Paris Café: O que esperar da classe média para 2022?

Lula: “Se os companheiros dos partidos de esquerda acharem que preciso ser candidato, eu serei”

Por Redação

26 de fevereiro de 2021 : 10h01

O ex-presidente Lula (PT) voltou a dizer em entrevista ao Brasil 247 que se tiver adesão dos partidos de esquerda em favor de sua candidatura, vai para a disputa contra o presidente Jair Bolsonaro.

O petista também ressaltou que não pode descartar seu nome – mesmo após lançar Fernando Haddad – porque no “dia que eu falar isso tenho que me aposentar, pedir licença do PT e ir pra casa criar codorna”.

Assista e entrevista completa!

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

21 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

dcruz

27 de fevereiro de 2021 às 09h07

Desse mato aí não sai coelho.Será que o Lula ainda não se tocou que essa esquerda que ele fala tem tanto ódio dele quanto a direita?Preferem o bozo e sua corja no poder do que a volta do PT, pergunte só ao Ciro?

Responder

Patric

26 de fevereiro de 2021 às 19h16

Ele está inelegível , a única opção razoável da esquerda é Ciro Gomes.

Responder

    Claudemir Casarin dos Santos

    27 de fevereiro de 2021 às 11h09

    Ele já voltou de Paris?

    Responder

    helio

    27 de fevereiro de 2021 às 17h09

    O ex-Presidente é o único que tem força capaz para unificar o país. É sabido que nem mesmo a direita deseja a permanência do Bolsonaro, porque com ele todos perdem e, todos, temos perdido muito.
    Lula trás consigo uma grande capacidade de articular, conversar e achar posições comuns, solucionadoras dos nossos desafios, isso tanto no ambiente doméstico como externo, onde o Brasil é hoje um estado pária, mas que já foi o porto seguro das negociações em busca de paz e equilíbrio entre as ações. Não temos mais tempo, é necessário que essa aliança seja articulada e concluída, para que em 2022 o país saia da marginalidade mundial e retome os seus projetos sociais, devolvendo esperança à sua população.

    Responder

Marcelo

26 de fevereiro de 2021 às 18h46

O ególatra tenta coletivizar um desejo que é dele.

Responder

    Batista

    27 de fevereiro de 2021 às 16h38

    Só resta concordar sobre o ególatra, mas sem esquecer a bipolaridade.

    Da ‘Frente Ampla’ a ‘Crônica de uma Morte 12% Anunciada’, na ‘Folha’, hoje, ‘De Volta a Paris’:

    “Nesse quadro de hiperfragmentação [de candidaturas], quem for contra o Bolsonaro no segundo turno tem tendência de ganhar a eleição. O menos capaz disso é o PT.
    Por isso, a MINHA tarefa é necessariamente DERROTAR o PT no primeiro turno“.

    Depois tem quem ainda não entenda que Narciro continua sendo seu maior inimigo, o cara é egoísta até na definição do maior inimigo.

    Pode isso, Mangabeira?

    Responder

Evandro

26 de fevereiro de 2021 às 17h41

Ciro Gomes com Lula de vice. Míssil anti fascistas

Responder

    Batista

    27 de fevereiro de 2021 às 16h49

    Esse trem passou em 2018 e Narciro pagou pra ver e terminou omisso em Paris.

    Agora, se comprar a ‘MagaLu’ e mudar o Gomes pra Trajano, quem sabe vice, né?

    Responder

Francisco*

26 de fevereiro de 2021 às 16h31

Agora é a vez de Rodrigo Maia manifestar que Lula foi submetido a uma “inquisição” jurídica e midiática, aos poucos até a direita da classe dominante vai convencendo-se que só Lula salva o Brasil do fim de feira que por aqui instalaram a partir de março de 2014, para chegarem a maio de 2016, e da tragédia que representa a continuidade do inacreditável fantástico desgoverno ‘nacional entreguista’.

‘É O GOLPE DE 2016, ESTÚPIDO!’

Responder

    Batista

    26 de fevereiro de 2021 às 16h52

    Para acelerar, basta os Marinho pedirem desculpas a Lula no Jornal Nacional e as co-irmãs seguirem-nos, mas como sabiamente ensina o líder de fato que o Brasil possui para tira-lo do brejo em que o atolaram, economicamente, politicamente, socialmente e animicamente:

    “Imaginem o Bonner abrindo o JN e falando:

    – “Boa noite. Queríamos pedir desculpa por ter acreditado nas mentiras da Lava Jato contra o Lula…”

    “Isso jamais vai acontecer.

    Porque pra pedir DESCULPA tem que ter GRANDEZA.

    Daqui a 50 anos eles fazem.”

    Responder

Netho

26 de fevereiro de 2021 às 16h14

Lula é um candidato enterrado como sapo de macumba e preso se chave de cadeia. Lula tornou-se um especialista em erros crassos. Haddad segue prestando serviços decorativos e coadjuvantes de papagaio de pirata. O PT e Lula são abraços de urso e de afogado, respectivamente.

Responder

Helena

26 de fevereiro de 2021 às 13h24

Grande Lula! O meu voto vc sempre terá.

Responder

Valdeci Elias

26 de fevereiro de 2021 às 12h22

A chapa tem que ser: Lula presidente, pra vencer a eleição. E um vice do Centrão , pra garantir a governabilidade .

Responder

Miata

26 de fevereiro de 2021 às 11h38

É louco esse velho.
Aí Bozo leva de novo.

Responder

    Paulo Figueira

    26 de fevereiro de 2021 às 17h51

    Parece que as elites que promoveram o golpe pensam diferente de você.
    Foi a Lula que condenaram e prenderam naquela farsa travestida de processo para que ele não fosse candidato.

    Responder

canastra

26 de fevereiro de 2021 às 11h31

Tà moido de pinga.

Responder

Valeriana

26 de fevereiro de 2021 às 11h03

Tà mais facil candidatar uma codorna do que Lula….kkkkkkkkkkkkk

Responder

Alan C

26 de fevereiro de 2021 às 10h53

Os puxadinhos acham sim, sem nenhuma dúvida.

Responder

paulo

26 de fevereiro de 2021 às 10h11

Lula e PT estão, como em 2018, querendo eleger bonsonaro!

Responder

    Francisco

    26 de fevereiro de 2021 às 17h11

    Só se os omissos insistirem em derrotar o PT, fingindo que não estão a derrotar de fato o Brasil, ao por omissão derrotarem o PT e elegerem Bolsonaro para desgoverna-lo.

    Nessa magnitude, errar é humano, repetir o erro é animal, sabendo-se que não haverá mais Brasil pra acertar nos próximos 50 anos, enquanto colônia.

    Responder

    Paulo Figueira

    26 de fevereiro de 2021 às 17h47

    O candidato deve ser o Ciro 12%.
    Com ele a vitória é certa.

    Responder

Deixe uma resposta