Live do Cafezinho: balanço dos partidos de esquerda

Ciro e Lula selam trégua em encontro em SP

Por Redação

29 de outubro de 2020 : 08h28

Um encontro intermediado pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), resultou no pacto de não agressão entre o ex-presidente Lula e o vice-presidente Nacional do PDT, Ciro Gomes.

Durante a conversa, que aconteceu na sede do Instituto Lula em São Paulo, os dois falaram sobre a situação do Brasil no Governo Bolsonaro e o cenário eleitoral deste ano.

Apesar do valor simbólico do encontro, não existe nenhum acordo entre os dois partidos, PT e PDT, visando as eleições presidenciais de 2022.

O encontro entre os dois líderes aconteceu após uma série de desavenças e ataques tanto de Ciro, quanto de Lula, que se intensificaram após o apurado das eleições de 2018 que oficializou Jair Bolsonaro na Presidência da República.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

30 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Netho

31 de outubro de 2020 às 03h31

Nem bem foi anunciado, as principais lideranças petistas já se manifestaram fustigando o candidato do PDT. Ciro parece não ter aprendido nada durante o conúbio com Lula e o PT. Mais uma vez caiu na arataca e será responsabilizado, mais adiante, pelo fracasso da comunhão que não tem mais nenhuma condição de vingar. O movimento do PT tem apenas uma motivação e um objetivo. Anular os ataques do PDT e garantir o protagonismo hegemônico do partido em 2022. Tática ótima para o PT e péssima para o PDT.

Responder

Arilson Mendes Sá

30 de outubro de 2020 às 13h20

Vejo aqui pelos textos, um bando de gente que deveria aprender com os seus líderes partidários, se comportam como criança, em meio a uma conjuntura, que requer de nós unidade. A picuinha não pode ser mais importante que a necessidade de conquistar o povo para um projeto DEMOCRÁTICO POPULAR, a não ser que esse seja o objetivo, nesse caso decemos tratar essas pessoas como infiltradas, a serviço da direita, um bolsomion.

Responder

Miramar

29 de outubro de 2020 às 16h01

Existem mentirosos dizendo que isso é uma vitória de Lula, sem antes se perguntar o principal: Quem procurou quem?

Vão com calma, petezada. Por enquanto é só uma trégua. Só espero que o Ciro tenha tomado cuidado com a carteira.

Responder

Netho

29 de outubro de 2020 às 15h23

Taticamente, o PT tem errado, sistematicamente, desde 2014. No caso de Fortaleza, também se repete o fenômeno do ”recall” negativado do ainda vigente ”antipetismo”. Bastou Lula entrar nas campanhas como apoiador ostensivo e o efeito bumerangue de 2018 reproduziu-se. Até o marqueteiro alcagueta das campanhas de Lula e Dilma, no Roda Viva, confirmou que a presença de Lula tornou-se contraproducente e deletéria para seus títeres. Pelo visto, nem Lula nem o PT aprenderam coisa alguma com os erros crassos praticados desde junho de 2013. A tendência eleitoral é que o PT saia menor em 2020 se comparado a 2016. Atualmente, o PT não comanda nenhuma prefeitura de capital nem cidades com mais de duzentos mil habitantes. 2020 será pior. Lula deve estar lamentando profundamente não ter seguido o exemplo de Evo Morales, que não confiou no sistema judiciário boliviano, nem deu o braço para ser torcido pelos seus algozes. Morales exilou-se como refugiado no México e, depois, na Argentina. Fora do país coordenou juntamente com Garcia Linera e Cotocora Arce a volta por cima com apoio dos movimentos sociais. Já há candidato petista pensando duas vezes em posar ao lado do ex-metalúrgico que virou suco na betoneira das empreiteiras. Para quem não acompanhou de perto a campanha de 1989, uma informação esclarecedora, que sempre foi dita e repetida nos tempos em que o PT não frequentava o Caixa 2 da Odebrecht. Entre o primeiro e o segundo turno, os capas-pretas do partido foram procurados pela Odebrecht. A empreiteira percebia a viabilidade crescente de uma vitória de Lula em 1989 e não se fez de rogada. Ofereceu a ”contribuição” para selar a sua participação ”proativa” na reta final. Os intermediários da Odebrecht ouviram como resposta um sonoro ”não”. Acompanhado de uma frase curta, grossa e lacônica, expressa pelo próprio Lula: ”É uma fria!”. Deu no que deu, trinta anos depois!

Responder

Tadeu

29 de outubro de 2020 às 13h09

Esse encontro foi em setembro. Hoje, fins de outubro, os petistas do Rio usam fake news, em mais uma das suas habituais sujeiras (“fazer o diabo para ganhar eleição”, não era isso?), para tentar sabotar a candidatura do PDT. Um outro usuário disse que divulgar a notícia desse encontro agora mais atrapalha que ajuda o PDT, e concordo. Parece uma tentativa de apaziguar o PDT, manter a sua militância parada diante de um quadro de suposta trégua, enquanto o PT continua atacando de modo covarde e sujo – o que é o modus operandi tradicional do PT.

Responder

    NeoTupi

    29 de outubro de 2020 às 15h33

    Vivi para ver um cirista chamar de fake news um FATO noticiado por este blog cirista. O fanatismo dos bolsominions está fazendo escola.

    Responder

      Clarice

      01 de novembro de 2020 às 04h38

      A fake news que a petezada tá usando pra sabotar a candidatura do PDT que ele citou foi contra o vice da Martha Rocha, ô retardado.
      Esperar inteligência e caráter de lulista é realmente difícil…

      Responder

Partagas

29 de outubro de 2020 às 12h51

Solta o berro Ciro: “o Lula tá preso, babaca.”

Responder

Vixen

29 de outubro de 2020 às 11h50

Olhando para essa foto eu vejo um triplex, um sitio, um apartamento em Fortaleza e dois carros penhorados pela justiça….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

O risco desses dois animais juntos na Presidencia é o Brasil precisar vender as cataratas de Iguaçu e o Cristo Redentor para bancar a desgraça…kkkkkkkkkkkkkk

Responder

NeoTupi

29 de outubro de 2020 às 11h48

Lula cresce e Ciro encolhe, porque o gesto equivale a Ciro se retratar de todas as ofensas que disse sobre Lula, do contrário ele estaria se aproximando de “presidiário comum, político corrupto, ladão”. Enquanto o gesto de Lula é de conceder perdão.

E Ciro coloca mais uma penca de explicações para dar sobre o que disse e desdisse em toda entrevista que der. Como dizia ACM vô, pra político, só de ter que ficar se explicando é ruim.

Estrategicamente, Ciro ganharia mais se parasse de ofender mas não reconciliasse. Repararam que até Bozo parou de atacar Lula?

Responder

    TupiOld

    29 de outubro de 2020 às 14h58

    Como tem petista cego rsrsr

    Responder

    Miramar

    29 de outubro de 2020 às 15h56

    Ciro nunca ofendeu Lula, apenas o chamou de ladrão e politiqueiro. Sem falar que ele é o fundador de uma gangue travestida de parido político.

    Responder

Salles o Nhonho

29 de outubro de 2020 às 11h18

Mas eles ficaram com medinho e apagaram o encontro depois???

Responder

    Efrem Ventura

    29 de outubro de 2020 às 13h09

    ….jaja parecem na igreja juntos como o poste e a maconheira. Kkkkkkkk

    Responder

José de Souza

29 de outubro de 2020 às 11h16

Ciro fez a sua jogada, apostou alto, e perdeu. Sonhava em capturar o voto antipetista não hidrófobo e se ferrou. Não se contentou em delimitar um campo crítico, frustrado pelo chance que ele achava que teria em 2018. Bem vindo ao mundo real. Como bem disse o cientista político Antonio Carlos de Almeida, todos da esquerda que se confrontaram com Lula se escafederam (Marina, Cristóvao Buarque, etc), Quem marcou posição e se diferenciou sem se confrontar cresceu (Boulos, Flavio Dino) .
Quem atua na política movido por ressentimentos sempre quebra a cara.

Responder

Netho

29 de outubro de 2020 às 11h12

Nenhuma aproximação se faz necessária nesta altura do campeonato. O PT sairá menor em 2020 do que em 2016. Lula e o PT entraram na ”ladeira escorregadia” por conta de seus repetidos erros crassos praticados desde junho de 2013. Para Ciro e o PDT o anúncio foi realizado na pior hora e deve atrapalhar o PDT nas municipais. O apoio do PT e de Lula virá de graça em 2022, simplesmente porque 2020 será a pá de cal no partido no universo municipal. Aliás, a movimentação do PT e Lula em direção ao PDT já sinaliza isso. Fosse a situação do partido de melhorança esperançosa, jamais Lula e o PT teriam admitido fazer o movimento de aproximação, ainda que simbólico. Há um erro conjuntural do PDT em aceitar, simbolicamente, o sinal de paz, agora. É prejudicial ao PDT, aos candidatos do PDT e ao próprio Ciro.

Responder

    Alexandre Neres

    29 de outubro de 2020 às 12h48

    Comentários como este são risíveis. Enquanto leio o Ricardo Capelli dizer que a união é decisiva e que nada pode se sobrepor ao futuro do país e dos brasileiros, vem o Sr. Netho desfiar um rosário de asneiras. Um analista simplório, diria que um analfabeto político. Primeiro erro crasso é comparar eleições paroquiais com nacionais. Deveria verificar quantos votos teve o “poste” no intervalo. Acha que os votos do PDT iriam cair no colo do PT como que por inércia, tal como o Ciro apostou em 2018 e se deu muito mal. Mas não se pode exigir muito dessa matilha, pois foram açulados um bom tempo, agora estão por aí raivosos e espumantes, é difícil diferenciá-los dos bolsominions, a começar dos comentários que não ligam lé com cré. Como caixas de ressonância, adotaram o antipetismo da Globo, bradam contra a corrupção e quetais, não enxergam um palmo diante do nariz para ver o quanto foi prejudicado o campo progressista como um todo. Repetem sem se dar conta com o que fizeram com Vargas e Jango, depois de o PT ter sido golpeado, usurpado do governo e vítima de lawfare pelo establishment. Culpam a mulher estuprada pelo fato de que usava saia curta. Não passam de uns conservadores bobocas.

    Responder

Marcus

29 de outubro de 2020 às 10h48

Pobre Lula, confiando que o escorpiao vai se conter ate atravessar o rio…

Responder

General de Pijama

29 de outubro de 2020 às 10h46

Já era tempo.

Responder

y sem soma

29 de outubro de 2020 às 10h32

Se puderem os leitores, gostaria de saber sobre os ataques de Lula a Ciro Gomes. Vi o segundo reverberar o “lula é ladrão”, e considero isso um ataque. Mas não vi os ataques de Lula. Alguém poderia me dar exemplos.

Responder

Justiceiro

29 de outubro de 2020 às 10h27

Se a esquerda se unir fica difícil pro bozo.

Responder

    Efrem Ventura

    29 de outubro de 2020 às 11h49

    Nao muda nada, os votos do Cirolipa do primeiro turno foram todos para o Poste em 2018.

    PT, PCDOB, PDT…o vaso sanitario é mesmo.

    Uma pesquisa de poucos dias atràs mostrou um segundo turno com Lula Vs Bolsonaro e Cirolipa Vs Bolosnaro…os numeros eram os mesmos em ambos os casos.

    Resumindo….para os brasileiros a esquerda com um ou outro é a mesma porcaria.

    Responder

Tony

29 de outubro de 2020 às 09h52

….afinal das contas um saco do lixo não é nada sem a imundiça !! kkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Hilario

29 de outubro de 2020 às 09h38

Uma sublime desgraça.

Responder

Alan C

29 de outubro de 2020 às 09h36

Pra haver trégua tem que haver guerra, e isso nunca houve, e sim diferenças.

Esse assunto é tão “interessante” quanto a tal união das esquerdas, frente ampla e afins.

Responder

Luan

29 de outubro de 2020 às 09h26

Já podemos zoar…?

Notem como na foto o Lula tenta esticar o braço pro lado do Ciro e o mesmo protege o bolso da jaqueta com as duas mãos….kkkkk

Responder

Jerson7

29 de outubro de 2020 às 09h24

Cirolipa ao Lula: corrupto, pilantra, safado, tá preso babaca….TE AMO !!! Kkkkkkkk

Responder

Arthur Fonzarelli

29 de outubro de 2020 às 09h22

Os bolsonaristas agradecem…kkkkkk

Responder

Germano

29 de outubro de 2020 às 09h21

Ciro é Lula, Lula é Ciro….kkkkkkkkkk

Responder

Sebastião

29 de outubro de 2020 às 08h45

Espero ao menos que dê fruto pra a esquerda em 2022… Embora acredite que Bolsonaro seja reeleito, depois do futuro Renda Brasil.

Agora, como fica os CIRISTAS e LULISTAS que ficavam se digladiando, em ataques mútuos? Tá vendo que fanatismo por um líder político, não vale a pena?

Responder

Deixe uma resposta