Live do Cafezinho: bate papo com o cineasta cearense Wolney Oliveira

Datafolha: Aprovação de Bolsonaro bate recorde e rejeição cai 10 pontos

Por Redação

14 de agosto de 2020 : 09h13

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira, 14, mostra que a aprovação do presidente Jair Bolsonaro deu um salto no mês de julho.

Segundo a pesquisa, o presidente alcançou uma aprovação de 37% e a rejeição caiu 10 pontos, de 44% para 34%. Já o número de pessoas que consideram o governo regular é de 27%.

Em comparação com junho, houve um aumento de cinco pontos na aprovação do presidente. Em junho, a porcentagem de eleitores que aprovavam a gestão de Bolsonaro era de 32%.

Ainda de acordo com a pesquisa, a melhora na avaliação do governo é alavancada pela expansão do auxílio emergencial para as famílias que perderam a renda devido a pandemia.

A postura de Bolsonaro também foi relevante para melhorar seus índices de popularidade. Nas últimas semanas, o presidente têm diminuído o tom com os outros poderes da República como o STF e a Câmara.

No levantamento, Bolsonaro conseguiu maior aprovação entre os homens (42%) de 35 a 44 anos, das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte (42%) e os empresários (58%).

Já sua rejeição se concentra entre as mulheres (39%), pretos (48%), escolarizados com ensino superior e quem ganha mais de 10 salários mínimos (47% em ambos os extratos sociais).

O Datafolha ouviu 2.065 eleitores de todas as regiões do país entre os dias 11 e 12 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

dcruz

15 de agosto de 2020 às 15h19

E vai ser reeleito, o bozo. Enquanto isso as esquerdas continuam fazendo aquele jogo já preconizado por Darcy Ribeiro, a tal “esquerda que a direita gosta.”O bozo com ou sem fake news vai faturando, agora chupando descaradamente as obras do Lula no nordeste,não interessa, foi lá na boca do lobo com seus caraminguás comprar Deus e todo mundo. E o Lula inflando seu ego, está gordo de tanto se ouvir, falando só para os aliados e aquilo que eles querem escutar. Corre da Globo como o diabo da cruz, não aprendeu a lição do Brizola que foi lá e esculhambou os Marinhos na casa deles. Vamos ter que engolir esse embusteiro com cloroquina ainda por cima.

Responder

Paulo

14 de agosto de 2020 às 17h55

Ou esses nºs se mostrarão voláteis, a médio e longo prazo (2022), ou o povo brasileiro merecerá o desgoverno e a impunidade massiva que se seguirão…Sem falar no desmatamento da Amazônia, que produzirá uma tragédia ambiental de proporções inimagináveis, inviabilizando a agricultura e até o abastecimento de água nas Regiões SE, S e CO. Provavelmente o país se fragmentará, em algumas décadas…

Responder

Alan C

14 de agosto de 2020 às 11h56

De novo esse lenga-lenga??? rsrsrs

Pesquisa por telefone tem quase tanta utilidade quanto cinto de segurança numa moto.

Só vai valer – de verdade – quando for pesquisa presencial e quando o auxílio do congresso terminar, pois aí sim retornaremos minimamente à condição real da situação calamitosa da bozolândia.

Responder

Eldemir

14 de agosto de 2020 às 11h46

Povo sem grana no bolso (leia-se crise economica) derruba governo.
Já coronavoucher “salva” governo.

Responder

Vixen

14 de agosto de 2020 às 11h16

Haim gente, nao é possivel… o genocida, fascista, nazista, racista, homofobico Bozo com esses numeros….kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Belem

14 de agosto de 2020 às 11h12

Vindo do Datafice podem tranquilamente por 5% a mais de aprovação.

Responder

Alexandre Neres

14 de agosto de 2020 às 10h33

Apesar do wishful thinking, de todo o palavrório, da pretensa cientificidade das análises empreendidas, o resultado é este que se está vendo. O pior desgoverno de todos os tempos está pondo em prática tudo que prometera, sem oposição, a qual se preocupa com questiúnculas e em assestar as suas baterias contra os aliados em potencial. Entrementes, o adversário a ser batido está nadando de braçada, livre, leve e solto, rumo a um segundo mandato que irá consagrar o Brasil como grande pária da humanidade, um vexame ambulante entre seus pares, tratando-se de uma mácula indelével. Até quando?

Responder

    Hilux12

    14 de agosto de 2020 às 12h23

    Até os brasileiros decidirem que é hora de mudar.

    Responder

      Alexandre Neres

      15 de agosto de 2020 às 00h56

      Vai se fuder, Wellington. Cadê a Andressa?

      Responder

Jerson7

14 de agosto de 2020 às 10h18

Era prevesivel que com o tempo a esquerdalha podre perdesse apoio no NE.

Responder

Hilux12

14 de agosto de 2020 às 10h16

Em um pais com 90% de miseraveis a classe media nao elege ninguem.

Responder

Deixe uma resposta