Live do Cafezinho: o caso Samuel Borelli, quando a esquerda produz fake news

Foto: Reprodução

Eleições 2020: Chapa DEM-PDT lidera disputa em Salvador, diz pesquisa

Por Gabriel Barbosa

24 de setembro de 2020 : 12h41

Nesta quinta-feira, 24, foi divulgada a primeira pesquisa eleitoral para a Prefeitura de Salvador.

Segundo o levantamento do Potencial Pesquisas em parceria com o portal ‘A Tarde’, a chapa formada por Bruno Reis (DEM) e Ana Paula Matos (PDT) lidera a disputa com 35% das intenções de voto.

Em seguida, aparecem Sargento Isidório (Patriota) e Olivia Santana (PCdoB) com 10% cada. Na quarta posição e apoiada pelo governador Rui Costa, Major Denice (PT) com 7%.

Já o deputado federal Bacelar (Podemos) e Hilton Coelho estão empatados com apenas 3%.

Nas últimas colocações, estão Cezar Leite (PRTB), com 2%, e Celso Cotrim (PROS), com 1%. O único candidato que não pontuou na pesquisa foi Rodrigo Pereira (PCO).

Pesquisa Espontânea

No levantamento espontâneo, ou seja, quando o eleitor não recebe a lista de candidatos, Bruno Reis lidera com 21% das intenções de voto e em seguida, Sargento Isidório com 6%.

Mesmo sem concorrer, o atual prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), foi citado por 5% dos eleitores. Já Olivia (PCdoB) e Denice (PT) aparecem com 4%. Bacelar, Cezar, Cotrim e Hilton aparecem com apenas 1%, cada.

Sobre a rejeição, Bruno Reis aparece com índice de 28% (o menor do levantamento), seguido por Major Denice com 40%. Em seguida, aparecem Cezar (41%), Olívia (43%), Cotrim (45%), Hilton (45%) e Bacelar (48%). O campeão de rejeição é o deputado federal Sargento Isidório com 63%.

A pesquisa ouviu 800 eleitores de Salvador entre os dias 16 e 22 de Setembro. A margem de erro é 3,5% para mais ou para menos.

Gabriel Barbosa

Jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

24 de setembro de 2020 às 20h58

Chapa da vergonha. Mostra quem é o cavalo de troia da centro-esquerda brasileira. Brizola deve estar se revirando no túmulo como todo trabalhista histórico, com a aliança do neotrabalhismo com o carlismo. Uma trairagem inominável digna da fábula do escorpião e do sapo,. Olha que dizem ser amigos de Rui Costa e Jaques Wagner durante o dia, mas na calada da noite fazem seus conchavos.

O pior de tudo é a postura do pau mandado do coroné. Plantou uma notícia mais cedo que líderes do PDT e do PT apoiam Alcolumbre para tentar normalizar a aliança espúria entre PDT e DEM. Apesar de ser um vexame apoiar um borra-botas como Alcolumbre malferindo a Constituição para presidir o Senado, não se compara com a costeada do alambrado do neotrabalhismo para se aliar a ACM Neto, neoliberal até a medula, em reduto do PT. Igualzinho que nem PSDB do FHC e DEM, não por acaso Ciro veio de lá.

Deixe estar, vamos ver lá na frente, o jogo é jogado. Ô interventor, vai me censurar mesmo na cara dura?

Responder

Alan C

24 de setembro de 2020 às 16h55

PT em 4º lugar (pra baixo) será a sina em todas as principais capitais.

Responder

    Adevir

    24 de setembro de 2020 às 21h14

    Tomara.

    Responder

Sebastião

24 de setembro de 2020 às 15h42

A vice é apadrinhada de ACM Neto, assim como Bruno Reis. ACM Neto só age estrategicamente buscando tirar partidos da base de Rui, e filia as pessoas deles nos partidos adversários.

O presidente do PDT estadual fez a ponte pra Neto, Ciro e Lupi e acabou por ser limado. E Neto negociou diretamente com Lupi e Ciro. Então… É uma chapa puro sangue e só tem o PDT no nome.

Com Bruno Reis não foi diferente. Ele era do DEM, filiou ao MDB pra ter o apoio de Lúcio e Geddel, e quando estes estavam queimados, Bruno Reis voltou pro DEM.

Responder

Alexandre Neres

24 de setembro de 2020 às 14h24

Chapa da vergonha. Fica bem claro qual é o verdadeiro cavalo de troia do país. Brizola mais do que nunca deve estar revirando no túmulo por essa associação inglória com o carlismo. O neotrabalhismo mancha a história do trabalhismo histórico, costeando o alambrado e mostrando de forma inequívoca sua disposição de trairagem, que nem a fábula do escorpião, ao atacar Rui Costa e Jaques Wagner, a quem chamam de “amigos” durante o dia, mas apunhalam na calada da noite.

Pior ainda a atuação do pau mandado do coroné, que plantou uma notícia vergonhosa do suposto apoio do PT e do PT ao golpista Alcolumbre, deixando bem claro o que representa a nova política, com o escopo de normalizar o apoio do PDT a uma chapa liderada pelo DEM de ACM Neto. Querendo passar a impressão de que apoiar o DEM é habitual nas esquerdas e que tais, como se estivesse no mesmo patamar do apoio equivocado e inconstitucional àquele borra-botas para presidir o Senado.

Responder

Hilux12

24 de setembro de 2020 às 12h52

E o GOPI de 2016…agua passada ? Amigos como antés…? Kkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

    Tadeu

    24 de setembro de 2020 às 20h10

    Inimigos, inimigos; negócios à parte, huehuehue.

    Responder

Deixe uma resposta