Paris Café: O PT tem um projeto de governo? Qual é?

Cid anuncia que vai entrar com ação no STF para barrar privatização da Eletrobras

Por Redação

17 de junho de 2021 : 19h06

O senador Cid Gomes (PDT-CE) anunciou que vai entrar com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para barrar a MP da privatização da Eletrobras. O texto-base foi aprovado agora a pouco no Senado por 42 votos a favor ante 37 contra. O pedetista classificou a MP como ‘ilegalidade’.

Após o placar apertado, os senadores estão fazendo à análise dos destaques que são propostas para modificar o conteúdo da Medida Provisória.

Além disso, os senadores colocaram “jabutis”, ou seja, mudanças na versão aprovada pela Câmara dos Deputados. Com isso, o texto deve voltar a ser analisado pela Casa de origem. A previsão é que os deputados devem votar já na próxima segunda, 21, 24 horas antes da MP perder validade.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Netho

17 de junho de 2021 às 23h21

Na mosca! A privataria a toque de clarim e de caixa deve ser sobrestada.

Responder

Paulo

17 de junho de 2021 às 20h00

Tem muito interesse da deputaiada nesse projeto, um monte de jabuti…É um crime (e só perde em gravidade para a Lei da Impunidade, que aprovarão em causa própria, com apoio de Lula e cia, aliás, o projeto é petista). O rombo para os cofres públicos será enorme. E a conta vai sobrar pra nós, duplamente…

Responder

canastra

17 de junho de 2021 às 19h23

Perdem as eleiçoes, perdem as votaçoes no congresso e choram no STF…patéticos !!

Responder

    Murilo

    18 de junho de 2021 às 00h14

    Tirando o fato de que este crime foi enviado por medida provisória, o que é inconstitucional… Então sim, tem que recorrer ao STF.

    Responder

Deixe uma resposta