Live do Cafezinho (18h): o que acontecerá à Lava Jato?

Ciro Gomes: “Lula não está nada bem”

Por Redação

03 de julho de 2020 : 11h46

Em entrevista ao jornalista José Luiz Datena, na Bandnews, o ex-governador Ciro Gomes rebateu as acusações de Lula de que ele estaria “fazendo o discurso da extrema direita”.

“Lula não está nada bem. Perdeu os amigos que tinham autonomia crítica perto dele e, de repente, tomou-se de muito ódio”, respondeu.

“Esse ódio está tirando dele a percepção da realidade, porque o que está acontecendo no Brasil qualquer pessoa minimamente inteligente pode observar”.

“Acho que precisamos de muita humildade para entender o que aconteceu com o povo brasileiro para ser vulnerável a votar em um cara sem projeto, sem biografia, sem experiência, cercado de banditismo de todos os lados… nosso povo votou nesse homem, se não entendermos com muita humildade o que aconteceu… A Dilma destruiu a economia brasileira”, continuou Ciro.

Ciro também acusou Sérgio Moro de “destruir as grandes corporações de construção pesada do Brasil”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

33 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

ANTA

06 de julho de 2020 às 23h21

Ciro Gomes sempre foi de direita, é só ver os caminhos percorridos por ele durante toda sua trajetória política. A mim ele não engana.

Responder

JOHN JAHNES

06 de julho de 2020 às 20h55

Ciro Gomes é um político morto, que estão tentando ressuscitá-lo às custas de valores morais e éticos que ele está perdendo velozmente, a cada dia, a cada crítica que ele faz ao PT, a LULA, a DILMA, como se ele fosse um deus da política julgando seus maiores adversários.
No entanto, ele está sendo para o povo brasileiro um grande, fenomenal político sem rumo, boçal e desqualificado, por tentar desqualificar seus aliados que agora ele julga como adversários mortais e que precisa eliminar, e voltando aos seus velhos tempos de político da direita, que havia deixado já há alguns anos para tentar enganar o povo, principalmente ao grande massa de eleitores do PT.
Se Ciro não está mentindo agora, quando diz que se acha o mais qualificado para o cargo e que conhece a fundo todos que estão lá, porque ele falou o que mostra o vídeo abaixo (link), sobre um grande ladrão da política nacional, que o mundo todo já conhecia como tal, quando ele fez essa gravação?
EM CIRO NÃO SE CONFIA, ELE MONTA UMA NOVA REALIDADE A CADA DIA.
https://limpinhoecheiroso.com/2020/07/04/em-video-ciro-gomes-garante-psdb-e-um-partido-acima-da-media-de-decencia-e-serra-e-aecio-nao-roubavam/

https://limpinhoecheiroso.com/2020/07/04/em-video-ciro-gomes-garante-psdb-e-um-partido-acima-da-media-de-decencia-e-serra-e-aecio-nao-roubavam/

Responder

pe dy cabria

05 de julho de 2020 às 20h31

Coitado do ciro, só asneira…. quem tá pior mesmo???

Responder

João Lucas Trevisan Alves

05 de julho de 2020 às 10h16

Lamentável que o Ciro responda uma crítica política tentando desqualificar quem a fez, Lula está bem e a crítica que ele fez é política, ou não é claro que na Jovem pan, na Bandeirantes, na globo news e semelhantes Ciro cópia o discurso da direita de dizer que Lula é corrupto e que seu governo foi o mais corrupto e que a causa de toda a crise que vivemos é herança do PT?

Responder

Antonio

04 de julho de 2020 às 15h22

Olha, se o candidato da esquerda será Ciro ou qualquer outro para ganhar do Bolsonaro, é um discussão que temos que ter, mas é sábido que assim como o Antibolsanarismo é forte o Antipetismo também é. Então se não queremos ter no segundo turno a possibilidade de vitória do Bolsonaro, não podemos ter um candidato do PT. Se o PT tiver um projeto de país e não de poder, daria um tempo e não lançaria candidato nessa próxima eleição.

Responder

Batista

04 de julho de 2020 às 13h07

Datena não é aquele do programa de TV, ao cair da tarde, empapado em sangue, tragédias & violências, que até há pouco tempo dava voz a Bolsonaro, semana sim, a outra também, quando o mito bombava em aprovação rumo ao governo de exceção e que, após o STF reagir, chegando-se a prisão do Queiroz, abandonou-o e para preencher o espaço aberto, ‘descobriu’ o ‘ego tetra-pretendente’ para preenche-lo, por ora?

Responder

    Miramar

    05 de julho de 2020 às 00h58

    Sim, esse mesmo. Aquele que foi filiado ao PT durante anos.

    Responder

      Batista

      05 de julho de 2020 às 22h24

      Importantíssima filiação, tal como a de Adélio Bispo no PSOL ou ainda a ‘militância petista’ passada do juiz Marcelo Bretas da lava-jato, dizendo-se antigo apoiador de Lula e do PT…, tendo o filiado Datena, nesse tempo, como Adélio no PSOL, jamais participado de qualquer reunião ou ação partidária, além de renovar a filiação, sem esquecer que, como ‘militante atuante’, sua maior e única colaboração foi solicitar a desfiliação do partido, quando então resolveu recuperar o tempo perdido e passou a perseguir o ‘Ego Tetra-Pretendente’, em quantidade de filiações partidárias e pretensões de ‘candidaturas’, já estando hoje em seu quinto partido (PT, PP, PRP, DEM e PMDB), cinco ameaças e nenhuma efetiva candidatura, faltando apenas três filiações para suplantar o ‘Ego-Tetra-Pretendente’ no quesito, que atesta a inegável coerência política-partidária de ambos.

      Responder

ALFREDO CARLOS RANGEL

04 de julho de 2020 às 10h53

Ciro é um fantasma… É um político sem rumo, com uma carreira repleta de equívocos, com final próximo sem deixar legado algum… Vade retro…

Responder

helio

04 de julho de 2020 às 07h49

Ciro, o democrata. Resumo da Época: “Os incômodos do passado

Ciro não gosta de perguntas sobre seu tempo no PDS, a legenda do regime de 64. Por quê?

Ciro Gomes sempre respondeu de mau grado a questões relativas ao início da carreira política. Em 1982, disputou o primeiro mandato, de deputado estadual, filiado ao PDS, o nome novo da Arena (Aliança Renovadora Nacional). ‘Nunca pertenci à Arena e só me filiei ao PDS para não entrar na política contra meu pai’, diz. Do ponto de vista político, a distinção entre Arena e PDS é tão relevante como dizer que Volks é diferente de Fusca. Do ponto de vista pessoal, a fidelidade às idéias políticas paternas – seu pai era prefeito de Sobral, no Ceará – não é obrigatória em políticos de sua geração. O deputado do PT Aloizio Mercadante é filho de um general conservador, que dava respaldo integral ao regime militar. Desde a juventude Aloizio assumiu o caminho que achava melhor. Enfrentou bombas de gás e golpes de cassetete da polícia da ditadura.”

Responder

    ALFREDO CARLOS RANGEL

    04 de julho de 2020 às 10h56

    Apóio a referência ao Mercadante…

    Responder

    Miramar

    04 de julho de 2020 às 11h44

    Ciro nunca apoiou o regime militar, diferente de pessoas inegavelmente democratas como Sobral Pinto, Dom Paulo Evaristo Arns e Ulysses Guimarães que cometeram esse equívoco durante um curto período. As primeiras participações de Ciro na política Nacional foram em passeatas em prol da anistia. Sua filiação ao PDS foi meramente conjuntural,lembrando que o Ceará foi campeão do voto camarão em 82. Posteriormente seria um dos coordenadores na campanha das Diretas Já no Ceará. Você sabe disso,Hélio. No entanto, parece achar normal divulgar meias verdades quando isso convém a fins meramente eleitorais. De qualquer forma,em nome da honestidade,recomendo que você leia os artigos jornalísticos na íntegra e não apenas a parte que lhe convém.

    Responder

      O Demolidor

      05 de julho de 2020 às 23h53

      Essa historia de que….quando ainda na nova sigla da ARENA (PDS) junto com o pai…..virou Procurador Geral do Município de Sobral aos 20 anos…….É verdadeira?

      Responder

Alexandre Neres

03 de julho de 2020 às 22h44

Sei que meus adversários políticos são os trastes Bolsonaro e Moro.

Há neste blogue uma incitação à briga fratricida, fazendo com que o campo progressista perca o foco. Diria mais, é leviano e mau-caratismo aproveitar-se dessa pauta lavajatista incensada pela grande mídia para abalar a reputação da maior liderança popular que saiu do governo com 87% de aprovação no Ibope.

Não se discute, não se dá palco a quem não é da sua estatura.

Lula depois de sofrer ataques oportunistas incessantes, que revelam mais o caráter ferrabrás do acusador, refutou com elegância, sem baixar o nível para os ataques rasteiros do pretenso rival.

Vou guardar minhas armas de grosso calibre para depois, se essa tática juvenil persistir.

Como diria o percuciente jornalista mineiro João Paulo Cunha: “Há, entretanto, os que candidamente falam em transição respeitosa e frentes amplas o suficiente para abrigar golpistas de ontem, antidemocratas de anteontem e arrivistas de sempre. Não são ingênuos, apenas armam o cenário para recompor seu governismo estrutural. Bolsonaro, para eles, é uma gripezinha. Quem aceitar o convite, não reclame depois.”

Responder

    Redação

    04 de julho de 2020 às 10h42

    Este blog não incita a briga nenhuma. Há uma briga (normal, em democracia, e mais normal ainda em se tratando de esquerda) e nós simplesmente cobrimos essas divergências da maneira mais imparcial possível. Observe que os posts de Lula e Ciro não trazem nenhum tipo de adjetivação de nossa parte. Obrigado!

    Responder

      Alexandre Neres

      04 de julho de 2020 às 11h21

      Realmente, nos últimos não está havendo adjetivação. Reconheço, mas antes havia e muita, a começar da frase estampada na manchete. No entanto, isso ocorre agora, depois de ter o cenário conflagrado por longo período. Por isso, inclusive, não estou entrando nessa espiral autodestrutiva. Morro de rir até ao ouvir o Ciro dizer que o Lula tá tomado de ódio. Estaria se olhando no espelho?

      Responder

      Francisco

      04 de julho de 2020 às 12h35

      Redação, assumir lado não tem nada de condenável, pelo contrário, é do jogo político a opinião e, desde que não ‘entorte-se e torture-se” os fatos, dignifica, clareia, torna justo ‘o jogo’.

      Insistir na absoluta imparcialidade que inexiste por aqui na questão política, ofende quem tem olhos de ver e cabeça de pensar além do literal, inclusive ciristas, acima do primário na política.

      Responder

Fábio maia

03 de julho de 2020 às 16h27

Poxa cirao da massa aí não te entendo. Vc quer acabar com a polarização esquerda/direita denunciando que o PT e conciliador?
Assim vc por teu discurso no ralo.

Responder

    Miramar

    04 de julho de 2020 às 11h48

    Os petistas ainda não descobriram a diferença entre ser conciliador e ser politiqueiro.

    Responder

Alan C

03 de julho de 2020 às 15h42

Não há argumento que negue o que o Ciro falou sobre o Lula.

Responder

    Batista

    04 de julho de 2020 às 12h50

    De fato, tanto como não há argumento que negue o que o mito pensa e decide sobre a pandemia do covid-19, para os bolsonaristas, né?

    Responder

marco

03 de julho de 2020 às 14h27

Ciro precisa parar de elogiar o trairão Marcio Thomaz Bastos, aquele que enterrou as investigações sobre o Banestado-CC5.
Precisa atualizar suas fontes

Responder

Gilmar Antunes

03 de julho de 2020 às 14h11

E insiste na reforma que não houve no triplex.
Ora, isso não é desonestidade não? Será que ele não sabe que não houve reforma no triples?
Que papo é esse de reforma da OAS no triplex para beneficiar o Lula, se não houve reforma nenhuma?

Responder

Gilmar Antunes

03 de julho de 2020 às 14h05

E o Sr. Datena (ou Dá Pena”?) ainda insiste em processo do Guarujá, uma evidente fraude jurídica que inventaram contra o Lula, pela qual os falsos investigadores deveriam ter sido processados e demitidos, como o próprio juiz Sérgio Moro, que agiu em conluio com os falsos procuradores, como divulgou o The Intercept Brasil.
Até quando essa gente vai parar de fazer politicagem em vez de jornalismo?

Responder

Miramar

03 de julho de 2020 às 13h58

Agora é se divertir com o chilique dos Lulopetistas xiitas (roubei essa do Alan C).

Responder

    O Demolidor

    05 de julho de 2020 às 23h49

    Quem se refere como “Xiitas“ os radicais (PT?) é o Eduardo Bananinha…..preconceito..

    Responder

Gilmar Antunes

03 de julho de 2020 às 13h58

Gostaria que, do mesmo modo que jornalistas como José Luiz Datena (ou “Dá Pena”?) se dispõe a entrevistar Ciro Gomes, que fugiu pra Paris após perder pro Haddad no 1º turno em 2018, se dispusesse a entvrevistar Lula.
A mesma autocrítica que cobra do Lula e do PT não cobra de si próprio.

Responder

    Miramar

    04 de julho de 2020 às 11h51

    Se você houvesse assistido a entrevista saberia que o convite foi feito.
    Quanto a Paris, o próprio Ciro já avisou que não anda mais com bandidos.

    Responder

Ricardo JC

03 de julho de 2020 às 12h28

O Cafezinho abraçou o anti-petismo como causa. Não há mais dúvidas…

Responder

    Antonio

    04 de julho de 2020 às 15h28

    Na verdade eu entendo que o Cafezinho sabe a importância da esquerda voltar ao poder e conhece o risco de ter um segundo turno entre PT e Bolsonaro. Aonde ambos possuem uma grande gama de detratores. Outro candidato da esquerda no segundo turno faria a vitória ser mais fácil, com o PT a vitória é incerta. Se o PT quer o bem do país deveria encontrar um candidato em outro partido e o apoiar e em 2026 volta a ter candidato se desejar. Agora lançar candidato e ver o Bolsonaro vencer e jogar a culpa na população sem novamente fazer autocrítica, só vai fazer perder mais credibilidade

    Responder

      O Demolidor

      05 de julho de 2020 às 23h47

      A direita é incorrigível…..depois do golpe de 2016, da PEC do fim do Mundo, da disforma trabalhista, da disforma previdenciária e etc…..todos coma o DNA de PSB e PDT…..agora pedem para o PT se recolher, apoiar outro candidato (Ciro) e fazer mea-culpa….e isso depois da Vaza a Jato, da fraude eleitoral do Bozo. Esse processo de demonização do PT foi desonesto desde o começo….infelizmente….ao ponto de direitistas e liberais se filiarem a partidos fracos….esperando garimpar o descontentamento de quem caiu na ladainha do PT roubou o Brasil…..ladainha da direita desonesta disparada em massa pelo Whatssap…….e repetida pelo Corone Camaleão.

      Ninguém foi mais demonizado neste país do que Lula, seu partido e sua família, por uma imprensa que erigiu falsos heróis e agora se vê na contingência de descartá-los, como fez com Aécio Neves e Eduardo Cunha quando perderam utilidade.

      Responder

O Demolidor

03 de julho de 2020 às 12h14

Esta ali que ele é ex-governador do ceara…por dois anos…entre o primeiro e o segundo dos três governos do milionário Tucano Senador Coca-Cola…

Atacar o Lula é o que a direita faz sem provocação…

Não ligo se o blog censurar…

Responder

Deixe uma resposta