Economistas discutem a desindustrialização no Brasil

Estudantes e Trabalhadores em Greve Geral também no Uruguai

Por Tadeu Porto

13 de junho de 2019 : 22h43

Não só o Brasil irá parar amanhã.

No Uruguai, trabalhadores, trabalhadoras e estudantes dos dois países se uniram para dizer não ao fascismo que representa o governo Bolsonaro.

Veja a convocação do petroleiro uruguaio
Alejandro Acosta, dirigente do sindicato de óleo e gás do país:

Vejam que Acosta convoca “a todos os uruguaios que se encontram afetados com o governo fascista do Bolsonaro a se mobilizar 14 de junho em frente a embaixada brasileira” e finaliza ressaltando a força da união dos trabalhadores uruguaios e brasileiros.

Estudantes residentes no Uruguai também convocaram ato na embaixada e se somaram a greve dos trabalhadores uruguaios.

A resposta ao crescimento do ódio e da extrema direita começa a tomar forma material em seu alcance mundial.

Tadeu Porto

Colunista do Cafezinho e diretor da Federação Única dos Petroleiros e do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

14 de junho de 2019 às 00h02

No Uruguai? Pago pra ver essa esquerda cucaracha se manifestando…

Responder

    Tato

    14 de junho de 2019 às 20h17

    Paulo: pagaras como promesas ?
    Promesas de “milagre económico?
    Como nos anos ’70 ?

    Responder

Deixe uma resposta