    E quem te disse que esses “juizes” querem saber de documentos?Lula ja mostrou a escritura do sitio que pertence ao dono (amigo),ja mostrou o recibo da compra mas os juizes querem por que querem condena-lo.Será que falta desenhar para vc que os mesmos juizes que condenam um inocente (com inocencia provada) são os mesmos que absolvem culpados (confessos)?

    Responder

    Renato

    09 de novembro de 2018 às 14h48

    Na verdade o difícil é demonstrar atos de corrupção, o que caracteriza o crime de corrupção, assim como aconteceu na ação penal do triplex. Cria-se uma narrativa, mas não se comprova “atos de corrupção” por parte do réu. Resultado, condena-se por convicção.

    Responder

      ronaldoxxx

      09 de novembro de 2018 às 18h15

      verdade o lula pode aproveitar as brechas da lei porque se todo mundo souber que algum bandido matou alguem, mas esse bandido for esperto o bastante para esconder a arma do crime para que nunca seja encontrada, realmente ele pode se livrar da condenacao e da prisao!!
      e vc teria a consciencia tranquila sabendo que lula foi absolvido so porque nao conseguiram provar algo que todo mundo declara em juizo ,tem provas documentais(so nao tem escritura, pq claro que quem deve esconde) e sabem que foi ele que fez??
      SEM LENGA LENGA…ALGUEM RECEBEU A REFORMA EM FORMA DE PROPRINA, OU O LULA FALA QUE FOI PRO AMIGAO DELE, OU FOI PRA ELE UE!!! ALGUEM TEM QUE PRESTAR CONTAS DESSA REFORMA MILIONARIA DO SITIO!!

      Responder

degas

09 de novembro de 2018 às 09h25

Ao contrário do que diz o artigo, o fato do sítio estar em nome de um laranja está no cerne do problema. Fosse o sítio legalmente do Lula, a defesa poderia alegar desde o início que a obra (milionária) foi uma espécie de empréstimo e seria paga aos poucos, no futuro. Algo incomum, mas muito longe de impossível. Só que imaginar que algum empresário arriscaria milhões na propriedade de um desconhecido seria exigir demais. Amarrado na primeira mentira (a propriedade), o petista tentou inicialmente negar a segunda (a reforma). Foi desmentido e se enrolou.

Responder

    Almir Bispo

    09 de novembro de 2018 às 14h11

    Mesmo que supostamente o Lula fosse um laranja,não seria crime.Pois o “suposto presente” foi dado por pessoa juridica quando o Lula ja não possuia cargo publico.Dar e receber presente não é crime.Esse é o cerne da questão.O unico crime que haveria seria de “soneação de imposto” mediante a ocultação de patrimonio.Neste caso,o Bolsonaro confessou em video ser um soneador e vc não se preocupa com “currupixão”

    Responder

      degas

      09 de novembro de 2018 às 15h19

      Diga isso para o comprador da empresa que foi demitido depois de receber vários presentes valiosos de um dos fornecedores.

      Responder

ronaldoxxx

09 de novembro de 2018 às 07h11

POLÍTICA

Hoje, na GloboNews, Ciro Gomes baterá mais no PT do que em Bolsonaro
POR ANCELMO GOIS09/11/2018 04:00

Agora sim, teremos um verdadeiro candidato progressista para 2022!!
Com reais chances de vencer!!

Responder

    Padre Olegário

    09 de novembro de 2018 às 08h53

    Ciro progride sempre na sua luta napoleônica para a derrubada de Lula e do PT e só descansará na cova.

    Responder

    Farel

    09 de novembro de 2018 às 10h40

    O calculo do ciro é muito simples, aproveitar a onda fascista de ódio para bater no PT mesmo acreditando que o desgoverno bolsonariano sera um desastre.
    E com o desastre do bolsonarismo obter votos e apoio de ex bolsonaristas.

    Responder

Brasileiro da Silva

09 de novembro de 2018 às 00h23

Miguel, desculpe. Mas acreditando nos anjos e em vc, uma churrasqueira custa mais de R$299,00. Logo, é crime.

Responder

Brasileiro da Silva

08 de novembro de 2018 às 23h42

A realidade é dura, mas temos que aceita-la. Infelizmente lula se deixou corromper pelo sistema e tem de pagar por isso.

Responder

Admar

08 de novembro de 2018 às 21h22

Onde estão as provas? Hoje vivemos de muitas fofocas e disse me disse. Quem viu e ouviu o Sr Emílio Odebrecht falando sobre o tema, viu que nada foi vinculado a Lula como tendo obtido propinas em troca de contratos. Nosso país caminha para um descrédito e um túnel sem luz no final.

Responder

Paulo

08 de novembro de 2018 às 20h30

“O sítio não é dele”! Só não é de direito, porque de fato já era há muito tempo (centenas de visitas com direito a decoração pessoal e utilização de objetos personalizados, inclusive com nomes de familiares – pedalinhos). E é o que importa. Esse dado, associado a “gentilezas na reforma”, por parte de empreiteira assumidamente envolvida em corrupção, beneficiada no Petrolão, solicitadas pela esposa de um homem ainda poderoso no Governo Dilma, capaz até de “comprar” uma indicação ministerial (termo de posse) pra fugir da Justiça, já são suficientes para a condenação…aliás, o sítio, na minha opinião pessoal, fecharia o planejamento de lazer campo/praia, na velhice de Dona Marisa e seu marido.

Responder

    ronaldoxxx

    08 de novembro de 2018 às 20h56

    No estado e folha de sp tem todos mails disponiveis…muitas comunicacoes de 2010..sobre sitio, terreno instituto, pedido de dona merisa, etc etc…
    Impossivel terem criado esses mails em 2010 so pra tentar incriminar lula em 2018.

    Responder

Justicerio

08 de novembro de 2018 às 18h47

Churrasqueira, Miguel? Você é um jornalista de esquerda mas é diferente. Não se equipare ao pessoal do 247.

Além da churrasqueira, Miguel, teve o campinho de futebol, a aumento do lago (pro Lula pescar tilápia, segundo Bumlai), a adega climatizada, a suite master (onde estava a cama de casal com lençóis personalizados de L & M etc.

Quando o irmão do “dono” do sítio, Jonas Suassuna precisou usar o sítio, pediu pra quem? Pro Lulinha.

Lula fazia festas no sítio e os donos ficavam hospedados às vezes em hotel mas não no sítio que era deles.

Falta descobrir quem comprou o sítio pro Lula, os Jonas Suassuna e Fernando Bitar são laranjas.

Responder

Deusdedit Leal da Silva

08 de novembro de 2018 às 18h05

O lá Miguel Bizarro é você falar que o Lula simplesmente mandou fazer apenas uma churrasqueira, um presidente, ou seja qualquer funcionário publico não pode pegar nem uma bala doce.Miguel depois que o homem de confiança do Lula o Palloci mostrou todo esquema que envolvia as mutreta do até então presidente , vem você agora defender o indefensável meu? Jornalista que defende um réu que é considerado o maior propine iro do mundo, isto é uma vergonha cara. E outra coisa suscitar duvida em relação ao caráter da equipe dos procuradores e do juiz que julga, para mim ai tem ideias marxista da sua parte. O que verdadeiro passa a ser inverdade desde que você as defende até se chegar ao convencimento definitivo. Acabou a teta e de jornalista mentirosos. E eu vou defender o judiciário até o fim da minha vida. Até fique a principio convencido que você era imparcial , mais quebrei a cara.

Responder

    Robinson Barbosa Pimentel

    08 de novembro de 2018 às 18h50

    Acho que, quando Miguel morrer, mesmo sendo ateu, merece para o céu. Pra aguentar mentecaptos a manifestar imbecilidades, tem que ser santo. Mesmo tudo sendo explicadinho, mostrando fortes indícios, e, em alguns casos, provas contra as armações daqueles filhos-da-putas fora da lei em cima de um homem, só pra condená-lo por motivos políticos e ideológicos, e, ainda ter que engolir tudo isso… Por aqui, já perdi a paciência. Deixo esses descerebrados falando sozinho, às vezes os mando à puta que pariu, ou os mando tomar no cu, e se continuarem, é capaz de em meter-lhes a mão da cara! Tem os da minha família que já os bloqueei. Uma irmã muito tapada, que votou no “Vagabundão”, professora, veja só, quis reclamar dos alunos – mandei-a, se não está contente, procurar outro serviço, sei lá, faxineira, ou coisa parecida, É assim que estou tratando essa gente. No momento em que as coisas do Coiso começar a “funcionar”, as reclamações vão começar a aparecer, e, aí, vou repetir aquele mantra que eles tanto diziam: aceita que dói menos!

    Responder

      Ronaldoxxx

      09 de novembro de 2018 às 06h52

      Isso ta facil de resolver… e so o “verdadeiro dono sitio” aparecer em publico , dizer que toda a propina das reformas do sitio eram para ele e sua familia e nao pra lula, ja que o sitio nao esta no nome de lula!!!Por que sera que ele ainda nao fez isso!! Alguem tem que assumir a responsabilidade de ter uma empreiteira gigante fazendo obras milionarias em um sitio pequeno e sem importancia!!

      Responder

        Benoit

        09 de novembro de 2018 às 09h12

        Que eu saiba ele já fez isso. Disse que o sítio era dele, contou toda a história. As famílias eram muito amigas há 40 anos, os filhos das duas famílias eram como irmãos. Posso ter esquecido de detalhes, mas se voce quiser saber, em vez de ficar falando desavisadamente e irresponsavelmente, voce pode procurar o seguinte artigo: “Sergio Moro não quis ouvir depoimento que inocentava Lula.”
        “Jacó Bittar é uma testemunha central para elucidar o caso do sítio de Atibaia, que o Ministério Público Federal atribui a Lula. Mas, no dia 18 de junho, Sergio Moro decidiu não tomar o seu depoimento.” O Moro tem coisas mais importantes do que ficar ouvindo testemunhas da defesa, mesmo que sejam testemunhas centrais e decisivas para o processo. Tá satisfeito agora, Ronaldo?

        Responder

          ronaldoxxx

          09 de novembro de 2018 às 09h18

          Mas ele assumiu que as obras foram presentes dados a ele e nao a lula???

          Responder

            Benoit

            09 de novembro de 2018 às 10h37

            Como eu disse, se o Moro quiser saber alguma coisa sobre o assunto, ele poderia perguntar ao dono do sítio, a testemunha decisiva e mais importante nesse processo. Como o Moro não quer ouvir a testemunha por ter assuntos mais importantes a tratar, por que voce não tentar perguntar a ele (por escrito já que a saúde dele não é boa) ? Aí voce talvez fique sabendo.

            Responder

      Nostradamus ( Consultoria política & psiquiátrica )

      09 de novembro de 2018 às 08h48

      Compartilho integralmente seu comentário. Acrescento que foi assim na Alemanha em 1906… o início do antissemitismo aberto, enrustido no catolicismo há tempos. Como o antipetismo no Brasil. A questão econômica, o bando de desempregados… com apenas algumas nuances de variantes a situação é semelhante não obstante estejamos no século XXI. Aquilo sim era a verdadeira teoria da conspiração contra os judeus e os liberais e esquerdistas…como agora criou-se o ódio aos vermelhos!!! Vai dar em ditadura fascista-nazisto-bozonariana!!! Basta a anarquia chegar com as medidas disparatadas tomadas e o desencontro com o congresso, o preço da gasolina bater os sete reais na bomba…BUM! Talvez até o general Mourão dê um golpe dentro do golpe se o eleitor verde amarelo for para as ruas. Não serão nem os vermelhos, creio… Quando estes forem a ditadura já estará completamente implantada. Algo vai acontecer, assim não dá. Natal, Carnaval, Páscoa…

      Responder

    Benoit

    09 de novembro de 2018 às 09h15

    O que é que as ideias marxistas têm a ver com a honestidade dos juizes, os quais são abertamente partidários, cometem ilegalidades abertamente, agem abusivamete? Qual o problema com ideias marxistas? Que eu saiba há muitas ideias marxistas muito boas. Até a Hannah Arendt, uma pensadora conservadora até não poder mais recorre a ideias marxistas aprovadas por ela. Talvez voce tenha emburrecido demais para entender qualquer coisa que seja.

    Responder

      Benoit

      09 de novembro de 2018 às 09h17

      Esse meu comentário acima foi uma resposta ao Lealdade da Silveira.

      Responder

        Rodrigo Cardoso Condeixa da Costa

        09 de novembro de 2018 às 18h31

        Se Lula é o Big Boss do esquemão envolvendo as maiores construtoras do País, sem falar na Petrobras – falo do Petrolão. Até porque, estaria tudo interligado. Ora, não seria a merreca de um ”tripec” – com um fogão de 4 bocas e uma piscina que parece mais uma banheira – ou mesmo um sítio em Atibaia que comprovaria seu protagonismo no esquema. Ou mesmo, quiçá, sua relação como coadjuvante nessa história sem pé nem cabeça, mas alguns imóveis, digamos, mais pomposos, fazendas – ou uma pelo menos – com alguns milhares de hectares. Mesmo que não estivesse no nome dele. Pedalinho… churrasqueira, quarto reformado… dá vontade de rir. Não dá nem pra começar uma conversa assim. É muita hipocrisia e cinismo. Chefão de esquemão tem Iate com tamanho de transatlântico. Como muitos políticos possuem, inclusive a turma do baixo clero. O próprio Ciro já chegou a tratar disso ano passado como uma piada. O cara nunca usufruiu do que usufruem os grandes tubarões de verdade. Nem de perto. Vejam como vivem os políticos mequetrefes. Vidas nababescas. NABABESCAS. Mansões, carros e mais carros de luxo, fazendas gigantescas, iates de luxo. Donos de rádios, retransmissoras de tv, etc. Vejam como vivem – e o patrimônio – dos ex-presidentes, como Sarney, FHC, e o próprio Temeroso. Vamos parar de palhaçada. Lula é assim mesmo. Ou vc ama, ou vc odeia. Porém, deve-se ter um amor e um ”ódio” com um mínimo de discernimento crítico, e, se possível, um pouquinho de lucidez e bom senso. O problema é o que o ódio, como a paixão, tendem a cegar.

        Responder

          Paulo

          09 de novembro de 2018 às 19h50

          Concordo com você que o Lula não se beneficiou, materialmente, como poderia, se quisesse. Aliás, numa conversa gravada entre ele e o Cabral (ou teria sido o Paes), o político carioca até troça do petista, dizendo algo assim: “Presidente, o sr. precisa melhorar um pouco de gosto!” Suspeito que tanto o sítio quanto o apê foram solicitações da Marisa. A questão nem é o benefício patrimonial que Lula auferiu, tanto no Mensalão quanto no Petrolão, é a vantagem política, a cooptação do Congresso, o estelionato eleitoral que nasceu na eleição de Dilma e se reafirmou em sua reeleição. Ele já havia sido “advertido”, de certa forma, com a revelação dos pagamentos efetuados a parlamentares no Mensalão, mas deu de ombros. E isso somente deve ter ocorrido por uma razão: a cooptação era vista, dentro da cúpula do PT, que ele, Lula, comandava, como indispensável para a obtenção da governabilidade…

          Responder

            Rodrigo Cardoso Condeixa da Costa

            13 de novembro de 2018 às 18h32

            Tudo isso pé só o que acha. Inclusive, é o q

            Responder

            Rodrigo Cardoso Condeixa da Costa

            13 de novembro de 2018 às 18h43

            Tudo isso é só o que acha, ou tem forte convicção. Mas direito não se faz com achismos e fortes convicções. Nosso direito, por tradição, é um direito positivo. Ou seja, sem provas materiais não há como ter sentença. O que tem ocorrido no Brasil desde o Mensalão é uma guinada para uma forma de direito do tipo common law, de tradição estranha ao direito brasileiro, mas presente com força nos países algo-saxões. Mas serve como estratégia que cai como uma luva para tirar do páreo quem quer que seja. Ora, o lula não está concorrendo a canonização, mas a perseguição a ele é explícita, e não é fruto de uma questão envolvendo corrupção, mas resultado da geopolítica estadunidense – law fare – sob o manto da purificação ideológica – contra o comunismo/socialismo etc. E a História julgará tudo isso inapelavelmente. A hipocrisia e o cinismo de grande parte da mídia/judiciário brasileiro é gritante. Dois pesos/duas medidas escancarado. Lula livre.

            Responder

ronaldoxxx555

08 de novembro de 2018 às 17h36

Eu li alguns e mails do processo com data de 2010 trocados entre o pessoal da odebrecht e do palocci falando muito sobre sitio lula marisa, reforma, valor etc etc.Muito dificil o mail ter sido criado la em 2010 pra tentar incriminar lula em 2018.Outra coisa muito estranha e que quem relmente frequentava o sitio era familia lula e nao o dono de escritura!!Me desculpem os petistas mas e muito dificil acreditar que o lula nao ta nessa!!!E tem tb a antena da oi, dentre outras coisas que so alguem com poder de presidente consegue ter!!
Mas o que importa e a nova frente progressista sem manchas ou nodoas….CIRO 2022

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com