Paris Café Extra: Finanças Funcionais, uma revolução copernicaniana na economia

PSOL oficializa candidatura de Erundina a presidência da Câmara

Por Redação

19 de janeiro de 2021 : 08h14

Nesta segunda-feira, 18, o PSOL oficializou a candidatura da deputada Luiza Erundina (SP) a presidência da Câmara.

Fonte: Reprodução / Twitter

De acordo com a nota do partido, “o PSOL definiu a apresentação de Luiza Erundina na disputa à Presidência da Câmara após debates internos na bancada federal do partido e em sua Executiva Nacional. A candidatura de Luiza Erundina buscará aglutinar o máximo de parlamentares possível sob um amplo programa político de ampliação de direitos e de defesa da democracia e da ciência brasileiras”

Fonte: Reprodução / Twitter

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Elson de Mendonça Ribeiro

19 de janeiro de 2021 às 23h40

Respeito a Erundina, mas espero q sua candidatura ñ
prospere, pois prosperando poderá auxiliar o candidato do Bozo.

Responder

Alexandre Neres

19 de janeiro de 2021 às 19h57

Tirante o lado obsessivo-compulsivo, assino embaixo teu comentário, meu caro Netho.

Confesso que adoraria ver o cearense eleito, ver como lidaria com o congresso seguinte, sempre pior do que o anterior. Sem poder de escolha quanto às condições e circunstâncias, tendo que lidar com uma quantidade de partidos ingente, só esperando a hora agá para dar a mordida. A princípio na moita, depois pondo as manguinhas de fora. Queria ver aonde ia parar tanta autoridade e racionalidade em meio à realpolitik.

Embora o neoliberalismo seja hegemônico globalmente, mais do que nunca com a eleição de Biden, folgaria em ver como se posicionariam aliados estratégicos do atual PDT como Maia, Neto e Kassab, defensores do teto de gastos e de tudo o mais que o posto ipiranga queira implementar.

Ademais, na sequência do estrovenga seria um deleite qualquer coisa, até ver um bocudo tendo que conter sua verborragia.

Responder

    Rodrigo

    19 de janeiro de 2021 às 23h20

    KKKKKK você falando assim até faz parecer que o Ciro é um grande revolucionário disruptivo comunista bolivariano, e não apenas um político tradicional bem fisiológico e centrista que apenas se rotula como “desenvolvimentista” por pura conveniência.
    Deixe-me te lembrar que o Ciro já foi da Arena e do PSDB, apoiou o Aécio, propôs a capitalização da previdência durante a campanha assim como o Guedes, fez o irmão e todo o PDT no senado votar a favor do projeto da privatização da água do Tasso Coca-Cola, e se meteu entre várias outras empreitadas conservadoras.

    Responder

Netho

19 de janeiro de 2021 às 18h25

Importantíssimo que as ideias propostas e as posições efetivamente de esquerda tenham voz no primeiro turno.
Sem a candidatura da paraibana Erundina, as temáticas do impeachment, revogação do teto de gastos, tributação das grandes fortunas e reversão das propostas neoliberais seriam olimpicamente ignoradas.
Afinal, as “reformas” aprovadas pelos Cartéis do PT, do MDB e do frentista do Posto Ipiranga saíram da pletora dos neoliberalismos que marcaram a face dos governos, desde FHC até o Messias da Cloroquina.
Erundina deverá demarcar a posição e imprimir maior pressão contra o CALIFADO BOLSONÂMICO no Parlamento.
A decisão do PSOL foi a mais acertada.
Combina realismo consequente com coerência programática.
Não há diferença entre o Bloco da Milícia&Rachadinhas e o Bloco da Propina&Cartéis

Responder

Deixe uma resposta