Audiência de Glenn na Câmara dos Deputados (ao vivo)

Dante e Virgílio no Inferno

MPF pede sentença máxima contra Lula no processo de Atibaia

Por Miguel do Rosário

11 de dezembro de 2018 : 14h18

MPF preparou quase 400 páginas para pedir a condenação máxima, com requintes de crueldade, do ex-presidente e de mais outros oito réus: Marcelo Odebrecht, Emilio Odebrecht, Bumlai, Rogério Aurélio, Alexandrino Alencar, Emyr Diniz, Carlos Paschoal, Fernando Bittar.

Para Leo Pinheiro, Agenor Medeiros e Paulo Gordilho, ambos da OAS, o MPF também pediram condenação, mas com “diminuição de pena”, porque colaboraram voluntariamente para corroboração dos fatos objetos da ação penal”.

O MPF pede ainda uma multa, a ser retirada de “numerários bloqueados em contas e investimentos bancários”, de R$ 155,4 milhões de reais.

Trecho das alegações finais com acusações contra Lula:

A principal ausência no processo é de qualquer ato de ofício específico praticado pelo ex-presidente. A sentença de Gabriela Hardt, magistrada do caso, terá de repetir Sergio Moro e condenar Lula por “ato de ofício indeterminado”.

***

No blog do Fausto/Estadão

‘Farta prova documental’ põe Lula como proprietário de fato do sítio de Atibaia, diz Lava Jato

Em alegações finais, documento de 366 páginas, 12 procuradores do Ministério Público Federal cravam que ‘os variados elementos de prova’ comprovam que ex-presidente atuava como possuidor da área no interior de São Paulo

Julia Affonso

11 Dezembro 2018 | 13h48

Em alegações finais, o Ministério Público Federal, no Paraná, aponta que há ‘farta prova documental’ de que o ex-presidente Lula era ‘proprietário de fato e possuidor’ do sítio de Atibaia. O documento de 366 páginas, subscrito por 12 procuradores da República que integram a força-tarefa da Operação Lava Jato, reitera o pedido de mais uma condenação do petista.

Lula está preso desde 7 de abril, sentenciado a 12 anos e um mês de reclusão por corrupção e lavagem de dinheiro no processo do triplex do Guarujá. O petista nega ser o dono do sítio.

Documento – O SÍTIO – PDF

“Os variados elementos de prova comprovam que Lula atuava como proprietário de fato e possuidor do sítio de Atibaia e, nessa condição, Fernando Bittar autorizou e se envolveu na realização de obras ocultas e escondidas para Lula realizadas no sítio por Bumlai, Odebrecht e OAS”, afirma a Lava Jato.

A Procuradoria da República aponta que a reforma e melhoria do sítio teriam sido providenciadas pelas empreiteiras Odebrecht e OAS como propina a Lula. A propriedade é pivô da terceira ação penal da Lava Jato, no Paraná, contra o ex-presidente. O petista ainda é acusado por corrupção e lavagem de dinheiro por supostas propinas da Odebrecht – um terreno que abrigaria o Instituto Lula e um apartamento vizinho ao que morava o ex-presidente em São Bernardo do Campo.

A Lava Jato afirma que o sítio passou por três reformas: uma sob comando do pecuarista José Carlos Bumlai, no valor de R$ 150 mil, outra da Odebrecht, de R$ 700 mil e uma terceira reforma na cozinha, pela OAS, de R$ 170 mil, em um total de R$ 1,02 milhão. Em interrogatório, Bumlai declarou não ter pago ‘nem um real’ nas obras.

O sítio de Atibaia está em nome do empresário Fernando Bittar, filho de Jacó Bittar, amigo de longa data do ex-presidente. Segundo a Lava Jato, o empresário ‘franqueou a Lula e família a oportunidade de utilizaram o Sítio de Atibaia da forma que melhor entendessem’.

“Tal circunstância – empréstimo da propriedade por Fernando Bittar a Lula e Marisa para usarem como lhe aprouvessem – confirma a denúncia de que, sem prejuízo de Fernando Bittar exercer atributos da propriedade, entre eles, usar e gozar, Lula e Marisa Letícia atuavam e utilizavam o local também como proprietários, ou seja, portavam-se como proprietários de fato e possuidores do Sítio de Atibaia.

“De se ver que, para além das provas orais reunidas na instrução processual, conforme exposto na denúncia (Capítulo “V.1.1.1 – Dos proprietários de fato e possuidores do Sítio de Atibaia), foi colhida farta prova documental a demonstrar que Lula e Marisa Leticia se portavam como possuidores e proprietários de fato do Sítio de Atibaia (ainda que de modo compartilhado com Bittar).

O Ministério Público Federal acusa Lula por 10 delitos de corrupção passiva e outros 44 atos de lavagem de dinheiro. A Lava Jato pede ainda a condenação do empresário e delator Marcelo Odebrecht e do executivo ligado à OAS Agenor Franklin Magalhães Martins por corrupção ativa, e do ex-presidente da OAS, José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, por corrupção ativa e lavagem de dinheiro. O Ministério Público Federal pede ainda, por lavagem de dinheiro, a condenação do pecuarista José Carlos Bumlai e do ex-assessor do petista Rogério Aurélio Pimentel do empresário Emílio Odebrecht, do advogado Roberto Teixeira, do empresário Fernando Bittar e de outros quatro.

Os procuradores anexaram ao processo um recibo no valor de R$ 120 mil, em nome de Fernando Bittar e subscrito por um representante da Kitchens cozinha. A investigação aponta que, após acerto entre os réus, ‘nenhum gasto efetuado em Atibaia deveria conter o nome da OAS’.

Segundo a Lava Jato, os projetos e a nota fiscal da Kitchens ficaram em nome de Fernando Bittar ‘com intuito único de ocultar e dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimentação e propriedade dos valores provenientes dos crimes antecedentes, escondendo a origem dos valores e os responsáveis pelo pagamento, bem como o real beneficiário da reforma, no caso, o réu Lula’.

“O Ministério Público Federal junta os documentos em anexo, extraídos da quebra telemática de Paulo Gordilho, ressaltando, desde já, que são de acesso prévio às defesas”, anotou a Lava Jato.

A Procuradoria pediu ‘a decretação do perdimento do produto e proveito dos crimes, ou do seu equivalente, incluindo aí os numerários bloqueados em contas e investimentos bancários e os montantes em espécie apreendidos em cumprimento aos mandados de busca e apreensão, no montante de, pelo menos, R$ 155.378.202,04’. O valor corresponde ao ‘total da porcentagem da propina paga e lavada’ por empreiteiras.

O cálculo da pena

No documento, a Lava Jato anota que ‘o crime de corrupção é um crime muito difícil de ser descoberto e, quando descoberto, é de difícil prova’. Os procuradores registram que ‘mesmo quando são provados, as dificuldades do processamento de ‘crimes de colarinho branco’ no Brasil são notórias, de modo que nem sempre se chega à punição. Isso torna o índice de punição extremamente baixo’.

O Ministério Público Federal pede regime fechado para o início do cumprimento da pena.

“Estamos diante de um dos maiores casos de corrupção já revelados no País. Não se pode tratar a presente ação penal sem o cuidado devido, pois o recado para a sociedade pode ser desastroso: impunidade; ou, reprimenda insuficiente”, afirmam os investigadores.

“Se queremos ter um país livre de corrupção, essa deve ser um crime de alto risco e firme punição, o que depende de uma atuação consistente do Poder Judiciário nesse sentido, afastando a timidez judiciária na aplicação das penas quando julgados casos que merecem punição significativa, como este ora analisado.”

As provas documentais da Lava Jato contra Lula no caso do sítio de Atibaia
– “Reiterado e frequente número de vezes que Lula e sua família compareceram ao sítio de Atibaia, a partir dos dados fornecidos pela praça de pedágio e diárias pagas pela Administração Federal aos seguranças de Lula em razão de deslocamentos para Atibaia

– Diversos e-mails do Instituto Lula que comprovam a utilização e gozo do Sítio de Atibaia por parte da família Lula fazendo menções a:

(i) plano de câmeras de segurança do Sítio de Atibaia com referência a casa do PR;

(ii) presença de Marisa no sítio em um feriado;

(iii) mapa da cidade de Atibaia para auxílio do plano de segurança de Lula;

(iv) instalação de estação de tratamento no sítio;

(v) animais domésticos da família Lula;

(vi) cardápio de almoço de interesse de Marisa Letícia no sítio,

(vii) frequência ao sítio às vésperas das festas de fim de ano, com a presença de seguranças de Lula;

(viii) assuntos relacionados ao dia a dia da gestão do sítio tratados com o caseiro Maradona com seguranças de LULA, tais como, – listas de materiais de construção necessários para intervenções; recibos de compras de itens da propriedade; – relato sobre os animais de estimação (peixes, galinhas, pato, pavão, etc.), etc.

– Laudo pericial nº. 0392/2016-SETEC/SR/DPF/PR131, confeccionado a partir da busca e apreensão no Sítio de Atibaia, que aponta que no local existia uma variedade de bens de uso pessoal de Lula e Marisa Leticia;

– Parte considerável da mudança de Lula, após este deixar o mandato presidencial, teve como destino o Sítio de Atibaia;

– Notas fiscais em nome de Marisa Letícia e de seguranças de Lula relacionadas a bens encontrados no Sítio de Atibaia, bem como documentação relativa a atendimento veterinário, na cidade de Atibaia, de animal de estimação de Marisa Leticia;

– recibos e documentos relacionados às obras efetuadas por José Carlos Bumlai e Odebrecht em benefício de Lula, apreendidas na residência deste

– minutas de escrituras de compra e venda do Sítio de Atibaia tendo por aquirentes Lula e Marisa Letícia a demonstra que o casal tinha a intenção de consolidar a propriedade em seu nome”

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

81 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luiz Cláudio

13 de dezembro de 2018 às 18h11

A lógica que Sérgio Moro segue é a lógica da Máfia, logo . . . Pedalinho é, na intenção, grande corrupção, burrice punível. Rigor é adotar o punitivismo contra o “povo” (expressão extraída da expressão dinheiro do povo”). Defender o Estado é potencializar o Punitivismo! A crise fiscal é responsável pela bancarrota do Estado. Não tô nem aí com o Austericídio do estado, quero viver de novo as delícias do feudalismo.

Responder

Francisco dos Anjos

13 de dezembro de 2018 às 12h58

E provas? Eles tem alguma, tipo assim, uma escritura, matrícula de imóvel, contrato de compra e venda, ou são apenas presunções? E os laranjas dos Bolsotralhas, o MPF não quer ou não pode investigar?
Esta atuação política do MPF é que deveria ser investigada e punida de forma exemplar.

Responder

Almir Bispo

13 de dezembro de 2018 às 01h28

Eu li o documento acima e afirmo sem medo de errar.Estes caras são canalhas

Responder

    Alan Cepile

    13 de dezembro de 2018 às 11h20

    Ah, mas o Lula passou no pedágio e o cachorro da esposa dele foi no veterinário, né??? kkkkkk

    Responder

      Brasileiro da Silva

      13 de dezembro de 2018 às 12h26

      Absurdo. Só porque umas empreiteiras fazem uma reforminha para um presidente querem condena-lo. Aonde já se viu,,,,

      Responder

        Alan Cepile

        13 de dezembro de 2018 às 12h43

        Acharam um mapa de Atibaia, Lula ladrão!!!!!!

        kkkk

        Responder

Almir Bispo

13 de dezembro de 2018 às 01h21

O caso do Lula nos leva a crê que todo brasileiro de esquerda tenha um AK47 para se defender da “justiça”

Responder

    Paulo

    13 de dezembro de 2018 às 08h45

    Vai lá, compra uma e faça bom uso.

    Responder

Apolinario jose pereira

12 de dezembro de 2018 às 12h37

Quero saber qual vai ser o dia em que o Brasil prenderar procuradores e juizes picaretas e bandidos, nao eh possivel que esses canalhas continuem fazer o que bem querem na justiça e nao acontece nada com esses canalhas. Prisao ja aos golpistas procuadores e juizes nojentos.

Responder

Benoit

12 de dezembro de 2018 às 10h39

Mandei há pouco um comentário grande explicando as minhas dúvidas com respeito aos processos contra o Lula. Espero que o comentário possa aparecer.

Responder

Benoit

12 de dezembro de 2018 às 10h32

Lembro-me de ter dito numa conversa há anos com uma amiga que eu não descartava a possibilidade de o Lula ter aceito vantagens ilegais. Afinal o que se chama de corrupção era uma prática corrente na política brasileira. Os militares e juizes conseguiram institucionalizar muitos dos privilégios deles incompreensíveis e na verdade inaceitáveis que custam muito dinheiro ao país e permitem uma vida de luxo que é incompatível com a realidade do país. Políticos e juizes no Brasil estão fazendo fortuna. Uma reportagem famosa alguns anos atrás na Revista Piauí contou um caso de nepotismo nas altas esferas da justiça que proporciona privilégios incríveis a famílias de magistrados. Dado tudo isso, que surpresa seria se agora o PT também se aproveitasse dessas práticas? O próprio juizmoro reconheceu que ele tinha requisitado o auxílio moradia para compensar um aumento de salário (que já são altíssimos) que não veio.

No entanto, até hoje nunca se apontou nenhuma conta ilegal do Lula com milhões de reais. O dinheiro que o Lula tem foi ganho legalmente. Parece certo que o Lula não enriqueceu através de práticas ilegais, mesmo que supostamente tivesse havido um ou outro caso duvidoso de vantagens indevidas. Face a isso, o que causa surpresa é o decorrer dos processos contra ele. Os processos revelam uma justiça perseguidora, vingadora, sem escrúpulos, maldosa, abusiva, cruel, uma justiça que manipula as leis à vontade. Sem dúvida, a justiça brasileira é uma justiça altamente politizada e está tratando e julgando o Lula politicamente. Mas a politização da política brasileira é uma politização altamente partidária, rasteira e primitiva. Quando um juiz concedeu um HC ao Lula imediatamente um exército de juizes se mobilizou para garantir que o Lula continuasse na prisão. Por que? Por que eles não podiam aceitar a decisão de um colega juiz que era a favor do Lula? Porque eles tinham um interesse particular e pessoal em manter o Lula preso. O interesse era satisfazer os instintos mais baixos deles, o ódio deles contra o Lula.

O decorrer dos julgamentos tem sido constrangedor. O bate boca surrealista da juiza Hardt com o Lula não é próprio de juiz(a) com um mínimo de honra e integridade. Os juizes e procuradores parecem pequenos gangsters de bairro, ignorantes, e não adultos sóbrios e maduros. O outro juiz, o tal que virou agora ministro da Inquisição no governo do bolsonaro agia como um autocrata acima das leis. Por exemplo, ele vetou testemunhas da defesa. Só para comparação, na Alemanha a defesa tem o direito de chamar quem quiserem para testemunhar a favor do acusado. Que interesse a defesa teria em chamar alguém cujo depoimento fosse irrelevante? No contexto de uma politica polarizada radicalmente como a brasileira o juiz que condenou o Lula foi servir ao governo de um candidato que profitou da decisão dele e que se tinha revelado como inimigo implacável do Lula e do governo do Lula. Com a adesão dele ao governo o juiz revelou a parcialidade dele que já era clara há muito tempo. Só isso já seria o suficiente para invalidar os processos dele contra o Lula. Há muitos juizes e gente com formação jurídica no Brasil inteligentes, capazes e decentes. A perseguição ao Lula revela, porém, as falhas de um direito que é um lixo abusado por gente sem caráter que se reunem na peseguição ao Lula. Tribunais superiores ainda não deram a última palavra e prefiro manter ainda um pouco de confiança. Talvez eles tenham uma noção do que significa um Estado de direito e um pouco de bom senso. Acredito que num país em que o Estado de direito funciona como a Alemanha esses processos não tivessem existido. Um procurador teria convidado o Lula para esclarecimentos e depois se recusado a abrir um processo, em casos mais difíceis talvez tivesse proposto uma multa para cancelar a acusação. É que a quitinete de Guarujá nunca foi do Lula e o sítio tem indiscutivelmente outro proprietário, e os casos em geral são casos menores de supostas vantagens inexistentes, exageradas ou mínimas, caso elas existissem. Ficção científica ou especulação metafísica não fazem parte das tarefas do judiciário. Qual a validade de um processo desses? Nenhuma. Que confiança podemos ter num processo desses até agora? Nenhuma. É isso o que me incomoda nesses processos. Eles culminam quase duas décadas de hostilidade irracional contra o Lula e o PT, que não tem nada a ver com crítica, com discordância políticas que são sempre admissíveis.

Responder

    Roque

    12 de dezembro de 2018 às 15h49

    zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz, que sono… Falou, falou, falou e ninguém entendeu nada. Por acaso vc é da família do Rolando Lero??

    Responder

      Alan Cepile

      12 de dezembro de 2018 às 17h59

      Claro que não entendeu, bozominions não tem cérebro.
      Volta pro mbl, lá bozominions entendem, rs.

      Responder

      Mandarim

      13 de dezembro de 2018 às 00h39

      Roque, voce nao e da familia do Rolando Lero, como o Benoit.
      Tua familia e a Levando Rola, da qual voce e um nobre representante.
      Alem de dar o rabo com orgulho da origem, voce defeca pela boca como so um Bolsonaro conseguiria.
      Mais um pouco e voce vira ministro, minha santa.

      Responder

        Roque

        13 de dezembro de 2018 às 08h02

        Mandarim e Alan, mande lembranças para a vossas mães… Eles devem estar com saudades de mim, kkkkkkk

        Responder

        Roque

        13 de dezembro de 2018 às 08h45

        Mandarinha, kkkkk, menina desbocada, não pertenço a sua família. Se vc gosta de dar o rusguento é problema seu. Mas meu negócio é mulher, não curto viados… Aliás, peça a sua bondosa mãe e a sua puritana irmã para devolver as minhas cuecas…

        Responder

          Alan Cepile

          13 de dezembro de 2018 às 11h24

          Xingar a mãe, chamar de viado, que coisa mais démodé kkkkkkk

          Roque

          13 de dezembro de 2018 às 14h11

          Demodê??? kkkkkkk, vc assenta com certeza, kkkkk

          Alan Cepile

          13 de dezembro de 2018 às 17h15

          3 goiabas
          descasque, corte
          bata tudo no liquidificador
          sirva

Paulo José

11 de dezembro de 2018 às 21h14

Gostei dessa parte da prova:
Sítio de Atibaia com referência a casa do PR;

(ii) presença de Marisa no sítio em um feriado;

(iii) mapa da cidade de Atibaia para auxílio do plano de segurança de Lula;
Marisa Letícia no sítio,

(vii) frequência ao sítio às vésperas das festas de fim de ano, com a presença de seguranças de Lula;

Tanto dinheiro investido nessa lava jato e são essas as provas.
Miguel, gostaria de ler sua posição quanto ao ocorrido.
Abs

Responder

    João Ribett

    11 de dezembro de 2018 às 21h23

    É inacreditável que ficaram tanto tempo investigando e as “provas” apresentadas são essas que o próprio Lula confirmou que visitava com frequência o sítio em que o dono reafirmou que Lula e sua família poderia usar o sítio tanto quanto quisesse.

    Responder

    Nra

    11 de dezembro de 2018 às 21h28

    E da parte das obras, pagas pela Odebrecht e OAS, vc gostou?

    Responder

      Alan Cepile

      12 de dezembro de 2018 às 10h53

      E qual a evidência dessas obras supostamente pagas pelas empreiteiras? Delações de 3 pessoas (Leo Pinheiro, Emílio e Marcelo Odebrecht) que diriam qualquer coisa pra terem a pena diminuída??
      Isso é prova??? Nego tá contaminado pelo modus operandi da FARSA JATO, já estão considerando esse ABSURDO o modelo correto e ético de investigação.

      Responder

        Brasileiro da Silva

        12 de dezembro de 2018 às 11h50

        As evidências? Elas foram feitas. E ninguém pagou. Devem ter sido obra de uma fada bondosa. Vc tem toda razão

        Responder

          Alan Cepile

          12 de dezembro de 2018 às 11h58

          Quem não tem argumento tem que inventar uma fada bondosa mesmo, rs.
          Eu entendo a tua dificuldade pq é a mesma da acusação, não conseguem ligar uma reforma ao Lula, simples assim!

          Brasileiro da Silva

          12 de dezembro de 2018 às 14h01

          Isso. Mais uma vez vc tem razão. Na verdade, eu acho que nem sítio existe. É tudo um cenário criado pelo PIG, MPF, Judiciário e CIA, só para prejudicar a alma mais honesta do universo. Obrigado por ter me alertado.

          Alan Cepile

          12 de dezembro de 2018 às 14h49

          Ei, alouuu, cara, vc taí??? Rsponde alguma coisa?? Tá perdido?? VOLTA PRO ASSUNTO!!! rs

          Agora vou arrumar minhas coisas pra ir na casa de praia do meu irmão, OPA!!! Melhor não, vai que pegam o registro do pedágio e depois dizem que a casa é minha… kkkk

          Só rindo

          Brasileiro da Silva

          12 de dezembro de 2018 às 14h55

          Isso mesmo. Afinal, estão processando a alma mais honesta do mundo por um simples recibo de pedágio. Um absurdo.

          Alan Cepile

          12 de dezembro de 2018 às 15h11

          Vai desviar o assunto até quando?!
          Eu lá quero saber se alguém é a alma mais honesta do mundo, o código penal brasileiro se baseia na PROVA, e é ela que me interessa, massssss….. não tem!
          Mas enfim concordamos em uma coisa, recibo de pedágio é realmente um absurdo! Cuidado quando for passar em um heim, vai que vc ganha um sítio! kkkkk

          Brasileiro da Silva

          12 de dezembro de 2018 às 15h17

          Mas não estou desviando do assunto. Estou concordando com vc. Afinal é vc que é especialista em direito e investigações, não aquele pessoal da PF, do MPF e os juízes e desembargadores.Só 2 pessoas nesse país tem capacidade e isenção para opinar sobre o assunto: vc e o Zanin.

          Fabio Neumann

          13 de dezembro de 2018 às 10h49

          Tá certo, a lava jato já condenou mais de 160 pessoas e só o Lula é perseguido e inocente. Não é a toa que vocês continuam caindo nessa conversinha de Gleisi e companhia.

    Rivellino

    12 de dezembro de 2018 às 06h47

    A trágica campanha de Erraddad (outro que tudo, mas tuuudo, se tivesse ganhado ia continuar do mesmo jeito no Nordeste! Como foi nesses 13 anos! Tanto que o Maranhão continua o Mais-Pobre-do-Brasil…):

    1 – Colar sua imagem com o Lula: Deu errado.
    2 – Escolhe Manuela com Vice: Super Errado.
    3 – Facada no Bolsonaro: Errado de doer.
    4 – Marcha do #elenão: Erradão.
    5 – Largar do Lula e da cor vermelha: Errado igual andar pelado.
    6 – Trocar suas cores para verde-amarelo: Nem pintado de ouro daria certo.
    7 – Colocar a esquerda pra cometer crimes e dizer que foi a direita: Todo mundo sabe quem tá errado.
    8 – Ir na Igreja pedir voto: Deus tá vendo o tanto que deu errado.
    9 – Comungar na Igreja: Errado e pecado.
    10 – Tentar colocar católicos contra evangélicos: Errado pra Diabo.
    11 – Se juntar ao Boulos: Errado até dizer chega.
    12 – Pedir apoio do Cid Gomes: Errado pra matar de rir o Brasil todo.
    13 – Falou que vai botar petista pra andar com um livro na mão e uma carteira de trabalho na outra; Essa foi a gota

    d’água!

    14 — achar que o NORDESTE tem apenas otário lulista (ou seja: puxa-saco do PT). Não. Erro grosseiro! Baseado em publicidade-propaganda, de marqueteiro petista o João o Milionário Santana, propaganda-publicidade essa fazedora de cabeça!

    Responder

CRITICADORDOREALMADRIDDEPIUM

11 de dezembro de 2018 às 21h01

ENQUANTO A PGR E O MP PEDEM A PENA MÁXIMA PARA LULA, A MESMA PGR E O STF ATRAVÉS DO MINISTRO MARCO AURÉLIO , IMPEDEM O SENADOR AÉCIO NEVES DE SER PRESO, MESMO SENDO SOLICITADA SUA PRISÃO PELA POLÍCIA FEDERAL , E COM PROVAS ROBUSTAS . DÁ PRA ACREDITAR NESSA JUSTIÇA DO BRASIL ?

Responder

Ajax de Oliveira

11 de dezembro de 2018 às 18h50

Na verdade estou muito chocado com todo este mistério que envolve o nosso ex presidente Lula. Agora mais do que nunca ficou provado que para incriminar o maior presidente que já tivemos não precisa de provas, apenas palavras vazias e sem nenhum fundamento. Muito estranho uma pessoa ser condenada por alguém ter dito a alguém que alguém disse que uma certa fez algo ilicito. Realmente não sei onde vamos parar. LULA LIVRE!

Responder

    Juarez Nicolau de Barros

    11 de dezembro de 2018 às 19h37

    Chama a atenção o cinismo dos defensores desse crápula, ora, se toda a cúpula petista está presa ou são réus, se esse canalha já foi condenado por quatro tribunais, como se explica sua inocência? ou será que todos são burros e só os defensores de LADRÕES é que são inteligentes? aliás, não se confunde o conceito de inteligência com esperteza.

    Responder

      Almir Bispo

      13 de dezembro de 2018 às 01h11

      Cara.Essa justiça não tem credibilidade.Lula está preso sendo inocente (sem crime e nem prova),entquanto Serrra,Aecio,Temer são protegidos.Você ainda vem com essa sua cara de paus tentando dar credito a estes deesgraçados do judiciário?

      Responder

    Taylor

    17 de dezembro de 2018 às 20h51

    Leia a acusação, se tiver paciência para isso! Lula não está sendo condenado por ser “dono do sítio” e sim por receber “vantagens indevidas”, e esse trechinho da acusação é apenas um histórico do trabalho do MPF, são 400 páginas, preste á atenção neste detalhe, no documento completo há as provas do recebimento das vantagens indevidas. Infelizmente, eu também votei no Lula, mas, tenho que admitir que ele realmente desviou muito dinheiro do povo, basta ler sobre a história do filho dele com a OI, da herança de 11 milhões de Marisa Letícia, os milhões desviados dos fundos de pensão da Petrobrás, o mistério da negociação com Guiné Equatorial, e tantas outras, que foram divulgadas em toda a imprensa, e resumindo, ele me enganou! Realmente ele poderia ter ficado muito bem de vida sem se envolver em tantas falcatruas, e tem que pagar por isso”””

    Responder

Gustavo

11 de dezembro de 2018 às 17h04

Lula será condenado por sua inocência em achar que é normal frequentar sítios reformados por empreiteiros e que como inquilino frequente achou que seus amigos iriam acertar tudo isso com o proprietário da escritura (que também achou o mesmo).

Não sei se a pena pedida pelo MP está adequada a essa “inocência”, mas certamente é ingenuidade demais um presidente reeleito, presenciador de uma denúncia do calibre do mensalão, sindicalista por anos achar que tudo aquilo era normal.

Com um currículo de articulador nato, de conversar com todos os tipos de públicos, de ter lidado com os mais variados tipos de políticos e de ser admirado por alguns grandes líderes mundiais dos mais diversos países chega a ser quase uma ofensa ao seu currículo ter uma acusação de tamanha “inocência”. Não é de se estranhar que a acusação seja inverossímil para alguns.

Enfim… Crenças a parte, acho que vai ser difícil ele escapar dessa. Alguns chamaram de fatura de provas, outros de alinhamento dos planetas e até haverá quem diga que tudo foi cuidadosamente arquitetado pelo Bolsonaro, mas sinceramente… A menos que ele seja culpado é uma cegueira de proporções continentais que ele não tenha se tocado do que o rodeava.

Nunca na história desse país….

Responder

    Sidnei

    11 de dezembro de 2018 às 20h38

    Muita ingenuidade é não ouvir o depoimento do dono do sítio pois não seria o caso.
    Muita ingenuidade é não saber que uma reforma num sítio onde houve 112 visitas depois que deixou o cargo (ele foi seguido este tempo todo), represente menos que uma migalha de pão para os empreiteiros.
    Muita ingenuidade é não saber que no mundo dos negócios ( não para o presidente) você recebe oferta o tempo todo para dividir os próprios negócios.
    Muita ingenuidade é achar que todo político de esquerda tem que ser igual ao Ghandi. Mas o do establishment, ah! esse pode entregar 40 trilhões do pré-sal, 1 trilhão de renúncia fiscal, pegar milhões em propinas, em contas em off shore (que nome bunitu!), desgraçar uma nação com desemprego e miséria.
    O problema do Lula é um só: ser humano e como todo humano achar que poderia ser assim, igual a todo mundo, já que seu outro problema é ter sido um ser humano honesto.
    Então: viva o Bolsonaro! Este sim pode roubar a vontade. O Aécio, o FHC, o serra, o Dória, o Moro – este sim um puta ladrão, mas puta ladrão-.

    Responder

    Francisco

    12 de dezembro de 2018 às 16h44

    Senhor ilibadíssimo, esperto e assertivo convicto: Se não hipócrita, cínico e/ou crente na ‘justiça para amigos e inimigos’, de-se a dúvida, uma vez na vida, e assista o depoimento de Emilio Odebrecht sobre o caso e preste atenção sobre a narrativa relativa a rápida visita que fez a Lula em Brasília, nos últimos dias de seu segundo mandato, e irá entender, como no triplex, que transformaram ‘agrado de empresários’, no caso por vias transversas (a esposa) e surpresa para Lula, em crime de dimensões colossais, em tempo de malas e apartamentos repletos de dinheiro, gravações incriminadoras e contas em paraísos fiscais e países outros com milhões de dólares em depósitos e até mesmo o juiz do caso virando ministro da justiça do candidato eleito e por ele beneficiado com os processos contra Lula e o PT, sem falar nas gravações criminosas, não vindo ao caso ou a mídia, para campanhas intensivas ‘condenatórias’, como nesse exato momento ocorre com Aécio e o motorista-pescador de grana de eleita família.

    Caso o caráter possibilite o esforço e espero que possibilite e seja feito, aproveite e pense um pouco sobre o que está narrado e perceba quão maiúsculo é o injustiçado presidente, preso há oito meses para vergonha de todo o povo brasileiro e execração do judiciário, em futuro mais próximo que imaginam, ao não permitir que a defesa demonstre o óbvio em sua defesa, considerada a impossibilidade da verdade prevalecer juridicamente nesse momento, em defesa da memória e honra de Marisa, sua mulher, ‘morta’ pela condenável persecução sistemática e seletiva empreendida pelo judiciário brasileiro contra a sua família.
    Vamos lá, coragem!

    Responder

      Gustavo

      13 de dezembro de 2018 às 16h01

      Olá Francisco,

      A partir do momento em que os ataques passam a ser sobre minha pessoa e não contra a narrativa dos fatos que citei, sinto que o diálogo não é possível e sinto-me totalmente desobrigado de ler o que você postou.

      Vamos manter respeitosamente nossa discordância de opiniões

      Responder

        Francisco

        13 de dezembro de 2018 às 19h26

        Oi Gustavo…
        Não sendo ‘pela tangente’, perceba além das aparências, que a principio não há ataques a sua pessoa, pelo contrário, baseado na assertiva convicção com que comenta o caso e que permite-lhe cobrar ‘maliciosamente’ certa ‘inocência’ não compatível a Lula e concluir sem ‘aprofundar’, culpado, faz-se a dúvida se digno do ilibado e do esperto que leva cidadãos a ‘cravarem’, sem dúvidas, certos comentários, como esse, e portanto a ti relacionados como méritos, se caso, sabendo não se-lo por lacunas factuais, daí a ‘malícia malcriada’ contrapondo-se a ‘malícia diplomática’, para iluminar o contraditório e permitir separar o aparente do factual, o joio do trigo.
        Como se faz a dúvida, não faço afirmações sobre sua pessoa e sim, condicionalmente, estabeleço premissas como opções para chegar ou não, até a apreciação de fatos que completam lacunas, a saber: “Se não hipócrita, cínico e/ou crente na ‘justiça para amigos e inimigos…’” e “Caso o caráter possibilite o esforço e espero que possibilite e seja feito…”, no mais, apenas indico onde estão informações e destaco outras, contraditando o estabelecido pelo ‘sistema persecutório a Lula’, que não lhe permitem concluir, como ‘maliciosamente’ concluiu, justificando minha ‘maliciosa malcriação’ e não ataque direto a pessoa, exatamente por ‘não saber se ela sabe e está a sofismar’.
        Que ainda permaneço não sabendo, embora tu saiba agora onde se informar.
        É isso, só isso e nada mais que isso, tanto no educado, quanto no malcriado, dentro do ‘novo normal’.

        Responder

Justiceiro

11 de dezembro de 2018 às 17h00

E ainda tem fanáticos que dizem que não tem provas.

Eu já disse, se Lula vier a confessar seus crimes, esses fanáticos vão dizer que Lula tá mentindo, que não tem provas.

Pela carrada de provas, bota ai uns 20 anos de cana dura.

Responder

    Carlos

    11 de dezembro de 2018 às 18h06

    A senadora Gleisi Hoffman (que é a presidente do PT e já foi por um período advogada do ex- presidente Lula) fez um discurso na tribuna do Senado no dia 13 de novembro de 2018 (um dia antes do depoimento do ex- presidente Lula a juíza Gabriela Hardt0 falando sobre o processo do sítio de Atibaia. Em um trecho deste discurso a senadora Gleisi Hoffman disse que as reformas no siítio de Atibaia foram feitas a pedido da ex- primeira dama Marisa Letícia para fazer uma surpresa ao ex- presidente Lula. https://www.youtube.com/watch?v=zY47OLCs0ek Esta fala da senadora Gleisi Hoffman bate com o depoimento do executivo Alexandrino Alencar (que é ligado a Odebrecht e delator) no qual em seu depoimento a juíza Gabriela Hartd (onde ele é também réu no processo do sítio de Atibaia) disse que foi a então primeira- dama Marisa Letícia no final do ano de 2010, que veio lhe pedir que a Odebrecht fizesse reformas no sítio de Atibaia, para fazer uma surpresa para o então presidente Lula.

    Responder

      Brasil : Aguarde, Carregando....

      11 de dezembro de 2018 às 18h33

      Brasileiro é tão bonzinho….

      Responder

    Benoit

    11 de dezembro de 2018 às 18h37

    É? Provas de quê? O que eu vejo são provas abundantes de uma justiça criminosa.

    Responder

      Renato

      11 de dezembro de 2018 às 18h49

      Petistas são cegos !

      Responder

        Benoit

        11 de dezembro de 2018 às 18h57

        Eu sei ler. Voces é que são cegos morais e fanáticos. Mas isso voce não pode ver.

        Responder

        Alan Cepile

        11 de dezembro de 2018 às 18h57

        Eu passo longe, mas BEM LONGE de ser petista e não vi nenhuma prova.

        Responder

Roque

11 de dezembro de 2018 às 15h43

Somente os alienados, militontos, pelegos, babadores de ovos e as viúvas do condenado, ainda acreditam que o sítio não é do lula. Calango, tu vais comer mais uns bons anos de cana, kkkk

Responder

    Almir Bispo

    13 de dezembro de 2018 às 01h18

    Que raiva ter de explicar leis para boçais. (É caso de ser boçal mesmo).
    1)O sitio não pertence ao Lula (Ele não possui a esscritura)
    2)E MESMO que fosse,CASO ALGUEM QUISESSE DAR a ele todos os móveis,e quisesse dar a ele varias reformas,não seria crimes (DESDE que ele recebesse tais presentes FORA de cargo publico).Dar presente ou doações (entre pessoas privadas não é crime).A reforma aconteceu DEPOIS DELE TER DEIXADO A PRESIDENCIA.Ou seja,mesmo se o sitio fosse dele não seria crime.Será que vamos ter que desenhar ?

    Responder

      Roque

      13 de dezembro de 2018 às 10h36

      É mesmo??? Puxa que desperdício o calango bebum condenado está fazendo com o dinheiro dele pagando vários advogados para defendê-lo. Era só te chamar e vc resolvia isto rapidinho né… Militonto, vc não deve nem ter completado o primário e quer se meter em assuntos da justiça?? Vai arrumar um emprego e fazer algo de útil na vida, larga de ser vaca de presépio.

      Responder

Alan Cepile

11 de dezembro de 2018 às 15h06

Li a matéria com atenção e em alguns trechos voltei pra ler novamente e confesso que não sei onde estão as provas, só vi conjecturas, hipóteses, como “relato” de animais de estimação no sítio, pedágio, pertences do casal, indícios de presença e etc, ora, Lula e esposa frequentavam o local, pelo que tá escrito eu só consigo afirmar isso, nada mais.

Responder

    Ari

    11 de dezembro de 2018 às 15h15

    E desde quando se precisa de prova para a esquerda? Detalhe insignificante. Enquanto isto, um cidadão tem um latifúndio de laranja…

    Responder

      Renato

      11 de dezembro de 2018 às 18h54

      Verdade, só a esquerda não rouba !

      Responder

        Alan Cepile

        12 de dezembro de 2018 às 10h56

        Nossa, que o diga Temer, Aécio, Renan, Eunício, Cunha, Lobão, Geddel, Paulo Preto, Alckmin, Padilha, Moro e etc, etc…..

        Responder

    Brasileiro da Silva

    11 de dezembro de 2018 às 15h19

    Realmente. É absolutamente normal vc frequentar a casa dos outros, ter pertences pessoais, usar o quarto principal, colocar foto na parede e reformar ao seu gosto. Isso acontece sempre. E a acusação tem mais de 360 páginas.

    Responder

      J

      11 de dezembro de 2018 às 15h34

      Desde quando isso é crime? Os próprios proprietários afirmaram em depoimento que Lula e sua família poderia usar o sítio a vontade, sem problema nenhum. Ora, ninguém morava lá, só o caseiro. Logo, quem fosse passar feriados por lá com frequência deveria possuir alguns bens pessoais lá pra não ter que levar e trazer o tempo todo. Qualquer um faz isso, até você! Quais foram a s provas materiais além desse amontado de baboseiras eles apresentaram? As “provas” são as constantes visitas da família de Lula ao sítio, fato que Lula nunca negou.

      Responder

        Brasileiro da Silva

        11 de dezembro de 2018 às 15h37

        De jeito nenhum é crime. Mas pedir para uma empreiteira reformar, enquanto vc esta em cargo público, é crime.

        Responder

          Roque

          11 de dezembro de 2018 às 15h46

          Agora vc acabou com os mortadelas… kkkk

          Alan Cepile

          11 de dezembro de 2018 às 16h46

          E qual é a evidência disso mesmo? Poderia copiar do texto e colar aqui por favor?

          Brasileiro da Silva

          11 de dezembro de 2018 às 18h41

          Leia os depoimentos:
          Para começar, o Emílio:
          “O patriarca Emílio Odebrecht foi interrogado nesta quarta-feira (07). Ele confirmou a juíza Gabriela Hardt que aprovou a reforma no sítio de Atibaia ligado ao ex-presidente Lula. Ele contou que no último dia de mandato de Lula, disse ao petista que a reforma do sítio estaria pronta em poucos dias, mas o petista não respondeu.”
          Procure o depoimento do Marcelo Odebrecht e do Alexandrino Alencar. E se ainda sobrarem dúvidas, veja o depoimento do engenheiro que coordenou a reforma e do Fernando Bitar,.

          Alan Cepile

          11 de dezembro de 2018 às 18h52

          Desde quando um depoimento é prova??????????????????????????????????

          Nego enlouqueceu…. Farsa Jato fazendo história!

          Brasileiro da Silva

          11 de dezembro de 2018 às 19h12

          Servem as provas materiais? A cozinha reformada, o lago reformado, o campo de futebol, os quartos para os seguranças?

          Alan Cepile

          12 de dezembro de 2018 às 10h57

          Sim, foi feito uma reforma, e??….

          Renato

          11 de dezembro de 2018 às 20h03

          Ué mas você não sabia que depoimento é prova ? Se depoimento não fosse prova, os crimes de ameaça , injúria, calúnia, difamação , quando praticados oralmente, só levariam à condenação do autor se fossem gravados. Fora isso, as obras , que ninguém pediu e que ninguém pagou ( e cujo dono não autorizou ) estão lá no sítio frequentado por Lula . Ah,mas já sei; é tudo culpa da Dona Marisa !

          Alan Cepile

          12 de dezembro de 2018 às 10h59

          Hein?! Depoimento é uma pista que pode levar a uma prova, que será obtida (ou não) através de uma investigação.

          É assim em qualquer país democrático (porém sério) deste planeta.

          Benoit

          11 de dezembro de 2018 às 18h56

          Talvez voce devesse procurar o artigo que diz o seguinte: “Jacó Bittar é uma testemunha central para elucidar o caso do sítio de Atibaia, que o Ministério Público Federal atribui a Lula. Mas, no dia 18 de junho, Sergio Moro decidiu não tomar o seu depoimento”, “Sergio Moro não quis ouvir depoimento que inocentava Lula”

          Essa é só uma das anomalias escandalosas ligadas a esse processo. Esse processo é um caso de justiça.

          Outro depoimento que ele não aceita ouvir é o do Tacla Duran que duvida dos documentos da Odebrecht que poderiam ter sido falsificados com facilidade e não condizem com outros dados.

          Brasileiro da Silva

          11 de dezembro de 2018 às 19h08

          Eu não tenho que procurar matéria nenhuma. Eu estou comentando os depoimentos. E depoimento de quem do Tacla? Pede para ele vir prestar depoimento. Se precisar, nós fazemos uma vaquinha para pagar a passagem.

          Alan Cepile

          11 de dezembro de 2018 às 19h15

          Realmente não faz sentido procurar o que não existe…

          Tacla Duram prestou depoimento via videoconferência, mas Moro fingiu que não existiu, a Farsa Jato fingiu que não existiu, a mídia fingiu que não existiu e o PT tb, então deixa o Lula na cadeia mesmo, tem muito petista achando ótimo…

          Benoit

          12 de dezembro de 2018 às 09h22

          Voce não entendeu. O moro não aceita ouvir testemunhas favoráveis ao Lula.

          Alan Cepile

          11 de dezembro de 2018 às 19h09

          Rodrigo Tacla Duran desnudou a Farsa Jato, operação corrupta que extorque os acusados e condena politicamente os inimigos da direita entreguista. Não é uma força tarefa contra a corrupção, é uma quadrilha transvestida de judiciário para eliminar inimigos políticos.
          Estranhamente, MUITO estranhamente o PT não tem interesse em ir à Suíça pegar os documentos da Odebrecht (os verdadeiros, e não os corrompidos pelo Dalagnol), o PT dá toda pinta de ter traidores nos seus quadros mais altos…
          Moro, que em qualquer país sério iria à corte marcial por crimes contra a pátria, MENTIU dizendo que Tacla Duran era foragido da justiça só para não ouvi-lo. E a mídia golpista obviamente se cala….

          Carlos

          11 de dezembro de 2018 às 19h53

          Veja o caso. No dia 7 de novembro de 2018 o executivo Alexandrino Alencar (que é ligado a Odebrecht e delator) prestou depoimento a juíza Gabriela Hartd onde afirmou que em dezembro de 2010 a então primeira dama Marisa Letícia lhe procurou pedindo que a Odebrecht fizesse reformas no sítio de Atibaia, e que isto seria uma uma surpresa para o então presidente Lula. https://www.gazetaonline.com.br/noticias/politica/2018/11/sitio-de-atibaia-seria-surpresa-para-lula-diz-executivo-da-odebrecht-1014155270.html O executivo Alexandrino Alencar é réu no processo do sítio de Atibaia. Poucos dias depois do depoimento do Alexandrino Alencar a juíza Gabriela Hartd, a senadora Gleisi Hoffman subiu a tribuna do Senado para fazer um discurso sobre o processo do sítio de Atibaia no dia 13 de novembro de 2018 (um dia antes do ex- presidente Lula prestar depoimento a juíza Gabriela Hartd no processo do sítio de Atibaia). A senadora Gleisi Hoffman em um trecho desse seu discurso no dia 13 de novembro de 2018 disse que as reformas do sítio de Atibaia foram pedidas pela ex- primeira Marisa Letícia e que estas reformas seriam uma surpresa para o ex- presidente Lula. https://www.fabiocampana.com.br/2018/11/a-explicacao-de-gleisi-para-a-reforma-do-sitio-em-atibaia/ Há o vídeo no youtube para confirmar isto:https://www.youtube.com/watch?v=ldTjzKjkBhM Portanto a fala da senadora Gleisi hoffman corrobora o que disse o executivo Alexandrino Alencar. É importante dizer que a senadora Gleisi Hoffman é a presidente do PT e já foi advogada do ex- presidente Lula quando ele já estava preso em Curitiba.

          João Ribett

          11 de dezembro de 2018 às 21h26

          Então você mostra em que parte do processo e da acusação existe alguma prova de que Lula pediu alguma reforma em sítio! Em 2014 Lula não era mais presidente.

          Brasileiro da Silva

          11 de dezembro de 2018 às 21h40

          A reforma da Odebrecht foi em 2012. Se informa antes de passar vergonha. Se ele pediu ou não, não faz diferença. A corrupção se confirma com a aceitação de um “presente” de valor maior que R$ 200, enquanto funcionário público.

          Brasileiro da Silva

          11 de dezembro de 2018 às 21h44

          Correção: A reforma foi em 2010. O presidiário ainda estava no cargo.

          Brasileiro da Silva

          11 de dezembro de 2018 às 21h53

          *2010 (não 2012)

          Alan Cepile

          12 de dezembro de 2018 às 15h31

          Direito de botequim heim….

      Luis

      11 de dezembro de 2018 às 17h57

      Então, diante disso, eu posso pleitear que a casa de praia em Guarajuba-Ba, de um amigo meu de infância, que frequento há muito tempo e que tem roupas e alguns objetos meus? Ele até deixou a chave em minhas mãos para quando eu quisesse ir.

      Responder

      Benoit

      11 de dezembro de 2018 às 18h43

      Qual o problema de alguém frequentar o que quer que seja quantas vezes ele quiser? Voce sabe como eram as relações dos donos do sítio com o Lula? Eles se conheciam há dezenas de anos, tinham relações praticamente de família, tinham tido apoio pessoal do Lula em outras ocasiões. Acho que o texto fala de 12 procuradores. Isso parece ter sido transformado em um caso monstruoso. Imagino que cada procurador vai pedir pelo menos um ano de prisão para ele. Quero ver se isso não chega a uma ou duas dezenas de anos de prisão. No Brasil não existe mais um ministério da justiça, existe um ministério da Inquisição.

      Responder

Iria

11 de dezembro de 2018 às 14h22

Quem são os carrascos do Lula? A quem servem? Ou resolvemos isso ou ficaremos à deriva no Brasil, sem eira nem beira, sem moral, sem base.

Responder

Deixe uma resposta

x
WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com